Home Aviação Naval Marinha dos EUA compra helicópteros usados do Japão

Marinha dos EUA compra helicópteros usados do Japão

768
0

Mh-53E Sea Dragon Port-au-Prince

A Marinha dos Estados Unidos (USN) adquiriu dois helicópteros usados MH-53 Sea Dragon, além de outros sobressalentes, que pertenciam às Forças Armadas do Japão e foram desativados. Com isso, os EUA planejam manter sua frota de MH-53E Sea Dragon por mais tempo.

Oficialmente não foram informados valores, mas acredita-se que todo o pacote tenha sido adquirido por um valor simbólico próximo de US$ 67 mil. Um Sea Dragon novo estaria avaliado em US$ 60 milhões.

O programa de manutenção e atualização dos Sea Dragon, que deveriam ser retirados de serviço uma década atrás, vem sofrendo por falta de sobressalentes que não são mais produzidos pelos fabricantes. Por este motivo, muitos os helicópteros, que ficam baseados na estação naval Norfolk, estão impossibilitados de voar. Algumas peças desses helicópteros foram canibalizadas e enviadas para aeronaves que servem no exterior como Coreia do Sul e Barein.

É raro, mas não incomum, os EUA procurarem equipamento militar usado de outras nações. Em 2011 os EUA adquiriram dezenas de jatos Harrier aposentados da Grã-Bretanha. Na maioria das vezes, porém, os EUA são os fornecedores de equipamentos militares utilizados para outros países.

O negócio, concluído no dia 13 de maio, inclui além da aquisição das duas células mencionadas anteriormente, a compra de 12 motores e dois conjuntos de componentes para a execução de tarefas de varreduras de minas.

O Japão foi o único país, além dos EUA, que comprou helicópteros do modelo Sea Dragon, mas decidiu aposentar sua frota de 11 aeronaves na última década. Os helicópteros foram substituídos pelo modelo italiano MCH-101.

Dos mais de 40 Sea Dragon adquiridos pela Marinha dos EUA, 28 permanecem em serviço. Eles devem permanecer em atividade até 2025.

FONTE: PilotOnLine.com (tradução e adaptação do Poder Naval a partir do original em inglês)

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments