Home Marinhas de Guerra China lançará ‘guerra curta e dura’ para tomar Ilhas Senkaku do Japão,...

China lançará ‘guerra curta e dura’ para tomar Ilhas Senkaku do Japão, diz relatório

11039
70
Um P-3C Orion da Japan Maritime Self-Defense Force vigia as ilhas Senkaku

Por Paul Huang, Epoch Times

Novo relatório publicado por um grupo de especialistas norte-americanos alerta que é “uma questão de tempo” até que a República Popular da China realize uma invasão militar limitada, porém decisiva, contra as Ilhas Senkaku, as disputadas ilhas do Mar Oriental da China atualmente controladas pelo Japão.

Publicado pelo Instituto Projeto 2049, o relatório intitulado “Navios de guerra brancos e pequenos homens azuis” menciona a Guarda Costeira e a milícia marítima do regime chinês, que apresentaram um crescimento dramático na última década, juntamente com a rápida modernização e expansão da Armada do Exército Popular de Libertação (EPL).

Os autores do relatório, James E. Fanell e Kerry K. Gershaneck, são oficiais militares aposentados dos Estados Unidos, com décadas de experiência servindo a comunidade militar e de inteligência norte-americanos.

O acúmulo maciço de poder marítimo por parte do regime chinês e as declarações de representantes do regime e de oficiais militares são mencionados como prova de que a agressão irá ocorrer entre 2020 e 2030. Este período está sendo encarado como uma “década de preocupação” durante a qual a resistência contra a coerção do regime chinês, como a oferecida pelo Japão ou Taiwan, será forçosamente derrotada.

O relatório de Fanell e Gershaneck menciona Yin Zhuo, contra-almirante da Armada do Exército Popular de Libertação (EPL), que revelou pela televisão em Pequim, em janeiro de 2013, que o exército chinês tem planos para uma “guerra curta e dura” a fim de se apoderar das Ilhas Senkaku do Japão, que são reivindicadas como as Ilhas Diaoyu pela China. A verdadeira luta poderá ser muito curta, e até terminar em poucas horas, disse Yin.

Segundo o relatório, as ações da Marinha do EPL e da Guarda Costeira chinesas validaram as afirmações de Yin. O regime chinês prefere “nunca disparar um único tiro,” ou disparar o menor número possível de tiros, com o objetivo de conseguir o “grande rejuvenescimento” da nação chinesa. Um ataque surpresa às Ilhas Senkaku parece ser coerente com esta estratégia.

O relatório afirma que Pequim vai invadir as Ilhas Senkaku da mesma forma que invadiu e tomou as ilhas Scarbourough Shoal das Filipinas, valendo-se do apoio de pescadores chineses nas Ilhas Senkaku, enquanto a Guarda Costeira chinesa, em troca, os seguia para “protegê-los”. Ou seja, os japoneses terão duas opções: ou abrir mão do território como fizeram as Filipinas em relação às ilhas Scarbourough Shoal, ou defendendo-se contra a invasão.

O grupo de ilhas disputadas, ilha Uotsuri (acima), Minamikojima (embaixo) e Kitakojima, conhecidas como Senkaku no Japão e Diaoyu na China
Submarino chinês avistado na superfície próximo às ilhas Senkaku arvorando a bandeira chinesa

FONTE: Epoch Times

70
Deixe um comentário

avatar
45 Comment threads
25 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
48 Comment authors
Paulo CostaGilberto VerdiRonaldo de souza gonçalvesJoseGilson Moura Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Renan Lima Rodrigues
Visitante
Renan Lima Rodrigues

Q China é a Marinha Imperial Japonesa de hoje em dia, é questão de uma ataque surpresa e os EUA entrarem nessa batalha. As bases de Yokosuka e Sasebo estão prontas, já sabem da ameaça faz tempo.

Espero que o Samurai adormecido volte a ser armar de forma maciça e massiva.

Comentário editado. Não são permitidos comentários xenofóbos. Favor atentar para as regras de conduta do blog.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Do jeito que o Ocidente é cagão hj em dia, se preocupando só com a reações dos mercados e com medinho de ter q matar algumas pessoas em prol de algo, nem guerra a China precisa e só botar as botas mass se o ocidente der uma de louco e chutar a porta, vai ser a maior derrota que a China comunista já sofreu em sua história.

