domingo, maio 16, 2021

Saab Naval

EUA acusam Paquistão de modificar mísseis Harpoon

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.naval.com.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

harpoon_agm-84_launch_from_p-3c_lg

vinheta-clipping-navalO periódico  ‘The New York Times’  informou, na sua edição de sábado passado, que a Marinha do Paquistão modificou míssies Harpoon, de ataque naval, para uso contra instalações terrestres.

Autoridades paquistanesas negaram veementemente as informações publicadas pelo jornal novaiorquino. Segundo as mesmas, isto faz parte de uma campanha dos EUA cujo objetivo é desestabilizar as Forças Armadas do Paquistão.

Um eventual modificação destes mísseis representaria uma violação ao “Arms Control Export Act” dos EUA, implicando em sérias sanções contra o Paquistão.

Os EUA ainda suspeitam que os aviões P-3C daquele país do oriente tenham sido adaptados para detectar e disparar míssies Harpoon contra instalações terrestres.

FONTE: AFP

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Flower Flap

Bruno Correia,

Os americanos não podem ser imputados, se o Paquistão usar esse missíl modificado a sua revelia, contra a India.

Anteriormente o Paquistão c/ ajuda da PRC já havia modificado alguns F-16, p/ empregar armamento nuclear.

Então como é que fica??? Se os paquistaneses bombardeiam alguma instalação indiana c/ uma bomba a de seu próprio arseanal, usando um ac americano, ilegalmente modificado c/ ajuda chinesa???

Percebeu as implicações???

carlosargus

Comprar equipamentos dos ianks é uma tremenda furada, eles sempre são controlados. é como eles podem afirmar q os paquistamenese modificaram os Harpoon’s ?Eles tem controles dos mesmos…só assim é isso é uma prova contudente deste controle. Temos de sair desrte controle , e ;go home .

Tiago Jeronimo

THOMAZELLI, Provavelmente uma antena VHF ou UHF.

Bosco

Flávio,
pelo jeito estamos desenvolvendo o ‘MAN’, que é um míssil anti-navio semelhante ao Exocet, mas se sabe muito pouco sobre o assunto.
Um abraço.

THOMAZELLI

Pessoal , analisando a foto do Orion acima , vejo alguns cabos que saem da cauda para proximo a cabine , o que seriam ?

[]s

Bosco

Jonas,
os americanos ainda têm o SLAM-ER que é derivado SLAM que é derivado do Harpoon.
Um abraço.

Flavio

Ótima explicação Bosco, obrigado pela aula!!!

E o MB, a quantas anda o nosso nossos mísseis navais? Ainda estamos pesquisando/desenvolvendo algum?

obg

BRASIL!!!

Tiago Jeronimo

Bem se eles consiguiram é uma bela façanha mas não deixa de ser uma quebra de contrato se existir alguma clausula(Provavelmente existe) vetando a modificação do armamento pelo comprador, nesse caso os EUA tem todo o direito de reclamar pois ninguém fica satisfeito com uma quebra de contrato desse tipo.

Jonas Rafael

Joaca, os americanos tinham o SLAM que era um míssil ar-terra desenvolvido a partir do Harpoon. Acho que é possível, se mudar o software de controle. Só não sei se a cabeça de guerra do harpoon “as is” é adequada para ataque contra alvos em solo.
Agora, será verdade isso? Como os americanos saberiam deste detalhe? Será que os grandes aliados estão em via de se embicar um com o outro? Ous erá parte de uma estrtatégia americana de mover-se em direção à Índia?

Bruno Correia

Flower flap,

Discordo do seu ponto de vista, parte se do principio que algo comprado passa ser de uso exclusivo do comprador e a utilização de acordo com a sua vontade.

Mais como no acordo entre o Paquistão e o EUA, existe o “Arms Control Export Act” nessa compra eles tomaram.

Clésio Luiz

Será que alguém ainda tem alguma dúvida de que comprar equipamento militar dos EUA é uma tremenda fria?

Flower Flap

Não é o caso de ser uma fria adquirir armamento americano, mas os EUA não podem ser imputados pelo comportamento de uma nação qnto ao desvio no uso desses armamentos.

Joaca

Pergunta para os especialistas: “Esta modificação é possível?”

Bosco

Joaca, o Harpoon deve ser o Block I que não possui sistema GPS integrado ficando por conta apenas do sistema de navegação inercial. A modificação do mesmo seria fácil bastando ‘isolar’ o radar altímetro para que ele voe a uma certa altitude e mudando o software do sistema de controle. Após o lançamento a plataforma inercial faz o resto. A margem de erro para 130 km deve ser da ordem de uns 100 metros, o que é muito para um alvo pontual mas que não deixa de ser interessante. Também a cabeça de combate pode ter sofrido algum tipo de… Read more »

Virtualxi

Os Americanos cansaram de copiar tudo de bom e melhor da URSS, para tornar assim seus bons armamentos em ótimos armamentos.

Então, que atire a primeira pedra………

Flavio

Valeu Bosco

Jairo

Vcs tão perdendo tempo com essa discussão besta, isso é problema de contrato, se os americanos colocaram uma cláusula e os paquistaneses aceitaram, azar dos paquistaneses, se não colocaram azar dos americanos, simples.

rommelqe

Por falar em Orion e Harpon, a FAB recebeu os exemplares comprados?

- Publicidade -

Reportagens especiais

Visita ao USS ‘America’

O novíssimo navio anfíbio de assalto de última geração USS America (LHA 6) tem um brasileiro a bordo Ricardo Pereira...
- Advertisement -