sexta-feira, junho 24, 2022

Saab Naval

Vídeo: UUV e torpedo nuclear da Marinha Russa

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O vídeo mostra o UUV Klavesin-2R-PM e o torpedo nuclear Kanyon/Status-6

O drone subaquático (UUV – Unmanned Underwater Vehicle) Klavesin-2R-PM, que o presidente Vladimir Putin mencionou em seu discurso do estado da nação, permitirá que a Marinha Russa opere perto das águas territoriais do adversário, disse o almirante Vladimir Korolev, comandante-em-chefe da Marinha.

“A arma permitirá realizar uma ampla gama de missões na zona do mar distante, perto das águas territoriais do adversário. Um sistema de direcionamento especialmente concebido para o UUV permitirá que eles façam abordagens autônomas contra os alvos e os atinjam com alto grau de precisão “, disse ele.

Os drones subaquáticos e seus submarinos portadores são componentes do chamado sistema oceânico multipropósito. “Os ensaios bem sucedidos do principal elemento da embarcação subaquática – a unidade geradora de energia nuclear – foram concluídos”, disse Korolev acrescentando que unidade permite que o veículo subaquático se mova em alta velocidade a profundidades superiores a 1.000 m e permaneça invisível para o inimigo ao mesmo tempo.

Esses veículos terão um alcance de operação praticamente ilimitado e seu baixo nível de ruído e alta manobrabilidade tornam possível abordar furtivamente os alvos. A análise de simulação mostrou que é praticamente impossível interceptar o veículo subaquático, disse o almirante.

O sistema oceânico múltipropósito entrará em operação na Marinha depois que um ciclo de testes completo for concluído. Todas os equipamentos são feitos na Rússia.

FONTE: TASS

- Advertisement -

88 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
88 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Eduardo Maciel

Esse vai ser bom !!!
Pegando a pipoca aqui !!!

Bruno wecelau

…..Que comecem os embates …..
Mas se o tal drone e impossível de interceptar , não precisa mais de mísseis ,aviões ,navios etc, tudo ficou absoluto agora….basta ter uma duzia deste que ninguém mexe com VC para o resto da vida…

Bruno wecelau

*absoleto

Anderson

Vixi, estamos vivenciando o início da 2a Grande Guerra Mundial, porém é a 2a Guerra Fria!!!

Quem está do lado de quem????

Vamos ao tabuleiro!

Zorann

Sendo real ou ficção, estão pensando fora da caixinha.

Wagner

Boa noite. primeiro quero parabenizar a todos aqueles que com informação de qualidade e muita seriedade nos mantém informados sobre assuntos militares; sejam profissionais da área ou simples entusiastas do assunto; parabéns Forças De Defesa. Com todo respeito gostaria de fazer uma sugestão a respeito do espaço para comentários. Os comentários mais recentes poderiam , acho eu, ficar no início da sequência de comentários e não por ” último”. Peço desculpas pela ousadia mas deixo bem claro que não é uma crítica e sim uma sugestão. Sem mais, agradeço o espaço e a oportunidade. Abraço.

Leonardo

Gostei da análise do canal Arte da Guerra:

https://youtu.be/EQFCySh30eI

BMIKE

Vai demorar pelo menos mais 2 décadas para operacionalidade, da forma proposta pela montagem de computador apresentada.

Edmilson Sanches

Vladimir Putin deveria ler os comentários aqui ou pedir opinião e informação a alguns especialistas que comentam.Economizaria milhões em projetos,que segundo os entendidos,não darão certo.

romp

Oi Leonardo, eu vim parar neste site por causa do canal do Robson , canal dele é muito bom mesmo.

