uniao-F45-PWUN-ml-10-12-15-6 copy

Imagens da Fragata ‘União‘ (F 45) demandando o cais da Mortona na manhã do dia 10/12/2015.

A embarcação faz escala Santos como parte das comemorações do ‘Dia do Marinheiro’ (13/12) e estará aberta à visitação pública nos dias 12 e 13 /12, entre 14 e 18h.

uniao-F45-PWUN-ml-10-12-15-22 copy

Para mais imagens (26 no total):

uniao-F45-PWUN-ml-10-12-15-41 copy uniao-F45-PWUN-ml-10-12-15-70 copy

Fotos: Marcelo ‘MO’ Lopes / Viviane Nóbrega – 10/12/2015

32
Deixe um comentário

avatar
28 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
carlos alberto soaresdaltonlJanMOMatheus de Oliveira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Nonato
Visitante
Nonato

Seja o primeiro a comentar. Desculpem-me os entendidos.
Mas o que vejo nesse navio, como em vários outros do tipo, é apenas um rifle na frente, um monte de antenas no meio, é um heliporto atrás.
Onde está o poder de fogo de um navio de guerra poderoso como ele?
Navios de piratas de antigamente pelo menos tinham vários canhõese também uns 300 homens armados de espadas para atacar…

Ribeiro
Visitante
Ribeiro

Putz… depois do comentário do Nonato fiquei até com vergonha de perguntar…. Mas eu sou “carudo” e supero a vergonha….
O que é aqueles dois tubos paralelos apontados pra proa, logo atrás do canhão principal?
nunca tinha reparado naquilo…
Abraços

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

MO, hay que endurecer, pero non perder a ternura jamas….respira fundo e explica….

G abraço

Dalton
Visitante

Ribeiro…

aquele é o Boroc um lançador de foguetes antisubmarino da sueca “Bofors” e sua pergunta
provavelmente passou pela cabeça de muitos leitores também.

abs

Rogério Arantes.
Visitante

Ribeiro

Isto é um lançador duplo de foguetes anti_submarinos chamado Boroc.

CVN76
Membro
Noble Member

Bom, já que ele tem um rifle como armamento principal, eu diria que o Boroc é uma espingarda de cano duplo……:-) Para o Sepol ter um ataque cardiaco….!

Guilherme
Visitante
Guilherme

É serio isso? O cara falou rifle mesmo? Heliporto?

vish…

Alexandre Samir Maziz
Visitante

Já prestou bom serviço a nação já passou na hora de aposentar , mas é o infelizmente é o que temos no momento , e ainda vejo alguns comentários sobre comprar um tal de porta helicóptero Inglês que vai ser aposentando e uma piada rsrsrs ,

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Nonato, dá uma olhada na última foto: na popa há lançadores de mísseis.

Além disso, o “rifle” é um canhão Vickers respeitável de 115mm.

Claro que ela não é o supra-sumo da tecnologia e do poderio bélico embarcado, mas dá pro gasto.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Ao contrario dos atuais navios de guerra com linhas furtivas, que escondem praticamente todo o armamento atras das chapas da superestrutura, conveses e amuradas, fragatas da epoca da classe Niteroi sao extremamente “amigaveis” para o entusiasta que queira identificar os armamentos. Fica tudo bem visivel, com uma ou outra excecao, ao menos pra quem despender um pouco de tempo analisando e comparando fotos. Da proa a popa: – Um canhao de 114,5mm – Um lancador duplo de foguetes antissubmarino de 375mm – Dois reparos para metralhadoras .50 (protecao contra ameacas assimetricas) – Dois canhoes de 40mm antiaereos – Dois conjuntos… Read more »

Dalton
Visitante

O Nonato ironizou, mas, acredito que de fato ele tenha sim uma dúvida. O principal armamento da fragata é o míssil exocet que pode ser visto a grosso modo entre o mastro dianteiro e a chaminé. O helicóptero também pode ser equipado com mísseis anti superfície de curto alcance. Estes seriam os mísseis “ofensivos” e há também os “defensivos” na forma do lançador óctuplo de mísseis “Aspides” logo abaixo do que ele chamou de “heliporto”. Além dos canhões, metralhadoras podem ser instaladas, há os tubos de torpedos antisubmarinos e o mesmo tipo de torpedos também pode ser lançado pelo helicóptero,… Read more »

Seal
Visitante
Seal

Quem que concede esse prêmio “ECHO” (E) para as fragatas? Dizem que pelo menos as fragatas ou Corvetas que partem para Missão de Paz no Líbano vão recheadas de armamentos e leva mais um grupo de Forças Especiais para proteção aproximada do navio

Ribeiro
Visitante
Ribeiro

Obrigado aos amigos…
Abraços

Guizmo
Visitante
Guizmo

Amanha estarei lá!

rodnei correa sampaio
Visitante
rodnei correa sampaio

nao sei se foi brincadeira ou verdade a pergunta do amigo nonato,mas por causa de uma pergunta deste tipo tivemos otimas resposta explicando os armamentos da uniao

Nonato
Visitante
Nonato

Rodney. Ótimas respostas para uma ótima pergunta. Rs. Claro que exagerei um pouco mas as dúvidas existem sim. Talvez devido à proporção da foto. Ja vi vídeos de batalhas navais na segunda guerra com canhões de alto poder de fogo. Ja quando olhamos para nossa fragata., sinceramente, não impõe respeito. Se vê esse “rifle” na frente (proa ou polpa?), essa espingarda de cano duplo (visualmente impõe mais respeito sim), um amontoado de antenas e um “heliporto” (convoo?). Sinceramente não vejo o helicóptero como arma a fazer frente a outros navios ou aviões. Falo na condição de leigo. Sei que o… Read more »

moacir
Visitante

Brasil com essa mania de querer ser “grande”, fica tentando desenvolver tudo evocando uma suposta independência, perdeu a grande chance de fabricar sob licença as fragatas similares às sul-africanas, que são navios modernos e que poderiam ser costumizados a nosso gosto, inclusive adquirindo know-how para fabricação sob licença dos misseis Aa Unkhonto que equipa essas belonaves, conclusão : já estaríamos fabricando navios modernos em boa quantidade e as Niterói já teriam sido substituídas,muito melhor do que ficar sonhando eternamente com FREM, F-100 e os cambau que não saõ para o nosso bolso.

