quinta-feira, junho 30, 2022

Saab Naval

Marinhas do Brasil e da Itália assinam Acordo de Cooperação Técnico-militar e de Defesa

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A parceria estratégica Brasil-Itália estabelecida entre os Presidentes dos dois países, em abril desse ano, resultou em um ato concreto de fortalecimento de suas relações militares.

Na manhã do último dia 24, foi assinado um Acordo de Cooperação Técnico-militar e de Defesa, entre o Subsecretário do Ministério da Defesa da Itália, o Ministro da Defesa do Brasil e os Comandantes das Marinhas das duas nações, no Salão Nobre do Ministério da Defesa, em Brasília-DF.

O acordo entre as Marinhas brasileira e italiana visa desenvolver um relacionamento privilegiado no campo da defesa, embasado na parceria industrial e transferência de tecnologia.

Além disso, será estabelecido o intercâmbio regular de visitas de oficiais, buscando um diálogo regular no campo do Controle Naval do Tráfego Marítimo.

O Subsecretário do Ministério da Defesa da Itália, Guido Crosetto, expressou ser uma honra participar da assinatura de um acordo como esse: “Nossa aliança não deve ser apenas técnica, mas de cultura, valores e pensamentos”, registrou. Segundo ele, a cooperação estabelecida é fruto do respeito e amizade que sempre existiu entre as duas Marinhas.

Na opinião do Ministro da Defesa, Nelson Jobim, o Acordo de Cooperação é um marco no processo de concretização da Estratégia Nacional de Defesa e, em especial, do projeto de Reaparelhamento da Marinha do Brasil.

FONTE e FOTO: MB

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
LM

Prezados, Nos últimos anos, italianos e franceses desenvolveram em conjunto dois programas para obtenção de novos navios de escoltas. Esses programas resultaram nas fragatas “Horizon” (7.000t) e FREMM (6.000t). As fragatas Horizon italianas e francesas, são praticamente idênticas, havendo variação, basicamente, nos armamentos. Contudo, as fragatas FREMM italianas e francesas são bastante diferentes. As de origem francesa possuem sistemas mais sofisticados e podem empregar mísseis de maior alcance, inclusive para engajar alvos em terra. por esta razão possuem custo de obtenção mais elevado. As FREMM de origem italiana, são navios relativamente mais simples, e possuem desenho de casco menos furtivo.… Read more »

LM

Para deixar bem claro, estou comparando as FREMM que foram adquiridas pelas marinhas francesa e italiana respectivamente.

Nada impede que a versão que poderá ser adquirida pela MB seja diferente de ambas.

Abraços

Frederico Boumann

Sem dúvida será um acordo interessante, mas, não nos esqueçamos que se esses meios não vierem com toda tecnologia embarcada, não terão serventia, pois, lembremos que a Itália faz parte da OTAN, e essa organização poderá barrar alguma parte do armamento das FREMM italianas, até por que ela (a OTAN) tem essa prerrogativa; precisamos que esses navios possam ter o máximo de componentes nacionais para que sejam nulos possiveis vetos da OTAN.

gerson carvalho

Caros, que eu saiba os navios seram fabricados aqui, e a OTAN não tem essa bola toda de barrar a TT pois as fragatas são fruto de projeto próprio da Italia e França. quanto ao armamento eles vão colocar tudo que poderem comprar.

Marcos

Caros colegas

Não conheço muito a realidade da MB, mas pelo que sei é praticamente igual a das demais forças (EB,FAB), ou seja ruim de verba.
Já li algumas materias a respeito das novas Fragatas tanto da Italia quanto da França, e pareçe que cada uma atende a uma realidade diferente, na opinião de VCs qual atenderia melhor a necessidade da MB?

Sds

Nick

Que venham as FREMM à Parmeggiana!

Sinceramente gostaria que viessem mais capazes no aspecto de Guerra AA, quem sabe com os misseis Aster30….

aguardemos….

[]’s

syn

@LM… Le FREMM italiane sono molto più soffisticate delle FREMM francesi. Le FREMM francesi hanno un unico radar aria/superficie Herakles 3D passivo (PESA) già usato sulle più vecchie fregate francesi classe La Fayette e hanno solo capacità di difesa di punto con il SAAM-fr (30 km contro aerei e 10 km contro missili, 100 tracciamenti e 10 bersagli). Le FREEM italiane hanno 3 radar principali: radar aereo EMPAR 3D (PESA… lo stesso della classe ORIZZONTE… che quasi verrà sicuramente sostituito dal FRM-EMPAR (AESA) in fase finale di test, sino dalla prima FREMM italiana); l’EMPAR ha un range di 150+ km… Read more »

V.T.G.

Onde fica a tecla SAP do site?

LM

Grazie per le informazioni fornite. Noi qui in Brasile abbiamo root per la nave ad essere ostruito dalla Marina del Brasile soddisfi i requisiti. Saluti

LM

syn,

Io e altri ufficiali della Marina del Brasile, ha avuto l’opportunità di visitare entrambe le DCNS, come FICANTIERI, e concludere che le FREMM sono navi di scorta eccellenti.

Tuttavia, ci aspettiamo che l’acquisizione di tali navi contratto è firmato, per discutere quali sistemi saranno utilizzati qui.

La Marina del Brasile in programma di costruire 18 unidades.Para quindi necessità di mantenere il livello di sofisticazione nella nostra realtà.

Ci dispiace per il mio italiano.

Saluti

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios da Marinha serão abertos para visitação neste fim de semana em Vitória (ES)

Serão diversas embarcações e cerca de 1.700 militares atuando durante operação da Marinha do Brasil Quem tem vontade de conhecer...
- Advertisement -