Home Indústria Naval Fincantieri compra 50% da STX France

Fincantieri compra 50% da STX France

3148
15

A Fincantieri da Itália anunciou que assinou um contrato de compra de ações para a aquisição de 50% do capital social da STX France do estado francês

O acordo prevê um preço de compra de 59,7 milhões de euros (cerca de US$ 74 milhões).

A assinatura ocorre após a resolução do contrato de compra de ações anteriormente assinado entre a Fincantieri e a STX Europe em 19 de maio de 2017 como conseqüência do exercício pelo Estado francês de seu direito de preferência para a aquisição da totalidade do capital da participação da STX France em 28 de julho de 2017 e segue a assinatura do contrato de compra de ações entre o Estado francês e a STX Europe.

A assinatura faz parte do acordo anunciado em 27 de setembro de 2017 pelos governos italiano e francês quanto à futura estrutura societária da STX France.

De acordo com este contrato, ao fechar as partes também executará o acordo de acionistas e o contrato de empréstimo de ações relativo a 1% do capital social da STX France, que será cedido pela APE (Agence des Participations de l’Etat) à Fincantieri nos termos e condições já acordados entre as partes.

Após o fechamento da transação, a estrutura acionária da STX France será a seguinte:

  • Fincantieri (Fincantieri Europe S.p.A.): 50,00% (um adicional de 1% será emprestado da APE)
  • Estado Francês (APE): 34,34% (dos quais 1% a ser emprestado a Fincantieri)
  • Naval Group: 10,00% (ou 15,66% se o plano de propriedade do empregado referido abaixo ou/e a participação de um grupo de empresas locais não puder ser implementada ao mesmo tempo)
  • Empregados da STX France: até 2,40%
  • Empresas locais: até 3,26%

A Fincantieri nomeará quatro membros para o conselho diretor da STX France (incluindo o presidente e o CEO). Dois membros nomeados pelo Estado francês, enquanto o construtor naval francês Naval Group e os funcionários nomearão um membro cada. O presidente do conselho terá voto decisivo.

A STX France tem cerca de 2.600 funcionários e uma rede de mais de 500 subcontratados. Em 2016, gerou receitas de cerca de 1,4 bilhão de euros.

A STX France também é o único estaleiro do país capaz de construir porta-aviões e porta-helicópteros.

FONTE: navaltoday.com

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Erichwolff
Erichwolff
2 anos atrás

E ninguém deu show, chorou, esperneou, ameaçou q o mundo iria acabar, pq foi comprado por outro país uma empresa estratégica, como essa…
Seria pq????

Blindmans Bluff
Blindmans Bluff
2 anos atrás

Sim que choraram e espernearam. Tem ate reportagem no blog sobre isso.

Flávio Henrique
Flávio Henrique
2 anos atrás

o governo francês estatizou o estaleiro ai a Itália chorou(para UE) e acabou nisso, embora que eu acho que deve haver pode de veto pelo governo francês

Bezerra (FN)
Bezerra (FN)
2 anos atrás

“E ninguém deu show, chorou, esperneou, ameaçou q o mundo iria acabar, pq foi comprado por outro país uma empresa estratégica, como essa…
Seria pq????”

O que mais teve foi choro, esperneio e gente reclamando lá na França sobre esta aquisição.

Jr
Jr
2 anos atrás

Erichwolff, amigo você esta muito mal informado sobre esse assunto, acompanho essa novela STX/Fincantieri e governo francês desde o ano passado e te garanto que o que teve de choro, mimi, ameaças, políticos e sindicatos gritando e reclamando, vetos iniciais por parte do governo francês não da para acreditar, essa história já estava virando uma novela lá na França, parece que agora eles se acertaram, mas isso depois de o governo francês ter feito todo tipo de pressão e chantagem para cima da fincantieri, a mesma queria levar o estaleiro inteiro, mas foi obrigada a aceitar os termos do governo… Read more »

Diplomata92
Diplomata92
2 anos atrás

Amigo Erichwolff Não é prudente dizer algo sem saber !
Não tô te criticando
Mais O post
Mal sai e já tem gente atacando à opinião dos outros sem ao menos conhecer o assunto !
Desculpa o Desabafo mais isso acontece muito http://www.naval.com.br/blog/2017/08/05/franca-nacionaliza-o-unico-estaleiro-capaz-de-construir-porta-avioes/

Augusto L
Augusto L
2 anos atrás

Não entendo o mimimi da França, á Italia é um pais aliado e uma democracia ocidental como a França nao tem pq o chororo, se fosse a China comprando ou a Russia ate daria pra entender.

Burgos
Burgos
2 anos atrás

Quero ver Fincanteri e Naval Group um grupo só !!!
Serão imbatíveis !!!
Não sei a que pé estão hoje, acredito que são só associados, desenvolvendo tecnologia conjuntas, mas eles são bons no que fazem.

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

A Itália é parceira da França, constrõem navios juntos, são membros da OTAN, ninguém vai tirar a capacidade da França de projetar e construir porta-aviões. Trata-se apenas de negócios, não existe uma ameaça real de retirada da empresa da França ou risco da empresa sumir.
O dia que isso acontecer ou ficar visível que estão querendo destruir a empresa eles vão ter direito a barrar o negócio.
Essa parceria tem tudo para aproximar ainda mais a Naval group e a Fincantieri.
Eu fui um dos que na época fui contrário e esperniei…

Bavaria Lion
2 anos atrás

Helmut Kohl já disse a François Mitterrand. Quando vocês souberem quem controla a Fincantieri, rsrsrsrsrs

José Lemos filho
José Lemos filho
2 anos atrás

Simplesmente é uma transação dentro do bloco europeu e não é como acontece aqu,i aquisições estrangeiras sem vínculo de bloco. Este é o diferencial.

PauloR
PauloR
2 anos atrás

No dia que a União Europeia implodir os europeus deixam de ser parceiros e amigos.

Zeabelardo
Zeabelardo
2 anos atrás

É que a Itália vai colocar o estaleiro nas costas e levar embora. Cabecinha estatista é um mistério.

Zeabelardo
Zeabelardo
2 anos atrás

Paulo,
O dia que a UN implodir, o estaleiro continua no mesmo lugar.

Zeabelardo
Zeabelardo
2 anos atrás

“Bavaria Lion 5 de Fevereiro de 2018 at 19:01
Helmut Kohl já disse a François Mitterrand. Quando vocês souberem quem controla a Fincantieri, rsrsrsrsrs”

A Ficantieri é do Estado italiano. O François Mitterrand estava cansado de saber disso.