Home Divulgação Sindmar defende ações de longo prazo para o crescimento do setor

Sindmar defende ações de longo prazo para o crescimento do setor

2884
25

Valemax - imagem 2 Vale

Com a compra de 30 navios Valemax, avaliados em mais de US$ 2,5 bilhões, a China ampliará seu controle sobre as exportações brasileiras de minério de ferro e terá poderes para regular as taxas de frete do mercado internacional nos próximos dez anos ou mais. O Valemax é o maior graneleiro do mundo, com capacidade para até 360 mil toneladas.

“Mais uma vez, a China mostrou como o Estado deve adotar uma visão estratégica e de longo prazo, que proporcione a abertura de novas oportunidades para suas empresas e seus trabalhadores”, afirmou o presidente do Sindicato Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante (Sindmar), Severino Almeida, ao comentar o significado da operação num momento em que o Governo e a Petrobras discutem a venda de ativos rentáveis da estatal.

O presidente do Sindmar ressaltou que a China dá provas de sua sabedoria ao investir em um setor fundamental para o desenvolvimento, como o de logística e transporte marítimo. ”O Brasil, ao contrário, recorre a ações de curtíssimo prazo, visando resultados imediatos e ignorando o interesse da Nação. A consequência é o desmantelamento de organizações, a eliminação de postos de trabalho e a falta de perspectiva de um ambiente econômico mais próspero.”

Valemax - imagem Vale

O Valemax foi lançado em 2010 pela Vale que, no entanto, entregou ao mercado apenas 18 das 60 unidades planejadas. A mineradora sofreu um grande revés quando a China proibiu os navios de atracar em seus portos, alegando falta de segurança. O embargo foi suspenso em julho do ano passado, quando a mineradora já havia vendido ou alugado as embarcações, inclusive para alguns armadores chineses que agora encomendaram novos Valemax.

DIVULGAÇÃO: META CONSULTORIA E COMUNICAÇÃO (Assessoria de Imprensa do SINDMAR)

IMAGENS (navios Valemax, em caráter meramente ilustrativo): Vale

25
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
Antonio Carlos Jr Zamithjose luiz espositoAugustofonsecaWellington Góes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Lucas Lima
Visitante

Exemplo de Pais e Nação, porem péssimo de democracia!

Marcus Mendes
Visitante

Os empresários gostam de receber grana barata do estado. Coloquem o seu próprio dinheiro na empresa. O governo já deveria ter parado de financiar empresas.Deveria financiar saúde, educação e segurança.

Marcos
Visitante
Marcos

Agora é que vieram reclamar?

zeabelardo
Visitante
zeabelardo

Marcus Mendes, o nome desse modelo implantado no Brasil é capitalismo de estado. O estado é o motor da economia e assume os riscos. É o modelo defendido pela esquerda. Só diria que essas pessoas não são empresárias, são apenas amigos do poder e fantoches. Como sou de direita, defendo o que vc disse. O privado assume riscos e o estado cuida da segurança e da educação. Só acrescentaria é que o estado deveria criar regras justas e um ambiente estável para o privado poder investir. Nada disso existe hoje.

Seal
Visitante

Só sei que o dragão está com um apetite voraz.A Grécia irá vender a Autoridade Portuária de Pireu, o maior porto grego, à empresa chinesa de transporte marítimo COSCO, Conforme o acordo de €368,5 milhões de euros. O porto possui uma rota de acesso para a Ásia, o leste da Europa e o norte da África.

Danton
Visitante
Danton

A equação é simples senhores! Quanto mais interesses e propriedades essas potencias tem no estrangeiro menor será seu apetite para guerrear…já que perderiam TUDO. Ao contrario da Coreia do Norte….entenderam a geopolítica?!

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Hilário, o último parágrafo.

