NPaOc Amazonas no Índico - 1

O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas” realizou uma PASSEX com a Fragata “SPIOENKOP”, da Marinha da África do Sul.
A PASSEX, que consiste em diversos exercícios conjuntos entre Marinhas amigas (quando da passagem da embarcação de uma pelas águas jurisdicionais da outra), ocorreu durante a travessia entre a Cidade do Cabo (África do Sul) e Vishakhapatnam (Índia).

NPaOc Amazonas no Índico - 2

DIVULGAÇÃO: Marinha do Brasil, via Facebook

Previous articleDemonstração de poder de fogo para civis a bordo do USS Missouri
Next articleNova especialidade na Marinha do Brasil: Segurança do Tráfego Aquaviário
Subscribe
Notify of
guest
114 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus

Linda foto da Amazonas com a fragata classe Valour. Quem sabe um dia o almirantado cai em si, deixe o ufanismo de lado e tragam algumas Valour para nós.

Jakson de Almeida

Puxa Matheus tirou as palavras da minha boca ,se a MB tivesse deixado de lado a megalomania do guru dos alambiques e tivesse adquirido umas fragatas da classe meko teríamos uma força naval de defesa de respeito.

Carlos Alberto Soares

Não entendi, estamos no “osso”, precisamos de NPaOc em nossa jurisdição,
ai mandamos nossa + nova Nau para outro oceano ?
Para exercícios ?

MO
Airacobra

A Marinha está tão sugada que está mandando os NaPaOc em missões que antes eram dos navios da esquadra, nunca antes vi uma disponibilidade tão baixa, somada a essa baixa disponibilidade a pequena quantidade de escoltas e o revezamento dos navios na unifil faz ainda mais com que os NaPaOc carreguem o piano da MB junto com o que está disponivel da esquadra, lembrando que oa mesmos são subordinados aos distritos navais e não à esquadra. Torço muito por um milagre e que apareçam do além alguns escoltas para ajudar nossa querida Briosa.

MO

Credo

Um NPaOc fora causou celeuma … tamos ..

. Feixa pra lá …

ahhhh nao o Amazonas nao é a mais nova “nau” na5 …

Airacobra

De preferencia umas incheon

Mauricio R.

E ainda mandam o navio em comissão, c/ radar faltando…

wwolf22

Os dois NaPaOc desempenham a mesma função em suas Marinhas ??
Pertencem a “mesma classe” ??

Alexandre Samir Maziz

Lindas fotos , gostei também dessa classe Valour , ia cair muito bem para nossa marinha segue alguns dados informativos sobre ela : Tipo: Fragata multi-missão. Tripulação: 120 tripulantes. Deslocamento: 3 500 toneladas . Comprimento: 121 m. Boca: 16.34 m. Sistemas eletrônicos: 1 radar multi-função 3D Thales Naval MRR-3D NG que opera na banda G 2 sistemas de busca ótica/radar Reutech RTS 6400 mono pulso que opera na banda X (I/J) sistemas IFF designadores de amigo/inimigo esistema de designaçãode alvos, ESM/ECM: Saab Grintek Avitronics SME 100/200 ESM & ELINT. 1 Sonar thales kingklip . Propulsão: 2 motores a diesel MTU… Read more »

wwolf22

essa classe Valour eh bem ignorante…
Gezuiz…

Gelson Jorge Emerim

Carlos Alberto Soares 11 de fevereiro de 2016 at 22:23 Não entendi, estamos no “osso”, precisamos de NPaOc em nossa jurisdição, ai mandamos nossa + nova Nau para outro oceano ? Para exercícios ? Faço coro com o colega Carlos. Se para os entendidos já está difícil de entender imagina para os leigos então. Imagino que a parte do Oceano Atlântico que deveria estar sob a jurisdição do Brasil esteja, como acho que sempre esteve, ao Deus dará. Afinal, o que o Brasil quer com uma esquadra se não tem nem meios para patrulhar e policiar o seu litoral? Outro… Read more »

Carlos Alberto Soares

Caro Marcelo
MO 12 de fevereiro de 2016 at 1:24
NPaOc é.
Ou estou errado ?
Belas fotos.
Sds

