Home Marinha do Brasil Marinha do Brasil desativa mais dois navios: corveta ‘Inhaúma’ e navio-varredor ‘Anhatomirim’

Marinha do Brasil desativa mais dois navios: corveta ‘Inhaúma’ e navio-varredor ‘Anhatomirim’

12015
96

V30 a

O Boletim de Ordens e Notícias da Marinha número 872 de 22 de novembro de 2016, informa que a Cerimônia de Mostra de Desarmamento da Corveta “Inhaúma”, presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, será realizada no Píer 2, da BNRJ, às 10h, do dia 25 de novembro de 2016.

O Boletim também informa que de acordo com a Portaria nº 342/MB/2016, foi efetuada a baixa do Serviço Ativo da Armada do Navio-Varredor “Anhatomirim”.

nv-anhatomirim

SABIA MAIS:

NOTA DO EDITOR: “O poder naval brasileiro poderá desaparecer até 2025, se até lá não houver novos investimentos em equipamentos.” O alerta foi dado pelo então comandante da Marinha, almirante-de-esquadra Julio Soares de Moura Neto, em audiência pública promovida pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), no dia 16 de agosto de 2007. Vai se cumprindo a previsão do almirante.

96
Deixe um comentário

avatar
90 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
61 Comment authors
Vitor RodriguesJuarezCarvalho2008Leandro CostaAlexandre Galante Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
AL
Visitante
AL

Sobrarão à MB quantos navios de superfície da esquadra principal depois dessas baixas todas? Até onde sei serão ainda 9 fragatas e três corvetas, correto? Até onde a MB está disposta a ir em prol do Subnuc (se é que esse algum dia vá existir de fato)?

Airacobra
Visitante
Airacobra

E nossa querida Briosa segue lentamenta para o calvário, brevemente será a maior Marinha de terra do mundo, sem navios, mas com pessoal transbordando pela borda!

R.I.P briosa

Fernando
Visitante
Fernando

A única baixa que vou gostar vai ser do NAe SP, esse sim está consumindo recursos desnecessários! E esse sub nuc deveria ter sido cancelado, um verdadeiro elefante branco. A MB tem que investir em meios de superfície e submarinos convencionais.

XO
Visitante
XO

Também foi anunciada a Mostra de Desarmamento do NT Marajó…

MO
Membro

quando será XO a MD do Elefante ?

Delmo Almeida
Visitante
Delmo Almeida

O que tivemos de aquisição de 2007 até agora? PROSUB, NDM Bahia, Corveta Barroso modificada… estou esquecendo de algo???

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Vai chegar a vez do Mattoso Maia, do São Paulo, da Rademaker, das Niterói, etc. e lá pra 2050 teremos nosso belo SSN para defender nosso mar jurisdicional com os três NaPaOc classe Amazonas, que é o que restará da Mais Antiga!

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Como diria o Conselheiro Acácio:
As consequências vem depois…
Depois de decisões, prioridades e investimentos equivocados.

E como diria Juarez:
Segue o velório…

willhorv
Visitante
willhorv

Vergonha não!!
Vamos transferir a responsabilida e deixar ser uma terra de ninguém….ou melhor….mar de ninguém….
Entre aspas né, porquê pesca ilegal é extração de recursos deve estar acontecendo a rodo, mas ninguém vê….escuta ou vê!!
Mas agora temos os sh16…uh15…com mísseis!!! E o p3m então…..de Harpon blow!!!!
Acho que quem usa uma farda branca deve estar envergonhado…deveria até pelo meu ponto de vista. Eu estaria…e muito!! Já estou por ser contribuinte…
Enquanto isso…um certo país do Brics lança um navio por mês…..

Danilo
Visitante
Danilo

Não vejo solução a curto prazo, não sem injetar uma grana monstruosa para reaparelhar a marinha ou reformular a marinha cortar tudo o que puder e ficar apenas com suas obrigações constitucionais, ai com calma e muita paciencia se reconstroi a marinha.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Alvo?!

FRITZ PILSEN
Visitante
FRITZ PILSEN

Nossa Marinha só quer saber de pagar pensão pra filhas “solteiras” de oficiais…

José Carlos David
Visitante
José Carlos David

Quando vejo navios dando baixa sem reposição, minha alma marinheira fica aflita! Cadê a minha Gloriosa Marinha de Guerra do Brasil?

