Home Noticiário Internacional Fragata ‘União’ incorporada à UNIFIL Maritime Task Force

Fragata ‘União’ incorporada à UNIFIL Maritime Task Force

578
5

Naqoura, Líbano – A Fragata brasileira “União“, com 239 oficiais e marinheiros a bordo juntou-se à Força-Tarefa Marítima da UNIFIL, elevando para nove o número de navios no componente naval da Força Interina da ONU no Líbano (UNIFIL), que ajuda a Marinha libanesa a monitorar as águas territoriais.

A fragata servirá como capitânia (Flagship) para o contra-almirante Luiz Henrique Caroli do Brasil, o comandante da UNIFIL-MTF desde fevereiro.

“O desdobramento da ‘União’ no sistema de negociação multilateral tem um grande significado político para o Brasil no campo das relações internacionais, como demonstra o compromisso do país com a UNIFIL, para a manutenção da paz no Líbano e para a estabilidade da região, contra-almirante Caroli apontou para fora.”
A primeira Força Naval a ser parte de uma missão de paz da ONU, a Unifil-MTF foi implantada a pedido do Governo libanês para ajudar a Marinha Libanesa a impedir a entrada de armas ou material conexo por via marítima para o Líbano. A MTF vem trabalhando em conjunto com a Marinha libanesa para esse fim.

Desde o início de suas operações em 15 de outubro de 2006, a UNIFIL-MTF tenha fiscalizado em torno de 41 mil navios e encaminhado cerca de 1.500 embarcações suspeitas às autoridades libanesas para novas inspeções.

A UNIFIL-MTF continua a fornecer treinamento e conduzir exercícios conjuntos com a Marinha Libanesa com a finalidade de reforçar as capacidades libanesas. A MTF também assumiu mais tarefas, desempenhando um papel importante nas operações de busca e salvamento após naufrágios e uma queda de um avião de passageiros no mar ao largo da costa do Líbano.

Um grande número de países têm contribuído para o MTF. Além do navio brasileiro, a UNIFIL-MTF é atualmente composta por unidades navais de Bangladesh (dois navios), Alemanha (3 navios), Grécia (1 navio), Indonésia (1 navio) e Turquia (1 navio). Com a incorporação da fragata brasileira, o número total de pessoal naval na UNIFIL passou de mil.

FONTE: UNIFIL

BATE-PAPO ONLINE: converse com outros leitores sobre este assunto no Xat do Poder Naval, no Xat do Poder Aéreo ou no grupo Forças de Defesa no Facebook.

5
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Brasil continuará à frente da FTM-UNIFIL | Poder Naval - Marinha de Guerra, Tecnologia Militar Naval e Marinha MercanteGUPPYOzawajacubaoLuiz Padilha Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luiz Padilha
Visitante
Member
Luiz Padilha

É isso ai Marinha. Agora é por em prática todos os treinamentos que ao longo dos anos sempre manteve seu pessoal pronto para.
A adrenalina vai subir e o ganho que essa tripulação terá será fundamental para o aperfeiçoamento de todos na MB.
Que Deus os acompanhe e os proteja!

jacubao
Membro
jacubao

“Campanhas”. Mostrem a todos os brasileiros o porquê de existirmos e a nossa importância para o nosso país. Vcs estão representando toda uma nação. Nação admirada por muitos e ao mesmo tempo odiada por poucos, e amada pela maioria dos povos do planeta pelo simples fato de ser pacífico, gentil, solidário, o melhor futebol do mundo, os maiores craques do futebol, UFC, vôley masculino/feminino, natação, salto em altura e tantos outros belíssimos exemplos que tem que ser mostrado ao mundo e agora chegou (mais uma vez) a vez da MB mostrar os valores, qualidades e humanidade do povo brasileiro. “Bons… Read more »

Ozawa
Visitante
Member
Ozawa

Meu caro Jacubão ! A graça e a paz sejam contigo ! Com todo o respeito que você merece pelo que representa nesse blog, mas permita-me, com a devida vênia, um comentário off-topic na esteira do que disse. O Brasil não me parece um país pacífico. Pacíficas são as nações que renunciam a guerra por opção, pois bem teriam condições de fazê-la e se não vencê-la, dar muito trabalho ao inimigo, hoje reconheço exemplos de nações assim: Japão, Alemanha, França e Coréia do Sul. Não é o caso do Brasil. Somos indolentes, não pacíficos. Renunciamos o uso das armas, mesmo… Read more »

GUPPY
Membro
Member
GUPPY

Não obstante as considerações do Ozawa, bem fundamentadas, endosso os comentários do Jacubão e Luiz Padilha, porque não é sempre que temos uma oportunidade de participar de uma missão dessa importância, multinacional, sob a responsabilidade da ONU, distante de casa, sem língua portuguesa, num ambiente “quente” e onde não somos coadjuvantes porque estamos no comando da força naval. O que não poderia continuar é o de Alte Caroli continuar sem um navio brasileiro lá. E está bonito a F45 com o indicativo visual “UN” pintado nos bordos. Quem sabe as reais condições da nossa Fragata sirva para sensibilizar mais os… Read more »

trackback

[…] Fragata ‘União’ incorporada à UNIFIL Maritime Task Force […]