E o Pudim não brinca em serviço mesmo, depois o pessoal fala “a mais PIB da Russia, a mais o IDH da Russia… que a Russia está falida”, mas não adianta, o botão está alí, e da pra explodir metade da terra umas 5x vezes. ;-;

Bosco

É um saco comentar num blog em que vira e mexe algum chato inventa de criticar quem comenta dizendo que ele não é engenheiro ou que o Putin tinha que dar ouvidos aos comentaristas. Acho que o Galante tinha que fechar o blog ou pelo menos impedir o espaço de comentário e substituir só por estrelinhas. O participante só teria o trabalho de apertar se ele gostou ou não da notícia e aí teria a opção de um, duas, três, quatro o cinco estrelas. Já que se o Putin falou é porque vai existir de verdade e vai funcionar conforme… Read more »

Cesar A. Ferreira

Caro Bosco, discordo veementemente do seu libelo, devo dizer… Não entendo, particularmente, os seus sentimentos aqui revelados, dado que nunca vi manifestação alguma de hostilidade para com a sua pessoa, seja de forma explicita, ou velada. Todavia, sendo um comentarista pouco presente neste espaço, já sofri manifestações de hostilidade, ainda que os meus comentários sejam de caráter informativo… Você cita os “russófilos”, mas a característica da coluna de comentários dos três blogs, Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres e de ampla maioria de pessoas afeitas aos equipamentos bélicos da indústria “ocidental”. Mostram-se refratários aos equipamentos do leste e aos… Read more »

Nonato

Romp se explodir a terra nós vamos juntos…
Inclusive o careca também disse que consegue fazer uns estragos…
Não é porque pode fazer o mal que é bom…

Nonato

Bosco não é questão de Putin falar e vir a existir.
Já existe. Você não viu no vídeo?

Nonato

Bosco, a próxima arma é a seguinte.
Uma perfuratriz para perfurar a terra de um lado para o outro, cavar um túnel e levar tanto bombas quanto soldados por esses túneis.
A escavação também pode ser na horizontal.
Estaciona um submarino e vai escavando lateralmente até chegar no alvo por baixo. Kaboooom…

Carlos Eduardo Maciel

Bosco, por favor não de atenção a isso !!! eu mesmo já te escrevi dizendo que não concordava contigo e ontem mesmo te fiz uma pergunta e tu com toda a educação me respondeu. Existem condições para que se converse e se troque ideias sem necessidade de tornar isso algo pessoal. Aliás, li a tua resposta, agradeci e até coloquei um vídeo do You tube com algumas opiniões, mas por algum problema de internet (eu acho) não saiu pro site. Voltando … A contra partida também é verdadeira e me atrevo a dizer que até mais pesada. Se por um… Read more »

Augusto L

O torpedo deve ser uma versao com ogiva nuclear do satyr novo torpedo da marinha Russa, a ogiva não deve ser nada absurdo como foi falado, os russos gostam de hipérboles, quanto ao UUV nada de novo a DARPA tinha um projeto junto com a US navy de equipar os Virgínias e Sea Wolfs com uuvs, só não sei o que deu.

Nonato

Carlos Eduardo, Também não sou a favor de entreguemos e sei que temos problemas com os EUA. Inclusive, essa questão da Embraer e Boeing. Sou contra. O problema é que a maioria dos que criticam os EUA, na verdade são fãs ou da Rússia (comunismo) ou do islamismo. Se é para ir para esse lado, fiquemos com os EUA. Infelizmente, na América latrina, somos infestado por uma praga esquedista, assim como o oriente médio e parte da África é alvo do Estado islâmico, que arregimenta seguidores com facilidade. Existe uma guerra ideológica interna, muitas vezes até inconscientemente ou não apoiada… Read more »

Bardini

Um UUV movido a energia nuclear…
.
Isso retiraria a última barreira ao “alcance ilimitado” de um SSN. A tripulação…
.
Esse será o “Hunter Killer” do futuro?

Augusto L

Muito dificil que esse drone seja movido a energia nuclear, puro ufanismo! Como disse os russos gostam de uma hipérbole, provavelmente será como o que a US navy testou em 2015, so olharem o link que postei acima. Sinceramente, eu ainda não sei como tem gente que acredita nessas coisas, deve ser muito amadorismo. Noticias vinda da Russia tem q ser tratadas num filtro mas o povo n aprende.

Carlos Eduardo Maciel

No vídeo ele desvia de obstaculos e atinge um inimigo no meio do oceano.
Pergunto …
Como ele irá recalcular a direção e velocidade caso o inimigo mude o curso ???
Tipo… o NAe estava indo pra Europa e muda de curso pra Africa do sul, por exemplo !
Ele vai receber a nova informação de rota via satélite ??? Sensores nele próprio ???
E outra … a 1000 metros de profundidade ele vai receber essa informação ???
complicado isso.

