Home Noticiário Internacional Despedidas ao HMS “Ark Royal”

Despedidas ao HMS “Ark Royal”

214
22

Uma multidão enfrentou o frio e a neve para ver o navio HMS Ark Royal chegar pela última vez ao seu porto de origem, em Portsmouth, na Inglaterra, antes de ser desativado.

O comandante do porta-aviões disse que foi um dia “triste”, segundo a BBC News.

O governo britânico decidiu aposentar a embarcação como parte do plano de corte de 8% nos gastos em defesa.

O HMS Ark Royal será desativado em janeiro, após um desfile em Portsmouth.

Em novembro, a rainha Elizabeth II fez uma visita de despedida ao navio, o evento marcou o 25º aniversário da embarcação em serviço.

22
Deixe um comentário

avatar
22 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
Mauricio R.@wagnerMahandranuitsDalton Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Callia
Visitante
Callia

Deuses do mar!
Me deem um navio!
E se for para eu morrer,
Que me levem para lá!
Ao fundo do oceano , no leito do mar!
Pois eu sou um navegante!
Minha vida é viajar!

Adeus ao bravo guerreiro!

raul
Visitante
raul

Deveríamos comprar esse porta-avioes e transforma-lo em porta-helicópteros , pois o END disse que a MB prescisa de um navio de desembarque anfíbio.

celso
Visitante
celso

Não so ,o Ark Royol ,mais tambem o Invencival .seria 2 excelentes aquisições para a Mb

Cauã Ramos
Visitante
Cauã Ramos

Jobin….compra para a Marinah do Brasil
Poxa,deve ta com um preço baixo,já que ele será desativado,será que o brasil não vê isso?
E com disseram acima,poderia ser um porta-helicópteros tipo anfibio.

Ricardo-BH
Visitante
Ricardo-BH

O porta-helicópteros inglês HMS Ocean também foi vítima desse corte de gastos em defesa.
Eu acho que para a MB o Ocean teria mais serventia que o porta-aviões HMS Ark Royal; pois ele já é um navio multipropósito e atualizado.
Penso que isto sairia a um custo final menor que se adquiríssemos o Ark Royal para transformá-lo e/ou atualizá-lo.
Outra diferença significativa é que a tripulação total do Ocean é de cerca de 450 pessoas, enquanto a do Ark Royal é de 1.100.

P.S. Belíssima foto do Ark Royal, que ilustra esse post.

gerson caralho
Visitante
gerson caralho

Caros amigos, seria uma ótima oportunidade para a MB comprar este navio e criar a frota do norte!!

alan
Visitante
alan

Quem confirma a desativação do HMS Ocean??? aonde saiu essa noticia..??? Obg a quem souber…abçs.

Leandro RQ
Visitante
Leandro RQ

Isso é o que os epecialistas chamam de “compra de oportunidade”.

Resta saber se a MB está disposta a fazer uma compra dessas…

GUPPY
Visitante
GUPPY

Prefiro o HMS Ocean. O Ricardo-BH falou tudo.

Abs

Invincible
Visitante
Invincible

Sou Fã dessa classe…

Esses navios tem uma charme especial.

É uma pena, afinal com 25 anos ele ainda tem vida útil.

Esdras
Visitante

Creio que se nao for vendido, ele ficara guardadinho.

Sabre
Visitante
Sabre

“Deveríamos comprar esse porta-avioes e transforma-lo em porta-helicópteros , pois o END disse que a MB prescisa de um navio de desembarque anfíbio” , que eu saiba o Ark Royal,não é um navio de desembarque anfíbio, por onde os tanques,e viaturas blindadas iriam entrar e sair desse navio?Ele tem doca alagavel?Bom se por para transformar em porta helicópteros, tudo bem!Creio que com o NAe São Paulo a médio prazo a marinha não necessite de porta helicóptero,pois esses vai fazer também essa função, precisa mesmo é de um desembarque anfíbio com boa capacidade de transportar helicópteros,agora um navio que só tenha… Read more »

MVMB
Visitante
MVMB

Manda ele pra cá !!!!!!!!

marujo
Visitante
marujo

Amigos: quando se falou em cortes na RN, a dúvida exisetnte era se mantinha operativo o Iloustrious ou Ocean, decisão que seria tomada com o critério de saber qual dos dois navios mais se enquadravam às necessidades inglesas. Pelo visto, concluiram por manter o Ocean na ativa. Sou favorável à compra de qualquer um dos Harrier Carrier, até mesmo do Invencible, a fim de dotar a MB de uma belonave capaz de projeção vertical de poder e de atuar em tragédias humanitárias. Agora, prefiro a compra do Larg Bay (que está sendo cobiçado pelo Chile) a qualquer um destes Harrier… Read more »

Black Hawk
Visitante
Black Hawk

nussa!!
q blz!!
marinha aproveita seu prestigio com o ministro jobin e pede esse navio de presente!!!!
nao so esse mas
o invecible tb!!!
seria um otima compra de oportunidade!!!
mas corre senao outro compra!!!!
mas aki
existe a possiblidade de esses porta avioes operarem os rafales ou super hornet??
eu sei q esses avioes virao pra FAB(assim q o fx acabar) so queria saber por curiosidade!!!
e mais
se esses porta avioes viessem pra MB qual avioes poderiamos usar???
obrigado!!!

W@sh
Visitante

A foto ilustra perfeitamente o título da matéria. Parabéns pela escolha.

Dalton
Visitante
Dalton

Caro Black Hawk…

estes “porta-avioes” são pequenos demais, não apenas no comprimento mas na largura também. Ao contrário do russo que também não possui catapultas, mas é muito maior que o nosso São Paulo, o convés de voo
rampa e elevadores aceitam apenas aeronaves de asa fixa como o velho “harrier” que está sendo retirado de serviço pelos britanicos.

O HMS Invincible foi finalmente retirado da “reserva” este ano depois de 5 anos onde recebeu pouco cuidado e mesmo seus motores foram retirados não sendo possivel sua reativação.

abs

dranuits
Visitante

Não temos escolta para o São Paulo, imagina para o São Paulo e mais um desses 2.

Mahan
Visitante
Mahan

Na foto parece flutuar sobre as ondas.

Black Hawk
Visitante
Black Hawk

caro DALTON:
muito obrigado pelo esclarecimento!!
nao sabia q esses “porta avioes” eram demasiadamente pequenos pra operarem rafales ou SH…
mas entao eles sao quse inuteis pra MB ne?
a nao ser q fossem convertidos e porta helicopteros…
se isso for possivel…
mas obrigado pelo esclarecimento mais uma vez!!!
saudaçoes..

@wagner
Visitante
@wagner

A decadência Inglesa…

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Nem de graça, nenhum deles “Ocean” incluso, que poderia ser mto caro.
Sou mais os 2 classe “Tarawa” ainda em serviço ativo e o próprio “Tarawa”, p/ desmanche e recuperação de peças.
Depois, os italianos da classe San Giorgio e por fim, se não houver jeito e dinheiro p/ algo novo, os “Foudre” franceses.
Além disso, os 2 Fort Victoria ou Fort(II), e já estaria de bom tamanho.