Home Noticiário Internacional Cortada a chapa do primeiro submarino ‘Scorpène’ brasileiro

Cortada a chapa do primeiro submarino ‘Scorpène’ brasileiro

324
38

Primeira chapa do Scorpène brasileiro

vinheta-destaqueA DCNS em Cherbourg iniciou hoje a produção industrial do programa brasileiro de submarinos. Este é o maior contrato internacional já assinado pelo grupo DCNS.

Abrange o design e implementação de transferência de tecnologia de quatro submarinos convencionais baseados na classe “Scorpène”, mas também a assistência para a concepção e implementação da parte não-nuclear do primeiro submarino nuclear brasileiro.

A construção de um estaleiro e uma base naval no Brasil, também fazem parte do contrato, estimado em mais de 7 bilhões de euros.

Esta manhã, a primeira chapa do primeiro submarino foi cortada. Cherbourg é responsável pela construção da proa do submarino, que deverá entrar em serviço em 2017.

FONTE: Ouest France.fr / COLABOROU: Francoorp

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francoorp
10 anos atrás

7 anos é muito !!!

Mas fico feliz com este dia histórico para a nossa MB, e que venham mais equipamentos franceses, pois estes estão demonstrando que cumprem o contrato !!!

Parabéns à França e ao Brasil por este acordo, e longa vida aos Scorpene na nossa MB!

Valeu !

Marco Antonio Lins
10 anos atrás

Amigos

Comentei agora mesmo no Plano Brasil, a minha alegria.

Parabens a todos!…

Abs

Alex Nogueira
Alex Nogueira
10 anos atrás

Momento de alegria para todos cidadãos brasileiros!

Enfim começou nosso mais ambicioso programa militar (ao menos que eu sei 😉 ).

Espero que todos os Sub sejam concluidos sem nenhum percalço e que estejam logo todos operacionais, e que venham logo mais uns 20 desses, pois sem dúvida seram nossas maiores armas para defesa.

Parabéns a nossa Marinha, que com muito esforço conseguiu dar este importante passo a frente.

Fábio  Mayer
Fábio Mayer
10 anos atrás

Eu festejo, mas…2017?

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

“…pois estes estão demonstrando que cumprem o contrato !!!”

Espere pelas provas de mar ou então qndo do 1º PGM deste submarino, no Brasil.
Não há nada do que está acontecendo na França, p/ comemorar.

André
André
10 anos atrás

Eu também estou muito entusiasmado com o inicio dessa nova fase de submarinos do Brasil, na verdade estava contando os dias para esse momento acontecer. Ja estou até imaginando eles no site NGB, e ativo claro. Como será a insignia e o nome dessa primeira unidade, o irmão do Tikuna iria ser chamado de Tapuia, talvez transfiram esse nome para essa unidade quem sabe? A Força de Submarinos está entrando em uma nova fase com unidades francesas, antecedidos por subs italianos, americanos, ingleses e alemães. Espero que essa seja a úlima geração de submarinos estrangeiros do Brasil, como é o… Read more »

RL
RL
10 anos atrás

Impressionante como tem gente negativa nesse mundo.

Caraca.

Vamos Brasil.

Democracia
Democracia
10 anos atrás

ok, agora sim eu acredito que as coisas estão andando.

Viva a República !!!

Fox Bravo
Fox Bravo
10 anos atrás

Eu não entendi, me parecia que o 1º submarino convencional iria começar em 2011! Estão adiantando em quase 1 ano? Nossa e for isso mesmo, estou realmente surpreso, com o devido empenho e destreza que estão dando a este projeto. Parabéns Marinha, parabéns Brasil.

Galileu
Galileu
10 anos atrás

Eu disse que somente aos Subs, eu estava otimista.
Eu acho que vão adiantar a data da entrega…..mas só intuição

carlos argus
10 anos atrás

Mt bom, + quando vamos cortar a chapa dos SubNuks ? Bem melhor .

RtadeuR
RtadeuR
10 anos atrás

Esses subs parecem um sonho. Alguém sabe quanto tempo de vida ainda tem os atuais subs do Brasil????

Ulisses
Ulisses
10 anos atrás

Gente,acho que são 7 anos porque não será um submarino totalmente frances,pois será uma versão do scorpéne com desenvolvimento brasileiro,lembrem-se disso,é SBR,e não só simplesmente Scorpene.

Samuel Henrique
Samuel Henrique
10 anos atrás

Muito boa noticia!

