Home Acidentes Navais ARA San Juan: novo avistamento de pirotécnicos leva a busca intensiva

ARA San Juan: novo avistamento de pirotécnicos leva a busca intensiva

10291
107
ARA San Juan

Segundo nossas fontes argentinas ligadas à operação de busca e salvamento do submarino ARA San Juan, houve um avistamento de pirotécnicos ontem à noite que teria ocorrido próximo ao local onde foi avistada e recolhida uma balsa no dia anterior.

O avistamento de três pirotécnicos foi confirmado há pouco pelo porta-voz da Armada, Enrico Balbi, embora este tenha dito que não há relação do avistamento com a presença do submarino, que segue desaparecido. Balbi também disse que não há confirmação de detecção de anomalia magnética nem de ruídos do submarino.

O avistamento dos pirotécnicos foi confundido pela imprensa argentina com uma notícia infundada sobre a detecção térmica de um objeto a 70 metros de profundidade. A informação falsa se espalhou pelo mundo.

Navios que compõem a força-tarefa de busca estão investigando intensamente a área, nas proximidades do local de avistamento dos pirotécnicos.

O navio Skandi Patagonia que leva material de alta tecnologia do Esquadrão de Resgate Submarino da Marinha dos EUA segue também para o local. O navio Sophie Siem está recebendo mais um mini-submarino de resgate em Comodoro Rivadavia e também seguirá para a área de buscas.

Foi declarado ontem alerta sanitário no hospital em Comodoro Rivadavia para o possível recebimento de tripulantes resgatados do ARA San Juan.

Subscribe
Notify of
guest
107 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Helio
Helio
3 anos atrás

Haja coração amigos!
Aqui no PN rolou uma discussão bem fundamentada sobre as possibilidades de detecção de uma “mancha” térmica a 70 metros de profundidade…

Conclusão: devemos filtrar muito bem as notícias da imprensa argentina. Parece que desconhecem por completo termos técnicos!

Anildo Silva
3 anos atrás

Agora e’ a hora de apostar na pista que tiver… seja ela qual for. O tempo esta praticamente chegando ao fim.

Que Deus os ajude!!

Marco
Marco
3 anos atrás

Alguem esta pedindo ajuda isso e fato

Burgos
Burgos
3 anos atrás

Tomara que sejam eles !!!

Possani
Possani
3 anos atrás

Parabéns Bosco.

Junior
Junior
3 anos atrás

Meu espanhol é terrível, mas segundo consta no clarin ele NÃO TEM NENHUM RASTRO de nada , e isto teria sido dito pelo porta voz da marinha Argentina. Que confusão isso

Rui Chapéu
Rui Chapéu
3 anos atrás

Não foi esse Enrico Balbi que falou aquela baboseira logo no começo???

“Enrique Balbi, o Sub não está perdido, apenas está sendo procurado e não tem sido encontrado.”

Se vem dele eu não acredito.

luiz antonio
luiz antonio
3 anos atrás

Bom dia Continuo acompanhando as noticias. Comentar mais o que? Só existe uma verdade sobre o destino do SJ e ela ainda não é conhecida. Acho que todas as possibilidades foram levantadas, entre possíveis e impossíveis segundo especialistas aqui deste blog, até com, digamos, impaciência para com leigos (como meu caso), mas quero crer que foi por pura tensão pelo situação. Não tenho dúvidas que todos, sem exceção, de especialistas ultra-mega-max a leigos sobre o assunto esperam um bom final, mas só isso não resolve. Infelizmente, pelo tempo decorrido, não creio que alguém sobreviveu. Muitas vezes o sentimento positivo ultrapassa… Read more »

GEN. Escobar
GEN. Escobar
3 anos atrás

Existem muitas informações desencontradas e parece que também existem muitos “informantes” em todos os lados dessa busca. O Clarín noticía qualquer coisa que vem…sem filtrar ou verificar a fonte. Cada hora e cada informação é uma angústia grande! Haja coração amigo! Sonhei que eles seriam resgatados hoje! Vamos p…sem desistir! Até o ultimo homem!

will
will
3 anos atrás

tem mais fake news que noticia de verdade, uma tristeza

Bavaria Lion
3 anos atrás

Impressionante o fluxo de informações desencontradas. O QG de comunicação deles deve estar um caos.
Infelizmente, hoje é a suposta deadline para salvamento dos submarinistas vivos, isso levando em conta uma série de variáveis favoráveis…

