quinta-feira, maio 13, 2021

Saab Naval

Escolha do Rafale para a FAB pode também beneficiar a MB

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

rafale-naval

A Marinha do Brasil também poderá lucrar com a escolha do caça Rafale para a FAB. Um lote de Rafales F1 poderá ser adquirido pela MB, pois a aeronave já operou no PA Foch (atual NAe São Paulo).

O Rafale pode operar no navio-aeródromo brasileiro configurado para operações de defesa aérea (CDF), dentro do limite de peso da catapulta e do aparelho de parada.

Se o Rafale for mesmo adquirido pela MB, a modernização dos AF-1 Skyhawk talvez possa ser cancelada.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

73 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
73 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Subtil

Os hangares do SP não suportam o Rafale,

Ele operou no tempo do Foch só para testes,

Para decolar , só quase limpo , seu peso armado totalmente excede a capacidade do navio.

Sem saco

Tem uns vidiozinhos no youtube com o rafale operando armado no São Paulo(foch) é só procurar, inclusive com ele dentro dos hangares.
As catapultas do São Paulo foram recalibradas tanto como os aparelhos de parada, porque será em !?!?!
O contrato de mordenização dos A4 já foram assinadas, e só 12, porque será em !?!?

Lucas Calabrio

Prezado Baschera
Concordo contigo, pois a atividade é bem diferente, pois não pode errar, inclusive os caças embarcados sejam bipostoso (salvo engano todos os f-18 sh da marinha americana são biposto).
sds

Baschera

Bulldog,

Respondi sua questão no meu post, acima do seu.

Lucas Calabrio,

Num NAe, se vc errar…… toma “banho”…hehehee…
Sim, os F/A-18 Super Hornet, qualquer versão, são todos navalizados(inclusive todos dobram as asas) e são todos bi-postos (ou bipostos…??).

Sds.

Lucas Calabrio

Prezado Baschera
Pela antiga ortografia é bi-posto ,mas pela nova é biposto
sds

xerxes

é quando eu falei sobre isso BM, quase me lincharam , apesar de todos saberem dos videos e notícias dos testes do rafale no foch(são paulo)muitos discordaram, mas agora com essa noticia dada pelo pepê acoisa muda de figura , bem não sei se será concretizado agora, mas acredito que a MB não largará os A-4 pra ingressar nesta empreitada.

bulldog

Baschera,
só vi depois que postei…rs…com 19,5 dá pra lançar do A-12.

Baschera

Bulldog,

Se colocarem a “rampinha” à vante….. senão…. o risco de tomar um “banho” é grande.

Sds.

GHz

Baschera,

Tem certeza que existe Rafale M biposto???

Tailhooker,
Estamos juntos na campanha. E com link BR2 integrando tudo.
Com relação ao custo operacional, acho que a evolução da estrutura do MinDef buscará uma unificação logística das FFAA, que cairia como uma luva no caso dos Rafales.
Já é uma realidade o planejamento de utilização de bases aéreas por mais de uma força em caráter permanente. Acho que Manaus será a primeira a sedir esquadrões tanto da FAB (UH-60), como do EB (UH-60) e da MB (UH-14 Super Puma).
Talvez este post ficasse melhor no Poder Aéreo…

[[ ]]
GHz

Tailhooker

Que venham os F1 para a MB já. Se a configuração que aparece nos vídeos é tida como limitada, na minha opinião,esta configuração está boa demais, sem precedentes na MB. Só acho que a MB não terá “perna” para bancar este custo operacional. Lmbrem-se que essa não é a atividade fim da MB. Além do mais, a MB já foi muito aquinhoada com a compra dos subs. Não creio que levem isso para frente. Mesmo assim, torço muito para que isso aconteça. Façamos uma campanha; Rafale para a MB Já. De tanto a gente falar isso aqui, pode ser que… Read more »

mauro dias

Dalton e Gulppy,

Foi isso mesmo. Coloquei só de brincadeira, não levem a mau.
A pronúncia , não sabia mesmo qual era.
Mas foi por causa do estudo de física de detonação do IME, que vazou para imprensa.
Mas , quem sabe em uma outra serra do cachimbo.Mudando aconstituição é claro.
Abraços

Garreau

Podemos aproveitar a onda e pedir pros franceses deixarem o Carrefour vender aqui, entre outros, os seguintes produtos em pó, bastando adicionar água: pilotos de caça supersônico, engenheiros nucleares, submarinistas p/ SubNuc de defesa (sic), técnicos e mão-de-obra especializada para o pós-construção do subnuc.