Espero que seja o inicio de nossa modernização! E que venham mais!
Também acho que será adiantado o prazo de entrega!
Fica uma pergunta, sendo projetos tão diferentes (Alemães e franceses), nossos submarinistas já estariam se preparando para esta mudança?
Já teria sido resolvido o que será feito com o espaço que ficará, por estes submarinos não terem as celulas do AIP?

vamos Marinha…..acorda!

kurita
kurita
10 anos atrás

Até 2017 galera , quem viver verá.

nod_br
nod_br
10 anos atrás

perguntaram o pq de 2017… lembrem-se que apenas a proa do 1º Scorpene será construída na França. o restante do submarino será construído aqui, no novo estaleiro que ainda será erguido.

[]´s

marujo.
marujo.
10 anos atrás

Até que enfim algo acontece de fato.

Barca
Barca
10 anos atrás

Francoorp parabéns colaboração,é bom ver que a nossa defesa sua,minha e de tantos outros do acrodo Franco-brasileiro está dando seus passos,e acrestento mais ainda amigo,sabe essa foto do Scorpene parece que todos os instrumentos que ficam no interior do sub ficam suspensos pra evidar emissão de ruidos,o scoprpene é um submarino de díficil detecção ,não é qualquer sonar que capta ele,vamos tb aprender a concepção e projeto do submarino,estamos dando um grande passo,uma sugestão que eu faria ao galente seria uma pesquisa sobre a tecnologia do reator do nosso futuro subnuclear,pois dizem que nossa tecnologia de reator vai ser magnetica… Read more »

Paulo Rick
Paulo Rick
10 anos atrás

Pois é,

Não estavam dizendo que as verbas dos subs tinham sido contigenciadas, que nada ia ser construído, que os franceses não cumprem contratos, e que não haviam recebido nada, etc…

E os 03 EC-725 também já estão quase prontos.

“Nunca na história desse pais!” 🙂

[ ]´s

Paulo Rick
Paulo Rick
10 anos atrás

Segundo a meretmarine o SBR terá 09 metros adicionais em relação ao Scorpene comum, e um diâmetro de casco maior, será então um Super Scorpene.

http://www.meretmarine.com/article.cfm?id=113263

[ ]´s

Marco Antonio Lins
10 anos atrás

Amigos

Imensa felicidade de minha parte,parabenizo a MB pela competencia que conduz as coisas. Por se determinada no que faz objetiva,incisiva,sem alardes. Estes são valores inestimaveis de uma boa gestão.

.Abs

Bom Dia para todos

Ricardo
10 anos atrás

E como esta a construção da nova base naval ?

Tiveram problemas para liberar a papelada… Sera que resolveu ?

[ ]´s

Callia
Callia
10 anos atrás

Alea jacta est!

marlige
marlige
10 anos atrás

Tudo indica que a construção da BAse atrasará.

De qq modo, parabéns a MB pelo importante passo rumo ao poder de dissuasão.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

“nod_br disse: 27 de maio de 2010 às 22:57 perguntaram o pq de 2017… lembrem-se que apenas a proa do 1º Scorpene será construída na França. o restante do submarino será construído aqui, no novo estaleiro que ainda será erguido.” nod_br: Creio haver um equívoco no seu comentário. O primeiro submarino será construído totalmente na França, o que servirá também para treinar a mão de obra para montagem dos demais aqui. O prazo de entrega é 2016, o que dá a entender que iniciará então as provas de mar e, tudo dando certo, será entregue para o setor operativo em… Read more »

Paulo Rick
Paulo Rick
10 anos atrás

Nunão, A notícia da meretmarine é muito clara: “A l’instar de ce qui a déjà été fait pour les Scorpène chiliens et malaisiens, la moitié avant du bâtiment sera réalisée en France puis transférée dans un autre chantier pour achèvement. Il s’agira, en l’occurrence, du nouveau site de Sepetba, à l’ouest de Rio, où la construction d’un chantier et d’une base navale a récemment débuté avec le soutien de DCNS, qui compte une équipe sur place.” Tradução livre: Assim como ocorreu com os Scorpenes do Chile e Malasia, a metade dianteira(proa) do submarino será construída na França, e depois será… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Ok, Paulo Rick. Não tinha lido essa notícia da Meretmarine. Vi um informe da DCNS esclarecendo que essa seção será feita em Cherbourg, mas nada fala sobre as demais seções: http://www.dcnsgroup.com/press/dcns-decoupe-la-premiere-tole-du-premier-de-serie-du-programme-de-sousmarins-bresiliens.html De qualquer forma, pela ausência das demais seções no texto da DCNS, pode-se corroborar o que a Meretmarine escreveu. Mesmo nesse caso, não vejo problemas para cumprir o prazo, desde que as seções a serem construídas aqui no Brasil não dependam da construção das instalações necessárias para isso no novo estaleiro. Na minha opinião, elas teriam que ser construídas numa instalação já existente, como foi o caso dos 3… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Pegando um trecho de matéria anterior a essa (a primeira dos links onde também você pode ver a referência sobre a inauguração pelo presidente em junho, à qual fez referência), acho que fica mais claro o que quero dizer: “Ao lado das instalações da Nuclep, o braço industrial do complexo nuclear do Brasil, o grupo Odebrecht começa a obra da Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas, UFEM. Depois virão um avançado estaleiro e uma base de submarinos de alta sofisticação. O presidente Luis Inácio Lula da Silva vai visitar o local até o final de julho. Deveria ter feito isso… Read more »