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Wellinton, será que veremos outra “Operação MISSILEX”?? :/

Lucas Schmitt
Visitante

Novo slogan:

Marinha do Brasil, passos largos à existinção.

Lucas Schmitt
Visitante

Extinção*

Farragut
Visitante

Pela data da previsão do então CM (agosto de 2007), ela não podia contemplar que parte do agravamento atual da crise se deve exatamente à custosa implementação das decisões de grande monta daquela gestão, que havia começado há menos de seis meses.

diego
Visitante
diego

Á solução pode ser rapida é so mandar a conta de inativo e pensionistas para previdenciá, muito mas muito dinheiro vai aparecer no caixa da força. O problema é que estamos no Brasil e todos querem ser á cerejinha do bolo… custe o que custar!

zeabelardo
Visitante
zeabelardo

Previsão? Ele foi o principal responsável. Conseguiu seu objetivo.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Pois então Tamandaré, seria um fim mais nobre (apesar d’eu achar que sejam navios relativamente novos). Poderiam ser navios alvos para os testes do UH-15B e seus mísseis AM-39, além do MANSUP. #ficaadica

Até mais!!! 😉

Apocalipse
Visitante
Apocalipse

Já vai tarde. a MB já é uma força de “prédio” há muito tempo. Lá não faltam recursos, materiais e etc…
Enquanto isso, o pessoal de bordo sofre para que seus comandantes sejam promovidos ou postos em boas comissões. Se fosse coisa séria, colocaria meio expediente nos prédios, e alocaria esses recursos para os meios operativos. Além, é claro, de pagar 20% para quem está embarcado, a fim de haver compensação. Pois a realidade é que as praças desejam que esses navios todos deem baixa, devido às péssimas condições de trabalho e stress cotidiano.

Marcelo
Visitante
Marcelo

Conversando com um Cap a pouco tempo este me confidenciou que a Marinha do Brasil já tem data para acabar, isso mesmo, ja temos data para acabar…… A situação não poderia ser pior, pois não ha verbas para nada….., não temos mais pessoal técnico para as construções navais, não temos tecnologia própria para construir nem uma canoa….., tudo vem de fora, armamentos, motores, turbinas, compressores, radares, caixas de engrenagens e por fim…. não temos empresários da construção naval com interesse e ou “confiança” em construir nada para esta nossa Patria abandonada!!!! Então chamem a 4a frota para a proteção da… Read more »

Timuskukii
Visitante
Timuskukii

Fernando 22 de novembro de 2016 at 17:44

O NAe SP está inoperante por falta de manutenção, é um elefante branco, já que este tem foco em atacar, e a própria geopolítica do Brasil não permite isso. O governo deveria investir em submarinos.

timuskukii
Visitante

Fernando 22 de novembro de 2016 at 17:44

O NAe SP esta inoperante por falta de manitenção, é um elefante branco, já que o porta aviões é um meio de ataque/agressão, e a própria geopolítica do Brasil não ´´permite´´ isso.

MIGUEL
Visitante
MIGUEL

A Corveta Inhaúma ainda me parece com boas condições para continuar operando, construída no Brasil entre 1989 e 1994, duro é aguentar a lata velha São Paulo comprado da França, fabricado em 1957.

MO
Membro

isto nao significa muita coisa, comparação super trunfo, ai eu pergunto .. e as obras vivas e mortas da Inhauma ? .. e ai … o que vc fala ?

Glasquis 7
Visitante

Neste momento, a MB seria capaz de enfrentar a quais marinhas da América Latina???

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Correta a MB. Que mantenha o que tem jeito e dê baixa no que não tem. Pena que não vão dar baixa no NAeSP.

Quanto ao ex-comandante, ele não fez previsão alguma. Apenas contou o que faria com a MB.

Lewandowski
Visitante
Lewandowski

Marinha? Nao seria guarda costeira? Pela madrugada, o pior cego é aquele que nao quer ver…

Luiz Monteiro
Visitante
Luiz Monteiro

Prezados,

Quando o valor das manutenções e/ou modernizações dos meio navais se torna superior ao benefício de se mantê-la no Serviço Ativo, o correto é retirá-la. É isso que a MB vem fazendo.

Quanto ao NAe São Paulo , a MB entende que o benefício é maior que o custo, por isso o mantém. Quando essa situação mudar, ele terá o mesmo destino.

Abraços

Carlos Alberto Soares - Israel
Visitante
Carlos Alberto Soares - Israel

Luiz Monteiro 23 de novembro de 2016 at 1:14
Breve, muito breve.
$erá que$tão de e$colha$.

