Home Noticiário Internacional Submarino chileno ruma aos EUA para o DESI 2016

Submarino chileno ruma aos EUA para o DESI 2016

4015
89

Em 2 de agosto, deixou o porto de Talcahuano o submarino Thomson (SS-20) da Marinha do Chile, para participar do programa de treinamento DESI (Diesel Electric Submarine Initiative) organizado pela Marinha dos Estados Unidos.

A unidade de combate, liderada pelo Comandante Oscar Manzano Sanguinetti, vai realizar uma comissão internacional que terá a duração de quatro meses, durante a qual vai realizar uma série de exercícios que irão testar as capacidades de detecção de navios e aeronaves antissubmarino (ASW) do país anfitrião, através do uso de várias táticas e tecnologias avançadas.

O DESI é uma iniciativa criada em 2001 pela Marinha dos EUA que visa melhorar as competências e treinar seu pessoal para lidar com a ameaça dos submarinos de propulsão convencional.

O Chile se juntou ao programa em 2007, que envolveu também as Marinhas do Brasil, Colômbia e Peru. A Marinha do Chile esteve presente em sete vezes, e esta é a terceira vez do Thomson, depois de participar em 2010 e 2014. Enquanto isso, o Simpson (SS-21) participou nas edições de 2007, 2008 e 2012, enquanto o General Carrera (SS-22) participou em 2011.

Submarino Thomson SS-20 - 2

O Thomson é um submarino Type 209/1400L construído nos estaleiros de Howaldtswerke (agora ThyssenKrupp Marine Systems) em Kiel, Alemanha. Foi encomendado em 1984 com seu irmão gêmeo Simpson (SS-21). Tem 59,5 metros de comprimento, 6,2 m de boca e 5,5 m de profundidade na superfície. Desloca 1.390 toneladas e tem uma velocidade máxima de 21,5 nós submerso. Ele tem oito tubos que lhe permitem lançar torpedos pesados de 533 mm e pode carregar até 14 torpedos Black Shark Wass ou SUT Mod 1 Atlas Elektronik. O submarino também foi modificado para disparar mísseis MBDA SM-39 Exocet antinavio.

O Thomson deve voltar ao Chile em dezembro de 2016. Uma vez no país deverá passar por reparos pelo Astilleros e Arsenais da Marinha (Asmar), que permitirão prolongar sua vida até 2025.

FONTE: www.infodefensa.com

89
Deixe um comentário

avatar
89 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
Noticias internacionales – EjércitosFranciscoJuarezIväny Juniorzorannn Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
John Paul Jones
Visitante
John Paul Jones

Somente nós mal tratamos os nossos 209 ….

Apenas 1,5 de 05 andando na MB ….

AQntes que alguem me pergunte o porque de 1,5 é porque o Tupi ainda está pelos testes de mar e CIASA, o Tapajó está operativo mas para em 2017 ….

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

John, a MB já enviou um sub para este tal de DESI, acho que foi o Tapajó.

Glasquis 7
Visitante

Os U 209 da ARCh passaram por uma profunda modernização entre 2007 e 2011 (2007 a 2009 o Thompson e 2009 a 2011 o Simpson) assim como os U 209 do Equador. Estas modernizações com intervenção de casco, foram feitas pela estatal militar ASMAR em Talcahuano.

John Paul Jones
Visitante
John Paul Jones

Não sei se o programa se chama DESI mas o Tapajó e o Tikuna já foram fazer este período de Deployment nos EUA, porém na costa leste.

John Paul Jones
Visitante
John Paul Jones

Isso aí Glasquis, o ASMAR e agora o SIMA (Peru) estão dando um banho de competência em relação ao nosso “sofrido” AMRJ ….