Bruno Rocha

Augusto L 2 de Março de 2018 at 23:40 Muito dificil que esse drone seja movido a energia nuclear, puro ufanismo! ————————————- Não é improvável. A sonda robô hover Curiosity, da NASA, lá em Marte, é movida a energia nuclear. A diferença é que ao invés de ter um reator de alta temperatura com tubulação de água ela usa uma pequena bateria nuclear que pode durar anos. Como ela está numa temperatura muito baixa, embora alta para padrões humanos, pode ser usada para gerar energia elétrica para a sonda, convertendo energia térmica em impulso elétrico. É literalmente uma pilha nuclear,… Read more »

Guilherme Santos

COMENTÁRIO APAGADO. RESPEITE OS DEMAIS COMENTARISTAS E NÃO FAÇA PROVOCAÇÕES INÚTEIS QUE SÓ ESTRAGAM O DEBATE. LEIA AS REGRAS DO BLOG. PRIMEIRO AVISO.

Bob Joe

Tem gente que não gosta de democracia mesmo, aí vem com aquela frase ”maldita inclusão digital”. Quem não tá satisfeito com o blog aberto ao público que faça um blog só seu e divirta se sozinho. Tsc tsc tsc…

Diogo de Araújo Carvalho

Lembro-me de quando assisti “o senhor dos anéis” onde o foco principal do filme era, obviamente, o anel e o poder ilimitado que este concedida ao seu portador. Porém, juntamente com o poder ele trazia uma maldição: a pessoa ficava corrompida pelo poder, louca achando que tudo podia, inclusive passar por cima de qualquer um que a ameaçasse. Pois bem, é exatamente isso o que está acontecendo com o Sr. Putin

carvalho2008

Russos são como Klingons….exageram em tudo…. . Mas sou fã das soluções deles, pois costumam sair da caixinha…algo imperativo quando não se tem grana…. . Mas que é um saco a falta de maturidade pela nestas torcidas pela bandeira “a” ou “b” isto é….deixa-se de analisar e discutir o produto ou projeto, para ficar de bandeirinha de estadio na mão….perde-se a oportunidade e uma hora ou outra, se perderá participantes de peso…já vi isto em varios pois ja participei de varios…primeiro se mingua de participantes serios que trazem conteudo, depois ficam aqueles somente da firula, mas conteudo exaurindo, depois nem… Read more »

Rui Chapéu

Bosco:

Vc não precisa dar bola pra esse povo. Sua audiência é outra, são pessoas que entendem as leis da física e não compram palavreado de militares ufanistas.

Se o povo que entra aqui quisesse apenas ver as incríveis armas russas e como elas são imbatíveis, eles iriam naquele outro blog onde só tem lunático.

Não pare de esclarecer as dúvidas e comentar sobre as armas pois a maioria que le blogs e comentários não comentam nos mesmos.

A maioria é silenciosa.

Henrique de Freitas

Esse não era aquele tal torpedo que chegava a 100NM sob a água ?

miranda

Falou tudo carvalho , quando esse blogue tinha comentar fechados tu tinha que ver, era outro nível , tinha o bosco , o vader e outros que davam show aqui, mais veja agora, veja como esta , lamentável, o problema não e que você seja contra a democracia , o problema e vc dar liberdade para alguém que não sabe o que fazer com ela.

Gustavo

game-changer…

Ronaldo de souza gonçalves

O EUA pode ter uma arma desta em pouco tempo.começaria ai uma corrida para desenvolver mais armas subaquantica,que também incluiria a china que não vai ficar para trás.Vão ter que desenvolver sonares,no fundo do oceano com lançamento de torpedos anti-torpedos no entorno de alvos de valor enfim vai começar uma nova guerra fria,alias já começou.Fatalmente estamos próximo de uma terceira guerra nuclear.

