Home Marinha Mercante N/T ‘João Candido’ – O que uma má informação pode gerar

N/T ‘João Candido’ – O que uma má informação pode gerar

317
37

joao-candido-lancamento-misael-berdeide-7

Às vezes pegamos no pé dos comentaristas sobre como postar termos navais e marítimos, tentando transmitir a maneira certa de como se referir a navios e equipamentos, tentando disseminar como compreender este mundo  e evitar desinformação ou confusão na interpretação de informações; evitando termos como navio “ancorado no porto”, “barco de guerra”, “transatlântico”, “a destroier”, “A13 Nae São Benedito” (ao invés de Nae São Benedito – A 13) e afins, notar o que uma informação divulgada a olho, sem uma consulta específica pode gerar:

Copiamos artigo postado no blogmercante chamando atenção a fatos citados acima

http://www.blogmercante.com/2010/05/vinte-dias-depois-navio-batizado-por-lula-e-dilma-ainda-nao-foi-ao-mar/comment-page-1/#comment-7304

Vinte dias depois, navio batizado por Lula e Dilma ainda não foi ao mar

por Misael Berdeide

No dia 7 de maio deste ano, a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, e o presidente Luiz Inacio Lula da Silva participaram do primeiro evento juntos desde a saída de Dilma do governo.

Lula e Dilma “inauguraram” o petroleiro Suezmax, batizado de João Candido, com capacidade para transportar 1 milhão de litros de petróleo.

Os dois foram aplaudidos principalmente pelos funcionários do Estaleiro Atlântico Sul, que construiu a embarcação sob encomenda da Transpetro, subsidiária da Petrobras. O João Cândido foi comemorado como a retomada da indústria naval brasileira, já que é o primeiro navio do Promef (Programa de Modernização e Expansão da Frota) da Transpetro.

Desde então, o petroleiro continua “estacionado” no porto de Suape.

VEJA.com foi ao porto saber porque o navio ainda não navega. Segundo dois funcionários ouvidos no local, a embarcação ainda não está pronta. Faltam partes do motor e placas de revestimentos de aço. A assessoria de imprensa da Transpetro, indicada pelo estaleiro para se pronunciar sobre o assunto, informou que faltam apenas “acabamentos”.  E confirmou que o petroleiro lançado ao mar por Lula e Dilma só fará sua primeira viagem em setembro. Segundo a empresa, esse dado foi divulgado à época, e eventos de batismo e lançamento ao mar antes da entrada em operação são rotineiros “em qualquer lugar do mundo”.

A lei eleitoral não permite inaugurações por candidatos a partir de julho. Ou seja, Dilma não poderia participar da entrega da embarcação em setembro, quando ela estará apta a navegar.

O petroleiro já está na propaganda oficial do governo e na campanha de Dilma. Foram entrevistados trabalhadores que ajudaram na obra.

No evento do começo de maio, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco, Alberto Alves dos Santos, encerrou sua fala com ” bom Dilma para todos”. Antes, havia dito, ao agradecer a Lula pela retomada da indústria nacional, que “se dependesse do povo trabalhador, o seu mandato seria igual ao de Fidel Castro”.

FONTE: Revista Veja / FOTO: 1ON Misael Berdeide http://www.blogmercante.com/

NOTA DO BLOG: A Veja nunca se informou que NÃO EXISTE navio que sai navegando imediatamente após seu lançamento, que entre lançamento e entrega “em qualquer lugar do mundo” existe o acabamento, provas de mar e aceitação do navio antes da entrega, e mesmo após ainda navega sob garantia do estaleiro ? E assim caminha a mentalidade e cultura naval/marítima no Brasil…

  Ao menos por boa parte de orgãos que teriam por definição informar corretamente…

37
Deixe um comentário

avatar
37 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
25 Comment authors
Yurgen Haltz Von ViennaPaulo WerneckfloresteiroFelipeAlexandre GRS Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Manock
Visitante
Manock

