terça-feira, março 9, 2021

Saab Naval

World Of Warships: Leningrad, um navio com o verdadeiro poder dos czares

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

leningrad-destroyer

publieditorial-azulOs engenheiros soviéticos, por muito tempo batalharam com seus próprios pensamentos para criaram um projeto que condensasse o espírito da nação em um navio. Assim, após muita pesquisa usando como inspiração os projetos dos contra torpedeiros da frota francesa, eles chegaram ao conceito de um destroier que prometia alta resiliência, mobilidade e inimaginável poder de fogo.

O projeto rapidamente mostrou que havia superado as expectativas iniciais. O navio Leningrad, o primeiro a ser construído inteiramente na União Soviética, em breve se tornaria uma verdadeira lenda entre os sete mares. E em World of Warships, é possível tomar o leme dessa embarcação, disponível até o dia 21/10, e se sentir como um condecorado Comandante naval.

Essa classe de destroier entrou em combate para mostrar que, assim como seu povo, os navios também contavam com o forte e persistente espírito soviético. Eles participaram das batalhas no Mar Báltico entre 1939 e 1940, e foram essenciais para terminar com o cerco à cidade de Leningrado. Note que mesmo sendo danificado diversas vezes, fosse por artilharia de navios ou de aviões adversários, esse navio sempre retornava ao serviço, determinado a provar seu valor e afundar o maior número de inimigos.

Em termos de jogo o Leningrad é classificado como um navio de nível VII que conta com impressionantes 15,200 pontos de vida, permitindo que se mantenha em combate por muito mais tempo. Outra grande vantagem para sua sobrevivência é o seu design, que proporciona uma manobrabilidade rápida, perfeita tanto para desviar de disparos quanto para se posicionar para efetuar seus disparos. Com uma velocidade total de 43 nós e cinco canhões de artilharia de canhões de 130 mil, o Leningrado é uma força que qualquer equipe deve considerar ter em sua formação.

Para testar o poder do Leningrad, basta acessar o site oficial de World of Warships, criar sua conta e adicionar essa beleza da engenharia ao seu porto.

O World of Warships é um MMO tático de guerra dedicado inteiramente a batalhas navais. Nele os jogadores podem comandar uma massiva frota naval com os mais icônicos navios de guerra da história que integraram as frotas da China, EUA, União Soviética e Alemanha. Cada batalha é uma experiência única, pois o World of Warships apresenta dezenas de mapas inspirados em localizações reais dos oceanos Atlântico, Pacífico e Ártico, diversos modos de jogo, centenas de combinações de navios e equipamento, e dezenas de habilidades de tripulação diferentes. Com quatro classes de navios, diversas melhorias e ambientes meticulosamente desenhados, a ação nunca acaba e cada batalha é uma experiência única. É necessária muita estratégia e jogabilidade tática para assumir o leme!

Aqui tem mais informações sobre o jogo, e aqui alguns guias e vídeos, no final do link tem os treinamentos avançados. Neste link podemos ver um exemplo dos vídeos históricos de navios disponíveis do jogo que também vale a pena conferir, mas existem muitas outras séries legais de vídeos também.

- Advertisement -

21 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo F. Pinto

Saudações Capitães 🙂

Testei o Leningrad e para quem esta acostumado com o DD Mahan da USN, é bem semelhante, a diferença mais clara é a velocidade final dele que é 0,5 nós a mais que o DD Kiev, que er ao mais rapido do jogo… Era 🙂 com o Leningrad a coisa vai mudar…

Diversão garantida.

[ ]´s !

Dalton

Chamou minha atenção o navio do fundo da ilustração…lembrou muito um cruzador leve da classe “K”, mas após aumentar a imagem, percebi que trata-se de um “genérico” e não
um específico.

Ricardo F. Pinto

Cmtd Dalton, Bom dia ! Pela disposição dos canhões e do mastro, para mim é um Battleship Koning alemão : http://wiki.wargaming.net/en/Ship:K%C3%B6nig

Teste o jogo depois, é bem divertido 🙂

[ ]´s

Dalton

Oi Ricardo…

sem chance…o “Leningrado” é um navio da década de 30, portanto não encontrou-se com o
“Konig” da Grande Guerra…além do mais se você reparar bem verá que há uma catapulta
para aeronaves atrás da segunda chaminé e um “guindaste” para ela.
.
abraços

Leandro Costa

Dalton, o World of Warships é um jogo arcadão. Os modelos são bonitos e o jogo é divertido, mas está bem longe de ser um simulador. Você encontra certas bizarrices totalmente impossíveis, então não é para ser levado à sério nesse sentido. . O interessante é que, mesmo que o gameplay seja bem arcade e descontraído, o jogo além de ser bonito, fornece a história dos navios como ela realmente foi. Acho que pode botar muito garoto novo interessado no assunto, e com sorte, faze-los pesquisar mais à fundo. . Faz bastante tempo que não vejo um simulador naval que… Read more »