Juliano M.
Visitante
Juliano M.

Enquanto isso, os oficiais generais responsaveis pelo triste quadro na marinha continuam inimputáveis.
Falta de dinheiro, que é muito grave, é o menor dos problemas.

Bardini
Visitante
Bardini

A baixa do NAe é igual a prisão do Lula…
Um monte de gente vive falando que ele é o responsável por tudo que existe de ruim e que, em breve ele vai ter o que merece e tudo se resolve.

Caio
Visitante
Caio

Engraçado nisso é ver que para a nossa grande imprensa em especial a revista veja da família Civita e a rede globo dos marinho__ que se tornaram impérios com o apoio dos militares da ditadura____ “ignoram” completamente a situação de destruição das nossas forças de defesa. Eu já vi mesmo reportagens nas quais tenta se passar uma imagem bem diferente do real, dentro de submarinos, en meio a tanques, as suas celebridades copilotando f5, . O desavisado público com certeza enxerga, por meio dessas manipulações , o país como uma potência militar , sem nenhum problema nesse setor. Seria cômico… Read more »

Osvaldo Marcilio Junior
Visitante
Osvaldo Marcilio Junior

Daqui ha alguns anos, estaremos fazendo a patrulha de nossa “Amazônia Azul” com “Barcos a remo”…triste fim da nossa querida Marinha!!!

Jose Luiz Esposito
Visitante
Jose Luiz Esposito

É CLARO que não é o Programa SUBNUC o culpado , quem publica isto não esta de Boa Fé e não tem interesse nenhum nas Causas Nacionais !

Jose Luiz Esposito
Visitante
Jose Luiz Esposito

Bom aqui leio cada coisa arrepiante ,Subnuc deveria acabar, Porta Aviões é um Meio de Agressão ,não devemos ter uma Política Agressora ,etc,etc ; primeiro se o Inimigo tiver certeza que não o pudermos Agredir com Danos ,eles nos agrediram sem Piedade , Porta Aviões serve para a defesa Aérea de Forças Navais ,etc, segundo todos aqui expliquem como a Rússia com um PIB menor que o nosso e igual ou até menor que o do Mexico consegue as proezas que consegue ,esta na Cara com toda Certeza que a Roubalheira e a Distribuição de Verbas para Grupos que não… Read more »

Jose Luiz Esposito
Visitante
Jose Luiz Esposito

AMAZÔNIA AZUL nome e criação Ridícula para enfeitar o Pavão do Povo brasileiro ,o Estado brasileiro e as Forças Militares evitam expor aos brasileiros nossos Reais Problemas e a Verdade ,devem Informar que nós temos que ter o Controle do Atlântico Sul e ser capaz tanto de Defender quanto Atacar qualquer Potência que tenha pretensões de Violar os nossos Interesses ,agora Amazônia Azul ,Submarinos para ** Patrulharem ** a Amazônia Azul ,etc,etc,etc, realmente é coisa de CIRCO !

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Eu não sou militar e nem tenho parente com pensões militares. Mas acho que a discussão sobre previdências e pensões não tem nada a ver con o investimento nas Forças. Que tem privilégios e desperdício de dinheiro público aí? Certamente! Mas: 1. Não é 100% indevido ou injusto, portanto não haveria economias gigantes capazes de transformar a realidade dos equipamentos radicalmente; 2. No final, é tudo dinheiro público, e deslocar a despesa para a previdência não cria recursos, que é justamente o que falta para a área militar e outras; 3. Ninguém é surpreendido pelas despesas com inativos e pensões… Read more »

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

O SubNuc, agora que está aí, não deveria acabar. Embora eu acredite que há grandes chances disso, pois os cofres estão “na roça”. Mas que os seus criadores (do barba ao Marcelinho empreiteiro) deveriam estar todos em cana pelo resto de suas vidas e ter todos seus bens confiscados (próprios ou de laranjas; conhecidos ou camuflados), isto é verdade. É o mínimo, por terem montado esta arapuca ao Erário e deixado a MB em frangalhos.