BrancoF-16

Realmente essa classe de Fragata Valour é bem interessante e bem armada

BrancoF-16

classe de Fragata Valour saiu ao preço foi de 9 bilhões para 4 navios para africa do sul, sendo que pelo que li há a proposta de encomenda de uma 5 unidade. Agora para causar a fúria de alguns ou não, julgando o atual estado da armada brasileira, logo estaremos perdendo para marinha sul africana. Gostaria de um comparativo entre a MB e Marinha sul Africana, sei que a sul africana é menor e inferior mais utiliza em comum o mesmo submarino da Classe tikuna da MB. Acho que valeria a comparação talvez não só com a MB mais no… Read more »

BrancoF-16

a proposta para encomenda de uma 5º unidade e não de mais 5 navios.

Iväny Junior

Tão usando o Amazonas como escolta e não é de hoje.
Depois fica no osso e sem dinheiro pra manter, aí vira alvo precoce como a Frontin.

Alexandre Samir Maziz

A marinha do Brasil poderia fazer a seguinte , deixa a reforma do A-12 São Paulo de lado , e poderia partir para uma compra de fragatas Valour , os marinheiros iam agradecer muito não acham ?? abraços !!!!

Jhenison

se não me engando Alexandre ela ja deixou !

wwolf22

a reforma do A12 somente serve para pagar as proprinas pela compra da Kombosa e dos Scorpenes…
a reforme eh pura desculpa… Ha quantas décadas o A12 se encontra em “reforma” ???
Do jeito que esta logo seremos “engolidos” pela brava marinha da Bolivia…

jagderband#44

MB está na capa da gaita. Mas, segundo CDG, não somos sérios.
Ele tinha razão, merecemos.

Sesmer

Não acho uma boa adquirir a Classe Valour, as Niterói são superiores. Enquanto a industria, o Brasil é mais, porém em alguns setores, sobretudo em mísseis a África do Sul é mais qualificada, ainda que muito disso se deva a necessidade, já que eles começaram a desenvolver quando estavam isolados do mundo e precisavam desses projéteis.

Nonato

Poderiam ter mandado uma lancha para a Índia fazer exercícios…

Leonardo Crestani

Ufanismo? Nosso almirantado?

Nenhum dos comandantes das forças tem culpa dos governos corruptos e incapazes que governam o Brasil de 1985 pra cá, por isso a situação caótica das forças hoje!!!!!

Não concordo, chamar nossos comandantes de megalomaniacos, eles planejam e querem as forças armadas brasileiras no TOPO, com tecnologia nacional, produção nacional etc.

Mais uma vez venho aqui dizer que apesar da bandalheira que esta acontecendo em Brasilia, somos um país rico, muito rico, e temos sim condições de ser grandes!

Ze.meerson

Materia vinculada agora a tarde na globo.com, apesar de falar de outro navio/comissao, assunto interessante. Segue link:

http://epoca.globo.com/tempo/expresso/noticia/2016/02/governo-gastara-r-30-milhoes-para-enviar-navio-de-guerra-ao-libano.html

Oganza

Leonardo Crestani, o Brasil não é e nunca foi rico, o que o Brasil tem é potencial para tal, o que o Brasil tem são riquezas primárias que precisam ser transformadas, beneficiadas, manufaturadas e/ou industrializadas para terem valor agregado ou continuaremos como sempre: exportando matéria prima e importando produto “acabado”. – Vc está certo mas seu foco está completamente equivocado. – Ps.: Tecnologia Nacional? – Já disse e repito: Se começar hj nós teremos alguma coisa daki a 20 anos. Mas levara 30 para ter algo substancial. SE começar hj. Pps.: Não, não temos condições de ser grandes, não com… Read more »

Antonio Cançado

AMÉM, Oganza.
Como sempre, aliás…

Antonio Cançado

Mais uma coisinha: ô Leonardo Crestani, você acha que os governos anteriores a 1985 não eram igualmente corruptos e incapazes? Sabe de nada, inocente!…rsrsrsrsrsrs

Marcelo Bardo

Oganza falou tudo.