UH
Visitante
UH

John Paul Jones Chile e Peru tem melhores forças armadas que o Brasil, e isso porque a Argentina esta em seus maus momentos, porque tradicionalmente sempre estiveram acima do Brasil, possuiam aviação embarcada de respeito, suas Type 22 na época eram de longe as melhores da América do Sul, a FAA sempre foi superior a FAB, e no Exército nem se diga nos anos 80 possuia um respeitado arsenal, muitos pensam que estavam mal armados nas Malvinas, mas tudo ao contrário possuiam uma força armada de respeito a melhor da região. Definitivamente na América do Sul só Chile e Argentina… Read more »

Dalton
Visitante

UH… Chile e Peru são potenciais adversários então é até natural que um acompanhe o que o outro esteja fazendo e se o Brasil estivesse em uma situação parecida com algum vizinho com certeza as forças armadas estariam em melhor forma, mas, o fato é que nenhum país da região tem potencial para vencer o Brasil em uma guerra nem de média duração…não pense apenas em plataformas e sim em tamanho territorial, populacional e a facilidade de crédito que teríamos para adquirir armas caso o Brasil fosse atacado. . Quanto à Argentina, em 1978 ala quase se envolveu em uma… Read more »

XO
Visitante
XO

Talvez ele tenha pensado nos Type 42…

Glasquis 7
Visitante

Dalton,

“Quanto a só Chile e Argentina terem tradição militar, discordo…o Brasil foi o primeiro a possuir”

Eu não sei o que você considera “tradição Militar” mas a Argentina, A Venezuela, o Peru o Chile tem na sua História, guerras que datam desde antes da descoberta da América.

Glasquis 7
Visitante

Dalton

Só um detalhe, a Guerra das Malvinas não teve Declaração de Guerra, Os argentinos invadiram as Ilhas sem aviso nem declaração e sem aviso nem declaração, os Britânicos enviaram 35 mil homens e as tomaram de volta.

Dalton
Visitante

Glasquis… os argentinos não declararam guerra, mas, o governo de Margareth Thatcher ao enviar a Royal Navy sim, era isso que estava pensando quando escrevi e nem sempre há necessidade de uma declaração formal, acho que você está “counting rivets” aqui, o que escrevi fez sentido, de qualquer forma houve sim uma rendição formal por mais tradição militar que à Argentina tenha eles perderam e se renderam, simples assim ! . Quanto a tradições militares e guerras, bem o Brasil também teve suas guerras em outros séculos como a contra o Paraguai que apesar de contar com argentinos e uruguaios… Read more »

Dalton
Visitante

Bem lembrado XO…ele deve ter pensado nos 2 T-42s que tiveram uma existência tão pífia na
marinha argentina que me levou a esquece-los completamente !
.
Como você sabe os 2 foram contemporâneos das 6 fragatas classe Niterói…eles ganhavam em defesa de área sem dúvida, mas, eles não foram adquiridos visando o Brasil e sim o Chile e a marinha brasileira na época estava mais voltada para a guerra anti submarina.
.
abs

suntzu400
Visitante
suntzu400

Por que será que não mandaram um Scorpene novamente? São tão novos.

Bardini
Visitante

Os Scorpènes estavam na sua primeira modernização, recebendo novas baterias e sensores. Não sei se já terminaram ou em que estágio estão os trabalhos.

Gabriel
Visitante

Boa tarde. Afirmar que Chile e Peru tem melhoras Forças Armadas que o Brasil e que a Argentina “tradicionalmente” sempre esteve acima do Brasil é um pouco de desconhecimento. Pode se afirmar que em determinados pontos as Forças Armadas do Chile esta melhor e em outros esta pior. Contudo como não existem “fronteiras” entre os países tudo fica ainda mais “relativo”. Como já foi muito destacado aqui em outros debates, vale frisar novamente que não se pode comparar duas Forças Armadas como se “super trunfo” fossem. Usando palavras simples, a situação é muito mais complexa que “poder de combate” puro… Read more »

Kolchack
Visitante
Kolchack

a Argentina sempre foi um pais de guerra, enfrentaram a Espanha durante a independencia, inclusive enviando navios para atacar a California, depois enfrentou o britanicos, quase invadiu o Chile, e novamente criou encrenca com os britanicos nas Malvinas. Enquanto o Brasil pagou indenizacao pra tornar-se independente de Portugal.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Gabriel, tu foste bastante preciso nas considerações. Os chilenos até que estão realmente muito bem, mas o Peru…. pra mim, num saldo geral, está atrás do Chile. Venezuela têm Su-30 de enfeite e uma AAAe que parece ser boa, mas resta saber se funciona mesmo. Argentina sempre foi muito forte, mas passa por um momento bem complicado, principalmente na aviação.

Em questão de EQUIPAMENTO, Chile está na dianteira, Venezuela tá colada e Colômbia vem com o Peru e o Brasil logo atrás. Mas em treinamento…. penso que Brasil e Chile estão na dianteira.

Boa noite a todos

Glasquis 7
Visitante

suntzu400, 18/08 14:55 A ARCh tem rotado as suas unidades submarinas neste exercício. Os Scorpene já participaram em anos anteriores e este ano correspondia ao Thompson. o Simpson, “irmão” do Thompson, participou da DESI, da COMPTUEX e da CHILEMAR em 2013. Bardini, O Refit dos Scorpene já foi concluído. O Thompson deverá realizar o mesmo refit no seu retorno da DESI permitindo que tanto ele quanto seu “gêmeo” Simpson tenham a sua vida útil estendida até 2025 pra então serem substituídos por novas unidades. Na atualidade a ARCh se encontra definindo os requerimentos de alto nível de uma nova classe… Read more »

John Paul Jones
Visitante
John Paul Jones

Eu concordo com o Dalton, temos tradição sim e praticamente levamos a Guerra do Paraguai nas costas, todo o esforço da campanha foi do EB e da MB, a passagem de Humaitá pelo Encouraçado Alagoas sozinho é uma das paginas mais bonitas da nossa Marinha.

No entanto atualmente estamos muito fragilizados materialmente ….

Glasquis 7
Visitante

Dalton, Não procuro rebites, apenas me atenho às informações contidas na história. Naquela época estava perto do local dos acontecimentos e o que se noticiava durante e após o conflito era que não existia declaração de guerra de nenhuma das duas partes. Então rebato a sua afirmação: “os argentinos não declararam guerra, mas, o governo de Margareth Thatcher ao enviar a Royal Navy sim” Não, não houve nenhuma declaração oficial de guerra por nenhuma das duas nações envolvidas. Sobre tradição militar, “Não acho necessário invocar tempos pré-históricos principalmente de nações que você citou…” Bom, se a história não é um… Read more »

Glasquis 7
Visitante

John Paul Jones,

A guerra do Paraguai foi em 1864. 60 anos antes, a América Espanhola já contavam com tropas regulares que lutavam contra a Coroa Espanhola pela independência dos seus países. A primeira derrota do Império Espanhol na América do Sul frente a um exercito conformado por um povo autóctone foi em 1536, quase 350 anos antes. E esse povo prevalece até os dias de hoje. Eu gostaria saber de vocês então, o que é Tradição Militar?

XO
Visitante
XO

Gabriel, excelente comentario, principalmente pela correta visao de que defesa é muito mais do que meios, armas… e sensacional a colocacao sobre abordagem “super trunfo”… abraço…

XO
Visitante
XO

Penso que que a maoiria das nacoes lutou, em algum momento por sua independencia… seria nessa etapa da historia que teria nascido a tradicao militar de cada uma… agora, a existencia de tropas regulares nesse processo, acredito ser uma particularidade… e todos que ainda prevalecem em sua existencia independente impuseram derrotas ao colonizador… assim sendo, nao vejo diferencas, na essencia, entre nos… abraço…

Luciano
Visitante
Luciano

Bom, acho que posso tecer alguns comentários aqui…primeiramente, antes do inicio do século XIX, qdo se dá a independência da maioria das colônias europeias na América, podemos falar de “chilenos” ou “argentinos” ou “brasileiros”? Não existiam enquanto nação, então atribuir a vitória de um quichua, um tamoio ou um mexica sobre um colonizador com se fossem os povos que se formaram séculos depois é forçar a barra (o mesmo penso sobre o que aconteceu em Guararapes em meados do século XVII, mas isso é outro debate). Pensando aqui superficialmente, sem uma pesquisa mais profunda…. guerra de independência (1822), confederaçao do… Read more »

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Caramba, John Paul Jones!!! Pela segunda vez estou concordando contigo!!! Po, agora você está do meu lado!!! Rsrsrsrsr!!! É isso aí!!!!!

control
Visitante

Srs A discussão sobre a tradição de A ou B parece meio sem sentido, pois, considerando que a tradição está intrinsecamente ligada a pessoas e os países da América do Sul são o produto de diversos povos que para cá vieram, o Brasil, por exemplo, carrega em si a tradição militar dos portugueses, tupis guaranis, bantos, italianos, alemães, poloneses, japoneses, holandeses, ucranianos, etc.; o que, não deve ser muito diferente nos outros países da América (diferindo apenas a variedade de povos imigrantes). E, para pensar, se tradição militar vencesse combates e guerras, até hoje existiria o Império Romano. O que… Read more »

Maximo Power
Visitante

En el caso chileno la composicion de la sociedad chilena es bastante homogenea, mezcla de españoles y mapuches, la ubicacion de Chile no favorece una mayor inmigracion ademas que en la Colonia, la Capitania General de Chile era mirado como la Colonia paria por el conflicto con los araucanos. El asunto de la tradicion militar radica en que si uno revisa la historia de Chile se dara cuenta que el primer ejercito profesional español en America durante la Colonia fueron los tercios de Arauco que lucharon contra los mapuches ( casi todos los chilenos tenemos algo de sangre mapuche) por… Read more »

Bardini
Visitante

A única “experiência militar”, se é que podem ser assim chamadas, são as advindas das operações realizadas no Haiti, o resto é história, é coisa que aconteceu e tocou gerações que já estão encerrando seu papel neste mundo. Não sabemos mais o que é Guerra, e a diferença entre civis e militares da ativa é que um vê pela TV o que o outro vê em manuais… . Assistam o documentário: O “Lapa Azul” http://www.forte.jor.br/2011/07/07/forte-recomenda-documentario-o-lapa-azul/ . Não existe melhor retrato para um Brasil que, desconhecia a Guerra, passou abruptamente a conviver com seus horrores e, com o passar do tempo… Read more »

zorannn
Visitante
zorannn

Querer comparar o Chile com o Brasil? Isto é covardia! O Chile está muito melhor do que a gente. . Basta ver a modernidade/disponibilidade dos equipamentos para ver isto. Se não se der por satisfeito, some a isto o fato de que o nosso orçamento é 5 vezes maior do que o deles. . Vejam oque eles operam e oque operamos. . Eles: estão modernizando as Type 23 …. Nós: gastamos R$ 18 milhões por mês (R$ 216 milhões por ano – nas 3 Forças Armadas – dados do orçamento) com o programa de atletas de alto rendimento e não… Read more »

Luciano
Visitante
Luciano

Bardini, desculpe, (nao sei se entendi direito seu comentário), mas discordo de vc, aliás, acho até contraditório vc citar a experiência do Haiti e colocar o link de um documentário sobre a FEB. O Haiti pode ter grande influência hoje para as FFAA, mas por muitas décadas foi a FEB. Doutrina, quadros e serviços, armamento, escolas de formação e até mesmo oficias superiores e generais foram modificados radicalmente a partir do envio de tropas para a Itália. Acredito que pelo menos por 20 anos, mesmo com um contingente relativamente pequeno de praças e oficiais (pouco menos de 25 mil homens)… Read more »