Dalton
Visitante
Dalton

Caio e demais… . a US Navy por exemplo está sofrendo e continuará sofrendo os efeitos do “sequestration” de anos atrás e lá nos EUA como aqui a imensa maioria da população não acompanha suas forças armadas, então não adianta a revista “Veja” ou a “Times” publicarem as reais condições e/ou necessidades delas…o que é necessário é que os respectivos Congressos aumentem as verbas, apenas economizar /enxugar não é suficiente, porém, com tantos problemas a serem resolvidos, saúde, desemprego, segurança interna, educação, previdência, etc, fica impossível justificar mais recursos para às forças armadas. . Evidente que todas as marinhas do… Read more »

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Enquato houver esta roubalheira em todos os níveis da administração brasileira. Esta incapacidade gerencial dos recursos do país. Os politicos larápios e vendilhões, seremos apenas um arremedo de país.
A pior educação. Péssima saude. Falta de segurança e descompromisso com a defesa do Brasil.

Mahan
Visitante
Mahan

Que barquinho feio essa corvetinha. Falta casco! MB firme forte: submarinos nucleares com mísseis para ataque em terra, porta-aviões e navios de desembarque para projeção de poder, CFN, escoltas ocêanicas, aviação patrulha A/S de longo alcance, policiamento e controle da ZEE e combate aos narcos nas vias fluviais. O Mito irá cortar todo o aparato do vagabundismo da esquerda e investirá nas FFAA para a grandeza do Brasi a partir de 2018. Vamos ocupar o vácuo de liderança deixado pelos Americanos no mundo ocidental!!

Elden
Visitante
Elden

Será que ela não serve nem para navio capitania da flotilha do Amazônas?
Em águas calmas e sem a presença do sal, poderia ficar na ativa pelo menos mais 10 anos. Abs!

Dalton
Visitante
Dalton

AL.
.
restam apenas 8 fragatas e não 9, a saber as 6 “Niteróis” e duas “Greenhalghs” sendo que
a fragata “Defensora” da classe Niterói deverá retornar ao serviço ano que vem, depois de um
longo período de manutenção geral e aparentemente as duas corvetas da classe “Inhaúma” remanescentes estão retornando ao serviço, para juntar-se à “Barroso”.
.
Então ao invés de 12 combatentes de superfície ou “escoltas” sendo que 4 estavam inativas, a “Defensora” e as 3 “Inhaúmas” , aparentemente, se terá por pouco tempo é verdade, as
6 “Niteróis”, duas “Greenhalghs”, duas “Inhaúmas” e a “Barroso”, 11 unidades.
.
abraços

Guizmo
Visitante
Guizmo

Dalton, obrigado pelo esclarecimento. Eu tinha essa dúvida também referente aos meios em operação. Prezado Comte Monteiro, sei que seu comentário deve ser protocolar, entretanto nosso temor, e somos uma amostragem da sociedade que se preocupa com o tema, é de que estamos vivendo a baixa dos meios sem a substituição adequada. Sabemos que nas modernas Marinhas atuais, não se faz a conta de 1 pra 1, porém os cortes orçamentários não permitem nem 1 por 3 ou 4 navios. E pior, é sabido, ouvi de um Oficial da MB em Brasília há 2 meses, que nossa estrutura humana é… Read more »

XO
Visitante
XO

MO, o Marajó vai ser retirado do serviço no dia de hoje… abraço…

marcus
Visitante
marcus

Diminuir efetivo esses almirantes não falam.
Como alguém disse, seremos a maior marinha de terra do planeta, pelo menos em efetivo.

Farragut
Visitante

Que “azar” da atual gestão da MB que, em menos de dois anos, viu a relação custo/benefício de tantos navios se deteriorar a ponto de ser melhor desincorporá-los.

Negrão
Visitante
Negrão

Sou leigo e acompanho a trilogia algum tempo e pelo visto temos mentes brilhantes aqui, assim, pergunto: Existe jeito no curto e médio prazo para a MB, qual?
Vejo muitos marinheiros em terra, capitanias lotadas de incompetentes, morosidade nos processos… eu por exemplo renovei minha habilitação de mestre amador em abril e até hoje não ficou pronta.

qboavida
Visitante

A classe Inhaúma foi nossa primeira experiência moderna nesta categoria. Porém, o “design” delas mostrou-se pouco eficiente. Nosso maior ganho foi a experiência, que pôde nos trazer a Barroso e, futuramente, a classe Tamandaré. Sempre imaginei que num momento de dificuldade a Marinha iria se desfazer delas, rapidamente. A ideia é justamente essa: cortar custos aposentando as belonaves menos importantes e se preparar para o futuro.

Souto.
Visitante
Souto.

xo e o ndcc Mattoso Maia?