Home Noticiário Internacional SSN ‘Nerpa’ conclui testes de mar e será entregue à Índia

SSN ‘Nerpa’ conclui testes de mar e será entregue à Índia

139
5

vinheta-clipping-navalO SSN russo Nerpa (K-152) concluiu com sucesso os testes de mar, informou uma autoridade militar daquele país nesta segunda-feira (28/12) à agência de notícias Ria Novosti.

O Nerpa foi arrendado para a Marinha da Índia por U$ 650 milhões durante um período de dez anos. Mas antes de ser entregue, ele será comissionado na Marinha da Rússia no estaleiro Amur. Na Índia o Nerpa será rebatizado como INS Chakra.

Em novembro do ano passado o SSN sofreu um grave acidente a bordo enquanto realizava provas de mar. Das 208 pessoas a bordo, 17 homens faleceram. Os custos do seus reparos foram avaliados em U$ 65milhões.

FONTE: RIA Novosti

NOTA DO BLOG: a idéia de operar um submario nuclear arrendado antes de possuir o próprio é bastante interessante. A própria Índia já havia operado um SSGN da classe ‘Charlie’ entre 1988 e 1991. A questão é saber quem estaria disposto a arrendar um para o Brasil?

LEIA TAMBÉM:

5
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
HumbertoDaltonHornetWolfpack Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Desculpe, sem querer polemizar, a situação geopolítica da região confere a Índia a necessidade de ter suas forças em alerta e prontidão com as presas afiadas todo o tempo. Cercada por China e Paquistão, a situação é sempre quente na região. Não enchergo necessidade nenhuma da Marinha Brasileira operar um submarino nuclear arrendado. O Plano Nuclear Brasileiro visa o desenvolvimento de um submarino nuclear completo, o que segundo informações a Índia também o faz com insucessos seguidos. Capacidade de se operar é uma das fases finais do Projeto. Bem, desculpe, mas é somente minha opinião. Por sinal, o Paquistão opera… Read more »

Hornet
Visitante
Hornet

Pé de pato mangalô trêis vêis…

É verdade Mauro…hehe

E também concordo – com vc e o Wolfpack – que o Brasil não tem a menor necessidade de arrendar um sub nuc. Aliás, o projeto do sub nuc brasileiro é muito mais para desenvolvimento tecnológico (assim como o FX2 e outros programas semelhantes) do que qualquer outra coisa.

abração

Dalton
Visitante
Dalton

negativo Wolf…

o Paquistão opera 5 subs convencionais, sendo que 3 deles sao do tipo Agosta 90B, e os outros 2 mais antigos Agosta 70, todos de origem francesa.

O Paquistão não decidiu por mais submarinos franceses, fala-se em alemaes 214, ou mesmo chineses, já que a cooperação entre Paquistão e China vem aumentando.

abraços

Dalton
Visitante
Dalton

Já que o Mauro mencionou submarino mal assombrado…ou seria BEM assombrado, há o caso do USS Squalus novo em folha que afundou durante um teste antes mesmo da entrada dos EUA na guerra.

Mais da metade da tripulaçao foi resgatada graças a um sino de mergulho porém os que estavam nos compartimentos da popa não sobreviveram.

O Squalus foi trazido de volta a superficie, e recomissionado
com outro nome, Sailfish, que teve uma carreira agitada durante a guerra e mesmo afundou um porta-avioes de escolta japones, mas
sobreviveu a guerra.

sds

Humberto
Visitante
Humberto

Como exercicio de raciocinio, arrendar um subnuc seria interessante, pois com isto o pessoa de bordo já vai “pegando” a mão (mais tempo submerso, não existe a necessidade de snorkel, ou seja desde a nova tecnologia a alimentação teria que ser profundamente alterado) sem contar que creio que a operação do mesmo deva necessitar de um pessoal com aquele plus, diferente dos atuais convencionais. Creio que por tradição, submarinos ocidentais seriam os ideais, subnuc Ingleses, Americanos e Franceses (mais ou menos nesta ordem), acho que a adaptação da doutrina seria menos dramatico. Agora dificil seria convencer os paises a “alugar”… Read more »