O desinteresse e a falta de seriedade de grande parte da mídia em relação ao assuntos militares reflete o desinteresse dos “consumidores da mídia” por tais assuntos. É claro que devemos considerar também a má formação dos jornalistas e outras questões. Mas ignorar o herança da ditadura seria também fechar os olhos para a realidade, como fazem os jornalistas quando ignoram a profundidade dos assuntos sobre os quais escrevem. O maior nivelador de qualidade da informação é quem procura a informação não quem a cria. Uma população semialfabetizada se interessa por entretenimento de qualidade proporcional. Uma população recentida com militares… Read more »

Manock
Visitante
Manock

errata:
(…) população ressentida (…)

Misael Berdeide
Visitante

A imprensa Brasileira deixa a desejar nos assuntos técnicos. Seja ele qual for. Eles noticiam, mas não com qualidade.

Erik
Visitante

Imprensa marrom rsrs

Ótima matéria Ostra!

Sds Marítimas
Erik

Fernando Sinzato
Visitante
Fernando Sinzato

Peço desculpas caso causei algum transtorno no post anterior, a intenção era ajudar e apontar novos caminhos.
Não sou especialista na área. Mas como a maioria das construções em ply glass se trata de construção amadora ou em pequenos estaleiros, se salvo engano, a responsabilidade é do proprietário e normalmente, mesmo sem este acompanhamento, estas embarcações tem alcançado sucesso com bons projetistas (verifique a experiência dos veleiros do cabinho ). Um acompanhamento técnico especializado, diminui e muito qualquer tipo de problemas futuros.

Abs.

Na próxima passo um e-mail antes de comentar. Perdão.

Rodrigo Rauta
Visitante
Rodrigo Rauta

MO, vindo de quem vem, não surpreende o fato da informação vir equivocada deste jeito. Ainda bem que temos caras , como vc, pra corrigir estas autenticas “cagadas” de nossa imprensa.

Abraços!

Cunha
Visitante
Cunha

Duas coisas absurdamente visiveis no artigo: o total desconhecimento de procedimentos e andamento regular de um projeto naval, e inclusive o desinteresse em buscar informações sobre isso; e a leitura rasa de crítica ao governo e ao renascimento da industria naval, jogando isso numa vala comum de “populismo” do governo. Em momento algum o objetivo desse artigo foi discutir o lançament do navio, ou a industria naval, que isso fique claro. O objetivo aqui foi bater no governo e na propaganda antecipada de sua candidata. E infelizmente é assim que muitas vezes os temas militares são discutidos pela “grande imprensa”… Read more »

Mateus
Visitante
Mateus

Vindo de quem vem, a Veja, isso é má fé mesmo.. pura propaganda eleitoral pro PSDB..

vinicius modolo - O comunista
Visitante
vinicius modolo - O comunista

é óbvio que o interesse não é divulgar a cultura naval ou mostrar a nossa capacidade técnica ou ressurgimento da indústria naval e sim bater mais uma vez no governo e na pré-candidata deste a sucessão.

A desinformação é usada propositalmente e a maior parte da população compra a idéa.

É ridícula a forma com que essa revista se expressa e age. e muitos aqui só tem ela como parametro.

só merece risos mesmo…

PC
Visitante
PC

Prezados,

E o pior de tudo, é que essa desinformação não é somente em relação a cultura naval/marítima. É sobre tudo.
Rara a reportagem em que os fatos são narrados corretamente; rara a reportagem que só precisa ser lida uma vez para o seu entendimento (geralmente necessário ler 3 vezes até entender).
E em relação à gramática? Ainda ontem no Globo alguém escreveu “exito” ao invés de “hesito” do verbo hesitar.
E ainda precisam fazer faculdade para isso…
Assim fica difícil.
Sds

Marcos Pesado
Visitante
Marcos Pesado

Infelizmente, quando nos deparamos na grande mídia com notícias que exigem algum conhecimento técnico, ou seja, que demandam do jornalista algum tipo de pesquisa prévia – pq, normalmente, o jornalista não domina o tema – nos deparamos com grandes absurdos que muitas vezes distorcem o resultado da notícia/inofrmação. Se temos algum conhecimento sobre o tema, sorte nossa. Se não, bem ficamos desinformados.
O caso da VEJA é diferente. Esta revista não tem nenhum compromisso com a verdade factual. O compromisso dela é outro e se for preciso espanca os fatos, sem dó ou piedade.