BILL27
Visitante
BILL27

Derrota facil assim ? Duvido …

Bryan
Visitante
Bryan

A China mostrando o seu potencial bélico. O Japão que se cuide.

Renan Lima Rodrigues
Visitante
Renan Lima Rodrigues

China tem 750 embarcações, Japão se tiver 150 é muito. Mas, nunca se sabe … O que o Japão fez na SGM com pouco equipamento, mostrou bem a capacidade desse país.

Basta o Japão começar a se rearmar de forma avassaladora como os EUA fizeram após o ataque a Pearl Harbor, que a China provavelmente pode perder uma grande parte do arsenal.

Dalton
Visitante
Dalton

Na verdade Renan…os EUA começaram a se rearmar antes de Pearl Harbor, tanto que 11 novos e grandes NAes, classe “Essex” estavam em construção já em 1940 e que puderam assim ser comissionados a partir de 1943 e antes do ataque também já haviam sido lançados ao mar 3 novos encouraçados da classe “South Dakota”… depois de “Pearl Harbor” o rearmamento foi muito intensificado. . Por outro lado, antes de “Pearl Harbor” o Japão estava construindo apenas um grande NAe comparável aos “Essex” , o Taiho, um dos meus favoritos, que pôde ser comissionado apenas em 1944. . O Japão… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

Agora sobre as ações japonesas, eles podem fazer algumas coisas.
1°- colocar misseis anti-navio na ilha.
2°- construir uma pequena base naval, apenas para abrigar navios da sua Guarda Costeira.
3°- construir Radares nas ilhas, é de preferencia um OTH.
4°- fazer valer o apoio a americano não so na aérea militar mas na diplomatica tbm, fazendo com que o Japão não passe por uma nação uniteralista e que essa nação seja a China.
5°- O Japão precisa urgentemente mudar sua constituição pacifista e assim comprar armas ofensivas (Mísseis balísticos e de cruzeiro)

_RR_
Visitante
_RR_

Augusto L,

Há, em uma das ilhotas, um farol e um cais. Mas não creio que a geografia comporte muito mais que isso…

Devido a problemas óbvios de infraestrutura, instalar grandes radares é praticamente impossível. Tipos móveis é algo viável, mas haja disposição para manter esse tipo de sistema operando por longos períodos…

O que os japoneses podem imediatamente fazer, é manter de forma constante um destacamento de fuzileiros nas ilhas maiores. Fora isso, é intensificar patrulhas de seus submarinos e mostrar bandeira com alguns vasos de superfície sempre que possível…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Que se construa mais ilhas ue, engenharia serve pra o q ? Quanto ao dinheiro, questoes de soberania e segurança estão acima disso, que rasgue o cheque.
É por isso que eu disse acima que o Ocidente é muito baitola nessa questão pensão d+, a China não tá nem ai se vai ser caro ou não ela vai la e faz e ela ta certa assim q tem q ser.

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

Essa é a grande diferença entre uma democracia e uma ditadura.
A segunda gasta o quanto, e como, quiser…

_RR_
Visitante
_RR_

Algusto L,

Creio que está a falar de um modelo similar as ilhas artificiais chinesas…

Se for isso, não é assim tão simples. As ilhas artificiais necessitam de uma base ampla de corais para que possam ser construídas. Há de se verificar, portanto, a geografia da região…

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

A instalação de radares na Ilha ameaçaria a China e seria uma desculpa para uma Invasão.

Dan01
Visitante
Dan01

Quando a China estiver forte o suficiente pra nao temer mais os Eua e aliados nao precisara de desculpas pra invadir os paises que deseja. Se o Japao nao abrir o olho e bem provavel que seja engolido.

