Home Noticiário Internacional Revelado novos detalhes do programa FSC

Revelado novos detalhes do programa FSC

138
0

Nova classe de fragatas da Royal Navy substituirá as Tipo 22 e Tipo 23

fsc

A futura classe de fragatas da Royal Navy começa a tomar forma. Durante a DSEi (Defence Systems & Equipment International 2009), que ocorre em Londres até o próximo dia 11 de setembro, a BVT Surface Fleet apresentou o modelo conceitual da variane C1 do FSC (Future Surface Combatant).

O programa FSC visa, a partir de 2020, substituir as fragatas classe Tipo 22 e Tipo 23 atualmente em atividade na Royal Navy.

As informações preliminares dão conta de que, no arranjo geral, os navios terão certa semelhança com a classe Daring porém, deslocando 6.000 toneladas e com características multifuncionais. Um dos pontos que mais chamou a atenção dos visitantes foi a presença de uma rampa na popa sem função específica, associada a um paiol de dimensões consideráveis. Essa característica daria ao navio uma flexibilidade enorme, permitindo o embarque de veículos não tripulados, sonar rebocado ou mesmo equipamentos para forças especiais.

O convés de voo apresentado possui grandes dimensões, podendo embarcar até mesmo um helicóptero do padrão do Chinook. O hangar adjacente possui um local dedicado para o embarque de veículos UAV, além do espaço necessário para um helicóptero tripulado.

Atualmente os estudos do FSC estão sob a responsabilidade do NDP (Naval Design Partnership). O grupo BVT deverá encabeçar o projeto a partir de 2010, e será o contratante principal do programa. Desta forma, o projeto receberá um maior refinamento.

É bastante interesante o acompanhamento deste programa pela Marinha do Brasil, uma vez que os estudos da futura classe de escoltas da MB encontram-se em andamento.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Jonas Rafael
Visitante
Jonas Rafael

Está segundo os passos do LCS americano ou é impressão minha? Mas me parece ter um perfil meio alto não? mais acima da linha d’água…

lucas lasota
Visitante
lucas lasota

Uma vez participei de um simpósio na escola de guerra naval e o palestrante falava justamente dessa quebra de paradigmas no cenario futuro.

Este projeto mostra bem a quebra de paradigmas tanto no formato, quanto no objetivo de atender um maior leque de missoes por uma mesma plataforma.

Isso é a evoluçao.

Caipira
Visitante
Caipira

Um chinook embarcado…nossa senhora…linda imagem.

Tiago Jeronimo
Visitante
Tiago Jeronimo

Não serviria pra nós ao invés da FREEM? Já temos um histórico de operar navios ingleses então será que existiria pelo menos a possibilidade de se cogitar esse projeto para substituir nossas fragatas da classe Niterói?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Navios muito interessantes e, tendo em vista a tradição britânica da MB, deveriam ser considerados ao invés das FREMM

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

Muito interessante esse novo conceito Britânico, seria muito bom a MB estudar esse conceito
.
Agora vamos conspirar: será que essa rampa não seria para tentar operar um F-35??? Já imaginaram o alcance e poder de fogo de uma Fragata se isso fosse possível?
Imaginem o Trio, Fragata, Super Lynx e F-35, isso sim seria uma quebra total dos paradigmas!!!

Ai, bati a cabeça aqui…
Tô sonhando demais.

Sds.

AL
Visitante
AL

Só uma dúvida: no último parágrafo, sugere que a MB faça o acompanhamento desse programa, ou que ela já está fazendo isso? Fiquei em dúvida quanto a isso… Que seria bom ela fazer isso seria, ainda mais agora que está meio no começo, poderia pedir para participar do planejamento dela e construir junto… Viagei????? Abraços.

Sierra
Visitante
Sierra

Por que não fazer como a Alemã, que, para reduzir custos, juntou-se com o Canadá e a Dinamarca para produzirem a Classe F-124 Sachsen? Aí, sim, teríamos um Navio “estado da arte”.

E eu nãoa credito que a Royal Navy seja capaz de construir uma “pedra”… hehehe…. pois o parlamento inglês seria o primeiro a questionar o “investimento do dinheiro público”…