Mas estou na torcida e nas orações. Se não ajudar, também não atrapalha ninguém.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Se estivesse acima da linga d’água já teria sido encontrado. O oxigênio não acabou?

luiz antonio
luiz antonio
3 anos atrás

Um KC2 da RAF procedente de Londres pousou em Comodoro Rivadavia.
https://www.flightradar24.com/RRR2880/f9a8c91

Ozawa
Ozawa
3 anos atrás

O PN já virou o único canal crível de avaliação dos indícios de busca. Não esperem que a mídia leiga reproduza notícias tecnicamente sustentáveis. Eles produzem notícia que dê destaque, técnicas ou não é irrelevante.

O PN foi o único canal que deu o furo da informação das balsas, até o momento o único indício plausível de localização e associado agora aos pirotécnicos, e aquele post beira os 30.000 acessos.

A audiência permanente vem da credibilidade do canal.

In PN we trust!

will
will
3 anos atrás

ja vi argentino falando que o naval era o site oficial da marinha do brasil rs

Souza
Souza
3 anos atrás

Em um cenario como este vale lembrar que uma palavra maldita faz um alvoroço sem medida, então as vzs o silêncio é a melhor das palavras.

Helio
Helio
3 anos atrás

Bavaria Lion 22 de novembro de 2017 at 10:55,

Não me recordo de confusão no caso do vôo AF447, o infeliz episódio na nossa costa. Muito pelo contrário, lembro que a Marinha divulgava em horários pré determinados seus boletins, com ou sem novidades.

Creio que a parte da comunicação está conturbada na Armada.

Ozawa 22 de novembro de 2017 at 11:16, perfeito!

Paisano
Paisano
3 anos atrás

No FR24 agora: KC-2 Voyager da RAF pousando em Comodorio Rivadavia, não sei se isto já havia ocorrido. Em tempo, comentei no sábado no PN sobre a falta de aviação ISR na Argentina para detectar sinais do submarino, na minha visão se houvesse uma varredura com um aeronave como o R-99 logo após detectada a ocorrência a chance de localização do sub era maior, mas usei como exemplo o AF447, que não é o caso e hoje se estima que o sub está submerso. O Manuel Flávio esclareceu adequadamente a escolha do P-3 pela FAB. Os protocolos estabelecem que a… Read more »

Renan
Renan
3 anos atrás

Apenas imaginando o caos e a pior situação sem levar em conta o colapso da estrutura. Tem a partir de hoje duas hipóteses para restar um tripulante vivo: Ou estão a maioria viva numa profundidade peri scopia boiando e sem comunicação. Que particularmente acho impossível. Ou em meio ao caos do incêndio alguns morreram e outros ao ver a situação se privaram do sofrimento, não sei se em submarinos tem igualmente a missão espacial capsulas para aliviar o sofrimento. Mas se tiver creio que alguns ao decorrer dos dias tiraram a própria vida. Então com menos gente mais oxigênio, considerando… Read more »

Renan
Renan
3 anos atrás

Bosco uma pergunta, seria possível que o problema nas baterias foi causado ao realizar o esnorqueio para carregar baterias e troca de ar, o mar revolto invadiu o submarino?
desde já obrigado

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Paisano, em menos de 10 horas um R-99 já estaria em solo argentino. Mas faria o que, além do que o P-8 já está fazendo muito bem? Além do SC-105 e do P-3?

HP
HP
3 anos atrás

O que mais me chama a atenção são os Flares lançados. Ora, avistamentos em dias distintos não pode ter sido mero engano. Alguém na água viu o avião e fez o sinal. Não vai ser um aventureiro em um caiaque em alto mar.

Paisano
Paisano
3 anos atrás

Demorei tanto pra postar sobre o Voyager que é notícia antiga, tempos modernos.

Coronel Rinaldo Nery,
Aceite minhas desculpas pela grafia errada do seu nome.

Reitero a torcida pelas melhores notícias possíveis.

Jacinto
Jacinto
3 anos atrás

Por “pirotécnico” podemos entender os bons e velhos sinalizadores? Se a tripulação está lançando sinalizadores, então eles não estão submersos e a questão do oxigênio não é tão preocupante….