Celso
Visitante
Celso

O Japao e sua populacao ja reconheceram sim o perigo, alias, nunca esqueceram. O maior problema continua a ser sua constituicao ( alias , imposta pelos USA ). Os dirigentes japoneses tem muita consciencia do perigo que logo ali, porem os americanos nao os deixam seguir em frente qto a este tipo de descisao (rearmamento). Tenho e cunhados morando la a mais de 30 anos e outros primos (as) de minha esposa. Ja visitei essa nacao mais de 3 vezes e posso afirmar aqui q seus valores patrios e de guerreiros nao sumiu, so esta latente. Se forem atacados, tenha… Read more »

Daglian
Visitante
Daglian

Na minha humilde opinião, a população japonesa ainda não compreendeu o tamanho da ameaça que está às suas portas. A constituição pacifista do Japão tem que acabar ou pelo menos diminuir em intensidade, pois ou o Japão se arma ou a China irá devorá-lo. Nem de muito longe os japoneses têm forças para se oporem à China, conquanto suas forças sejam sim muito preparadas, falta quantidade e, no futuro, tecnologia para fazer um contraponto significativo àquele país. O Japão ainda depende brutalmente dos EUA para sua defesa. A segunda guerra foi há mais de 73 anos. O Japão precisa entender… Read more »

Celso
Visitante
Celso

Daglian, discordo em parte de sua opiniao, muito em parte por oce nao ter o profundo conhecimento desse povo ou de sua cultura. Nao se iluda, os japoneses sabem muito bem de suas limitacoes e da dependencia que tem dos americanos, fato esse nao por escolha deles, mas por imposicao de uma constituicao imposta pelos vencedores da segunda guera. Enfim, assunto pra mais de mero e debates. Sds

Nilson
Visitante
Nilson

São muitas notícias sensacionalistas querendo criar um ambiente de belicosidade iminente, acho que essa passou do limite, é um chute gigantesco prever uma invasão dizendo que meros relatos são “prova de que a agressão irá ocorrer entre 2020 e 2030.”. Lógico que o Japão e aliados têm que se precaver, manter esse risco em constante estudo e ações, como certamente já tem feito, mas o tom da notícia foi excessivamente alarmista, a meu ver.

Baschera
Visitante
Baschera

Estas ilhas estão realmente longe das demais ilhas do território insular do Japão.
Um lugar aparentemente inóspito …. embora com gás e petróleo possivelmente abundante.
Visto a China pretender mudar drasticamente sua matriz energética na próxima década….será que vale a pena acender o pavio da III WW ???
À se pensar !

Sds.

Ivan
Visitante
Ivan

A questão nas ilhas é mais geopolítica do que energética.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Meu palpite é que o Japão manterá vigilância aérea, submarinos e minagem na região e esperar a China se aproximar das ilhas e contra atacar. Acho que defesa terrestre não é viável, pois poderão ser isoladas e ficarem sem reabastecimento ou retirada se necessário.

Mahan
Visitante
Mahan

Primeiro terão que passar pelos Porta-Aviões Japoneses.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

A China possui 1 Navio Aeródromo operacional, um SEGUNDO entrando esse ano e VÁRIOS OUTROS a caminho.
O Japão não possui navio aeródromo. Apenas Porta helicópteros.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Está na hora de os japoneses retirarem o plutônio das sua suas usinas nucleares….

Mateus von Marchi
Visitante
Mateus von Marchi

República Popular? hahaha

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Teoricamente o Japão pode ter 4 já os huyga (2) são do tamanho do invincible (pouca coisa menor) e os izumo (também 2) os huyga parece que foi criado para harrier (nunca ouvi isso mas se comparado com os invincible) e os izumo são bem próximo do cavour. Basta muda a constituição que já tem 4 casco para converter!!

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

Nanquim nunca mais!!!!!!!!!!!!!

SRN

Delfim
Visitante
Delfim

Eu cravejaria as ilhotas de minas e depois as desafiaria à China : “pode tentar”.
Só de petulância.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Para a Marinha Americana as forças navais Chineses e Russas não passam de saborosos alvos.

Se na II Guerra Mundial a guerra naval foi ditada pela superioridade aérea o que podemos dizer sobre o cenário atual?

Não é uma questão de torcer para o lado azul ou para o vermelho, mas uma coisa é certa, o lado vermelho não detêm a superioridade aérea nos territórios em disputa no Mundo.