Gustavo

A nota abaixo esta sendo veiculada na internet, alguém confirma a veracidade da mesma? Rio, quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016 DIRETORIA DE ENGENHARIA NAVAL AVISO DE RESCISÃO O Diretor de Engenharia Naval, no uso de suas atribuições e de acordo com o disposto no art. 77, art. 78, incisos I, II, III e V, art.79, inciso I c/c art. 58, inciso II e 87, inciso II da Lei nº 8.666/1993, e Cláusulas Décima Oitava e Vigésima do contrato 45000/2009-006/00, resolve: Rescindir o contrato supracitado, celebrado com o Estaleiro Ilha S/A – EISA, CNPJ 00.261.304/0001 -02, pelo inadimplemento do referido… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

Gustavo, boa noite. . Confirmar a veracidade de notas como essa quando quem publicou não coloca link para a fonte, é razoavelmente simples no caso de publicação no Diário Oficial da União – DOU (onde se costuma publicar avisos do tipo). . Basta acessar o site da Imprensa Oficial e jogar no campo de pesquisa um trecho da nota, preferencialmente o número do contrato, ou o nome do contratado (EISA, por exemplo), colocando nos campos de pesquisa também a data indicada na nota (é bom sempre dar alguma margem de dias pra frente e para trás, pois nem sempre a… Read more »

Gustavo

Caro Fernando, 1º desculpe-me pelo dito “off topic”, e apesar de não parecer o DOU foi onde 1º busquei resposta mas só agora percebi que a configuração do note que estou usando não estava permitindo abrir a aba de respostas que a pesquisa na Imprensa Nacional gera. Me senti embasbacado agora. E se me permite, lembrando que volta e meia algum forista pergunta sobre a construção destes navios. E que em vários tópicos -onde o assunto é outro- os meios que a Marinha possui ou almeja acaba por se tornar o assunto da discussão nos mesmos. Seria um bom tema… Read more »

Leonardo Crestani

Antonio Cançado,

Falando dos ultimos 50 anos, em 1964 eramos a 44° economia do mundo e em 1985 eramos a 8° economia, acredito que os militares tem numeros pra provar que eram mais capazes que os civis de 1985 pra cá.
Corrupção sempre existiu no Brasil e SEMPRE VAI EXISTIR aqui e no mundo, lembrando que Judas entregou Jesus por algumas moedas kkkk.

Leonardo Crestani

Oganza

Basta queremos ser grandes, e seremos.
Sim somos ricos sim, somos a 7° economia mundial entre +/- 200 paises, se isso não é ser rico, não sei o que é.

A renda no Brasil é mal distribuida? Sim é mal distribuida!
Mas quem quiser sair da pobreza que estude e trabalhe, que tenho certeza que sairá da pobreza sim!

Bardini
Alexandre Samir Maziz

Fiz uma pesquisa rápida só para mostrar a “capa da gaita” como disse o jagderband#44 achei que estava ruim ,então vi que o situação e pior ainda , só considerei como um leigo os navios das classe como fragatas corvetas e navios de patrulha oceânico , pois acho que se caldo engrossar no mar esses que vão para linha de frente ; Fragatas – Classe Niteroi F40 – “Niterói” F41 – “Defensora” F42 – “Constituição” F43 – “Liberal” F44 – “Independência” F45 – “União” Fragatas – classe Greenhalgh F46 – “Greenhalgh” F48 – “Bosísio” F49 – “Rademaker Corvetas classe Inhaúma… Read more »

souto.

Duas perguntas porque o Amazonas esta sem o radar principal?a corveta Julio de Noronha volta
esse mês e as jaceguat e inhauma há´previsão?

souto.

Amigos a corveta julio de Noronha volta esse mês? comenta-se que poderá vir fragatas italianas usadas
e caça minas isso procede.

souto.