Dalton

Entendi Leandro…mas, me chamou à atenção a ilustração do “Leningrado”, ela está muito fiel conforme pude comprovar ao confronta-la com desenhos e fotos de um livro que tenho…pena que não foi estendido a ilustração do cruzador ao fundo que lembra um classe “K” de duas chaminés, infelizmente não o reconheci como nada que já existiu.
.
Tomara que você tenha razão e o jogo desperte o interesse por navios, além do tradicional papel de “atirar e afundar”.
.
abraços

Greyjoy

Para os amantes de jogos eletrônicos nessa temática, seria muito interessante uma análise sobre o Command: Modern Air / Naval Operations. É um baita jogo que mescla a guerra naval com o elemento aéreo.

Leandro Costa

Greyjoy, com certeza vou dar uma pesquisada. Se for bom, espero que essa minha máquina velha rode numa boa hehehehe.
.
Dalton, eu não sei em relação ao World of Warships, mas o World of Tanks, a equipe deles pesquisa os veículos à fundo, conseguindo inclusive acesso aos modelos existentes em museus, e muitos ainda funcionando, que usam como base para os modelos, assim como documentos oficiais, etc. Se usassem todo esse acesso para fazerem um simulador, minha vida social morreria de forma muito morrida 😛

Delmo Almeida

Eu tenho medo de testar esses jogos e ficar viciado. Tenho esse problema com livros, to doido pra ler Guerra e Paz, mas sei que só para quando acabar.
.
Off-topic
http://www.janes.com/article/64643/russian-carrier-works-up-for-syria-deployment
Off-topic pro aéreo:
http://www.janes.com/article/64626/south-korea-begins-receiving-taurus-cruise-missiles

CLAUDIO LUIZ LOBER DE SOUZA

Com certeza é um jogo muito bem feito e em constante evolução.
Aborda navios do início do século 20 até a 2ª GGM.
Existe muita pesquisa a cerca das capacidades e características dos novos navios lançados mês a mês pelos desenvolvedores do jogo.
Existe também as temporadas classificatórias que conferem patentes e benefícios aos jogadores melhores classificados.
Possui também porta-aviões, ou seja, batalhas aeronavais acontecem com frequência.
Delmo Almeida, é viciante sim!!!

JP

Joguei por muito tempo WoWS, cheguei a pegar o Benson dos EUA e o Shchors da URSS. Parei, pois jogar sozinho é meio chato e cansativo.

BrancoF16

Qual o Nick de vocês no wold of warships ?? Eu também jogo

Ricardo F. Pinto

Eu estou como “Feroz_71” , e realmente esta porcaria vicia…

Greyjoy

Leandro Costa, o Command é tão, mas tão potente que uma versão especial dele é usada em academias militares ao redor do globo. O jogo é simplesmente uma máquina. Lá você tem que levar TUDO em consideração durante uma missão. Outro jogo que gosto de jogar é o War in the Pacific: Admirals Edition. Como o nome sugere, se passa no teatro do Pacífico durante a WW2. Você pode controlar tanto os Aliados quanto os Japoneses, cada um com suas respectivas táticas, unidades, etc. Lá, você controla tanto o céu, quanto o mar e a terra. O jogo também simula… Read more »

BrancoF-16

o meu é cruzador_ticonderoga jogo mais de cruzador e destroye

Ricardo F. Pinto

Saiu os Cruzadores leves da Royal Navy ontem…

Israel E S Martins

Eu também jogo! lá, eu me chamo Maclaude! Tenho a maioria das classes de todos os navios! E sim, os navios são feitos a réplica dos verdadeiros…. estou correndo atrás agora de liberar o Bismark….Hehehehhehe….

Israel E S Martins

Dia 27, eu torno a jogar! estou viajando a trabalho e aqui onde estou, não tem internet para isso!

Rogério Arantes.

Eu jogo também, muito bom jogo, meu nick é Severino_Socaporva

Israel E S Martins

Opa, beleza! Por favor, todos que jogam, ou querem jogar, ponham os nick por aqui que eu salvarei para mais tarde, todos marcarmos para jogarmos juntos! Estou quase destravando o Porta – aviões americano Tier X ! Aí, ninguém me segura!

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

SIMULAÇÃO – Como o P-3AM Orion da FAB caça submarinos

O Esquadrão Orungan (1°/7° GAv) realizou, nos dias 16 e 17 de julho de 2014, missão antissubmarino (ASW) na...
- Advertisement -
- Advertisement -