Paulo Rick
Paulo Rick
10 anos atrás

Nunão, Creio que você está certo, o que o estaleiro faz é a montagem final, quer dizer a Nuclep e o resto das industrias fabricarão os sistemas e as peças. Cabendo ao estaleiro montar as seções que correspondem a metade do submarino, o Scorpene é feito assim, quer dizer o casco é montado em duas partes e depois unido no centro. Assim, o primeiro submarino estará sendo construído em paralelo ao estaleiro, cabendo a este somente a união das seções da popa, e receber a metade da proa da DCNS para a união final. Creio que as obras do estaleiro… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Ok, Paulo Rick.

Espero que, em breve, a notícia “cortada a primeira chapa das seções brasileiras do primeiro SBr” possa ser publicada, para que o cronograma seja cumprido, sem depender de novas instalações para tanto.

O tempo para levantar o galpão de montagem das seções e instalações / equipamentos para tanto / treinamento da mão-de-obra é algo que me parece factível (embora não permita atraso algum, por motivos técnicos, financeiros ou seja quais forem).

joao carlos
joao carlos
10 anos atrás

Afinal, quais sao os armamentos do nosso SBR? Pois não quero ter que lero BOUCHEAT dizer em uma futura máteria que esse material bélico nem ao menos bóia….

obrigado

Átila
Átila
10 anos atrás

Graças a DEUS; e já não era sem tempo! ! ! PQP! ! Comentários otimistas! ! ! Éh isso aí! ! ! Assim é que se devem pensar todos aqueles que se consideram “brasileiros” e não “brazileiros”.
Desculpem minha exaltação, tão atípica nesses tempos …..

gerson carvalho
gerson carvalho
10 anos atrás

Caros amigos, será que a marinha já desenvolveu um reator pequeno e eficiente para colocar já nestes, pois a largura do casco e o comprimento serão bem maiores que dos existentes ou será que estão desenvolvendo algum missel como por ex: “av/mt 300” da avibras guiados por um sistema inercial por laser e GPS, de forma idêntica aos mísseis americanos BGM 109 Tomahawk.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
10 anos atrás

Agora é esperar para ver o indigitado Scórpene, que custa bem mais que um Type 214, consiga mergulhar pois um vendido à Malásia nem isso estava conseguindo….

Paulo Rick
Paulo Rick
10 anos atrás

Os problemas do Scorpene da Malásia já foram resolvidos, o Scorpene não é mais caro que os 214, e é um casco mais avançado, ele é comparável ao 212 em matéria de tecnologia, porém, sem AIP. Porém, a MB fez o que muita gente boa defendia, como não usará AIP, está colocando uma seção adicional para aumentar em muito a autonomia do submarino. Algo que os alemães não queriam fazer, tirar o AIP dos 214.

[ ]´s

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
10 anos atrás

E os problemas enfrentados pelos Scórpene do Chilee, que quase foram catastróficos. Será que os defensores dos franceses já esqueceram?

Paulo Rick
Paulo Rick
10 anos atrás

O único contrato de compras de submarinos que ultimamente foi rescindindo, foram os dos Type-214 Gregos, por problemas sérios encontratados no cabeça da série. Então, os alemães não tem qualquer condição de falar nada.

O Scorpene do Chile não tiveram problemas sérios, mas os comuns para um novo desenho de submarinos.

Por sinal, outro coisa vergonhosa é o contrato dos Typo-209 PN de Portugal, onde já está provado um série de irregularidades, com o pagamento de propinas e outras coisas muito estranhas.

[ ]´s

Eduardo
Eduardo
10 anos atrás

Los ermanos argentinos ficaram com inveja kkkkkkkk
Estão dizendo que vão construir um sub nuclear 100% caseiro, só queria saber com que dinheiro???
Alguem tem detalhes deste projeto dos nossos vizinhos ??????????