A MB vai comprar fragatas usadas e caça minas a Itália.

franklin junior

Triste contestação p/ uma marinha q um dia já foi considerada uma força bem equipada(para seu padrão orçamentário) e referência de poderio em seu continente. Hoje ”suspira” por ai,tentando sair-se bem nas fotos.Fruto de anos de descaso governamental(afinal pra ELES(os políticos) o Brasil é um pais pacifico, s/ inimigos, q já tem seus próprios ”brinquedinhos” :navios de guerra,submarino e até um porta aviões. Então pra q gastar mais dinheiro c/ isso.) má gerenciamento de seus recursos(anos de abuso no emprego de PALIATIVOS na frota: compras de ”oportunidades ” erradas, de projetos irreais a nossa capacidade e realidade,etc. E de pensamento… Read more »

BrancoF-16

Alexandre Samir Maziz
Sou mais leigo que você quando o assunto se refere a marinha, mais vou chutar, hoje nenhum dos meios listados opera sem restrições, ou seja não esta em 100% da capacidade.
Agora some isso a falta de treinamento adequando da tripulação + horas de mar + falta de munição e etc e você terá mb em seu pensamento.
É triste mais essa é a realidade.

EduardoSP

Sesmer 12 de fevereiro de 2016 at 15:20 desculpe-me aí, mas não dá para comparar dois navios com a mesma finalidade e tamanho, um projetado no final da década de 60 do século passado e outro projetado no final dos anos 90. São trinta anos de diferença! Embora goste das Niterói, de forma alguma elas são superiores às Valour, quer seja em termos de conceito, engenharia ou sistemas. Quanto à qualificação da indústria, veja que não estamos conseguindo nem mesmo construir navios de patrulha de 500 toneladas. O nosso nível tecnológico em várias áreas de defesa é inferior ao da… Read more »

MO

Doi Carlos o mais novo em navios POc’s é o Araguari

abs

Em tempo:

M/T Ajax / C6TZ6

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2016/02/mt-ajax-c6tz6-demandando-alemoa.html?m=1

5 Photos

fonseca

off topic

fonseca

mais off topic

Antonio Cançado

Ok, Leonardo Crestani, ok…Só não se esqueça que esse ‘salto’ de posição no ranking da economia mundial custou muito caro ao país, quebrando a economia, e deixando como legado o que veio a ser conhecido como ‘década perdida’. Só com a chegada de FHC ao poder, a coisa mudou de figura. Mas aí veio o PT, CRIA da ditadura, e…

Roberto Santos

Senhores, enquanto a marinha manda um navio patrulha pro exterior, nossas águas são literalmente saqueadas por navios pesqueiros Japoneses, navios limpam seus porões cheios de óleo jogando a sujeira no mar, barcos carregam drogas pra cima e pra baixo no litoral, barcos navegam sem documentação e com tripulação ilegal e diversos outros crimes. Essa é a Marinha do pais de Alice das maravilhas. .

alice

Olá pessoas! Li os comentários e gostei das informações, apesar de não entender muito do assunto. Gostaria de algumas informações relacionadas ao comércio marítimo internacional. Tomei conhecimento lendo algumas matérias que, para minha surpresa, nos mares da Indonésia existe ataque de piratas às embarcações?

alice

É certo que as embarcações e/ou os tripulantes contam com a proteção da guarda costeira e que há empresas de segurança que interditar o navio e evacuá-lo? A intervenção das empresas de segurança protege a tripulação e seus pertences? Sendo que a tripulação segue viagem até seu destino e seus valores e pertences são retirados do navio e despachados para o destino informado pelas turistas ou comerciantes a bordo?

Dalton

Alexandre… vc pode retirar da lista a fragata Bosísio que deu baixa ano passado ! A fragata “Defensora” e as 3 “Inhaúmas” estão paradas faz alguns anos já, mas deverão retornar ao serviço de forma gradual já a partir de 2016 e eventualmente cobrirão outras baixas, assim é razoável supor que os demais 8 combatentes de superfície ou escoltas como a marinha prefere chama-los estejam em serviço, ou manutenção leve, inclusive a “Barroso” está no Líbano e a “Independência” a caminho para substitui-la. . Você menciona uma hipotética situação de “agressão” e quais navios estariam aptos para combater, mas, tal… Read more »