RatusNatus
Visitante
RatusNatus

Querido, planejamento, esta palavra, em tempos de Mega analfabetismo funcional , quer dizer comunismo para muitos.
Negam até o Estado em si em sua sina, sua interpretação de ______________, de Estado Mínimo.
Então a fórmula é a seguinte :
Planejamento = intervenção estatal no mercado = comunismo

Assim funciona a mente de um __________________
_
COMENTÁRIO EDITADO. EVITE PROVOCAÇÕES TOTALMENTE DESNECESSÁRIAS AO DEBATE E MANTENHA O RESPEITO, SEM ATACAR OS DEMAIS, PARA TAMBÉM SER RESPEITADO.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Zeabelardo, concordo em número e grau com você, mas também acrescentaria: diminuição da carga tributária , revisão da CLT, desburocratizarão. Sem isso não tem como sermos competitivos em nada!!!

Claudio Moreno
Visitante

Mendes, Zeabelardo, Andrade,

Vivemos hoje o que o Brasil dos anos 30 na Era Vargas…a solução? A mesma adotada anos depois do retorno da FEB do teatro europeu.
Repito o que já disse varias vezes antes…o Brasil não estava e ainda não está preparado para se auto governar.
Os mesmos atores do passado estão presentes em uma versão hodierna, populismo barato, demagogia vagabunda e uma igreja corrupta que apoia cegamente e por mero interesse um governo podre (vide as declarações da CNBB em 01/04/2016).

CM

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Bem feito pra quem aceitou a China como “aliado e parceiro de mercado”.
Se o fosse não faria isto conosco.
Mas como dizia o Vader (aliás, cadê ele?), tem quem ache os dentes do dragão melhores que as garras da águia.

Nonato
Visitante
Nonato

Por que a Vale entregou os navios?
O preço de um ou de 30 navios é 2,5 hj?
Se forem os 30 então um meganavio desses custa apenas 75 milhões?
Vender os navios não foi uma boa.
Perdeu competitividade.
Por que não manda fazer mais?
2,5 bi para a Vale não significa muito.
O preço do minério caiu. mas não era motivo para ficar em situação difícil.
Cada empresa tem que se adequar à realidade e não ficar se queixando que o preço das commodities depois de ter subido digamos 2.000% voltaram aos valores anteriores.

MO
Membro

Não entendi uma coisa, alias um monte Valemax é apelido de um tipo de navio, não nome de navio Eles tem em media 403.000 t. E não 360.000 t. Nem todos eram da vale, muitos eram de armadores estrangeiros, afretados a vale, vom bandeira e guarnição estrangeiras Os da Vale TODOS tinham bandeira e tripulação estrangeiras Não wstou entendendo este papo e pelo visto acima levou meio mundo a discutir não sei o que no minimo tem informacoes incorretas e tbm nao sei onde estao ‘nossas perdas’, sr os navios eram afretados ou de subsidiarias da vale estrangeiras … nao… Read more »

Seal
Visitante

MO 14 de abril de 2016 at 1:33 Os navios mineraleiros classe VALEMAX foram lançados no mercado em 2010 pela mineradora brasileira Vale SA . O plano era construir cerca de 60 navios, mas apenas 18 foram entregues. A VALE sofreu um golpe quando a China proibiu esses navios de grande porte de atracar em seus portos, afirmando que eles eram inseguros. O embargo foi suspenso em julho do ano passado, mas naquele momento a VALE já havia vendido ou alugado os cargueiros para proprietários chineses, inclusive a Cosco. O mineraleiro VALEMAX pode transportar até 360 mil ton de carga.… Read more »

MO
Membro

eles são ULOC Ultra Large Ore Carrier, o Cape Size tem este termo por não ser possível cruzar o Canal de Suez (os maiores, pois os Cape são a partir de 95.000 bdwt até 199.000 dwt, a partir dai VLBC (ou VLOC e os ULOC´s … não existe o navio VAlemax, este foi o apelidadodado a classe, pois os Valemax não são iguais, variam de 400.000 a 406.000 dwt Não são 18, são 24, todos ex Vale qqr coisa, nem todos eram de propriedade da Vale, mas todos afretados a Vale, aquele que teve problemas em Itaqui, o Vale Beijing… Read more »

