Home Aviação Naval Especial 94 anos da Aviação Naval: Esquadrões Distritais, HU-3, HU-4 e HU-5

Especial 94 anos da Aviação Naval: Esquadrões Distritais, HU-3, HU-4 e HU-5

449
7

Esquadrão HU-3 ( Esquadrão Tucano)

O 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-3), Esquadrão Tucano, foi criado pela Portaria Ministerial nº 0054 de 31 de janeiro de 1994 e ativado no dia 14 de abril do mesmo ano, tendo suas origens no Destacamento Aéreo Embarcado da Flotilha do Amazonas (DAE-FlotAM), criado em 1979 na cidade de Manaus, Amazonas.

No início de suas atividades, o Esquadrão Tucano utilizava helicópteros Bell Jet Ranger II (UH-6) de fabricação norte americana, atualmente utiliza o Helibrás  Esquilo (UH-12).

O Esquadrão Tucano apóia prioritariamente os navios da Flotilha do Amazonas, participando de operações ribeirinhas e patrulhas fluviais, realizando missões de busca e salvamento (SAR), esclarecimento visual, transporte de tropa, evacuação aeromédica (EVAM), ligação e observação, apoio logístico, apoio às operações especiais, reconhecimento armado e ataque aéreo.

“Sobre rio, selva e mar … Tucano!”

Esquadrão HU-4 ( Esquadrão Gavião Pantaneiro)

O 4º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-4), Esquadrão Gavião, foi criado pela Portaria Ministerial nº 0292 de 16 de maio de 1995, tendo suas origens no 1º Destacamento Aéreo Embarcado (DAE) criado na Base Fluvial de Ladário, nas margens do Rio Paraguai, no Mato Grosso do Sul, atuando sob o comando do Sexto Distrito Naval.

No início de suas atividades o Esquadrão Gavião utilizou os helicópteros UH-12 Esquilo, mas atualmente utiliza os helicópteros Bell Jet Ranger III (UH-6B), apoiando prioritariamente os navios da Flotilha de Mato Grosso e o Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário (GptFNLa), participando de operações ribeirinhas e patrulhas fluviais, realizando missões de busca e salvamento (SAR), esclarecimento visual, transporte de tropa, evacuação aeromédica (EVAM), ligação e observação, apoio logístico, apoio às operações especiais, reconhecimento armado e ataque aéreo.

“Gavião, as asas da Marinha no Pantanal”

Esquadrão HU-5 ( Esquadrão Albatroz)

O 5º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-5), Esquadrão Albatroz, foi ativado no dia 25 de junho de 1998, nas antigas instalações da Base de Aviação Naval do Rio Grande, na Ilha do Terrapleno de Leste na Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul.

O Esquadrão Albatroz utiliza os helicópteros Helibras UH-12 Esquilo, realizando operações ribeirinhas e patrulhas fluviais, realizando missões de busca e salvamento (SAR), esclarecimento visual, transporte de tropa, evacuação aeromédica (EVAM), ligação e observação, apoio logístico, apoio às operações especiais, reconhecimento armado e ataque aéreo.

“Albatroz, as asas da Marinha no Sul”

FOTOS: MB

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Samuel Henrique
Samuel Henrique
10 anos atrás

Para um Esquadrão com uma função tão importante e gigantesca, operar apenas com esquilos, em minha opinião é um crime! Uma unidadde que se presta a apoiar todas as operações da Marinha, apoiar os fuzileiros navais em suas operações e ainda prestar apoio as populações ribeirinhas da imensa região sobre seu controle, acredito que caberia pelo menos, algumas aeronaves maiores. Já li em algumas revistas o possível (porém pouco provavel e não se seria praticavel) aproveitamento dos SH3 em algum destes esquadões. Já seria alguma coisa! Acreidot que um mix, com aeronaves leves e médias, poderiam ampliar muito a efetividade… Read more »

João Gabriel
João Gabriel
10 anos atrás

Aquelas metralhadoras nos barcos são M60 ou estou enganado?

Abraços!

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Aliás, aquelas lanchas são de doer, nem precisa de uma oposição mto decidida p/ lhes causar estrago.
Qnto a dotação do HU-3 e do HU-5 é aquilo que já sabemos, falta realmente um helo de capacidade p/ ambos os esquadrões.

Samuel Henrique
Samuel Henrique
10 anos atrás

João Gabriel disse:
22 de agosto de 2010 às 3:02

Eu posso quase afirmar que são mesmo M60!!!!!! Agora fiquei na duvida também!!!!!

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

A alça de mira e a tampa do cano são bem semelhantes.

João Gabriel
João Gabriel
10 anos atrás

Realmente Maurício, As lanchas nem se quer tem blindagem,aliás pra um país com tantos rios entre eles um dos maiores do mundo,o Amazonas,que em certos pontos não é possível nem observar a outra margem,a parte de guerra fluvial da MB é bem deficiente,conta apenas com alguns Esquilos sem blindagem e mal armados(até os da PMERJ tem mais blindagem),alguns poucos navios de patrulha fluvial(velhos fumacentos,devem ser barulhentos também,a ponto de denunciar a presença muito antes do contato visual) além de tropas com poucos homens e pouca mobilidade….não falo só pela MB,o EB também tem deficiencias quanto a operações ribeirinhas…no Vietnã ,com… Read more »

Sopa
Sopa
10 anos atrás

E pq. o metralhador tá de branco ?

Att.