Home Geopolítica USS ‘Truxtun’ (DDG 103) conduzirá mais exercícios no Mar Negro

USS ‘Truxtun’ (DDG 103) conduzirá mais exercícios no Mar Negro

209
0

uss-truxtun-black-sea

O contratorpedeiro da classe Arleigh Burke, USS Truxtun (DDG 103) realizará mais exercícios navais com Marinhas amigas na região do Mar Negro. O comunicado foi feito pelo comandante do navio, Capitão-de-Mar-e-Guerra Andrew Biehn, em entrevista para jornalistas a bordo da embarcação, durante escala no porto de Varna, na Bulgária.

O contratorpedeiro conduziu na semana passada manobras com navios da Marinha da Bulgária e da Romênia, a centenas de milhas da Crimeia ocupada por tropas russas após a deposição do presidente aliado de Moscou. Autoridades americanas afirmam que os exercícios são rotineiros e estavam previstos antes de as manifestações começarem na Ucrânia. Além da presença no DDG 103, a Força Aérea americana também realizou exercícios em parceria com aeronaves polonesas, e voos de reconhecimento sobre o leste da Europa, sob aval da OTAN.

As manobras no Mar Negro trazem ecos de uma resposta semelhante a outro embate entre Moscou e o Ocidente, em, 2008, quando tropas russas ocuparam a Georgia para prestar apoio às regiões separatistas da Abecásia e da Ossétia do Sul. Na época, a Otan enviou navios, alegando se tratar de manobras já planejadas e despertando acusações por parte da Rússia de escala da de poder naval. Entre as atividades realizadas, um helicóptero da Marinha romena pousou no convoo do Truxtun.

Os exercícios navais da semana passada mandam uma mensagem assertiva aos membros da OTAn temerosos das intenções russas em seu antigo quintal. Autoridades de Moscou ligadas à ocupação gradual da Crimeia poderão vir a sofrer a partir de hoje sanções por parte dos EUA e da União Europeia, como veto de viagens e congelamento de bens. As forças russas, por sua vez, continuam a mandar tropas para a península, e mantêm a ameaça de invadir outras regiões da Ucrânia.

Membro da UE desde 2007, a Bulgária está dividida entre aprofundar lações com o bloco, e, por outro, lado a nostalgia soviética e a forte dependência de gás vindo da Rússia. Apesar da participação nos exercícios com o DDG 103, autoridades búlgaras afirmam que o país sofrerá o maior golpe na caso a crise na Ucrânia se agrave.

FONTE: zeenews.india.com via Naval Open Source Intelligence (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments