Home Apoio Logístico Marinha do Brasil compra três AHTS da Solstad Farstad

Marinha do Brasil compra três AHTS da Solstad Farstad

17502
127
AHTS Sea Vixen, um dos três adquiridos pela MB

Segundo o Portal Marítimo, a Solstad Farstad venceu licitação junto à União e conseguiu vender três Supply Vessel de Apoio Marítimo para a Marinha do Brasil.

Os navios em questão eram de propriedade da Deep Sea Supply, uma das empresas que compõem a gigante do Apoio Marítimo, formada após a fusão de Solstad, Farstad e Deep Sea Supply, e foram oferecidos antes da fusão.

Os AHTS (Anchor Handling Tug Supply) Sea Vixen, Sea Stoat e Sea Fox foram vendidos, segundo dados divulgados no Diário oficial da União (clique aqui para acessar), por R$ 82.800.000,00 em negócio homologado pela EMGEPRON (Empresa Gerencial de Projetos Navais).

Os AHTS, que são tecnicamente aptos a serem utilizados tanto para suprimento como para manuseio de âncoras, foram construídos em série nos anos de 2010 e 2011 no estaleiro ABG Shipyards, na Índia, e são todos da mesma classe, com 63 metros de comprimento por 15,8 metros de boca, calado máximo de 5,5 metros e aproximadamente 90 Toneladas de tração estática (bollard pull).

Segundo o Portal Marítimo, eles estiveram sob contrato da Petrobras por alguns anos e receberam uma bela melhoria em seus lemes, em projeto que aumentou suas capacidades de manobra e permitiu uma melhoria significativa na perfomance dos mesmos.

Pelas especificações, os Supply Vessels devem realizar serviços de SAR (Busca e Salvamento) ou reboque oceânico.

Porém, os AHTS também podem ser empregados no reabastecimento de navios no mar, tanto de carga seca como líquida, já que possuem sistema de posicionamento dinâmico, ou até mesmo no posicionamento de boias e, dependendo das adaptações, no serviço de patrulha, apesar das limitações de velocidade, neste último caso.

A Marinha do Brasil dá mais um passo na direção de uma frota mais moderna, com navios relativamente novos e com um bom nível de tecnologia embarcada.

Subscribe
Notify of
guest
127 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ozawa
Ozawa
2 anos atrás

Cada vez mais uma guarda costeira… Mas isso poderia ser feito por uma outra organização marítima se a MB tivesse algo mais pra fazer…

A MB precisa reequilibrar a relação navios x almirantes se não a opinião pública vai achar que esses últimos são demais…

Então tá bom.

Fernando Perazzo
Fernando Perazzo
2 anos atrás

estaleiros nacionais fechados, milhares de profissionais desempregados e os otários comprando imundície no exterior…

Jeff
Jeff
2 anos atrás

É pra rebocar o opalão…

Roberto Bozzo
Roberto Bozzo
2 anos atrás

Estes navios tem perto de 1900 Ton em navegam a 8,2 nos… Seriam utilizados, também, como Rbam ???

Bardini
Bardini
2 anos atrás

Ótima aquisição…
.
Se não da pra fazer um RbAM novo, tem opção a baixo custo no mercado.

Gelson Jorge Emerim
Gelson Jorge Emerim
2 anos atrás

Ozawa,
estou virando teu fã!
Direto no cerne do problema!

Fabio Souto.
Fabio Souto.
2 anos atrás

Excelente noticia agora que venha o Ocean kkkk

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Engraçado, muitos aqui sempre defenderam uma aquisição dessas, cadê estas pessoas?

Acho uma boa pois os nossos RbAm estão no osso!!!

Quanto ao Ocean, sugiro que leiam a matéria do Roberto Caiafa no site da Revista Tecnologia & Defesa – ” O affaire HMS Ocean: Uma “oportunidade” que a Marinha do Brasil não precisa.”

Renato Barcellos
Renato Barcellos
2 anos atrás

Esses tipos de navios poderiam ser fabricados por aqui mesmo.
Agora o dito Almirantado no Brasil são apenas fantoches que puxam para traz. Um bando de comi quieto, uma máfia que deve ser expurgada e colocada gente que preste serviço verdadeiro ao seu país.

alexandre
alexandre
2 anos atrás

A MB chora 100 milhões de dólares para comprar o OCEAN, mas tem cerca de 26milhões de dólares para comprar esses 3 buques, então como pode pedir dinheiro ao MD? Qual é a prioridade?? Não podia dar esses 26 milhões de entrada no OCEAN e parcelar o restante? se não me engano os Ingleses ofereceram parcelamento. Depois reclamam da situação.

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Gostei, tem que aproveitar as oportunidades, ficar só sonhando com navios novos não da.
Se o Brasil não tem Guarda Costeira ou Serviço Nacional SAR como a Indonésia e outros, nada mais natural que a MB tenha que executar estas atividades.
Serviço Nacional SAR da Indonésia que atende pelo telefone emergencia 115, são conhecidos pelo uniforme laranja, operam navios com helicopteros, veículos, hovercrafts e tem muitos veículos para atender ocorrencias diversas, não só no Mar.
. http://www.basarnas.go.id

Marujo
Marujo
2 anos atrás

Os navios se enquadram nos critérios da MB pois tem menos de 20 anos. Foi uma ótima compra de oportunidade, com excelente relação custo/benefício. O preço é condizente com a atual capacidade de investimento da Marinha. As tarefas subsidiárias não requerem meios 0 km.

Marujo
Marujo
2 anos atrás

Com uma motorização mais possante é maior velocidade poderiam atuar como patrulheiros oceânicos.

wwolf22
wwolf22
2 anos atrás

poderia ser adaptado para resgate de submarino ??

Marcandrey
Marcandrey
2 anos atrás

A tempos a marinha estava a procura de rebocadores que se encaixassem no seu orçamento. Excelente compra de oportunidade!

Fabio Souto.
Fabio Souto.
2 anos atrás

Eles serão pintados de cinza?

Alex
Alex
2 anos atrás

Pelo que esta no texto esses já eram utilizados pela Petrobras e foram feitos melhorias. “Segundo o Portal Marítimo, eles estiveram sob contrato da Petrobras por alguns anos e receberam uma bela melhoria em seus lemes, em projeto que aumentou suas capacidades de manobra e permitiu uma melhoria significativa na perfomance dos mesmos”.

Fabio Souto.
Fabio Souto.
2 anos atrás

A velocidade é que é baixa 8 nós.

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

Se eu não me engano esse tipo de navio é feiot em Itajaí-SC. Não tenho ideias de preços…

mazzeo
mazzeo
2 anos atrás

Cadê o MO ?
Nós dê uma luz sobre as capacidades dessas crianças.
Achei uma compra interessante, e não invalida os pontos de vista do Alte Ozawa.
Mas a compra deve ser vista sob uma ótica distinta pra mim: Ela supre necessidades com um valor de aquisição razoável?
Esse é o cerne da questão.
Outra, o Ocean não tem nada com essa compra, não misturar alhos com bugalhos.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

Melhor do que nada, ja comprou mesmo!
Tem pelo menos metralhadora, o R23 tem!

Alex Nogueira
Alex Nogueira
2 anos atrás

Tem que aproveitar as compras de oportunidades, ainda mais quando é de equipamento bom e que está em falta nas Forças Armadas. Esqueçam essa ideia de “fabricar” no Brasil, além de não termos escala, demorar décadas para ficar pronto, a corrupção rola solta em todos os níveis…
Precisamos de equipamento para ontem! Só vale a pena se contratar os serviços de empresas estrangeiras e construir no exterior.
O Brasil não é um país sério para se investir e construir nada aqui, se depender do nosso governo já era…

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

alexandre
O pagamento do Ocean parcelado será com o orçamento de 2018.

