Home Noticiário Internacional Fragata do Brasil em missão da ONU

Fragata do Brasil em missão da ONU

306
11

Equipada para guerra, embarcação brasileira chega ao Líbano para patrulhar área de conflito que também envolve Israel e Síria

 

Adriana Nicacio

Depois de 39 dias cruzando o Oceano Atlântico, a fragata brasileira União entrará pelo Mar Mediterrâneo na segunda-feira 14. Vai atracar no porto de Beirute e será o principal navio de guerra da frota composta por três embarcações da Alemanha, duas de Bangladesh, uma da Grécia, uma da Indonésia e outra da Turquia. Serão oito meses numa região conflagrada. Trata-se da mais longa missão da Marinha brasileira em águas internacionais desde o reinado de dom Pedro II. Cerca de 300 militares a bordo da União vão se unir à Maritime Task Force (MTF), que faz a interlocução entre o exército libanês e as Forças de Defesa de Israel. Esta força é comandada, desde fevereiro, pelo almirante brasileiro Luiz Henrique Caroli. A participação do Brasil numa missão de paz no Oriente Médio contribui para as pretensões do governo de assegurar uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU. Caso obtenha êxito na missão, o País espera se credenciar ainda mais para a vaga nas Nações Unidas.

A tarefa não será fácil. Todo o ambiente é inóspito e novo para a Marinha brasileira. O Líbano tem seu território cercado por Israel e Síria, adversários históricos que ainda hoje disputam a demarcação das fronteiras entre si. Por isso, apesar de não ser uma das exigências da ONU, a fragata União (F-45) estará equipada para guerra. Militares brasileiros lembram que, na região, em 8 de junho de 1967, dois esquadrões de caças israelenses bombardearam um navio americano de coleta de dados. Mais recentemente, em 31 de maio de 2010, Israel atirou contra um comboio de navios em missão humanitária que iam para Gaza, na Palestina.

A Marinha acredita que a fragata brasileira está bem preparada e foi modernizada antes de partir para o Oriente Médio. Quatro novos sistemas de comunicação foram instalados. Cada borda da ponte de comando recebeu um tripé fixo para sustentar um sistema LRAD, arma acústica de grande potência. E todas as metralhadoras foram testadas.

Ao atracar em Beirute, na segunda-feira, os tripulantes ficarão baseados dentro do navio até que um grupo reduzido verifique o nível de segurança. E, sempre que forem ao continente, vestirão uniforme camuflado em vez da tradicional farda cinza. O macacão operacional será antichamas, o primeiro na história da Marinha. Na sexta-feira 18, quatro dias após a chegada da fragata União, desembarcam no Líbano o vice-presidente, Michel Temer, e o ministro da Defesa, Celso Amorim.

Desde o início de suas operações em 15 de outubro de 2006, a Maritime Task Force abordou mais de 35 mil navios e encaminhou cerca de 900 embarcações suspeitas às autoridades libanesas para novas inspeções. À fragata União caberá realizar patrulhas mais longas fora das 12 milhas marítimas do mar territorial do Líbano.

FONTE: Isto É / FOTO: www.naviosbrasileiros.com.br

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
GUPPY
GUPPY
8 anos atrás

Depois de 39 dias cruzando o Atlântico entrou no Mediterrâneo…

Foi isso mesmo?

mauriciopacheco
mauriciopacheco
8 anos atrás

Com certeza a missão da UNIÃO será coroada de grande exito, afinal o mundo respeita os militares Brasileiros, só falta o respeito dos governantes!

daltonl
daltonl
8 anos atrás

Guppy…

conforme mostrado aqui no blog, dia 6 último a União encontrava-se
em Napoles na Italia, portanto está prevista a chegada dela em Beirute
dia 14, segunda-feira.

Mas ficou realmente confusa a informação do clipping.

abraços

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

E quais são as regras de engajamento???
Se os israelenses atirarem, salvem-se quem puder???
Se o Hez atirar, atire de volta, prá matar???

José da Silva
8 anos atrás

A mocinha poderia voltar para escola é refazer todas as aulas de geografia. Quem sabe ela descubra onde fica o Mediterrâneo, o Pacifico, o Atlântico. É por essas e outras que você começa a ler uma noticia e desiste porque já começa escrevendo m@#$!@$. Outra coisa a missão propriamente é de uma espécie de POLICIA NAVAL oceânica onde são realizadas principalmente inspeções navais e fiscalização para coibir o trafico de armas e drogas, isso mesmo, drogas importante fonte de recursos para os grupos terroristas da região e o transito irregular de pessoal pela costa. Se esquentar mesmo a força naval… Read more »

José da Silva
8 anos atrás

Ah e tem mais, o negocio na pratica funciona assim:

ISRAEL – Ou vocês fiscalizam os caras ou desço o cacete neles.

ONU – Ok! Sim senhor, pode deixar que vou fazer direitinho.

EUA (OBAMA) – Eu acho que…

ISRAEL – Cala a boca #@$@#$

MO
MO
Reply to  José da Silva
8 anos atrás

30 dias para cruzar o Atlantico …. kkkkkkkk acho que involuntariamente la deu uma conotação errada ao tempo da vgm

Ow ze como funciona la pra baixa a embarcação da inspeção, pois la não tem Av Rodrigues Alves, nem a Kombi e nem o CB-MR Severino … (well, este até tem …)

MO
MO
Reply to  MO
8 anos atrás

ofe topica

Nae SP ETA SSZ 18th/AM

A quem poça çe entereçar …

Fonte

http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=123091&idDepartamento=10&idCategoria=0

Depender da Atribuna para essa info eh o fim do mundo, ma enfim …

So, melhorando a fonte:

http://santosshiplovers.blogspot.com/2011/11/nae-sao-paulo-12-pwsp-prevista-escala.html

jacubao
jacubao
8 anos atrás

Boa sorte campanhas, que Deus os acompanhe e que vcs encham os nossos peitos de orgulho por representar o brasil em mais uma missão internacional da ONU de grande importância para a comunidade internacional. Tenho certesa que seus entes queridos ficarão em segurança e torcendo por vcs assim como nós.
” Bons ventos e mares tranquilos a todos “.

jacubao
jacubao
8 anos atrás

Brasil sem b maiúsculo foi o fim da picada. 🙁
Desculpem o erro.

GUPPY
GUPPY
8 anos atrás

Ok, Dalton. É que eu achei um absurdo não esclarecer que a Fragata, para chegar ao Líbano, cruzou o Oceano Atlântico e adentrou o Mar Mediterrâneo. Veja o 1º parágrafo do 1º comentário do shipbuildingbr, o nosso Ze – NGB.
Como sempre lembra o meu conterrâneo Ivan, é o mapa. Sempre o mapa.

Abraços