Dalton
Visitante

Glasquis… concordo que fui infeliz quando escrevi “declaração de guerra”, estava pensando honestamente e não por desconhecimento sobre quando os britânicos decretaram uma zona de exclusão ao redor das Falklands e mesmo assim um par de semanas depois é que o grosso da força naval -os 35.000 soldados que você citou na verdade é o total incluindo as tripulações dos navios- chegou ou seja na minha opinião o total de 74 dias que durou a campanha desde a invasão até a rendição foi até menor. . Só quis enfatizar ao outro forista de como a campanha durou pouco tempo até… Read more »

Dalton
Visitante

zoramm… comparar países é sempre problemático…veja por exemplo que o Chile não tem uma imensa população ribeirinha e isso exige que recursos e pessoal seja empregado na assistência deles e não importa se outra “organização” deveria estar fazendo isso pois se houvesse o orçamento da marinha seria ainda menor. . Também é preciso analisar o grau de ameaça ou percepção de ameaça porque a imensa maioria da população de um país não só do Brasil deseja não uma fragata moderna e sim emprego, saúde, educação, etc, ou seja, não dá para vender a ideia de que a marinha precisa de… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Active Member

Parece que pra treinar combate, tem que enviar o velho e bom U-209. O único exercicio de combate que o scorpene participou foi no Chile, o qual foi relatado com muita elegância pelo Luiz Monteiro, em outro tópico deste canal.

Dalton
Visitante

Ivany…

o Chile já enviou um de seus “Scorpenes” o “Carrera” para a costa oeste dos EUA para
participar do “DESI”.
.
abs

Glasquis 7
Visitante

Dalton, Realmente, os meios militares não podem estar em 2 lugares ao mesmo tempo mas considero que a defesa do Chile não se baseia nisso. Embora a Armada do Chile seja pequena, tem, junto ao Brasil, a maior frota de combatentes de superfície e a terceira frota de submarinos da região perdendo pro próprio Brasil e pro Peru mas, os médios e as capacidades dos mesmos, no caso do Chile, equiparam e até superam essa inferioridade numérica. O importante é saber o que você tem e aonde quer chegar com isso e no caso do Chile isto é muito claro.… Read more »

Glasquis 7
Visitante

Iväny Junior,

Como postei anteriormente, o Chile rota seus meios em exercícios multinacionais com a intenção de dar à maior parte possível das suas tripulações experiência em interatividade com outras nações e assim otimizar as mesmas.

Gabriel
Visitante

Bom dia. Zorannn, você novamente esta equivocado. Como escrevi no comentário anterior, o Chile esta melhor em alguns aspectos e pior em outros e não precisa nem conhecer muito as Forças Armadas dos dois países para compreender. Mesmo tendo pessoas que fazem “questão” de não entender. A comparação não pode ser feita como se “super-trunfo” fosse… A x B…e definir como Forças Armadas melhores. A questão é que são 2 países totalmente diferentes, com realidades geopolíticas totalmente diferentes, assim é muito difícil fazer uma comparação, por mais simples que seja. Comparando, sem poder comparar, então, as Forças Armadas brasileiras estão… Read more »

Dalton
Visitante

Glasquis… li com interesse tudo o que escreveu, obrigado, o que tentei enfatizar é que números são importantes e diante de uma guerra “longa” ao menos mais longa que o conflito pelas Falklands as perdas materiais podem ser de difícil reposição, portanto concordamos que é sempre melhor dissuadir um potencial inimigo e é o que o Chile vem fazendo e bem na minha opinião, apenas vejo uma superestimação de outras nações e uma subestimação do Brasil sem analisar com mais profundidade cada nação, seus problemas, suas vantagens, percepções de ameaças e mesmo alianças militares com nações mais fortes. . Quanto… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

Gabriel, qual o míssil que o Brasil fabrica, está homologado e operacional??? Com relação a fabricação de blindados e submarinos, nós temos na verdade duas “reunidoras de componentes” fazendo a junção dos mesmo com expertise de seus fabricantes, simples assim. O Chile é ainda quer gostamos ou não, na América latina é, o país que mais se aproxima do ter, operar e manter, a FA que cumpre a missão, simples assim, mas porque isto? Simples como tal: Tem ameaças veladas de seus vizinhos ao norte, tem um dos melhores níveis educacionais, baixo índice de corrupção, principalmente nas FAs, procura ser… Read more »