Aldo Ghisolfi
2 anos atrás

OZAWA, concordo.
E, de destacar, que a MB é única força que tem seus oficiais-generais barrigudos…

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

Depois da MB perder aquela excelente compra de oportunidade que foi o HNLMS Amsterdam ” Não tem tu, vai tu mesmo!’

Karl Bonfim
Karl Bonfim
2 anos atrás

O trem tá feio para as FFA’s, a maré não tá pra peixe pro lado da MB. Ó, que saber? tá precisando? o navio é bom? Serve pro serviço? Tem precisão? o preço tá bão? tem dinheiro? Então compra! Simples assim! Haaá, e se não tem machine gun tipo .50 então bota uai! É assim que tem que ser! Pro EB e a FAB também, eu acho!

Walfrido Strobel
2 anos atrás

De novo essa conversa de Oficial General barrigudo, me diga um país que não tem…..

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

Alex Nogueira 5 de setembro de 2017 at 18:04 Concordo e discordo. Devemos comprar aquilo que é bom e com preço dentro da razoabilidade. Acredito que há empresas sérias no Brasil que fazem esse tipo de embarcação, principalmente pelo fato de não embarcar grande tecnologia. Não tem como comparar um Ocean com essa embarcação da matéria, são coisas bem distintas. Eu acredito que havendo empresas brasileiras a preferência de compra deve ser interna, justamente para gerar externalidades positivas para o país. Não podemos aceitar o corporativismo, monopólios e barreiras internas a produtos estrangeiros. Seria um absurdo, por exemplo, pagar 50… Read more »

_RR_
_RR_
2 anos atrás

E não era sem tempo…
.
Navios necessários nesse momento…

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

Poderia dar apoio logístico (reabastecimento e reboque) a missão na África, mas andando a 8 nós fica difícil acompanhar o Bahia ou possivelmente o Ocean futuramente!

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

Off tópic

http://www.mtmais.com/2017/09/01/brasil-deixa-o-haiti-e-e-convidado-para-nova-missao-de-paz/#

Ótimo precedente para aquisições de mais meios para as três forcas.

MO
MO
2 anos atrás

Built / Yard 2011 / ABG Shipyard LTD India / Yard No. 274 Main Class +1A1, SF, E0, DK(+), HL(2,8), TUG, SUPPLY VESSELl, DYNPOS-AUT, FiFi I, TMON LOA 63m Breadth Moulded 15,80m Draft (max) 5,50m + 0m Skeg/Nozzle Deadweight 1889mt (d= 0m) Gross Register Tonnage 1943 Deck Dimensions 403m² (31m x 13m) Deck Load 600mt Deck Strength 5mt/m² Fuel Oil 665,9m³ / 4189bbls Pot Water 868,90m³ / 5465bbls Drill Water / WB 251,60m³ / 1583bbls Mud 275,40m³ / 1732bbls Brine 130m³ / 818bbls Base Oil 167,4m³ / 1053bbls Dry Bulk 206m³ / 7274cuft (4 tanks) Deck Cranes 1 x SWL… Read more »

MO
MO
Reply to  MO
2 anos atrás

Ship Overview Vessel Name SEA VIXEN IMO Ship No 9420021 Call Sign 5BKK3 Flag Cyprus – Port of Registry Limassol – Status In Service / Commission Official No 9420021 Group Beneficial Owner Solship Invest 3 AS Location Norway Shipmanager Deep Sea Supply Plc Location Cyprus Shiptype Anchor Handling Tug Supply Operator Deep Sea Supply Plc Location Cyprus DOC Company Deep Sea Supply Navegacao Location Brazil Owner DESS Cyprus Ltd Location Cyprus Commercial History Date Name Flag Owner Country Operator Country Manager Country Registered Owner Country Sale Price US$ 2017-07 Solship Invest 3 AS Norway 2011-09 DESS Cyprus Ltd Cyprus 2011-09… Read more »

Johan
Johan
2 anos atrás

Uma marinha não é formada apenas por fragatas, corvetas, submarinos…, mas também por navios com funções menos “nobres” como os rebocadores de alto mar. Se a classe de navio presta, ou não, aí sim cabe uma boa discussão com os mais experientes a respeito.

diego
diego
2 anos atrás

Bhaaa… compra de navio de manobras?? Liga ou manda um zap pro Tramp e pede umas 8 OHP via fms, creio que vem de graça só paga o PMG pra funcionar a contento por mais 10/15 anos, fica a dica.

