Home Asas Rotativas CAE vai fornecer simuladores de helicóptero S-70B Seahawk à Marinha do Brasil

CAE vai fornecer simuladores de helicóptero S-70B Seahawk à Marinha do Brasil

2646
15
Conceito do sistema de treinamento do S-70B da CAE que será fornecido à Marinha do Brasil

A CAE anunciou que a CAE USA recebeu um contrato pela Marinha dos Estados Unidos sob o programa de venda militar estrangeira (FMS) para fornecer à Marinha do Brasil um abrangente sistema de treinamento de helicóptero S-70B Seahawk.

A CAE irá projetar e fabricar dois dispositivos de treinamento S-70B: um treinador de voo operacional S-70B de base fixa (OFT) para ser usado para o treinamento dos pilotos, juntamente com um instrutor de táticas de armas S-70B (WTT) para ser usado para treinar operadores de sensores da tripulação e oficiais de táticas no ar. Os dois dispositivos de treinamento podem operar de forma independente ou quando em rede criam um treinador de voo operacional tático S-70B Seahawk (TOFT) que fornece um sistema total de treinamento de missão de tripulação aérea.

“Ao longo dos últimos 15 anos, a CAE desenvolveu uma série de sistemas de treinamento de helicópteros Seahawk para a Marinha dos EUA, bem como outros militares globais, e estamos satisfeitos que a Marinha dos EUA nos selecionou para fornecer à Marinha do Brasil um Sistema de treinamento de helicóptero Seahawk S-70B de classe mundial “, disse Ray Duquette, presidente e gerente geral da CAE USA. “O treinamento sintético de alta fidelidade é ideal para treinar e preparar as tripulações para o sucesso da missão, e esta abrangente solução de treinamento S-70B ajudará a Marinha do Brasil a preparar suas tripulações para realizar com segurança uma série de missões”.

O S-70B OFT apoiará o treinamento dos pilotos e co-pilotos do S-70B da Marinha do Brasil em procedimentos normais e de emergência, bem como uma variedade de cenários de missão. O simulador de voo contará com o gerador de imagem CAE Medallion-6000 e a arquitetura do banco de dados comum do consórcio geoespacial aberto (OGC CDB), um padrão internacional para a criação de bases de dados de ambiente sintético. O S-70B WTT replicará o back-end do helicóptero S-70B e será usado para apoiar o treinamento de operadores de sensores e oficiais de táticas no ar. O S-70B WTT apresentará simulações detalhadas do ambiente subaquático e atmosférico e as armas e sensores da aeronave para preparar os membros da tripulação para missões antissubmarino e anti-superfície.

Quando o S-70B OFT e S-70B WTT estão conectados em rede para criar o SFT 70-TOB, o piloto e o co-piloto juntamente com a tripulação traseira podem interagir e interoperar no cenário de treinamento como fariam durante uma missão real.

A CAE entregará o abrangente sistema de treinamento S-70B Seahawk para a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro.

SH-16 Seahawk da MB

FONTE: CAE

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gustavo
Gustavo
2 anos atrás

ótimo! A MB planeja aumentar a frota de S-70?

Marcelo Carmo Santos
Marcelo Carmo Santos
Reply to  Gustavo
2 anos atrás

Bem que poderia.

Cleber
Cleber
2 anos atrás

Boa pergunta ! Com a chegada do HMS Ocean deveriam , pois, ficarão sempre 2 ou 3 embarcados.

XO
XO
Reply to  Cleber
2 anos atrás

Cleber, a constituição do Destacamento Aéreo Embarcado (DAE) depende da missão atribuída ao navio… sem contar que pode haver embarque em outro navio do mesmo GT e a necessidade de aeronaves permanecerem na BAeNSPA para manutenção, adestramento, aeronave de serviço da Esquadra etc… abraço…

Gabriel
Gabriel
2 anos atrás

Aos poucos estamos fazendo progressos

Washington Menezes
Washington Menezes
2 anos atrás

Bom seria adquirir umas duas duzias deste Helicoptero.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Washington Menezes
2 anos atrás

É exagero, amigo. O mais certo ai seria mais 6 unidades.

Gustavo
Gustavo
2 anos atrás

Pelo que me lembro temos apenas 6 né? Deveríamos ter ao menos o dobro…

Bezerra (FN)
Bezerra (FN)
2 anos atrás

O 1º Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino HS-1, o Esquadrão Guerreiro conta com 6 aeronaves neste instante. Existe a possibilidade de aquisição de mais três aeronaves para o Esquadrão.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Muito bom! Será que a CAE poderia configurar para treinamento das tripulações da FAB e EB?

Acho que mais unidades desses vetores (SH-60B, UH-60) serão incorporados no futuro.

Seria uma ótima economia de divisas e ainda virar um Centro de Treinamento para outros usuários.

Walfrido Strobel
Reply to  Marcelo Andrade
2 anos atrás

A FAB e o EB optaram pela versão com mostradores “analógicos” mais barata e os da MB são glass cockpit, não da para treinarem no mesmo simulador.

Nonato
Nonato
2 anos atrás

Lendo o texto fiquei sem saber “quem” era a CAE.
Pesquisei no Google e no site da empresa. Trabalham com simuladores.
E o nome CAE, como suspeitei, pelo menos no início, era uma sigla (Canadian aviation eletrônica).
Segue o link:
https://www.cae.com/about-cae/history/

PC de Bordo
PC de Bordo
2 anos atrás

Ótima notícia! Vejo a Marinha, apesar da crise e cortes de orçamento, se movimentando como pode para se equipar. Espero que façam mais compras de oportunidade como fizeram com o HMS Ocean. Seria excelente para o curto prazo; já que garantiria a operacionalidade e adestramento da Força, além de nos garantir uma mínima capacidade de defesa. Dá pra sonhar com coisas maiores a médio e a longo prazo, dependendo, claro, de quem for nosso próximo presidente…

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

As coisas estão indo a favor do \brasil apesar dos nossos presidentes, é políticos.Tem algo no ar,o EUA está muito bonzinho com o Brasil,eu acho que eles sabem que o Brasil é o inico pais que pode fazer frente a Venezuela,é pode vigiar o Atlântico para eles em caso de guerra com os Russos ou chineses(mesmo esquema da segunda guerra).Sei que a Inglaterra é nossos aliado de primeira categoria esperemos que venha mais compra de oportunidade,deixamos passar os patrulhas,esperamos as fragatas tipo 26.Vamos aõs fatos esse similador vai ser uma ótima comprar de oportunidade para o Brasil.

Stênio
Stênio
2 anos atrás

Também fiquei curioso sobre o que era CAE, que a matéria não especifica. Tks, Nonato.