miranda

#forçaBosco minha inpressao sobre a utilidade desse torperdo e a seguinte : para ser disparado de um continente para outro eu acho impossivel, mesmo que ele fosse uma arma do tipo ” despare e esqueca ” e mesmo que se tenha mapas ultra precisos do leito do oceano um alvo a 5000 ou 8000 km e muito longue, leva-se varias horas ou ate mesmo 1 ou 2 dias pra chegar , e se nesse meio tempo a guerra tiver acabado como faz ????? a não ser que os Russos imaginem ou “saibam” , que as defessas contra ICBM’s dos EUA… Read more »

Alex Barreto Cypriano

Bom, o problema mais agudo, me parece, é que tais sistemas ainda nem existem e nem foram testados. Propulsão nuclear para aeronaves e veículos já foram estudados pelos EUA no fim dos 1960 e descartados por serem mastodonticos (um Ramjet nuclear com 15′ X 45′) e perigosos (uma falha nos testes espatifaria o reator e liberaria elementos radioativos). O tal míssil de propulsão nuclear e alcance ilimitado cairia nesta categoria de nonsense: não dá pra testar pois o reator necessariamente não poderia ser blindado pra reduzir peso). Talvez seja possível um UUVN, mas, como já apontado, existiriam problemas em comunicar… Read more »

ADRIANO M.

A Rússia precisa proteger a si e seus aliados,contra o bondoso e altruísta Tio Sam e seus asseclas,que só querem levar liberdade e democracia ao mundo…

Alex Barreto Cypriano

Aqui, uma discussão pormenorizada sobre o míssil de cruzeiro nuclear russo (em outra, do mesmo autor, se vê que não é bem um protótipo NCM mas algo já conhecido):
https://www.google.com.br/amp/amp.timeinc.net/thedrive/the-war-zone/18948/u-s-has-been-secretly-watching-russias-nuclear-powered-cruise-missiles-crash-and-burn%3fsource=dam

Dalton

Russos são capazes de criar muitas coisas interessantes…”pensar fora da caixa”…só que nem sempre dentro do orçamento, dentro do prazo, em números adequados e também não se sabe se funcionam como previsto…até por conta do grande segredo envolvido e falta de oportunidade para se testar em combate real, o que é válido para os EUA também. . Um exemplo são os submarinos de casco de titânio…os russos perseveraram… os americanos desistiram…mas no fim, a maior complexidade na construção e altas somas de dinheiro necessárias , impediram a continuação da construção de tais submarinos. . Quando se volta no tempo…apenas 10… Read more »

Nonato

É muito chato receber advertência. Até porque essas questões Rússia e ocidente é só o que se vê aqui, inclusive no comentário das 12:53. Vejo muitos outros comentários, inclusive de Bosco, a quem muitos admitamos falar em russofilos, etc. Já houve até pessoas falando que a trilogia tinha dado uma “guinada” pró Rússia e Galante falou que era neutro. Não acho que eu tenha falado nada demais. Coloca-se como primeiro aviso mas é muito chato, até porque não vivo aqui falando de questões políticas, muito embora elas estejam muito interligadas. E até porque é o que muito se vê nos… Read more »

carvalho2008

Mestre Dalton, mas em uma rapida visão o que se percebe é que de fato os russos apresentam soluções mais fora da caixa do que os americanos…. . Isto é normal da forma como vejo, pois quem tem orçamento reduzido é forçado a tentar alterar doutrinas de guerra para inviabilizar as armas do oponente. Armas e equipamentos são dimensionadas para doutrinas de uso. Quando não se pode equiparar seu equipamento ao do adversário, é natural então voce buscar outro meio e estilo de luta ainda não explorado pelo adversario de forma a neutralizar sua supremacia. . Isto é generico, pode… Read more »

carvalho2008

Pode até não ser um produto real ou fake….
.
Mas a questão é….e daqui a 10 anos? 20 anos? 30 anos? isto é logo ali não importa o tamanho do horizonte de tempo que seja…como ficariam projetos de outra natureza como nae, SubNukes, SSk´s, cruzadores, etc….todos pensados atualmente, teriam um ciclo de vida maior que este (40 anos) …mas, a vida continua…se tecnologias assim ficariam viaveis independente de por quem seja….dificil prever os TO´s futuros…

