Home Indústria Naval Submarino Riachuelo é movimentado para a Base Naval de Itaguaí

Submarino Riachuelo é movimentado para a Base Naval de Itaguaí

24220
178

O futuro submarino Riachuelo, S-BR1, primeiro da classe Scorpene construído no Complexo Naval de Itaguaí, foi movimentado para a etapa final da construção na Base Naval de Itaguaí.

O Riachuelo é o primeiro de quatro submarinos convencionais que estão sendo construídos no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), com transferência de tecnologia do Naval Group (ex-DCNS) da França, que também inclui a construção do primeiro submarino de propulsão nuclear brasileiro (SN-BR).

O lançamento do Riachuelo está programado para dezembro de 2018.

Os demais submarinos convencionais têm previsão de serem entregues em 2020 (S-BR2), 2021 (S-BR3) e 2022 (S-BR4). O Submarino com propulsão nuclear deverá ser lançado ao mar em 2027.

Itaguaí – Estaleiro e Base Naval
Subscribe
Notify of
guest
178 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Felipe
Felipe
2 anos atrás

E seguimos avançando apesar de tudo.

Nunes-Neto
Nunes-Neto
2 anos atrás

Show, que venham mais!

Vicente Ferreira Júnior
Vicente Ferreira Júnior
2 anos atrás

Brasil!

Fabio Mayer
Fabio Mayer
2 anos atrás

Otima.notícia!

Lucas Henrique
Lucas Henrique
2 anos atrás

Antes tarde do que nunca….

TeoB
TeoB
2 anos atrás

Muito bom! tomara que depois dos 5 venham mais e quem sabe um projeto 100% nacional!!! Parabéns a MB e aos envolvidos!!! 😀

Robsonmkt
2 anos atrás

Boa notícia é belas fotos também!

Diogo de Araújo Carvalho
2 anos atrás

Isso é a prova material de que existem engenheiros e técnicos brasileiros que não estão de brincadeira não. Pra quem duvida de nossa capacidade tá aí, tome! E não interessa se o projeto é francês ou do raio que o parta, se me derem uma planta de um arranha céu, detalhada, bonitinha, eu não consigo erguer nem a primeira coluna. É conhecimento que eles têm e não é pouco não.

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

Itaguaí – Estaleiro e Base Naval
Eu não conheço esse local e nem a região. É uma ilha? Como os insumos chegam até esse local? parece de tão difícil acesso…de um lado de um porto isolado, do outro tem uma ponta.

Krioka
Krioka
2 anos atrás

Favor, colocar a fonte da matéria..é feio compartilhar e nao dar os créditos devidos!!!

Aldo Ghisolfi
2 anos atrás

Vamos nos arrastando, mas sempre à vante… PARABÉNS!

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Devagar e sempre!

Renan
Renan
2 anos atrás

Tomara que venha mais informações do tipo 70% montado, ou 100% e iniciado os testes de sistemas e claro mais fotinhas

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Estou degustando um vinhozito português aqui, e essa notícia deu a ele um sabor a mais, uma nota mais frutada!

Alexandre
Alexandre
Reply to  Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Hmmmmmmmm

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

” ivan BC em 13 de Janeiro de 2018 at 20:24 Itaguaí – Estaleiro e Base Naval Eu não conheço esse local e nem a região. É uma ilha? ” Não. “Como os insumos chegam até esse local? ” Por estrada, mas podem também chegar por mar, se necessário. Era um fim de mundo quando a Marinha desejava uma base naval na região, há mais de 100 anos: http://www.naval.com.br/blog/2017/12/22/impressionado-com-itaguai-nao-e-de-hoje-que-marinha-busca-uma-base-na-regiao/ Mas tudo isso mudou e há décadas a região tem até indústria pesada, como é o caso da Nuclep ali para trás das montanhas que aparecem na foto ao fundo da… Read more »

Tamandaré
Tamandaré
2 anos atrás

Falando-se em PROSUB… Olha só o que saiu na imprensa latino-americana esses dias: http://www.infodefensa.com/latam/2018/01/12/noticia-brasil-argentina-firman-contrato-reactor-multiproposito-brasileno.html

Alexandre
Alexandre
2 anos atrás

Esse 2018 promete para a Marinha do Brasil, que deve receber muitos buques e outras armas ao longo do ano. Só de memória, teremos:
Ocean
Scorpene Riachuelo
Navio Patrulha Macaé
03 helicópteros super lynx modernizados
02 helicópteros EC 725 armados com Exocet
03 caças A4 modernizados
Mais CLANFS
Finalização do contrato das novas corvetas.
Qual marinha da região faz o mesmo?
Abcs amigos.