Ah, sugiro o seguinte nome p/ o subnuc de defesa (sic), mostrando nossa total independência: “Villegagnon”.

Baschera

Senhores…. Todos os vídeos sobre os TESTES do Rafaleco M F1 no Foch (A-12 da MB) são exatamente o que parecem…. TESTES de VALIDAÇÃO da capacidade de catapultagem, com o auxílio de um MINI TRAMPOLIM na catapulta de vante. O trampolim é necessário para “alongar” o espaço de corrida da aeronave, pois 50 metros não são suficientes para fazer decolar 20 toneladas (embora o Rafale M F1 em configuração PAC pese 19,5 ton… e meio degradado em capacidade de carga embarcada, seja armamento, seja combustível). A limitação de peso é necessária pois, caso haja a necessidade de pouso não se… Read more »

bulldog

Operando com Rafales F1 e A4 a MB teria real capacidade de ataque, usando caças para garantir a “segurança” aérea (Rafales F1 operando linkados com AWACS) limpando o caminho para os A4 efetuarem ataques contra navios ou bases em solo. Aí o A-12 seria o que se espera de um NaE. A questão é: O Rafale M (naval) é um pouco mais leve que os F1 da AdA (pq tiraram o canhão 30mm), apesar de que a suspensão é mais forte…de qq jeito, com todos os dentes e pontos molhados (tanques externos) ele chega a 24 ton de peso… antes… Read more »

Corsario 01

Jonas Rafael,

Se vc lê-se a PEAMB então, ficaria mais incrédulo ainda, mas, o Brasil mudou e as coisas agora sob a batuta do MD, serão bem diferentes.

Apenas não acontecerão na velocidade da internet. hehehehehehehehe

Uma coisa de cada vez amigo e vc verá. Eu coloquei até 2031.

Lucas Calabrio

Prezado Nunão
Salvo engano, o acordo fechado dos subs falam em transferência de tecnologia, para usina nuclear para produção de energia elétrica.
Daí é um passo.

Nunão

Lucas, concordo que daí é um passo.

Mas é um passo, no mínimo, do tamanho de um convoo de um NAe. Haja perna!!!

Saudações!

mauro dias

De qualquer forma do jeito que os acordos foram feitos, muito profissionalmente, mesmo as ingerência de ordens políticas , foram com um objetivo claro, desinformar e tirar o foco. Acho difícil cancelarem a modernização dos A-4, já foram assinados.E depois não iriam perder esta oportunidade, creio que ficaram com A-4 e Rafale no São Paulo, e isto a algum tempo vem sendo esperado, do locaç onde passo quase todo dia, vejo o A-12 e a movimentação nele é incomum, ele levantou ferro algumas vezes para testes , e foram muitos. Vem mais por aí, toda movimentação por aqui, RJ- Niteroi,… Read more »

mauro dias

Em tempo, será que eles emprestariam o atol de Mululoa?

lfs

Os a4 modernizados vao poder lancar bombas inteligentes e exocets?
Os rafale F1 tem alguma capacidade ar-solo?

pampa1

Corsario, as catapultas do A12 já não foram retrofitadas? Eu tinha esta informação. O A12 não está saido para provas de mar neste mês? A minha memória me traiu?

marujo

Mais uma boa notícia de 2009 para a MB e para o Brasil.

Dalton

Mauro…

o atol chama-se Mururoa e os franceses nao o utilizam mais para testes nucleares nem mesmo para testes subterraneos que sao norma hoje em dia, pois mesmo os subterraneos estavam tornando-se perigosos e os franceses gastaram uma fabula em indenizaçoes por lá.

abraços

gerson

Caros amigos,

Para os senhores pensarem! video do rafale sendo catapultado do Nae Sao Paulo (Foch) e armado!!