Seal
Visitante

E também as gigantes chinesas do transporte marítimo Cosco Group, China Merchants Group e ICBC Financial Leasing Co. fizeram encomendas para 30 navios mineraleiros VALEMAX avaliadas num total de US$ 2,5 bilhões de dólares. Essa medida vai ampliar o controle da China sobre as exportações de minério de ferro do Brasil nos próximos dez anos e aumentar a pressão sobre as transportadoras marítimas ocidentais, que vêm penando para encontrar cargas em meio a uma das crises mais duradouras do setor. As três titãs do transporte marítimo da China fizeram pedidos de dez navios cada uma para quatro estaleiros locais —… Read more »

Marcus Mendes
Visitante

Na adianta construir um navio que não pode atracar nos portos do maior cliente. Isso foi um golpe dado pela China. Agora que ela vai possuir 30 navios Valemax as restrições de atracamento acabaram.

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Bem, não precisa desenhar.Mas o objetivo foi conseguido? Trouxe prejuízo para o Brasil ? A china levou vantagem? Se foi isso, tá tudo certo normal como tudo, quê se faz no Brasil.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Esta ação, traiçoeira, da China merece um contraponto nosso. O princípio da reciprocidade, mesmo que acobertado, deveria ser aplicado (dificultando a importação de chapas de aço, de alguns produtos manufaturados, ou mesmo navios).
A China precisa entender que esta é uma via de mão dupla, que também tem a perder agindo assim. Se a Vale, então, não pode levar o minério de ferro, então que comece a vender o aço pronto e não, tão somente, o minério.
Até mais!!! 😉

fonseca
Visitante
fonseca

Wellington, por estranho que pareça, as mineradoras (inclusive as que também são siderurgicas, tais quais usiminas e CSN), dizem (ou diziam) que vender o minério era mais lucrativo do que o aço… talvez o cálculo contábil considere o custo do minério de ferro muito baixo de forma que a diferença entre o custo e o preço de venda gere um enorme lucro. Já a diferença entre o preço de venda do minério e do aço geraria lucro percentual menor (margens de lucro). estranho é que o aço chega da China a preço mais baixo do que o produzido no Brasil,… Read more »

fonseca
Visitante
fonseca

de acordo com o link abaixo, cada navio custou 111 milhões de dolares.
dá para levar muitos mísseis, tanques, helicópteros…
muito barato, muito embora grande parte do preço de um navio militar refira-se aos radares, mísseis, etc.

https://www.portosenavios.com.br/noticias/ind-naval-e-offshore/30246-vale-entrega-quatro-navios-valemax-para-chinesa-cosco

Augusto
Visitante
Augusto

Deveriam barrar os valex chineses, que nem eles fizeram conosco e tirar o reconhecimento de economia de mercado da China.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Sim Fonseca, entendo que a margem de lucro da venda do minério de ferro deve ser maior do que a venda de chapas de aço. Sei também que o mercado siderúrgico (fora da China) fica com um pé atrás quando uma mineradora (que fornece sua matéria prima), também é concorrente no seu mercado. Lembro de ter lido que o falecido ex-presidente da Vale, ou o seu antecessor, comentava destas questõe numa entrevista, vale lembrar que o ex-Presidente Lula pressionava a companhia a instalar novas siderúrgicas no país e uma das argumentações contrárias a esta iniciativa era justamente esta questão mercadológica.… Read more »

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

A China pode ser Péssima em Democracia , mas nós nos últimos 12 anos, muito menos , houve aqui uma Ditadura , não aquela dos Parlamentos Fechados , mas do Parlamento Comprado !!

Antonio Carlos Jr Zamith
Visitante

Artigo da SINDMAR sobre da sabotagem com corrupção da máfia pt contra a nossa marinha mercante, pois entregou o FUNDO DA MARINHA MERCANTE para Renan das Alagoas através da TRANSPETRO FALIDA por 10 anos. E lembro de como a China enganou a Vale aparelhada e agora domina o transporte naval de minério de ferro. Quem ai reclamou dos yankess é um otário