Jr
Jr
2 anos atrás

Tamandaré, depois de muito enrolação, finalmente assinaram essa joça, o mais hilário é que precisou o Macri e o Temer chegarem no poder para fazer esse negócio funcionar, a Dilma e a boca de botox eram amigas, mas o que interessava a elas, era só retórica e conversa fiada.
Quanto a matéria, fico muito feliz que finalmente temos notícia sobre os submarinos e a melhor parte é que a notícia é bastante positiva

Ádson
Ádson
2 anos atrás

Tamandaré 13 de Janeiro de 2018 at 21:18
Tamandaré, sei não mas dar-se a impressão que a Argentina esta querendo pegar carona no que estamos desenvolvendo. Ficamos com a pesquisa, com a dificuldade, com os riscos e eles com parte dos louros. Há de se confirmar isto com fontes nacionais.

Mauricio R.
2 anos atrás

O submarino veio do lado direito da foto, ou do fundo?
O lançamento será do “shiplift” em frente ao prédio, do lado esquerdo.

Dodo
Dodo
2 anos atrás

Nunao,aproveitando que mencionou a base de santa cruz,sabe dizsr se há planos para posicionar gripens nessa base ? Eus sei que as primeiras unidades vao para anapolis,mas é possivel que posteriormente o esquadrao de caça de santa cruz receba esses avioes ? Seriam perfeitos para cobertura aerea da cidade do rio de janeiro !

Arnaldo F
Arnaldo F
2 anos atrás

Alguns comentários dão a entender que as pessoas estão confusas com o que de fato ocorreu. Pelo que eu entendi, e as fotografias parecem mostrar, as várias seções do casco foram unidas, restando agora (além de completar algumas partes) “apenas” colocar tudo dentro: cabeamento, motores, equipamentos, instrumentos etc. etc. É isso mesmo? Não estou desmerecendo o feito, até porque é um casco de grande porte e última geração (capaz de ser usado por submarinos nucleares, daí a importância) e foi 100% produzido no Brasil. É para comemorar mesmo. Mas nem de longe significa que está pronto e o veremos singrar… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

“Mauricio R. 13 de Janeiro de 2018 at 21:50
O submarino veio do lado direito da foto, ou do fundo?”

No fundo, onde a parte construída se projeta mais pra dentro das montanhas, há um túnel um pouco à esquerda, que se conecta à unidade de fabricação de estruturas metálicas, atrás das montanhas, bem ao fundo da parte à esquerda da foto, junto à Nuclep.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

“Ádson 13 de Janeiro de 2018 at 21:49
Tamandaré 13 de Janeiro de 2018 at 21:18
Tamandaré, sei não mas dar-se a impressão que a Argentina esta querendo pegar carona no que estamos desenvolvendo.”

Não, esse acordo já vem após outros que já têm vários anos. A pesquisa em pequenos reatores, por parte da Argentina, vem de bastante tempo.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

“Arnaldo F 13 de Janeiro de 2018 at 22:08
Pelo que eu entendi, e as fotografias parecem mostrar, as várias seções do casco foram unidas, restando agora (além de completar algumas partes) “apenas” colocar tudo dentro: cabeamento, motores, equipamentos, instrumentos etc. etc. É isso mesmo?”

Não, a maior parte dos equipamentos, motores, sistemas, tubulações, cabeamentos etc é instalada em cada seção antes delas serem unidas. Assim já se fazia com os IKL construidos aqui deade a virada dos anos 80-90.

O submarino, nesse estágio, já está quase pronto.

PickPeck
PickPeck
2 anos atrás

Os nossos “scorpenes” tem os tubos para lançamento vertical?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

“Dodo 13 de Janeiro de 2018 at 22:03
Nunao,aproveitando que mencionou a base de santa cruz,sabe dizsr se há planos para posicionar gripens nessa base ?”

Até onde sei, sim. Primeiro dois esquadrões em Anápolis (1º GDA e 1º/16º GAV, este a ser reativado), depois, especialmente com um novo lote, reequipar outros esquadrões , o que inclui o 1ºGAVCA de Santa Cruz. Mas isso é tema para o Poder Aéreo.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

“PickPeck 13 de Janeiro de 2018 at 22:18
Os nossos “scorpenes” tem os tubos para lançamento vertical?”

Scorpene não tem lançadores verticais. Os torpedos e mísseis são lançados pelos tubos de torpedo. A nova classe Barracuda francesa, de submarinos nucleares de ataque, também só terá tubos de torpedo para lançar torpedos e mísseis.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Off – Germany Supplying Norway and possibly Italy, Netherlands and Poland with more powerful submarines.
https://www.nextbigfuture.com/2018/01/germany-supplying-norway-and-possibly-italy-netherlands-and-poland-with-more-powerful-submarines.html

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
2 anos atrás

“Jr em 13 de Janeiro de 2018 at 21:31
Quanto a matéria, fico muito feliz que finalmente temos notícia sobre os submarinos e a melhor parte é que a notícia é bastante positiva”

Jr, não entendi o “finalmente temos notícia”. O que não falta aqui no Poder Naval é notícia sobre o andamento do Prosub, desde o início do programa em 2008. E a última notícia do Prosub trazida aqui, antes dessa, foi há pouco, em dezembro.