Glasquis 7
Visitante

Dalton, Não entenda isso como um desmerecimento da minha parte ao militar brasileiro. Longe disso, apenas quis deixar plasmado o espirito de Nação Combativa que preza pelas suas FFAA do Chile. Além do mais. Coragem e capacidade no campo de batalha só podem ser sopesados na hora em que as batatas assam e não existe academia alguma que possa ensinar isso. Sobre os cantos militares: Assiste este vídeo dos cadetes argentinos: https://www.youtube.com/watch?v=x9ZTO95KFHw No minuto 1:40 se canta: “chilenito, chilenito, tem cuidado, tem cuidado, que uma noite escura a tu casa entrarei o teu pescoço cortarei e teu sangue beberei

Glasquis 7
Visitante

Dalton,
Pior ainda, este é o vídeo institucional do exercito da Bolívia em 2010: https://www.youtube.com/watch?v=E7w8mfqrIXA Finaliza com a frase: Os estamos esperando chilenos. E neste caso é um vídeo oficial da Bolívia. Estas constantes provocações entre Argentinos, Peruanos e Bolivianos contra o Chile e a sua natural resposta por parte dos Chilenos é natural, antiga só nos últimos anos os peruanos e os bolivianos tem reclamado mas se esquecem do que eles tem feito o mesmo.

zorannn
Visitante
zorannn

Olá Dalton e Glasquis! . Comparar países é sempre complicado…eu sei disto. São cenários diferentes e tals… . Mas pode-se comparar eficiencia. Eles fazem muito mais com cada Dollar do orçamento. O orçamento deles é 5 ou 6 vezes menor que o nosso! E olhe oque eles fazem, oque eles operam… e eles operam (não se resumem a ter). Compare o tamanho do PIB (que o deles é muito menor), a qualidade dos serviços públicos, a prontidão de suas Forças Armadas. É até covardia. A coisa por lá é levada a sério….aqui não. . Nosso orçamento representa 48% dos gastos… Read more »

Glasquis 7
Visitante

3.- “o melhor Batalhão de Forças Especiais” Testadas aonde?

Como pode comprovar a eficiência de suas tropas se até onde eu sei, nunca tem entrado em ação realmente? No Haiti?

4.- “o único programa nuclear que enriquece urânio”

Chile y su programa secreto nuclear de Uranio

http://www.bbc.com/mundo/noticias/2013/02/130221_serie_3_cooperacion_nuclear_chile_reino_unido_1982_ch

http://limanoticia.blogspot.com/2013/11/chile-y-su-programa-secreto-nuclear-de.html#.V7cuqI36vIU

http://carlosagaton.blogspot.com.br/2013/11/chile-y-su-programa-nuclear-secreto.html#!/2013/11/chile-y-su-programa-nuclear-secreto.html

5.- “o único programa de compra de caças com participação da indústria nacional”
Eu não entendo o que tem a ver a indústria nacional com a preparação das FFAA mas.

http://www.defensa.com/frontend/defensa/fuerza-aerea-chile-finaliza-programa-pacer-amstel-modernizacion-vn18956-vst333
http://maquina-de-combate.com/blog/?p=49626

Gabriel
Visitante

Glasquis. Talvez eu não tenha sido claro, mas vou repetir. “Como escrevi no comentário anterior, o Chile esta melhor em alguns aspectos e pior em outros”. “Usando palavras simples, a situação é muito mais complexa que “poder de combate” puro do vetor. Existe a manutenção, a logística, a doutrina, a capacitação humana, etc…que devem ser considerados sempre em uma eventual comparação”. “A questão é que são 2 países totalmente diferentes, com realidades geopolíticas totalmente diferentes, assim é muito difícil fazer uma comparação, por mais simples que seja”. Para finalizar, sou militar, tive a oportunidade de conhecer militares chilenos, fazer curso… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

Respeitosamente, eu discordo do nós estamos melhor preparados do que eles. Estamos muito a quem de onde deveríamos estar, sendo que hoje, o nosso maior problema nem é tanto material é gente qualificada, bem remunerada e motivada.