SDS

André
Visitante
André

Pois é pessoal, eu também tenho muita crítica em relação á mídia e essa total falta de conhecimento naval de muitos brasileiros. É muita ingenuidade achar que um navio desse porte fosse feito em tão pouco tempo, por mais atualizada que fosse a tecnologia empregada. O pior é que são muitos os exemplos de besteiras “informativas” que chegam á induzir a população ao erro, como foi o caso da manifestação de pessoas contra o submarino nuclear promovidos pelo greenpeace (falando nesses ambientalistas, não se tem notícia deles em relação ao derramamento de oleo no golfo do México). É claro que… Read more »

André
Visitante
André

Que absurdo aqueles comentaristas MO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Estou indignado com tanta ignorância! Não acreditei quando li aquelas coisas. Quando eu pensei que ja tinha visto de tudo contra o setor naval, vem esse bando de ignorante me dizer que era só o começo. Reclamando da “inauguração” do navio? Quem disse que o João Cândido foi inaugurado? Há sim, foi uma tal de revista veja não é? A última foi a lider de tanta burrice! Chegaram a defender a revista como sendo uma heroína do povo. “Tanto matuto aqui nos comentários discursando cheio de autoridade e arrotando pedantismo sobre como se inaugura… Read more »

Paulo Rick
Visitante
Paulo Rick

Essa é a Revista Veja e seus leitores, todos tem o mesmo nível, para eles os navios são inaugurados e saem direto da linha de lançamento para o armador!

A Revista apenas fez o que está acostumada, distorce os fatos para fazer panfletagem política.

[ ]´s

Tito
Visitante
Tito

Não adianta que a turma não entende mesmo, era uma coisa e já vira outra.

tsc, tsc, tsc.

Abs

The Captain
Visitante
The Captain

A mídia está com tantos profissionais capengas que o afamado Cesar Tralli, da Globo, ao cobrir o sequestro de um empresário paraense lá na África do Sul, para mostrar o local do cativeiro disse que seria preciso “descer pra baixo”.

É mole? Cesar Tralli, Rede Globo, “descer pra baixo”…
E esta foi apenas a “terceira” patacoada do mesmo nível que eu ouvi em seguida na mídia televisiva brasileira.

GUPPY
Visitante
GUPPY

MO, O nível das reportagens brasileiras bem reflete o grau de profissionalismo, de responsabilidade das empresas que fazem jornalismo neste país. Ora, o mínimo que deveriam providenciar, quando decidissem publicar qualquer matéria, seria submeter a mesma a um(ou uns) especialista(s) para eventuais correções e/ou atualizações, aperfeiçoamentos, etc. Se observarmos bem, até sobre futebol escrevem muita besteira, muito absurdo. Imagine sobre temas de nenhuma tradição. Olha, confesso que até eu, que fui de marinha, fico viajando aqui no Blog em muitos comentários. Claro que aprendo muito. Não fosse você, caro MO, eu ainda escreveria indicativo-nome e não nome-indicativo quando estivesse me… Read more »

J Jacahead da Silva
Visitante
J Jacahead da Silva

Carambia!

O Titan tá lá em Pernambuquio.

Não me lembro dele operando fixo aqui em Santos (STS), mas é logico que sempre que vinha “bater um ferrinho” aqui na Wilson Sons acabava dando “uma força” nas manobras por alguns dias.

