quinta-feira, janeiro 20, 2022

Saab Naval

Prosuper receberá propostas da China e dos EUA

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Type 052B Guangzhou class Wuhan (170) guided missile destroyer
Tipo 052B

 

O PROSUPER, programa da Marinha do Brasil (MB) que visa obter 5 navios escoltas, cinco navios-patrulha oceânicos (NPaOc) e um navio de apoio logístico (NApLog), deverá contar com mais propostas concorrentes em breve. A Marinha do Brasil aguarda a apresentação de propostas completas para fornecimento para o PROSUPER de um estaleiro chinês e de um estaleiro dos Estados Unidos da América.

Ambas as propostas terão apoio dos governos dos respectivos países, o que poderá trazer vantagens nos financiamentos e garantias de transferência de tecnologia.

Os navios chineses – A proposta chinesa deverá englobar, para os navios escoltas, uma variante do destróieres Tipo 052B. Espera-se que o NApLog seja baseado no Tipo 903, enquanto uma variante das corvetas do Tipo 056 deverá ser oferecida para NPaOc.

Type 903
Tipo 903

 

Americanos –  a proposta de estaleiro dos EUA, por sua vez, ainda deverá se adequar às especificações detalhadas fornecidas pela Marinha do Brasil. Isso porque os meios navais propostos, obrigatoriamente, precisarão estar em operação em pelo menos uma marinha no mundo, sendo adaptados aos requisitos estabelecidos pela MB.

Neste sentido, sabe-se que navios como os destróieres da classe “Arleigh Burke” (F-IIA) e o USNS “Bridge” (T-AOE-10) suplantam em muito as especificações fornecidas pela Marinha do Brasil.

- Advertisement -

14 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eduardo.pereira1

Aguardemos novas ,tomara que boas, notícias sobre este programa ,em breve acrescido de novos ,e fortes, competidores.

_RJ_

Sou contra esse modelo de negócio do prosuper.

Primeiro pela megalomania do pacotão de supernavios

Segundo pela precificação da tecnologia (intangível) que só serve para justificar o sobrepreço.

Por mim, comprava-se um Makassar e duas fragatas 4000T, botava meia duzia de engenheiros da Emgepron para um “estágio” de um ano nesses navios, e depois definia o que desenvolver no Brasil.

Também acho mais negócio comprar separadamente as escoltas, navios anfíbios e de apoio logístico, para pegar o mais em conta (melhor custo/benefício) de cada categoria.

Moriah

não achei interessante a oferta chinesa, talvez exceto pelo 056 e o 903. já em relação aos americanos, é o mesmo que financiar um ford fusion, quando você só pode comprar o New Fiesta Sedan….Arleigh Burke com restrições orçamentárias me lembra de um certo navio alemão convertido em bordel na África…não precisamos de mais navios bons parados no Rio.

Wellington Góes

Seguindo o raciocínio do RJ, eu fecharia com os coreanos (Makassar e KDX II) e pronto. Eles já são parceiros de alguns dos estaleiros nacionais, têm preços tão competitivos quanto os chineses, projetos que cabem no nosso bolso e doutrinas de combates ocidentais. De chineses, talvez apenas, o NApLog seja baseado no Tipo 903. Dos EUA eu não vejo nada que possa caber no nosso orçamento.

Em tempos de Dólar e Euro caros, eu optaria por rechear com o que puder em parceria com os sul’africanos.

Até mais!!! 😉

HMS TIRELESS

Aqui eu concordo contigo Wellington! Acho que os navios KDX-II sul coreanos, equipados com radares e armas europeus como é o caso dos Aster 15-30, seriam perfeitos para a MB.

XO

De um CF do Corpo da Armada… vindo do Oriente, só os sul-coreanos mesmo… também acredito ser a opção adequada para nós… mas isso sou eu escrevendo…

daltonl

“USNS “Bridge” (T-AOE-10) suplantam em muito as especificações fornecidas pela Marinha do Brasil.”

Interessante que o USNS Bridge foi para a reserva ano passado e em setembro será a vez do USNS Rainier ou
seja são “caros” até mesmo para a US Navy que irá operar com os 2 restantes por outros 20 anos, mas, não quer mais saber de novos navios semelhantes.

Roberto Bozzo

Mas os EUA não estão no ProSuper com um projeto da Ingalls ???

Se não me engano a LM havia oferecido, também, um projeto baseado no LCS…. tem algumas matérias no Naval falando…..

_RJ_

Deixa eu tentar colocar de forma mais detalhada minha opinião sobre o Prosuper: 1) O conceito de contratar “pacotão” com NApLog, Fragata, NPaOc e etc… do mesmo fornecedor impede de se pegar o melhor de cada categoria. Pode-se por exemplo optar por um NApLog mais caro por vir junto com uma fragata mais barata, ou vice versa. Melhor negócio seria desmembrar o Prosuper (na minha opinião, o custo baixaria e a qualidade subiria) 2) Não acredito nesse modelo de transferência de tecnologia proposto (pagar para que o fornecedor ensine a modificar seu produto, com TODAS as licensas de uso). Se… Read more »

ci_pin_ha

Concordo com você _RJ_

Pelo que estão falando no face e em outros lugares, a oferta americana seria algo baseado no Legend class cutter da Guarda Costeira, com as devidas modificações e adoções de armamento.

MO

Vamos ver, saudosita quesou ta nahora de equipamentos US de novo …

minaopinião particulrizada da minha pessoa, claro

em tempo =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/06/mt-ncc-mekka-ladu4-video-demandando.html

Vídeo especial para mim, tive a honra de ser o agente maritimo deste navio, o na época NCC Mekka, e em minha carreira na empresa o atendi muitas vezes, hoje navega como Bow Mekka

Video + Fotos

Mauricio R.

“…equipados com radares e armas europeus como é o caso dos Aster 15-30, seriam perfeitos para a MB.”

Ao despadronizar o meio, vc está na verdade tornando-o mais caro.

RMEYER

“Padrão Ocidental”, Boa! Alguém aqui acha que os Norte-Americancos ou Europeus Ocidentais e Orientais da OTAN confiam em nós, ou nos vêem como “aliados”. Se alguém acha que sim, meu amigo você tem problemas. Resumindo temos que escolher aquilo que é o melhor para nós e abandonar de vez essa bobagem de alinhamento político e estratégico com os EUA e a OTAN porque isto não nos pertence mais. O Brasil se desenvolveu e está se desenvolvendo e está virando uma ameaça para os EUA e seus interesses políticos regionais. Ou seja, tem outro galo cantando aqui nesse galinheiro e são… Read more »

MO

Ta RMeyer, listaai o que fizemose o que podemos fazr, “Fala que te Escuto”,todo ouvidos …

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

40ª força-tarefa da Marinha Chinesa é enviada para missão de escolta no Golfo de Áden

A 40ª força-tarefa da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy) partiu de um porto militar...
- Advertisement -