Home Divulgação HMS Ocean: Comando da Marinha cria grupos de compra e recebimento do...

HMS Ocean: Comando da Marinha cria grupos de compra e recebimento do navio

5292
39
HMS Ocean

PORTARIA N° 23/MB, DE 30 DE JANEIRO DE 2018

O COMANDANTE DA MARINHA, no uso das atribuições
que lhe conferem os art. 4° e 19 da Lei Complementar n° 97, de 9 de
junho de 1999, alterada pela Lei Complementar n° 136, de 25 de
agosto de 2010, e o inciso V do art. 26 do Anexo I ao Decreto n°
5.417, de 13 de abril de 2005, alterado pelo Decreto n° 8.900, de 10
de novembro de 2016, resolve:

Art. 1o Instituir, em caráter temporário, o Grupo de Apoio
Técnico (GAT) do HMS OCEAN.

I – Missão – Executar tarefas, que transcendam as atividades
intranavio, durante o processo de obtenção do HMS OCEAN, incluindo
o gerenciamento dos recursos financeiros no exterior, a programa
ção e realização dos cursos e treinamentos, a fiscalização do
contrato, a obtenção de equipamentos, serviços e sobressalentes, além
do apoio administrativo ao pessoal envolvido no recebimento do
navio;

II – Local – Plymouth (Reino Unido);

III – Período – do dia 19 de fevereiro de 2018, até o término
das tarefas para o recebimento do navio; e

IV – Subordinação – O GAT ficará subordinado à Diretoria
de Gestão de Programas da Marinha, que mantém a supervisão funcional
do processo de obtenção do HMS OCEAN.

Art. 2o O GAT será apoiado administrativamente pela Comiss
ão Naval Brasileira na Europa e pelo Adido de Defesa e Naval
na Inglaterra e Noruega.

Art. 3° O GAT terá a seguinte composição:

– 1 (um) Capitão de Mar e Guerra;

– 1 (um) Capitão de Fragata;

– 1 (um) Capitão de Fragata (EN);

– 1 (um) Capitão de Corveta;

– 1 (um) Capitão de Corveta (EN);

– 1 (um) Capitão de Corveta (IM);

– 2 (dois) Capitães-Tenentes (EN);

– 2 (dois) Primeiros-Tenentes (EN); e

– 1 (um) Suboficial.

Art. 4o Nomear o Capitão de Mar e Guerra (RM1) FRANCISCO
MONT’ALVERNE PIRES para exercer a função de Encarregado
do GAT do HMS OCEAN.

Art. 5o O GAT será extinto mediante proposta da Diretoria-
Geral do Material da Marinha.

Art. 6° O Diretor-Geral do Material da Marinha e o Diretor-
Geral do Pessoal da Marinha estão autorizados a baixar os atos
complementares que se fizerem necessários à execução desta Portaria.

Art. 7o Esta Portaria entra em vigor na presente data.

EDUARDO BACELLAR LEAL FERREIRA


PORTARIA N° 24/MB, DE 30 DE JANEIRO DE 2018

O COMANDANTE DA MARINHA, no uso das atribuições
que lhe conferem os art. 4° e 19 da Lei Complementar n° 97, de 9 de
junho de 1999, alterada pela Lei Complementar n° 136, de 25 de
agosto de 2010, e o inciso V do art. 26 do Anexo I ao Decreto n°
5.417, de 13 de abril de 2005, alterado pelo Decreto n° 8.900, de 10
de novembro de 2016, resolve:

Art.1o Instituir, em caráter temporário, o Grupo de Recebimento
(GR) do HMS OCEAN, inicialmente funcionando no Brasil
e, oportunamente, transferido para o Reino Unido.

I – Missão – Executar as tarefas referentes ao recebimento do
navio, a fim de incorporá-lo à Marinha do Brasil (MB);

II – Local – Rio de Janeiro-RJ e Plymouth – Reino Unido;

III – Período – da presente data até o dia de incorporação do
navio à MB;

IV – Subordinação – Será subordinado à Diretoria de Gestão
de Programas da Marinha; e

V – Composição – Será composto por Oficiais e Praças da
futura tripulação do HMS OCEAN.