XO
Visitante
XO

Nonato, os canhoes perderam espaco com a chegada dos misseis… alem disso, o maior calibre era para fazer frente aa blindagem dos navios, especialmente os encouracados… hoje em dia, nem apoio de fogo naval se faz com canhoes… mas a RN sentiu falta nas Malvinas, tanto que houve mudanca em alguns meios para incorporar canhoes e CIWS… enfim, canhao deve complementar o misdil e permitir flexibilidade de emprego do meio… abraço…

Nonato
Visitante
Nonato

XO. Muito interessante seu comentário.
Outro problema é que não vemos esses canhões ou outras armas nas laterais. Aquela arma contra submarinos (a espingarda de cano duplo por exemplo). Vai que o submarino está por trás
Um navio enorme com dificuldade para manobrar so tem determinados armamentos em certas partes dificultando seu uso. Imagine o ciws. Se estiver na frente e o míssil vier por trás
Sem falar nessas torres e outras “tralhas” atrapalhando o ângulo e a visada…
Imagino que os canhões sejam úteis contra barcos menores também.
O problema dos mísseis é que acabam rápido.

Nonato
Visitante
Nonato

Agora que vi o comentário. Só transporta oito mísseis exocet…
Não da para nada… se disparar e acertar e forem só oito adversários ainda vai. Caso contrário terá que voltar à base ou esperar um navio de apoio com mais mísseis (será que meu raciocínio está correto??).

XO
Visitante
XO

Nonato, os torpedos podem ser setados para fazer uma curva (guinada) apos o lancamento exatamente para minimizar a manobra do Navio e permitir uma reacao mais agil…sobre os misseis, bem, existem os lancadores verticais que resolvem o problema dos “obstaculos” e permitem maior armazenagem… em compensacao, exigem mais forca (booster) para que o missil seja lancado… abraco…

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Nonato, se essa fragata tiver que enfrentar sozinha 8 navios do mesmo nível, pode considerá-la afundada rsrs. Poderia levar 16 ou 32 mísseis que não salvariam o navio, pois do outro lado, estariam 64 mísseis que poderiam ser disparados de diversas posições, saturando suas defesas. E isso vale para qualquer fragata moderna. Aliás, as novas fragatas, como a FREMM/FREDA, costumam ter canhões de 76mm e/ou 127mm. O Zunwait é outra categoria e tem a pretensão de ser o mais moderno e poderoso navio da atualidade. Seu canhão não está disponível para o Brasil e acho que para ninguém, tirando os… Read more »

Matheus de Oliveira
Visitante
Matheus de Oliveira

Se estiver enganado o Zunwalt pode carregar até 90 células de misseis do tipo VLS MK-57(considerando que um Arleigh Burke levaria 80 células) , e mais 2 canhões de 127? mm, agora eu vou perguntar algo que há muito tempo me deixa pensativo: Uma Força Tarefa da US Navy operaria em tempos de guerra com que tipo de configuração, considerando que o DDG-1000 ainda não esteja em operação?
Uma escolta por fragatas + destroyers + navio aeródromo e submarinos?
Ou os americanos utilizariam apenas os DDG para escoltar seus porta aviões?

Jan
Visitante
Jan

Bom. Mais F45 só está patrulhando e não em um guerra

daltonl
Visitante

Matheus ! O “Zumwalt” está equipado com 80 silos verticais não 90 e um Arleigh Burke conta com entre 90 e 96 silos. Os 2 canhões do “Zumwalt” são de 155 mm e são otimizados para atingir alvos em terra e a maioria dos silos de mísseis será ocupado por mísseis “tomahawks” de ataque terrestre o que torna o “Zumwalt” um navio especializado em ataque terrestre e não tanto um navio multi propósito como um Arleigh Burke. x O “Zumwalt” não irá integrar uma “força-tarefa” baseada em NAes, até porque apenas 3 serão construídos, quando muito um estará no “teatro… Read more »

Matheus de Oliveira
Visitante
Matheus de Oliveira

Humm entendi! Obrigado pela explicação daltonl!

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Fernando “Nunão” De Martini 11 de dezembro de 2015 at 9:39
Em tudo funcionando, para o Brazil considero bem armado e a altura das nossas necessidades.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Belas fotos !

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Sobre a questão do “rifle” (leia-se canhão principal) e a pergunta a respeito do calibre das armas na Segunda Guerra Mundial. Em geral, na IIGM os navios do porte de contratorpedeiro (destróier), incluindo os contratorpedeiros de escolta (fragatas) da fase final do conflito, tinham canhões entre 4 e 5 polegadas (100 e 127mm). Os americanos padronizaram nos de 5 polegadas / 38 calibres de comprimento de dupla função, antiaéreos e antissuperfície. Os britânicos demoraram mais para encontrar um verdadeiro canhão de dupla função, pois o de 4 polegadas (100mm) era bom no emprego antiaéreo, podendo ser usado em altos ângulos,… Read more »