Home Patrulha Naval Video: teste do Griffin a bordo do USS ‘Monsoon’ (PC-4)

Video: teste do Griffin a bordo do USS ‘Monsoon’ (PC-4)

85
6

O video divulgado pela Marinha dos Estados Unidos mostra o sistema de mísseis de curto alcance Griffin, fabricado pela Raytheon, em testes a bordo do navio de patrulha costeira USS ‘Monsson‘ (PC-4).

 


FONTE: Militaryphotos.net

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
7 anos atrás

Bicho obediente esse tal de Griffin…

Na lateral do lançado tem um aviso de “NO SMOKING”…
O Griffin obedeceu !!

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
7 anos atrás

“lançador” !!!

Triste não ter a opção de editar os comentários… =/

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Tirando que um bote suicida iraniano não terá essa “churrasqueira” embarcada que incrementa a assinatura térmica, o míssil até que funcionou direitinho.

jacubao
jacubao
7 anos atrás

Um sistema muito interessante e que cairia como uma luva nos nossos navios patrulha fluviais, ou uma modificação (navalização) dos já conhecidos e eficazes JAVELIN, daria uma capacidade sem igual no TO sul americano.

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Mísseis úteis para complementar os canhões de pequeno e médio calibre na função anti-enxame devem necessariamente ter um alcance efetivo maior que a dos referidos canhões, de modo a diluir o potencial de ameaças até que elas possam ser combatidas pelas armas curto alcance. Os canhões de pequeno e médio calibre usados pela USN são: Phalanx, Mk-38, Mk-44, M-110, Mk-75. Idealmente mísseis sup-sup usados na função anti-enxame devem ter alcance de pelo menos 5 km, além da capacidade fire-and-forget, ou se não, pelo menos o sistema diretor ter capacidade de rapidamente mudar de alvo, de modo a que múltiplas ameaças… Read more »

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Um dado interessante sobre esse lançamento do Griffin é que ele o foi a partir de um lançador inclinado fixo, bastante simples; e não a partir de um complexo lançador conteirável estabilizado.
Isso só é possível por ele ter um sofisticado sistema de navegação inercial.
Pensava-se que o Griffin iria usar o mesmo lançador do RAM, o Mk-49, com 21 células, mas pelo visto deverão adotar algo mais simples e barato. Provavelmente um ou mais lançadores inclinados fixos de cada lado, que poderão cobrir todo o hemisfério a que está voltado, sem que haja necessidade de conteirar.