Home Sistemas de Armas FREMM ‘Aquitaine’ conclui primeiros testes de mar com excelente performance

FREMM ‘Aquitaine’ conclui primeiros testes de mar com excelente performance

324
5

Depois de três semanas de testes de mar, a Aquitaine, primeira fragata multimissão da classe FREMM, retornou ao porto. Os testes foram a primeira oportunidade para demonstrar as qualidades marinheiras impressionantes do navio. Sua manobrabilidade e performance do sistema de propulsão atenderam as altas especificações do cliente.

A tripulação da Aquitaine foi formada de pessoal da Marine Nationale, representantes dos clientes, empregados da DCNS e seus parceiros. O principal objetivo da missão foi demonstrar as qualidades marinheiras da fragata e outras qualidades náuticas, além de validar o desempenho da sua propulsão e de navegação.

“Esses testes iniciais no mar da primeira da classe Aquitaine foram realmente muito bem”, disse Vincent Martinot-Lagarde, gestor do programa FREMM . “Os objetivos deste primeiro período de testes no mar foram atingidos, com mais de cem testes bem sucedidos. Os testes de propulsão e manobra foram executados exatamente como tínhamos previsto e em linha com as expectativas do cliente.”

Estes primeiros testes no “ambiente natural” do navio focaram realmente em dois elementos-chave de seu desempenho: propulsão, manobrabilidade e sistema de navegação. Mais de 100 testes foram realizados com sucesso. O sistema de propulsão híbrido de alta performance no estado-da-arte (CODLOG: Combined Diesel eLétrico ou a gás) atendeu às expectativas. A Aquitaine foi levada à sua velocidade máxima de 27 nós. Nessa velocidade, ela ainda tinha uma quantidade considerável de energia de reserva. Durante os testes de manobrabilidade, o navio também se comportou em conformidade com os requisitos do cliente. Em particular, seu diâmetro tático e distância de parada foram melhores do que a especificação.

Para DCNS, estes primeiros testes de mar foram um sucesso duplo. Não só a DCNS ultrapassou os objetivos iniciais da missão, como a campanha também serviu para validar o método de trabalho global previsto para o programa FREMM, incluindo as instalações terrestres de integração de sistemas de exploração de navios de guerra. Este recurso simula a navegação e gerenciamento da plataforma e fez uma contribuição significativa para a boa execução dos ensaios. Além disso, ele também desempenhou um papel importante para ajudar a tripulação da Marinha francesa plenamente se familiarizar com o navio antes de se fazer ao mar.

“Estes primeiros resultados são extremamente positivos e vão nos ajudar a oferecer aos nossos clientes de exportação elevados níveis de desempenho”, disse Vincent Martinot-Lagarde. “Ao demonstrar a alta qualidade do nosso trabalho, todo o processo foi validado.” Um marco importante foi alcançado com estes testes bem sucedidos, que são mais uma prova de que a fragata FREMM da DCNS é uma solução extremamente promissora e competitiva.

Um grande programa para a DCNS e parceiros

No âmbito do programa FREMM, a DCNS vai construir 12 navios: 11 para a Marinha Francesa e um para a Marinha Real Marroquina. As fragatas FREMM são os navios mais tecnologicamente avançados e com preços competitivos no mercado mundial. Estes navios de guerra fortemente armados estão sendo construídos pela contratada principal DCNS para transportar armas e sistemas no estado-da-arte, incluindo o radar multifunção Herakles, mísseis de cruzeiro MdCN, mísseis antiaéreos Aster, mísseis Exocet MM40 anti-navio e torpedos MU90.

As fragatas FREMM multimissão são projetados para responder a todos os tipos de ameaças com inigualável flexibilidade, interoperabilidade e disponibilidade. Como demonstrado pelo contrato de exportação com a Marinha Real Marroquina, eles também são projetados para atender às necessidades e expectativas das marinhas de clientes internacionais.

Dados técnicos da FREMM:

  • Comprimento: 142 metros
  • Largura: 20 metros
  • Deslocamento: 6.000 toneladas
  • Max. Velocidade: 27 nós
  • Tripulação: 108 (incluindo pessoal de helicóptero)
  • Alojamento: 145 homens e mulheres
  • Alcance: 6.000 milhas náuticas a 15 nós

FONTE: DCNS

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
GUPPY
GUPPY
9 anos atrás

“Máx. Velocidade: 27 nós”

Isso dá 50Km/h. É uma boa velocidade mas, como velocidade máxima, não poderia ser um pouco maior, 35 nós por exemplo, daria quase 65Km/h, afinal trata-se de uma fragada moderníssima?

“Alcance: 6.000 milhas náuticas a 15 nós”

O alcance é razoável, agora essa veloc está baixa. É menos de 28Km/h.
Viajei no Ary Parreiras-G21 a 13 nós, isso em 1976.
Ou é para o Navio-Tanque poder acompanhar?

daltonl
daltonl
9 anos atrás

Oi GUPPY ! acredito que 15 nós é a velocidade “economica” do navio, ou seja, é a mais custo eficiente para se ter um alcance de 6000 milhas e assim não ficar dependendo de reabastecimento no mar por exemplo. Quanto a velocidades muito altas, 35 nós como vc citou, não faz muito sentido até porque nessas velocidades o consumo de combustivel é alto demais, ou seja, poucas vezes seria necessário chegar a tais velocidades. Mesmo navios nucleares , se quiserem aguentar-se até o próximo reabastecimento pré-programado devem manter-se dentro de um limite de velocidade, usando suas velocidades máximas apenas quando… Read more »

GUPPY
GUPPY
9 anos atrás

Caro Dalton…

Maravilha Dalton. Você tem muito mais embasamento do que eu. Ainda assim, acho que uma velocidade máxima um pouco mais alta (somente para emergências) seria interessante. Os destroyers americanos da 2ª Guerra Mundial ultrapassavam 27 nós brincando. Lembra dos nossos Classe “P”? O Santa Catarina-D32 então…

Abraços

daltonl
daltonl
9 anos atrás

GUPPY…

Os antigos DDs eram bem menores e proporcionalmente tinham maquinas potentes que os permitiam desenvolver altas velocidades até porque era o que se esperava na função deles quando foram planejados.

Hoje, com toda a necessidade de eletronica a bordo,mesmo em um casco que desloque 6000 toneladas, totalmente carregado, há necessidade de um compromisso, ou por exemplo vc mantém a velocidade máxima “baixa”, 27 nós, ou sacrifica alguma outra coisa, caso contrário, precisa aumentar o tamanho do navio e consequentemente seu custo.

abraços

GUPPY
GUPPY
9 anos atrás

Ok Dalton. De acordo com as suas explicações.

Abraços