Home Marinha do Brasil Comandante da Marinha nomeia assessor do Prosub para dirigir o CCSM

Comandante da Marinha nomeia assessor do Prosub para dirigir o CCSM

3904
1
Valicente, como capitão de fragata, foi o primeiro comandante da Barroso

Por Alexandre Galante
Editor-chefe da Trilogia Forças de Defesa, e

Roberto Lopes
Especial para o Poder Naval

O Comandante da Marinha, almirante de esquadra Eduardo Leal Ferreira, nomeou o Assessor-Chefe do Programa de Submarinos da Marinha, contra-almirante Luiz Roberto Cavalcanti Valicente, para dirigir o Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM), em substituição ao contra-almirante Flávio Augusto Rocha, que a última reunião do Almirantado, terça-feira da semana passada (13.03), promoveu a vice-almirante.

A passagem de comando no CCSM acontecerá às 10h da próxima sexta-feita (23.03), no Salão Nobre do edifício-sede do Comando da Marinha, em cerimônia que o próprio Leal Ferreira presidirá.

Rocha, que passará a usar a terceira estrela no dia 31 de março, será o novo chefe de Gabinete do Comandante da Marinha. O atual, vice-almirante José Augusto Vieira da Cunha de Menezes, foi designado para comandar o 1º Distrito Naval, no Rio de Janeiro (o mais importante comando regional da Força Naval brasileira).

Antes de assumir o cargo de assessor-chefe do Programa de Submarinos, em novembro de 2016, Valicente ocupou o cargo de Adido Naval na França e na Bélgica; e ainda antes disso (como capitão de fragata) a função de Encarregado do Grupo de Recebimento da corveta Barroso (V34) e foi também seu primeiro comandante.

Os editores da Trilogia Forças de Defesa agradecem as múltiplas ajudas do almirante Rocha ao Poder Naval, e desejam ao almirante Valicente a mesma sorte e habilidade de Rocha na condução dos assuntos da Comunicação da Marinha do Brasil.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wagner
Wagner
2 anos atrás

Galante boa tarde. Você poderia atualizar as informações a respeito das buscas ao ARA SAN JUAN ? Me refiro especificamente as buscas,ou seja, quantos navios estão sendo empregados e a rotina de como essas buscas estão sendo realizadas. É diária ? Tem horário específico ? Desculpe se estou incomodando com esse assunto mas a atuação da força aérea da Argentina na guerra das Malvinas me tornou um expectador atento a tudo que envolve as forças armadas daquele país. Obrigado e um forte abraço.