Art. 2o O GR, quando no Reino Unido, será apoiado pelo
Grupo de Apoio Técnico (GAT).

Art. 3° Nomear o Capitão de Mar e Guerra GIOVANI CORR
ÊA para exercer o cargo de Encarregado do GR do HMS
OCEAN.

Art. 4o O GR do HMS OCEAN será extinto por ocasião da
incorporação do Navio.

Art. 5° O Diretor-Geral do Material da Marinha e o Diretor-
Geral do Pessoal da Marinha estão autorizados a baixar os atos
complementares que se fizerem necessários à execução desta Portaria.

Art. 6o Esta Portaria entra em vigor na presente data.

EDUARDO BACELLAR LEAL FERREIRA


PORTARIA N° 25/MB, DE 30 DE JANEIRO DE 2018

O COMANDANTE DA MARINHA, no uso das atribui
ções que lhe confere o inciso VII do art. 1° do Decreto n°
8.798, de 4 de julho de 2016, combinado com os art. 4° e 19 da
Lei Complementar n° 97, de 9 de junho de 1999, alterada pela Lei
Complementar n° 136, de 25 de agosto de 2010, resolve:

Art.1° Designar os militares abaixo relacionados para a
seguinte missão no exterior:

Capitão de Mar e Guerra (RM1) FRANCISCO
MONT’ALVERNE PIRES (Encarregado);

Capitão de Fragata LEONARDO FERREIRA DE OLIVEIRA
(Sistemas Auxiliares);

Capitão de Fragata (EN) ALEXANDRE VIANNA SANTANA
(Sistema de Propulsão);

Capitão de Corveta VINICIUS MENDONÇA LANCETTA
(Adestramento);

Capitão de Corveta (EN) ANDRÉ VINÍCIUS PINHO
LUIZ (Comunicações Interiores e Exteriores);

Capitão de Corveta (IM) LUIZ ANTONIO GIRIANELLI
FÉLIX (Logística);

Capitão-Tenente (EN) RAFAEL MONTEIRO BIZARRO
(Estruturas);

Capitão-Tenente (EN) CAIO RENAN LEAL DE MORAIS
(Sensores e Armamento);

Primeiro-Tenente (EN) BERNARDO YUGI DANTAS
YOSHIDA (Geração e Distribuição de Energia);

Primeiro-Tenente (EN) KAULI RIGONI DIAS GUTIER-
REZ (Sensores e Sistema de Combate); e

SO-CA 85.7348.88 JOÃO BARBOSA BASTOS (Auxiliar
do Encarregado do GAT).

Missão – Integrar o Grupo de Apoio Técnico (GAT) do
HMS OCEAN.

Local – Plymouth (Reino Unido).

Período – de 19 de fevereiro a 31 de julho de 2018,
podendo se ausentar do País a partir do dia 13 de fevereiro de
2018 e retornar ao País até o dia 16 de agosto de 2018.

Art. 2° A referida missão é enquadrada como transitória,
militar, com mudança de sede, sem dependentes e inferior a seis
meses, de acordo com a alínea b do inciso I e alínea b do inciso
II do art. 3°, e inciso VI do art. 5° da Lei n° 5.809, de 10 de
outubro de 1972, regulamentada pelo Decreto n° 71.733, de 18 de
janeiro de 1973.

Art. 3° Esta Portaria entra em vigor na presente data.

EDUARDO BACELLAR LEAL FERREIRA

COLABOROU: Luiz Monteiro (LM)

Subscribe
Notify of
guest
39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sousa
Sousa
2 anos atrás

Quando sai o nome mesmo?

Rennany Gomes
Rennany Gomes
2 anos atrás

Acabei de parabenizar o Luiz Monteiro, esse blog é sensacional.

Marujo
Marujo
2 anos atrás

Onze pessoas para o tamanho do Ocean não é muita gente.

