terça-feira, dezembro 7, 2021

Saab Naval

Navio dos EUA colide com petroleiro no Golfo Pérsico

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Um navio de guerra da marinha norte-americana colidiu com um petroleiro neste domingo próximo ao estratégico Estreito de Ormuz. O acidente com petroleiro panamenho M/V Otowasan ocorreu à 1h da madrugada, no horário local. A colisão deixou um buraco à estibordo do USS Porter, mas ninguém se feriu em nenhuma das embarcações, afirmou a marinha norte-americana em comunicado.

A causa do acidente está sendo investigada, segundo a marinha, que também acrescentou que não houve vazamento nem por parte do USS Porter, nem pelo Otowasan. O USS Porter se dirigia à quinta frota dos EUA, cuja base fica em Bahrein. O porta-voz da marinha, Greg Raelson, disse que o USS Porter está ancorado agora no porto em Jebel Ali, em Dubai.

O Estreito de Ormuz, localizado na foz do Golfo Pérsico, é por onde um quinto do petróleo do mundo é escoado. A tensão havia aumentado no local devido a ameaças iranianas de bloquear o tráfego em retaliação às sanções mais duras aplicadas pelo Ocidente.

Há três anos, o submarino nuclear USS Hartford com base em Groton, Connecticut, colidiu no estreito com o USS New Orleans, embarcação anfíbia com base em San Diego.

O tanque de combustível do New Orleans foi rompido e 15 marinheiros do outro navio sofreram lesões leves. O acidente causou US$ 2,3 milhões em danos ao New Orleans e US$ 102,6 milhões ao Hartford. O oficial em comando foi dispensado e o subchefe da embarcação, que assistia o primeiro oficial, foi realocado. Vários membros da tribulação foram punidos. As informações são da Associated Press.

FONTE: Agência Estado / FOTOS: US Navy

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MO

em tempo corrigindo a ‘emprença da fonte original do clippingue = M/T (eme te) navio tanque, pegaram a manida de navio militar que qqr coisa eh Fragata e nos mercantes risos, é eme ve ..

em tempo o “oto” de 2005 é da
Mitsui OSK Lines (MOL Tankship management) (Tokyo, Japão é um “menininho” de de 333 m loa x 302.477 dwt ou seja o Porter deu sorte …..

Fabio ASC

Como acontece um negócio desses?!?!?!?! Não tem radar, sonar, sensor, NVG, etc?????

MO

possivel erro de calculo de manobra em area restrita, acntece mais que vc possa imaginar .. ahhh sonar não evita colisao na superfice e em ares de manobra restrita a manobra e visual sem NVG (rssss), maaaasssssssssssssssss isso eh puramente falando sobre situ normal não conheço e nem procurei ver o local especifico do incidente

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

FILME: The Final Countdown – Nimitz volta ao inferno

Muito antes de 'Top Gun', o F-14 Tomcat já fazia sucesso no cinema The Final Countdown (no Brasil, Nimitz volta ao...
- Advertisement -