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Dúvidas: o submarino, ou as balsas, ou os tripulantes, não possuem nenhum rádio localizador de emergência? Se tiverem, e funcionando, o P-8, o P-3 e o SC-105 já teriam localizado algo. Faz tempo.

Nonato
Nonato
3 anos atrás

É chamar Bosco para entrevista com a TV Argentina.
– senor, cual suna opinion acerca de las busquedas?
– no es posible haber imagene térmica ni Los sonares puden captar senales si el submarino esta en fondo del oceano.

Paisano
Paisano
3 anos atrás

Coronel,

A ideia que tive era o R-99 procurar sinais do sub a partir do inicio da ocorrência, ainda na quinta passada. Naquela hora a informação era que estava na superfície ou se houvesse declarado emergência teria emitido os sinais de identificação eletrônicas pertinentes.

Após o sábado a opção já estava descartada.

Obrigado pelo prazo, 10 horas com o deslocamento internacional é um bom nível de prontidão.

luiz antonio
luiz antonio
3 anos atrás

Paisano 22 de novembro de 2017 at 11:20 Bom dia amigo: A utilização do R-99 além do C-105 e do P-3 me parece que ja foi comentada em outra materia sobre esse mesmo assunto. Salvo engano, esses meios são eficazes para objetos de superfície. No caso do Sub San Juan submerso é impossível, segundo especialistas (a não ser que existissem destroços ou objetos flutuando). Restaria o MAD do P3 para rastrear, porém só é eficaz para objetos submersos em movimento pelas alterações do campo magnético terrestre gerado pelos deslocamentos, ou seja, como os especialistas já disseram essas aeronaves caçam submarinos… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Mas isso o P-3 e o SC-105 fazem. Pronta resposta sempre foi uma característica do 2°/6° GAV. Por ocasião da explosão do VLS fui acionado às 15:00h para encontrar um navio norte americano no través de Noronha, e o encontrei às 22:00h no través de Parnaiba.

Nonato
Nonato
3 anos atrás

Nery.
Acredito que quanto mais aviões no local melhor.
Até porque em tese a área definida já foi vasculhada mais de uma vez.
O que significa que ou ampliam a zona de busca ou têm que continuar refazendo a área inicial.
Dez olhos vêem melhor do que dois…

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
3 anos atrás

Então vale uma pergunta, para esclarecimento. Os pirotécnicos foram avistados no ar, ou visando na água? Se foi no ar, então obviamente foram sobreviventes que puderam escapar. E em dado caso, como assim que ainda não os acham??? Como disse o amigo acima, haja coração.

Paisano
Paisano
3 anos atrás

Prezado Luiz Antônio Sim já fora comentado e no estágio atual é totalmente descartado o uso. Minha colocação fora apenas para a condição inicial quando a Armada informou que ele estava a caminho da base de Mar del Plata e em superfície. Se as FAA Argentinas fizessem uso deste tipo de ferramenta em curto prazo poderiam ter detectado o submarino, ou ao menos descartado que estava emitindo sinais ou na superfície. Me deu a impressão que a resposta ao ocorrido demorou e só começou eficientemente, mesmo com o Tracker e o B-200 em ação. Isto poderia ser um padrão a… Read more »

luiz antonio
luiz antonio
3 anos atrás

Correção: SC 105

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Tudo leva a crer que o submarino está submerso. Daí, só os “navais” pra dizer como e quando esse submarino será encontrado. “Se” for encontrado. Parece que há navios bem equipados para esse fim, participando das buscas.

pgusmao
pgusmao
3 anos atrás

Seria melhor aguardar a chegada do Felinto Perry daqui a 6 dias!!!

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Alguém postou que são menos dias. Não está no través de Porto Alegre?

Paisano
Paisano
3 anos atrás

Coronel

Obrigado pela aula, mais uma vez.

Entendi porque não usaram o R-99 quando solicitado apoio.
Os P-3 argentinos possuem a mesma capacidade? Por não serem citados acredito que não estavam operacionais na ocasião.
Quanto ao acionamento as 15hs em BSB com detecção no litoral nordeste 7 horas depois, Parabéns ao senhor e a toda a equipe.