MO
MO
Reply to  diego
2 anos atrás

posso falar em seu nome ?

jORGE KNOLL
2 anos atrás

Cada um dos rebocadores saiu menos que os R$ 33,500 milhões de reais que a Polícia Federal apreendeu num apartamento de amigos de Gedell Vieira Lima, em Salvador-BA, nesse dia 05 de setembro. Logo, O dinheiro dá para pagar um dos rebocadores e sobram R$ 6 milhões de reais para ajudar no pagamento do 2º rebocador. Qaundo a aquisição dos mesmo, se fazem necessários, pois ajuda em muito, pois a MB está com os meios de deslocamento reduzidos. Para patrulha, é colocar uma Canhão na proa, e duas metralhadoras, lateralmente atrás. Se for para SAR, daí dotar de meio de… Read more »

Juarez
Juarez
2 anos atrás

O único que defendia isso era eu ….. nego nem sabia que tipo de navio era esse, e pelos coments ainda nem sabem ….

Postegaram anos e quando compraram compram uma bosta (com tanto a disposição no mercado ….)

MO, quando eu vi que demorou para sair um post teu neste tópico, me deu um cutuco da Mãe Dinah, aí tem merd….
PQP, demoram, e ainda compram uma merdas indianas problemáticas, meu Deus. Bom MO, depois daquelas filme da Misilex 2017, eu espero tudo Marinha……
G abraço

Bavaria Lion
2 anos atrás

A marinha está a beira do precipício, e a cada “compra de oportunidade” dá um passo a frente.
Vai virar capitania de portos, apenas, desse jeito.
Não dá pra usar ele pra suprir uma escolta. Simplesmente não dá.
E lá se vão 20 milhões de trumps.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Walfrido Strobel 5 de setembro de 2017 at 18:24
De novo essa conversa de Oficial General barrigudo, me diga um país que não tem…..
____________________________________

Costa Rica.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Luiz Monteiro 4 de setembro de 2015 at 9:51 Prezado Ricardo Cascaldi, A MB, por meio do Centro de Projeto de Navios, estuda o projeto de Rebocador de Alto Mar de pequeno Porte (RbAMP), que destina-se a realizar operações de socorro e salvamento e Patrulha Naval nas Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB), podendo ser empregado, também, em missões de fiscalização contra a pesca predatória e de outras relacionadas à prevenção da poluição nessas Águas, em apoio aos órgãos governamentais. Além das atividades específicas, pode prestar Apoio Logístico Móvel a outros navios, contribuir para a Garantia da Lei e da Ordem e,… Read more »

camargoer
2 anos atrás

Caro Jorge,
Uma grande sacada a sua (riso)… deveríamos adotar esta nova unidade.. “geddéis”.. um geddel é vale 50 milhões de reais, ou 16 milhões de dólares.

Bardini
Bardini
2 anos atrás

Então o navio não presta?
Poxa… Balde de água fria.

MO
MO
Reply to  Bardini
2 anos atrás

no minimo era sub operado, mas as funcionabilidades para Petrobras são bem diferentes em teoria para a MB

Pessoalmente olharia mais classes, pois literalmente está quase tudo “disponivel” para venda

Zeabelardo
Zeabelardo
2 anos atrás

Fabricar no Brasil pra pagar três vezes mais? Tem que pagar o preço justo e não ficar financiando o empresário “amigo,”. Síndrome de Estocolmo, gostam de ser roubados.

