Home Noticiário Internacional Submarino convencional russo lança mísseis de cruzeiro contra o ISIS

Submarino convencional russo lança mísseis de cruzeiro contra o ISIS

3636
18

Mísseis de cruzeiro 3M-54 Kalibr foram lançados a partir de um submarino convencional russo contra alvos do Estado Islâmico (EI) na Síria, informou o Ministério da Defesa da Rússia no dia 8. O “Rostov-on-Don”, um submarino russo diesel-elétrico da classe Kilo, está operando a partir do Mediterrâneo em apoio ao esforço militar de Moscou para auxiliar o governo de Al-Assad na luta contra os rebeldes.

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
MaurícioEliswanderLeoMaurícioCVN76 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
BrancoF-16
Visitante

a Síria virou foi um grande campo de testes de equipamentos militares e de propaganda para as maiores empresas do mundo e seus respectivos países.

Bosco
Visitante

Será que usaram a versão “supersônica”? Não creio que a versão 3M-54 seja adequada a alvos no solo.

Maurício
Visitante
Maurício

A matéria deveria se chamar “Submarino convencional russo lança mísseis de cruzeiro CONTRA o ISIS”. É tão difícil aceitar que a Rússia tem feito tudo aquilo que os EUA não quiseram fazer contra essa entidade terrorista ?

Bosco
Visitante

“É tão difícil aceitar que a Rússia tem feito tudo aquilo que os EUA não quiseram fazer contra essa entidade terrorista ?”
???

Edgar
Admin

Alguém saberia onde esse submarino fica baseado? Como ele estava no Mediterrâneo, caso seja baseado no Mar Negro, teve de cruzar os estreitos turcos, e neste caso deve ter sido monitorado de perto. Caso ele seja baseado no Oceano Ártico (?) fez um longo traslado até o Mediterrâneo, derrubando o argumento megalomaníaco favorável aos SSN devido a “dimensões continentais” do litoral.

A propósito, como está a situação da patrulha marítima da Turquia? Alguns voos com lançamentos de sonoboias poderiam detectar a posição do Kilo, dada a área a qual ele deve se posicionar para lançar o míssil de cruzeiro.

Bosco
Visitante

Poggio,
Só como curiosidade, os israelenses também os utilizam em seus subs e tudo indica que com ogivas nucleares.

BrancoF-16
Visitante

Pois é Submarinos convencionais com mísseis de cruzeiro uns 7 desses já seria bem interessante de fato.
Não sou contra o Brasil querer ter um Sub nuclear, mas fica mais que evidente que no momento não temos condições de arcar com um projeto novo e sozinho, além claro de nem conseguimos manter uma esquadra operacional com meios mais modernos.

Seal
Visitante
Seal

Atacaram 2 centros de Comando do EI na província síria de raqua. Será que esse sub diesel-elétrico russo da classe Kilo fez esse disparo na vertical ou através dos tubos dos torpedos? Será que Nosso futuro sub nuclear terá essa capacidade de disparar mísseis na vertical? Off topic: Mectron se prepara para lançamento do primeiro míssil anti-navio brasileiro (MANSUP) Características do míssil: Alcance: 75 Km. Vel: 850Km/h. Propulsão: Sólida com 300s de queima. Guiagem: inercial + radar ativo. Ogiva: 150Kg incendiária + termobárica. http://pt.dfns.net/2015/12/09/mectron-prepara-se-para-o-lancamento-do-primeiro-missil-antinavio-brasileiro-man-sup/

CVN76
Membro
Noble Member

Edgar

Esse submarine classe Kilo Improved é novíssimo…..ele está em viagem de traslado de St. Petersburg, onde foi construído, para a base dele em Sevastopol ou Novorossisk no Mar Negro.

Outro a caminho é o “Stary Oskol”….dentro do Mar Negro se encontram o “Novorossisk” e o “Krasnodar”, ambos da mesma classe

Bosco
Visitante

Seal,
Esse submarino não tem lançadores verticais e como podemos ver pela inclinação do rastro de fumaça os mísseis foram lançados dos TTs.

Maurício
Visitante
Maurício

Bosco, a mídia ocidental tem feito um ótimo trabalho ao minimizar o efetivo papel que a Rússia vem desempenhando contra o ISIS para reestabilizar a situação na Síria. Para ficar mais claro, os EUA nunca combateram esse grupo terrorista. Isso é mais do que evidente, já que a “guerra contra o terrorismo” patrocinada pelo Ocidente é uma farsa e isso não é novidade. O que os EUA querem é a queda de Assad e contavam com o ISIS como forma de terceirizar a guerra contra a Síria. Ficou mais claro ?

Bosco
Visitante

Maurício, Isso é o que você acredita mas não quer dizer que seja verdade. A coisa toda é muito mais complexa do que você quer fazer parecer ser. Mas tudo bem, se de alguma maneira te conforta achar que é tudo preto no branco e que há mocinhos e bandidos, fique à vontade. Só não deveria instigar esse tipo de discussão infrutífera sem que ninguém antes tivesse se manifestado nem contra nem a favor suas posições. Houve 4 comentários antes do seu ““É tão difícil aceitar que a Rússia tem feito tudo aquilo que os EUA não quiseram fazer contra… Read more »

Leo
Visitante
Leo

Bosco, uma dúvida, qual seria mais perigoso para um navio o Brahmos ou a versão supersônica do kalibr?

Bosco
Visitante

Eu apostaria na versão supersônica do Kalibr (3M54E).

Eliswander
Visitante
Eliswander

Esse busco é bom mesmo,Parabéns

Maurício
Visitante
Maurício

Bosco: Nada do que se diz, em lugar algum, deve ser interpretado como fonte absoluta da verdade. Não pensei que tivesse de explicar que o que explicitei foi minha opinião. Acerca da questão entre os EUA X ISIS, não pontuei de forma a estigmatizar aquele país em um debate restrito a uma dicotomia do “preto no branco”. Minhas ponderações que tanto o desagradaram foram pertinentes; tanto é que o editor do blog ( por quem tenho respeito) mudou o título da matéria.