Rennany Gomes
Rennany Gomes
2 anos atrás

Sousa 9 de Fevereiro de 2018 at 12:20
Quando sai o nome mesmo?

Previsão para este mês ainda.

Gabriel oliveira
Gabriel oliveira
2 anos atrás

Rennany Gomes 9 de Fevereiro de 2018 at 12:37

Finalmente para acabar com a curiosidade,mas dada a criatividade da MB minhas apostas são em uma versão reeditada do Minas Gerais 2.0

Gabriel oliveira
Gabriel oliveira
2 anos atrás

Custaria muito eles colocarem um D.Pedro I,ou um D.Pedro II.

Marcos Aryeh
Marcos Aryeh
2 anos atrás

Gabriel Oliveira

Seria muito épico um porta-aviões lotado de Sea Gripen

Porta Aviões Dom Pedro I e II

Burgos
Burgos
2 anos atrás

Parabéns ao CMG RM1 MONT’ALVERNE EX ChEOP do “BRUXO” D-26 futuro Encarregado do (GAT).
Sucesso na missão !!!

Otto Lima
2 anos atrás

Sucesso ao GR, especialmente ao CF (EN) Vianna, que tive a honra de conhecer quando eu era estagiário civil da DEN.

Alex
Alex
2 anos atrás

Grabiel Oliveira: “Custaria muito eles colocarem um D.Pedro I,ou um D.Pedro II.” Isso não irá acontecer, a primeira CF simplesmente abominava qualquer coisa que lembrasse a monarquia, mesmo hj não está expressa em Constituição a moda pegou. O provável nome sera Pernambuco.

Nilson
Nilson
2 anos atrás

Sucesso ao pessoal que vai providenciar a vinda do Ocean, aguardamos com ansiedade seu retorno (e nem foram ainda kkkk).
Mal consigo esperar pelo primeiro exercício de guerra anti-submarina (lá para 2º sem/2020): Ocean + helis + P3 + escoltas versus Tupi, Tapajó e quem sabe o Riachuelo. Ou não é assim que funciona??

José Carlos David
José Carlos David
2 anos atrás

Não interessa o nome…o que interessa é a aquisição desse belo navio!

Almeida
Almeida
2 anos atrás

O que são estes (EN) e (IM) depois da patente?

CLAUDIO LUIZ
CLAUDIO LUIZ
2 anos atrás

EN = Corpo de Engenheiros Navais
IM = Corpo de Intendentes

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Vamos abrir as apostas?

Pra mim será: NPhM Rio de janeiro – G-70

Quem quer dar suas previsões!!
O vencedor ganha uma revista Forças de Defesa. A nova edição.

KKKK Claro, com o aval dos editores!!!

CVN76
2 anos atrás

Eu coloco as minhas fichas no nome “Espírito Santo”.

Burgos
Burgos
2 anos atrás

Fiquei sabendo que começa com a letra “P”.
Agora qual o estado não faço a mínima ideia.

Nilson
Nilson
2 anos atrás

“Burgos 9 de Fevereiro de 2018 at 16:48
Fiquei sabendo que começa com a letra “P”.”
.
Burgos, já estive pensando no alfabeto todo para uma nova classe, para a de porta-helicópteros P seria perfeito, mas não deve ser, porque já está sendo usado para os navios patrulha (Amazonas, p. ex., é P-120).
Torço para que use o A, que acomodaria os navios de convés corrido e não apenas os navios aeródromos. A-21, usando o A-2x para os porta helicópteros e mantendo o A-1x para os porta aviões. Mas acho que seria uma mudança muito grande…

Burgos
Burgos
2 anos atrás

Nilson
Boa tarde !!!
Não !!!
Me refiro ao nome do navio não ao indicativo !!!

Observador
Observador
2 anos atrás

O Nome: “Espírito Santo”.

