sexta-feira, outubro 15, 2021

Saab Naval

Os futuros porta-aviões da Royal Navy

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

- Advertisement -

2 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Essa história de duas torres ainda vai dar muito o que falar. Eles falam em ganho de espaço, mas não percebi isso no vídeo. Fora que cada torre controlar separadamente pousos e decolagens me parece uma receita para encrencas na quando estiver operacional.

Dalton

Clésio…

na verdade apenas a “ilha” na retaguarda controlará os pousos e decolagens. A “ilha” dianteira será responsável pela operação do
navio.

A posição de controle de voo mais a retaguarda é uma faceta que já foi incorporado no futuro USS Gerald Ford que encontra-se em construção,
mas que manteve apenas uma “Ilha”.

O ganho de espaço certamente tem a ver com projetos anteriores de porta-avioes britanicos que sempre tiveram “ilhas” compridas.

Dizem que duas “ilhas” causam menos turbulencia e que abaixo das mesmas consegue-se ganho de espaço com tubulações, cabos, etc.

abs

- Publicidade -

Últimas Notícias

Japão lança o ‘Hakugei’, segundo submarino classe Taigei

O Japão lançou ao mar o segundo de uma nova classe de submarinos diesel-elétricos. O novo submarino, que foi batizado...
- Advertisement -