GUPPY

Mauro Dias,

Você quiz dizer “Mururoa”, o nome daquele Atol no Pacífico Sul onde a França realizou vários testes nucleares, na atmosfera, gerando protestos da Nova Zelândia e outros países, ou eu não entendi?

Nunão

“lfs em 08 Set, 2009 às 16:10 editar
Os a4 modernizados vao poder lancar bombas inteligentes e exocets?
Os rafale F1 tem alguma capacidade ar-solo?”

lfs,

Pretende-se que, após a modernização, os AF-1 possam lançar bombas inteligentes e mísseis antinavio (porém o Exocet não deve ser compatível com eles, provavelmente terá que ser outro modelo).

O Rafale F1 é a primeira versão da aeronave, com hardware e software compatíveis apenas com missões ar-ar. As missões ar-solo só foram disponibilizadas na versão seguinte, a F2.

Angelo Nicolaci

Roberto CR

ja esta nos planos da MB S-2 AWACS e de reabastecimento, e seria sim possivel operar tanto os rafale quanto os A-4

Angelo Nicolaci

Luciano

Isso seria uma ideia de girico, trocar as catapultas por outras mais potentes não é tão simples, é melhor construir logo um novo NAe, pois o A-12 em breve estara no fim de sua vida

gerson

Caros amigos, Le Monde o maior jornal da Franca o detalhamento da proposta na visao dos Franceses e segundo o jornal eles vao montar os 6 primeiros na França e os outros 30 ja no Brasil. sem falar que esta parceiria é realmente pra valer em todoas as areas, vi no bom dia Brasil que por exemplo a franca ja vai enviar atraves de parceiria com seus laboratorios 18 milhoes de doses de vacina pra gripe suina, tambem atraves de acordos da area de energia nuclear passara tecnologia para as novas usinas nucleares brasileiras e por ai vai, como podemos… Read more »

Ricardo

Ai…

Quando eu disse isto aqui quase fui esquartejado, jogaram na minha cara que o trem de pouso era diferente, que a versão era mais pesada bla bla bla…

Mas como “administrador” até agora o que eu disse esta dentro…

E agora galera que jogou pedra como fica ? 🙂

Bruno

Muscimol:

Russos abrir base naval na Venezuela???so se for pra fazer exercício junto ao Brasil…não sei se vc sabe, mas os russos ja estão preparando o terreno deles pra uma possivel aliança militar com o brasil por causa do PAK-FA…a Venezuela meu amigo…nem sonha com isso ainda..e a essa altura do campeonato tão mais q queimado por causa desse surto de Bolivarismo do presidente deles..

Mineiro

Não creio que a modernização dos Skyhawk seja cancelada pelo motivo da versão do RAFALE (F1) e a necessidade de limitação de sua carga no São Paulo. Os Skyhawk devem ficar com a missão de ataque, para a qual atendem muito bem e segundo informações antida deste mesmo blog, têm um bom raio de ação.

Mineiro

Ops! = antida – leia-se antigas

Edmar

Caros Amigos.:

Eu já ouvi falar que vai ser modernizados sim 12 aviões “AF1 A-4” com o mesmo padrão que será modernizados os “AMX A-1”.
Em primeiro plano ouvi-se um boato da compra de 6 caças “Dassault Rafale F-1”.
O “Porta -Aviões SP” parece estar passando por uma boa reforma e reforço em partes da estrutura.
Em primeiro plano pode ser que tenhamos 6 caças “Dassault Rafale F-1” e 12 aviões de ataque “AF1 A-4”. Vamos aguardar.

Abraços.

