Home História MB na Guerra Fria: submarino soviético na UNITAS XXI

MB na Guerra Fria: submarino soviético na UNITAS XXI

1845
10
UNITAS XXV
Avião antissubmarino Grumman P-16E Tracker do 1° Grupo de Aviação Embarcada, da Força Aérea Brasileira, pousando no NAeL Minas Gerais

 

Os aviões Grumman P-16E Tracker do 1o. Grupo de Aviação Embarcada da FAB participaram da Operação UNITAS XXI, em 1980, de 15 de outubro a 3 de novembro.
Durante uma patrulha antissubmarino ao largo de Recife, um dos P-16E obteve um registro atípico no sistema Julie/Jezebel de sonoboias, fora dos padrões esperados dos submarinos norte-americanos presentes no exercício.

Um avião P-3 Orion da Marinha dos EUA foi chamado e confirmou: tratava-se de um visitante não convidado, um submarino soviético!

FONTE: Livro “Os Cardeais – 1º Grupo de Aviação Embarcada – 4º/7° Grupo de Aviação”, Mauro Lins de Barros e Flavio Lins de Barros, Editora Adler

10
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Antonio MKojakrafael bastosIväny Juniorluizblower Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Que eu saiba os Tracker não receberam atualizações de eletrônica/armamentos e em 1980 creio que o sistema já seria defasado motivo pelo qual o avião norte-americano teria sido acionado correto ou não?

E se mesmo com equipamento obsoleto conseguiram detectá-lo, não deixa de ser mérito da tripulação.

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Aliás, mérito da tripulação e do pessoal de manutenção.

luizblower
Visitante
Member
luizblower

Galante, eu não sabia que a FAB havia operado versões diferentes do P-16. Tem alguma matéria aqui no blog ou na revista sobre isso? Gostaria de ler.

Iväny Junior
Visitante
Active Member

Só de boas observando um exercício militar e repassando relatórios. Impressionante a capacidade de alcance dos sub-nucs soviéticos.

rafael bastos
Visitante
rafael bastos

Olha que coincidência, acabo de assistir “Caçada ao Outubro Vermelho” e me deparo com esta reportagem no PA!

Subnucs são uma arma em tanto, não é toa que a MB se sacrifica tanto para ter os seus…

Kojak
Visitante
Kojak
Kojak
Visitante
Kojak

Rafael Bastos

Discordo.

Filme ?

Uma coisa é propulsão e outra é a capacidade de lançar M nuc.

O AIP que o diga.

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Alexandre Galante 16 de março de 2015 at 18:23 #

Obrigado!