Home Sistemas de Armas SL-MICA – defesa antiaérea para submarinos

SL-MICA – defesa antiaérea para submarinos

439
12

 

O sistema mostrado no vídeo consiste de cápsulas que lembram torpedos, contendo mísseis MICA de médio alcance (20 km), que podem ser disparados por tubos a qualquer profundidade. As cápsulas são semelhantes às desenvolvidas para os mísseis anti-navio tipo Exocet. Essa versão do MICA para submarinos foi uma das novidades apresentadas na Euronaval 2012. Você poderá conferir mais detalhes sobre o sistema, além da cobertura da feira, na revista Forças de Defesa número 6.

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eraldocalheiros
eraldocalheiros
7 anos atrás

A pergunta é: esse sistema de defesa antiaérea ja esta incubido nos nossos Scorpène, ou ainda está em fase de implantação e testes? boa noite à todos.

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Eraldo,
Provavelmente não passa de intenção e só deve ir pra frente se houver um cliente interessado.
Há outros programas semelhantes no mundo e estão todos em marcha lenta. Os alemães com o IDAS baseado no Iris-T e os americanos com um programa semelhante baseado no AIM-9X.

Joker
7 anos atrás

Os especialistas me perdoem, mas o uso de misseis SAM por subs na minha humilde visão é um contra-senso. Ora a maior vantagem tática de um sub é manter em patrulha operando com seus sonares passivos, quando detectado (coisa dificílima) usar de engôdos, camadas termais, maiores profundidades e outras artifícios. Porque expor a posição claramente realizando o disparo de um armamento contra um heli asw? Não seria melhor ocultar-se e a posteriori continuar com a patrulha, reconhecimento, sombreamento ou ataque a Unidade de Maior-Valor?

Posso estar enganado…

daltonl
daltonl
7 anos atrás

Joker…

mas no caso demonstrado, o submarino já foi localizado pelo helicoptero
e as manobras evasivas não funcionaram, então como última “cartada”
lança-se o missil.

Com uma capacidade para 18 armas, o Escorpene eventualmente equipado com este sistema, teria que abrir mão de ao menos duas.

Uma configuração possivel sendo 12 torpedos, 4 Exocets e 2 MICAs dos quais 4 torpedos 1 Exocet e 1 MICA já nos 6 tubos de torpedos.

Latino
Latino
7 anos atrás

Muito interessante o sistema ,acho perfeitamente viavel ,

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Pensando nisso o P-8 já é otimizado para caçar submarinos a grande altitude.

Joker,

Tem um outro fator que é o combate litorâneo. Esse tipo de míssil visa proteger submarinos operando em águas marrons onde a “fuga” é mais difícil.

Joker
7 anos atrás

Nas ações de guerra litorânea um sub diesel-elétrico irá operar normalmente sob a cobertura de sua Força Aérea, haja visto, que os países capazes de conduzir uma campanha de projeção de poder possuem SubNuc que normalmente operam longe da costa. Os subs convencionais como todos os subs sofrem com o espaço reduzido, inclusive seus paióis. Mesmo que o uso de SAM por subs sejam a sua “bala de prata” para a defesa reduzir a sua capacidade ataque/autodefesa contra meios de superfície ou outros subs, em prol de uma autodefesa contra o elemento aéreo, ainda não me convence. Respeito as opiniões… Read more »

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Joker, Os americanos querem um sistema equivalente para usarem na classe Virgínia, que embora nuclear é otimizado para uso litorâneo. Também submarinos DE podem operar sem cobertura aérea em costas congestionadas, etc. Sem falar dos AIPs. Agora quanto ao sistema adotado eu acho um absurdo usar uma cápsula autopropulsado do tamanho de um torpedo pesado para lançar um míssil de 120 kg. O sistema alemão IDAS usa uma cápsula para abrigar 4 mísseis que embora lançados do TT são lançados individualmente e guiados por fibra ótica. Num sentido é melhor que esse SL-Mica porque 4 cabem dentro da cápsula, mas… Read more »

Guilherme Poggio
Editor
7 anos atrás

Joker Essa pergunta eu fiz ao pessoal da DCNS durante a Euronaval 2012 e a resposta e basicamente aquela que o Daltonl deu. Trata-se de um caso onde a presença do submarino já foi identificada. O ataque é iminente e fugir não adianta mais. O sistema não é nada complexo. Juntou-se duas coisas que já existiam: o míssil MICA e o canister do SM39. O trabalho foi só a adaptação. Também foi apresentado o Mistral disparado a partir de um dos mastros da vela. Neste caso o submarino precisa está na cota periscópca para o disparo. Mais informações na próxima… Read more »

Joe_The_Master
7 anos atrás

RT @podernaval: SL-MICA – defesa antiaérea para submarinos: O sistema mostrado no vídeo consiste de cápsulas que lembram torp… http:/ …

navantia
7 anos atrás

RT @podernaval: SL-MICA – defesa antiaérea para submarinos: O sistema mostrado no vídeo consiste de cápsulas que lembram torp… http:/ …