Flávio Cardia
Flávio Cardia
2 anos atrás

Tem um vídeo do Caiafa dele

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini 13 de Janeiro de 2018 at 21:14
Obrigado pela resposta! Sempre prestativo!
Abraço!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Diogo de Araújo Carvalho 13 de Janeiro de 2018 at 20:11

Errado.

Na década de 80 e 90 já “fabricávamos” sub’s por aqui no AMRJ baseado em modelo Alemão.

Esse Túnel que o Nunão mencionou é “preparado”.

Gostei do “desenho”.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Mais detalhes externo do casco seriam interessantes, talvez em breve.

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Uma coisa deve ser dita: os franceses são elegantes até para desenhar suas armas. Vide o Rafale, os subs das classes Le Triomphant,a Barracuda, o SMX-Océan e os nossos Scorpene. Parece que Paris ( ou o Vale do Loire) não foi um acidente.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás
fabio Souto.
fabio Souto.
2 anos atrás

A seção de popa do submarino ainda não esta pronta??

Guilherme Santos
Guilherme Santos
2 anos atrás

Cara, incrivel como conseguem enfiar comentario sobre a Dilma nesse contexto e ainda citar a ex-presidente da argentina.
Cara, esquece isso.
Enfim, o importante é que o bichao ta saindo. Só queria que o prazo do nuclear fosse mais próximo e não só em 2027.

Arc
Arc
2 anos atrás

Muita gente falou mal do programa, muita gente condenou, e agora temos essa boa notícia da perseverança da MB no programa, está dando certo apesar do pessimismo de alguns.

Fernando Martins
Fernando Martins
2 anos atrás

Olá, boa noite à todos.
Delfim Sobreira, a Polônia não conseguirá os submarinos alemães. Eles precisam de plataformas que sejam nucleares e lancem Tomahawks para operar restrição naquela parte do mundo onde os russos se excitam para a guerra cada vez mais. Nesse sentido, acho que eles encontrarão outra solução (sub´s franceses talvez).

Antonio Renato Arantes Cançado
Antonio Renato Arantes Cançado
2 anos atrás

Continuo achando isso um enorme equívoco…

Henrique
Henrique
2 anos atrás

Boa notícia! Apesar de não ter achado legal a mudança dos IKL para os Scorpene pelo menos o programa parece seguir apesar de todos o problemas da MB e do país.

Ádson
Ádson
2 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini 13 de Janeiro de 2018 at 22:10
Nunão, sei disso, mas em que estágio eles estão? O que podem colaborar? Não sou contra uma cooperação com outros países, principalmente com los hermanos, mas em áreas tão sensíveis há de se pensar!

Renan
Renan
2 anos atrás

Será que o S40 vai ao mar no mesmo dia que a marinha chegar com o Ocean no Brasil ? seria uma grande festa

camargoer
2 anos atrás

Olá Adson. Desde a década de 80, com o fim dos governos militares no Brasil e na Argentina, os dois países iniciaram uma estreita colaboração na área nuclear, inclusive com a criação de uma agência bilateral (Brasil-Argentina) para mútua fiscalização e promoção de colaboração científica. Isso encerrou uma corrida armamentista nuclear na região. Essa colaboração tem sido muito mais efetiva do que qualquer protocolo internacional. O Brasil e a Argentina são os países que mais colaboram cientificamente na região. Como exemplo, temos o laboratório nacional de luz síncrotron (o LNLS) em Campinas que sempre tem investigadores argentinos lá. Aliás, muitas… Read more »

Satyricon
Satyricon
2 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini 13 de Janeiro de 2018 at 21:14 ” ivan BC em 13 de Janeiro de 2018 at 20:24 Itaguaí – Estaleiro e Base Naval Eu não conheço esse local e nem a região. É uma ilha? ” Não. Nunão, tecnicamente não, mas na realidade já foi uma ilha, tanto que a localidade é conhecida como Ilha da Madeira. Batimetrias francesas do séculoXIX mostram que aquilo foi uma ilha, cercada por grandes porções de mangue. A ocupação desordenada, incontáveis aterros (como o do porto) acabaram por unir o que foi uma ilha ao continente. Mas hoje não… Read more »

Top Gun Sea
2 anos atrás

Que bom! Deve comissionado no mesmo ano do Ocean, ou seja, 2020. E virá outros meios a ser comissionado em 2020. Boa estratégia da MB. Começamos o ano muito bem.

Diogo de Araújo Carvalho
2 anos atrás

Será que o armamento utilizado pelo sunbmarino será produzido aqui ou será importado? Alguém sabe?

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

Senhores
Em Dez 2018, ele será entregue.
Quanto tempo dura para efetivamente ele estar operando? Como é o processo de testes etc?
Obrigado