A criança é registrada em Santos.

eduardo
Visitante
eduardo

Acho que a superficialidade e falta de conhecimento não é um problema específico da Veja, nem representa uma “perseguição” da imprensa contra esse governo. É um problema mais geral resultado da conjunção do baixo nível de instrução da população associado à crescente complexidade do mundo moderno (lembram como era fácil comprar uma televisão antigamente, bastava conhecer o tamanho da tela. Agora você tem de fazer um curso para entender a quantidade de variáveis que podem afetar o desempenho de uma televisão de LCD, ou plasma, ou LED.) Nesse cenário, a imprensa procura “simplificar” a realidade para torná-la mais compreensível ao… Read more »

GUPPY
Visitante
GUPPY

É MO É o que vocês do Blog tanto põe em evidência: Falta mentalidade naval, espírito marinheiro, etc. O trabalho de vocês é de formiguinha para quem sabe, um dia, algum fruto apareça. Mas olha, acredito sinceramente que a dedicação de vocês neste Blog(e nos outros da Trilogia) não será em vão. A tendência é um aumento de interesse pelos assuntos deste. A criatividade de todos vocês é muito importante. Quando você traz matérias sobre N/Ms diversifica, divulga e esclarece sobre nossos navios mercantes aqui no Blog. As reportagens sobre os Navios-Varredores está show de bola. Quer uma idéia? Que… Read more »

avillmac
Visitante
avillmac

A picaretagem está no uso na campanha daquela sra. Se houve má fé, não foi apenas da Veja.

Paulo Miranda
Visitante
Paulo Miranda

Penso. Logo, não leio veja.

Alexandre GRS
Visitante
Alexandre GRS

Prezados MO e Guppy,

Coaduno em numero gênero e grau com suas falas.
Parabéns pelo magnífico trabalho levado a cabo por esse sítio.

Sds.

Felipe
Visitante
Felipe

quam manda ler a veja?

Tito
Visitante
Tito
Tito
Visitante
Tito

Desculpem o off topc no post anterior 😉

floresteiro
Visitante
floresteiro

Embora não confie nem um pouco nas notícias políticas da Veja, vou dar um desconto.
Falta de conhecimento é a causa mais provável.
Típica falha de quem resolve falar sobre aquilo que não conhece.
Acontece com qualquer pessoa, sendo até perdoável.
Más em se tratando de uma revista líder de vendas no país, é lamentável.

Além do maís, o objetovo claro da matéria foi político, não divulgação naval, como muitos já citaram.

floresteiro
Visitante
floresteiro

E antes que me esqueça,
parabens pela matéria, bem interessante.

Paulo Werneck
Visitante

Senhores, Evidentemente temos um problema de falta de instrução neste país. Numa área especializada, nem se pode exigir conhecimentos específicos. Isso vale para a área naval e para o comércio exterior. Se os senhores forem se expressar com respeito a comércio exterior (do qual tenho razoável conhecimento), certamente usariam termos pouco apropriados e eu teria que fazer a necessária tradução da linguagem vulgar para a linguagem tecnica. Se eu for me expressar sobre temas marinheiros, dar-se-á o contrário. precisarão ter um pouco de paciência comigo e fazer as devidas adaptações. Isso vale aqui e em qualquer lugar do mundo, Não… Read more »

GUPPY
Visitante
GUPPY

Cometi uma garfe:
No meu primeiro coment pergunto se o Blog não poderia providenciar um ‘Glossário de Termos Técnicos’. Só que o Poder Naval já dispõe há muito tempo. Envio meus sinceros pedidos de desculpa aos organizadores, responsáveis e também a todos os usuários.

Abraços a todos.

Yurgen Haltz Von Vienna
Visitante
Yurgen Haltz Von Vienna

Muitíssimo boa a reprimenda pública das ações de certos meios de comunicação que, ao menos, deveriam se valer de profissionais da área comentada antes de publicar qualquer noticia, já que seus comentários, ao serem lidos pelo povo, podem ser mal intepretados ou, pior, induzir o povo a extremismos.