Fora do tópico, porém para aliviar o estresse:
A ocorrência VLS e navio americano na mesma data deve fazer os doentes de plantão abrirem o leque das teorias conspiratórias, mais uma vez.

Glasquis 7
3 anos atrás

Acabo de receber auma informação que diz que, paralelamente ao resgate, está acontecendo uma queda de braços entre a ARA e o Governo Argentino. O MINDEF da Argentina, Oscar Aguad, alega ter tomado conhecimento do sumiço do ARA San Juan através da imprensa no dia 16. Mesmo já tendo corrido, dentro da ARA, um memorando informando da perda das comunicações com o sub e que estaria em mãos do Almirante Marcelo Srur. Ante isto, o MIDEF teria increpado o Almirante sobre os fatos mas este, embora tivesse confirmado o sumiço, teria omitido informações referentes aos contatos com o sub e… Read more »

Nunão
Nunão
3 anos atrás

Sim, provavelmente, dada a posição (altura de Florianópolis) que estava há pouco mais de 24h, caso tenha mantido rumo e velocidade.
Creio que serão mais uns 4 dias de navegação.

Nunão
Nunão
3 anos atrás

Obs – essa é uma resposta ao comentário de Rinaldo Nery mais acima

Glasquis 7
3 anos atrás

Gente, acho que o Felinto Perry é desnecessário. No local tem 2 navios com capacidade de resgate. Tem também o Cabo de Hornos que estaria mais próximo do TO e os EEUU acabam de mandar, se não estiver errado, mais 2 unidades de resgate submarino por via aérea.

Manuel Pinto
Manuel Pinto
3 anos atrás

Aqui de Portugal gostaríamos de mandar alguma ajuda para auxiliar nas buscas do ARA San Juan, mas infelizmente não dispomos de meios aéreos e navais adequados, além de parcos, são obsoletos. Cá estamos na expectativa e na torcida para que seja encontrado o ARA San Juan, e parabéns aos brasileiros pela pronta reposta em ajudar um país amigo, com seus meios navais e aéreos. Se um dos nossos velhos subs entrar numa situação dessas, só a NATO pode fazer algo por nós, não temos meio algum para tal resgate, o Brasil pelo menos tem o Felinto Perry com seu sino… Read more »

pgusmao
pgusmao
3 anos atrás

Nunca vi tanta informação desencontrada, seja pela Marinha Argentina seja pela imprensa deles, a toda momento aparece uma nova situação e eles desmentem logo depois, espero que a coordenação da operação não seja nesses moldes, pois parece uma situação meio sem rumo ou comando. Li em outro blog que o avião da FAB SC-105 só começou a ser utilizado na segunda-feira (20/11), achei um pouco tarde para uma situação tão crítica.

Glasquis 7
3 anos atrás

Tem tanta gente pedindo mais avião que daqui a pouco vão estar batendo asas entre si por falta de espaço no céu argentino.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
3 anos atrás

Não seria a primeira vez que os Argentinos por EGO, PIRRAÇA e SENSO DE SUPERIORIDADE tomem no rabo.
Não aprenderam nada com as Falklands.

Nunão
Nunão
3 anos atrás

Glasquis 7, nunca se sabe. Quando foi acionado e começou a se dirigir ao local, toda a logística de transporte de materiais dos EUA à Argentina ainda estava em curso, podia dar certo, podia atrasar. Pode ser que seja necessário, pode ser que não.

Dificil prever a necessidade ou não de um meio, daqui a alguns dias, no curso de uma operação desse porte e complexidade.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
3 anos atrás

foi resposta ao comentário :
Glasquis 7 22 de novembro de 2017 at 11:50

Nunão
Nunão
3 anos atrás

Rui Chapéu, modere o linguajar, aqui não é a sua casa nem o boteco da esquina do seu bairro.

Helio
Helio
3 anos atrás

Glasquis 7 22 de novembro de 2017 at 11:50 e a tripulação? Aguarda o fim da queda de braço???

Por isso disse mais acima para o Bavarian Lion: não me recordo dessa desorganização no caso do AF447. Tenho na memória que recebíamos um fluxo constante de informes, mesmo quando nada de novo havia desde o último boletim, inclusive com correções pontuais ao “geniais” repórteres que confundiam avião com helicóptero, navio patrulha com cruzador, e por aí vai…..

Em se confirmando, é lamentável.