G abraço

zorannn
Visitante
zorannn

Olá Gabriel!
.
Meu ultimo comentário era para vc e Dalton. Sem querer colei o nome do Glasquis

XO
Visitante
XO

Boa, Juarez… mesmo se tivessemos Arleigh Burke, sem adestramento e motivacao, de pouco serve… o homem é o diferencial… abraço…

Glasquis 7
Visitante

3.- “o melhor Batalhão de Forças Especiais” Testadas aonde? Como pode comprovar a eficiência de suas tropas se até onde eu sei, nunca tem entrado em ação realmente? No Haiti? 4.- “o único programa nuclear que enriquece urânio” Chile y su programa secreto nuclear de Uranio http://www.bbc.com/mundo/noticias/2013/02/130221_serie_3_cooperacion_nuclear_chile_reino_unido_1982_ch http://limanoticia.blogspot.com/2013/11/chile-y-su-programa-secreto-nuclear-de.html#.V7cuqI36vIU http://carlosagaton.blogspot.com.br/2013/11/chile-y-su-programa-nuclear-secreto.html#!/2013/11/chile-y-su-programa-nuclear-secreto.html 5.- “o único programa de compra de caças com participação da indústria nacional” Eu não entendo o que tem a ver a indústria nacional com a preparação das FFAA mas. http://www.defensa.com/frontend/defensa/fuerza-aerea-chile-finaliza-programa-pacer-amstel-modernizacion-vn18956-vst333 http://maquina-de-combate.com/blog/?p=49626 6.- “o único pais com tecnologia para fabricar mísseis atualmente” A indústria Chilena FAMAE tem desenvolvido e produzido misseis… Read more »

Glasquis 7
Visitante

3.- “o melhor Batalhão de Forças Especiais” Testadas aonde? Como pode comprovar a eficiência de suas tropas se até onde eu sei, nunca tem entrado em ação realmente? No Haiti? 4.- “o único programa nuclear que enriquece urânio” Chile y su programa secreto nuclear de Uranio http://www.bbc.com/mundo/noticias/2013/02/130221_serie_3_cooperacion_nuclear_chile_reino_unido_1982_ch http://limanoticia.blogspot.com/2013/11/chile-y-su-programa-secreto-nuclear-de.html#.V7cuqI36vIU http://carlosagaton.blogspot.com.br/2013/11/chile-y-su-programa-nuclear-secreto.html#!/2013/11/chile-y-su-programa-nuclear-secreto.html 5.- “o único programa de compra de caças com participação da indústria nacional” Eu não entendo o que tem a ver a indústria nacional com a preparação das FFAA mas. http://www.defensa.com/frontend/defensa/fuerza-aerea-chile-finaliza-programa-pacer-amstel-modernizacion-vn18956-vst333 http://maquina-de-combate.com/blog/?p=49626 6.- “o único pais com tecnologia para fabricar mísseis atualmente” A indústria Chilena FAMAE tem desenvolvido e produzido misseis… Read more »

Gabriel
Visitante

Boa noite. Pessoal, respeito todas as opiniões. A realidade geopolítica do Brasil e do Chile são totalmente diferentes. Hoje estamos mais preparados para a “nossa realidade”, que o Chile para “a realidade dele”. Para nossa realidade atual o F-5M/ as Niterói/ o Leopard 1A5 “dão pro gasto”. Para a realidade Chilena o F-16/Type 23/Leopard 2 talvez não sejam o suficiente. Quanto as Forças Armadas como um todo, cada país tem seus “pontos fortes”, nós temos “coisas” melhores que eles e eles tem “coisas” melhores que nós. É motivo para acomodação? claro que não. Existem muitas coisas a serem melhoradas? claro… Read more »