Rennany Gomes
Rennany Gomes
2 anos atrás

Pernambuco
Paraná
Paraíba
Pará

Nilson
Nilson
2 anos atrás

“Burgos 9 de Fevereiro de 2018 at 17:23
Nilson
Boa tarde !!!
Não !!!
Me refiro ao nome do navio não ao indicativo !!!”
Boa tarde, Burgos. Desculpe a bobeira… É que tenho tanta certeza que será Minas Gerais que só pensei no indicativo kkkkkk

Beto Santos
Beto Santos
2 anos atrás

Já que estão falando no novo nome do Ocean que tal “Rio Grande”?

Guizmo
Guizmo
2 anos atrás

“Oceano”, em homenagem ao Djavan 😆

ADRIANO M.
ADRIANO M.
2 anos atrás

Um navio desses não deveria ganhar o nome de um estado,deveria no mínimo ganhar o nome de um militar…
Nomes como o do contra-almirante Thomas Cochrane(Comandante em chefe da armada Imperial Brasileira na Guerra da independência do Brasil e na Confederação do Equador).
Almirante Elisiário Antônio dos Santos,almirante Francisco Manuel Barroso da Silva,,almirante João Maria Wandenkolk,almirante Luís Augusto Maria Eudes de Saxe-Coburgo-Gota ou o almirante de esquadra Maximiano Eduardo da Silva Fonseca que implementou realizações como o programa nuclear da marinha e o programa antártico brasileiro.
Enfim, existem muitos nomes!

ADRIANO M.
ADRIANO M.
2 anos atrás

Ou nomes de comandante como Luís Antônio de Carvalho Ferraz…

Clodorencio Piloto
Clodorencio Piloto
2 anos atrás

Será sem duvidas o nome do estado do Min. da Defesa….
Alguém ai duvida?
Eleições chegando…vontade de ser governador…
Em março confirmamos a teoria.

FERNANDO
FERNANDO
2 anos atrás

Como diria o grande estrategista Vanderlei Luxburgo, não tem para ninguém, o Parmeiras será campeão.
Digo.
O nome do Ocean, será Paraná.

Silvio RC
Silvio RC
2 anos atrás

O Nome do navio sera PERNAMBUCO, o leão do Norte. E tera como mascote um leão. O leão dos mares!

Zampol
Zampol
2 anos atrás

Vai se chamá Paraná,
Terra de quem trabaia pra daná;
pra pagá
pra investigá
pra julgá

Fabio
Fabio
2 anos atrás

Depois das fragatas Niteroi, essa com certeza foi a melhor aquisição feita pela Marinha….

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

Com P?
Presidente Médici!!!
Vai deixar uma galera louca!!!

Marcelo-SP
Marcelo-SP
2 anos atrás

Alex 9 de Fevereiro de 2018 at 14:17

Realmente não vai acontecer, mas já passou do tempo esse tabu dos militares com as figuras da época monárquica. Sem falar que essa coisa de nomes de estado, já deu. Coisa mais sem graça…

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

ACRE.

Uma homenaem ao MO !

Edson Parro
Edson Parro
2 anos atrás

Zampol 10 de Fevereiro de 2018 at 4:02

“E, se non è vero, è ben trovato!”
Se não for verdade é bem possível.

Saluti

Edson Parro
Edson Parro
2 anos atrás

Poderia ser: Roraima, Rondônia, Tocantins, Maceió ou Rio Grande do Norte. Ao menos, seriam nomes pouco usados.

Lucas Gontcharov
2 anos atrás

A seção dos comentários está parecendo com uma casa de apostas britânica, o nome será Pernambuco e acabou! Só espero que venha com o Phalanx…

Diego Augusto
Diego Augusto
2 anos atrás

Goiás.

Wellington Góes
Wellington Góes
2 anos atrás

Não vejo problema algum de usarem um nome de um ex-chefe da nação (desde que não seja um condenado), especialmente dos primeiros e que ajudaram a criar o país, em especial à MB. Mas, como é uma embarcação única, não faz sentido colocar D. Pedro I se não houver um II.

Isto não é uma ode à monarquia, apenas o reconhecimento de personagem importantes da história brasileira.