Dalton

Carvalho… . com certeza é preciso criatividade quando se tem um orçamento menor, mas, há limites para esse “pensamento fora da caixa”…então o que vejo no arsenal russo é bastante conservador na sua grande maioria e é mesmo muito comum por exemplo se ter algumas poucas unidades construídas de um tipo antes de se aventurar para outro tipo ou meras modificações de um modelo anterior transformando-se em uma classe “diferente”. . Muito se está também investindo em modernizações e revitalizações de meios antigos para tentar prolongar a vida dessas plataformas o máximo possível…o mesmo estão fazendo os americanos. . Por… Read more »

Luiz Trindade

Bem… Voltando ao assunto: O uso dos drones para fins militares de modo irrestrito já era algo esperado. Agora nós veremos seu avanço até o dia que não será mais necessários homens na frente de batalha e sim drones e robôs ao qual se enfrentarão. Daqui há um tempo veremos o “ED-209” nos fronts bem como outros robôs apresentados no filme “Exterminador do Futuro”. Tudo é uma questão de tempo.
Bosco, meu caro… Não ligue para as criticas, você é uma enciclopédia de aviação muito bem vinda no blog.

Leandro Assis

Acredito q é possível sim o uso desse tipo de drone, o fato dele alcançar grandes profundidades e ficar incomunicável não quer dizer q ele permanece sempre nessa posição, provavelmente deverá reunir todas as informações necessárias, por meio de sensores próprios e orientações vindas de comandos ou satélites e somente na área controlada pelo inimigo, já com o alvo adquirido, mergulhar pra sair do alcance dos sonares.

Bosco

Entendo um UUV nuclear, multi míssão. É muito diferente de um torpedo com propulsão nuclear com uma ogiva de 100 Mt capaz de criar ondas de 500 m de altura.
Quanto ao míssil cruise com propulsão nuclear, só pra comparação o Global Hawk fica 40 horas no ar a 600 km/h. Em tese tem alcance de 24 mil quilômetros e pode atingir alvos em qualquer lugar do mundo.
Vale salientar que já houve estudos no sentido de ver a viabilidade de colocar um reator nuclear no Global Hawk. O que é muito diferente de um míssil cruise nuclear.

Leandro Assis

Como o Bosco falou, acho q é inviável colocar um reator nuclear em um míssil de cruzeiro ou um torpedo, agora colocar em um veículo autônomo, dotado de várias funções e recursos e este poder ser usado como arma, aí a coisa muda de figura

José Carlos David

Uma bela animação…só isso.

Fernando Pereira

A tecnologia que é vista com dificuldade hoje amanhã estará disponível com mais facilidade porem ouso dizer que o valor de um artefato deste será ser exorbitante a qualqier país, praticamente insustentável. (Alcance ilimitado, indestrutível e indetectavel).

Bosco

Não há lógica num míssil cruise com propulsão nuclear para levar uma carga nuclear, nos dias de hoje. Se antes tal tecnologia foi aventada por uma série de limitação da época, hoje não faz sentido. Um pequeno míssil com um turbofan pode chegar a milhares de quilômetros e até lá pode ser levado por um submarino ou por um bombardeiro. Esses sim se beneficiam de terem alcance e autonomia ilimitados, mas não um míssil que se autodestruirá no processo. Todo o peso do reator num míssil de propulsão nuclear é só colocar de querosene que ele vai longe. Até ver… Read more »

Bardini

Com o amadurecimento da Inteligência Artificial, um UUV utilizando-se de energia nuclear poderia ser uma arma bem interessante…

Augusto L

Para com isso gente, esse UUV russo não vai ser nuclear nem aqui nem na China! Vai ser um uuv comum, provavelmente igual os que os EUA estao testando. Sobre um missil cruise movido a energia nuclear não faz sentido quando vc tem icbms que podem atingir qualquer parte do mundo e subs com misseis de cruzeiro convencionais capazes de irem a qualquer parte do mundo.

Bardini

Esqueci que contávamos com um especialista em sistemas submarinos. Desculpa. Não vou mais flertar com a ideia de no futuro existir um UUV movido a energia nuclear, com IA top de linha, seja ele de quem for.

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Modelo em 3D da fragata Type 21 da Royal Navy

O artista digital Edmund "Rhino" Fovargue produziu um modelo detalhado em 3D da fragata britânica Type 21 com a...
- Advertisement -