Zeabelardo
Zeabelardo
2 anos atrás

Se não compra, reclama que não comprou. Se compra, reclama, reclama que comprou.

camargoer
2 anos atrás

Caro Bardini, nestes tempos sombrios de pósverdade, onde qualquer um emite uma firme opinião sobre qualquer coisa, estes navios não irão prestar até alguém afirmar o contrário. Também estou esperando algum promotor anunciar no facebook suspeitas que isso envolve o pagamento de propina. Sabe… estes barcos foram usados pela Petrobras…

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
2 anos atrás

MO, tem como você dizer o que vivia quebrado nesses navios e se o problema foi sanado? . Em príncipio fiquei feliz com a notícia, pois é algo que você defende a tempos e me convenceu que era algo essencial e de ótimo custo-benefício para MB, além do preço ter me parecido muito bom. Mas se os navios vivem quebrados é um péssimo negócio.,. . E o pro pessoal que é ou parece adolescente, um rebocador é essencial para qualquer marinha e pode ser utilizado como reabastecedor não só de navios, como de OMs, como o POIT. Não é um… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Nessa área o MO é Professor, fico com ele.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás
MO
MO
Reply to  Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Carlos, muito obrigado pela citação, pena que quando houve troca de servidor do PN na transição (não me pergunte como ou pq) todas as imagens desapareceram e no caso tbm do meu PC que foi formatado, pena mesmo não poder mostrar mais como são os AHTS por dentro e sessação de multioperacionalidade do navio Apenas ressalto que foi lançado mes passado o Bram Power em Itajai, e apenas comparativamente de 27. tantos bhp e 272 bp ( 3 x e meio mais potente)= https://www.facebook.com/pg/NAVSHIP-179488235431072/posts/ https://www.facebook.com/naviosmercantesbrasileiros/photos/a.691691374369232.1073742179.513300665541638/691691384369231/?type=3&theater

MO
MO
2 anos atrás

Rafa, como falei com tanto AHTS no mercado pegaram um (tres) que são subutilizados …a propria Farstad tem excelentes … nos mesmo na bandeira brasileira temos mrlhores, em termos de operacionalidade eles tem mais potecia e versatilidade que os nossos Salvamar de hoje, massssssssss depende de suas reais condicoes, lembre que eles nao faziam movimentação dd ferros por baixa capacidade e isto para um AHTS é como um CT sem capacidade ASW. Como realmente estão as maquinas, não sei mas acho que olharia outros (Apesar de nao sabermos as motivações de escolha deste trio) Agora que ta divertido ver as… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
2 anos atrás

Muito obrigado, MO .
Agora já nem estou mais feliz com a notícia. Ainda mais ae tiver algum esquema ilícito por trás dessa compra.
O preço pelo menos foi bom? Rsrs .

MO
MO
Reply to  Rafael Oliveira
2 anos atrás

foi sim, sempre falei que estes navios são “baratos” … ficam nessa de navio de 22342423452423.923323342 and 60 centavos para patrulha com ICBM VLS e no fundo ha navio mais funcional e multiproposito muito mais barato

Airacobra
Airacobra
2 anos atrás

Bom dia MO, realmente como você falou “as funcionalidades para a Petrobras são bem diferentes em teoria para a MB”, na Petrobras o navio fica praticamente 70% do ano no mar enquanto que na MB é exatamente o contrario, 30% do ano no mar (pra um RbAM claro), e creio tambem que a Petrobras usava com mais frequencias algumas capacidades do navio que dificilmente vai usar na MB (no caso movimentação de ferros), na MB sua função seria basicamente RbAM e nisso eles são melhores que qualquer RbAM que a MB usa atualmente, começando pelo Bollard Pull.

MO
MO
Reply to  Airacobra
2 anos atrás

Sim, comparativamente salvo engano a a comparação o Guillobel tem 23,5 bp (ou o Tridente, um destes ai) e eles tem 88 bp, e outra vai fazer ebeeeeeeeemmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm melhor oque faziam as IM, substituir NDCC em muitas ap logs e tals …. masssssssssssssssssssssssssssssss tbm se viesse um com ROV Facilities teriamos até um NSS melhor capacitado, se o vestissem direitinho tbm …..