Luciano

Não daria para trocar a catapulta por uma melhor (com capacidade de 30 ton?) pra usar o rafale de qualquer modo 😀

Lucas Calabrio

Temos que ter condições de constri-los todos aqui

Lucas Calabrio

constri-los = construí=los

airacobra

eh bom ate imaginar,

A-12 com 2 lançadores de mistral/simbad + 2 lançadores albatros/aspide + 2 canhoes de 40 mm mk-3 trinity e + as 5 .50 que ja possue

e com essas crianças abaixo no convôo

6 rafale M f-1
8 af-1m
2 s-2t aew
2 s-2t cod/revo
3 sh-60

ta de muito bom tamanho para nossa Briosa

airacobra

*possui

me desculpem

Hornet

Concordo com o Bruno. Certamente pesou. E mais que isso, a padronização e otimização dos meios é uma prerrogativa da END. A MB e a FAB usando o mesmo caça é o mais racional. Mas não creio que a modernização dos Skyhawk possa ser cancelada. Se a MB for esperar pelos Rafales novos, construídos no Brasl e tudo isso, ainda demoraria um tempo. E se a MB receber algum Rafale da MN, de “pronta entrega” digamos assim, acho que podem ser usados juntos com os Skyhawks até aposentarmos os A-4 e o A-12 também. São só 12 Skyhawks que serão… Read more »

muscimol

Quem semeia discordia colhe ….

o Chavez vai convidar os russos para abrirem la uma base!!

Lucas Calabrio

Prezado Corsario

O mais interessante é o Rafale F-1, esteja atualizado para o F-3
sds

CADU

Pessoal, o A-12 já passou por uma grande reforma e esta fora da doca, inclusive foram retrofitadas as suas catapultas, foram gastos R$ 80.000.000,00 em sua reforma total, a MB, não irá docalo de novo, e gastar quase a mesma quantia para aumentar a capacidade das catapultas, até porque, do jeito que a coisa vai, acho que vamos de NAe NOVO até 2021, vamos que vamos Brasil.
Saudações.

Dr Ryan

Putz… com isso iremos desbancar a IV Frota americana! huahaua…
Sonho meu!

Corsario 01

Vamos por partes: 1- No São Paulo cabem todos os 12 A4 e os 10 Rafales M F1 mais os SH-60 e os 3 S2 que a MB irá operar. Porém, a MB não irá ter 12 A4 e 10 rafales operando ao mesmo tempo, logo…..! Vamos pensar! 2- A catapulta lateral está sofrendo um retrofit e terá novamente a capacidade de disparos desejada.( Não posso informar o número)rsrsrsrs 3- A catapulta de Vante sofrerá o mesmo retrofit mas só após a volta do SP à Esquadra. 4- As catapultas do SP já possuem a capacidade máxima de lançamento. Não… Read more »

Clausewitz

Chaves e Evo, a vezes de vocês está chegando. Só resta a vocês escolher o lado do ataque! Ah.. odeio bolivarianos!

Storm

Rafale M, mesmo na sua versão f-1 e por um preço “amigo” é um grande salto para a MB. será o melhor avião de asa fixa já operado na história da MB. Torço muito para que isso se confirme, ficaríamos muito bem com 10 caças modernos para intervenção, defesa da frota e superioridade áerea e outros 12 A-4 modernizados para ataque à superficie. por isso tenho certeza que a modernização dos A-4 não será cancelada. porque os mesmos são valiosos, até como treinadores, e também vai que os Rafale não venham, ficariamos sem nada ? se os Rafales forem modificados… Read more »

Storm

Rafale M, mesmo na sua versão f-1 e por um preço “amigo” é um grande salto para a MB. será o melhor avião de asa fixa já operado na história da MB. Torço muito para que isso se confirme, ficaríamos muito bem com 10 caças modernos para intervenção, defesa da frota e superioridade áerea, e outros 12 A-4 modernizados para ataque à superficie. por isso tenho certeza que a modernização dos A-4 não será cancelada. porque os mesmos são valiosos, até como treinadores, e também vai que os Rafale não venham…, ficariamos sem nada ? se os Rafales forem modificados… Read more »

Corsario 01

Acho que o Rafale M F1 não tem como ser elevado a F3. Eu tenho que confirmar isso, mas tenho quase 100% de certeza de que no máximo ele vai a F2.

Por isso é que foram estocados. Mas mesmo assim, os F1 são muito válidos para a MB.

OBS: Desde que seus motores sejam os mesmos da versão F3, pois os anteriores eram uma bomba e vivam dando problemas.

Muita atenção para este detalhe!!!!

Roberto CR

Valeu Corsario

- Publicidade -

Reportagens especiais

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...
- Advertisement -