Nilson
Visitante
Nilson

Segundo o mapa, as ilhas ficam a 330 km da costa da China e 410 km de Okinawa, onde há inclusive uma grande base norte-americana. Ou seja, além de porta-aviões, a aviação baseada em terra será muito ativa, em eventual conflito.

Nilson
Visitante
Nilson

Ou seja, considerando centenas de aviões em terra, a superioridade aérea não dependerá apenas de porta-aviões. Que terão que se preocupar inclusive com mísseis de cruzeiro disparados de terra.

Nilson
Visitante
Nilson

O Japão tem que montar um tipo de defesa que obrigue a China, em caso de invasão, a derramar algum sangue, por conseguinte perdendo a legitimidade perante a comunidade internacional,que assim nunca reconheceria as ilhas como chinesas e permitiria embargos e outras medidas antes de um confronto real. Manter sempre por lá um ou dois navios de prontidão, e alguns fuzileiros nas ilhas. Nada pode impedir uma invasão de surpresa das ilhas, a questão tem que ser mais estratégica-política do que tática.

Miguel
Visitante
Miguel

Assisti hoje, na Escola de Guerra Naval, um Colóquio com o Adido de Defesa do Japão no Brasil e com o Cônsul-Geral japonês no Rio de Janeiro. Em ambas as apresentações, a ascensão da China foi apontada como um dos principais pontos de preocupação.
Se apontou para a necessidade de modificação constitucional para responder as mudanças no entorno estratégico japonês, além dos esforços de modernização das Forças de Auto-Defesa.
Que irônico chegar em casa e ler uma matéria como essa…

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Estava esquecendo de uma coisinha, os Argentinos fizeram isso na decada 80 nas Falklands. Sendo assim, não seria uma revolução tática por parte dos chineses. Ta certo que a China não é a Argentina, mas uma coisa é igual nos dois cenários: A ilha é longe de tudo e não dá para saber pelas fotos se os chineses poderão montar uma base aérea para jatos de grande performance na ilha, se isso não puder ser feito a conquista da ilha será mais um estorvo logístico para um força aérea que terá que manter superioridade aérea a partir de bases bem… Read more »

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

São situações bem diferentes

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

Eu penso de maneira diferente. – O protagonismo chinês no Pacífico se dará através do soft-power. A população chinesa é de quase 2 bilhões de pessoas, existe uma classe média incipiente de consumidores. Daqui a uns 30 anos a China vai ser um Japão multiplicado por 10. Ninguém vai querer brigar com a China para defender os interesses dos belicosos Yankes. O futuro dos yankes é ser como a Rússia hoje, um país importante, orgulhoso, mas de segundo plano. – Eu estava assistindo uma sessão do Senado hoje, sobre uma fábrica de uréia da Petrobrás. É impressionante a influência dos… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

sub-urbano… Ninguém quer brigar meramente por interesses yankes… Os chineses vem se mostrando aguerridos em seu objetivo de expandir-se pelo oriente, e a contra-gosto de seus vizinhos. As disputas por possessões insulares são somente um exemplo disso… — A dívida interna chinesa já é de US$ 25 trilhões, e continua subindo… Uma hora essa conta terá que ser paga… O que segura a casa de pé, são as exportações e condições pra lá de favoráveis para investimentos ( crédito fácil ), que são direcionados a setores específicos ( notadamente infraestrutura ). Mas isso não poderá ser para sempre… E a… Read more »

Bravox
Visitante
Bravox

_RR_ A dívida interna chinesa já é de US$ 25 trilhões, e continua subindo… Uma hora essa conta terá que ser paga… Sim vi em artigo que o governo chines “da” dinhero pra cidades que em qualquer pais a divida é impossivel de pagar …. (a conta vai vir) O poder de compra do chinês médio realmente aumenta, mas não no ritmo necessário para permitir que ele consuma ao ponto de substituir as exportações. Sim quando nao ter mercado fora do pais para vender tera que vender internamente alevando a classe pobre para media criando consumidores ai ja sabe o… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

RR e Bravox isso pode mudar se a China conseguir fazer com que o Yuan seja tão desejado como o dólar ou que substitua o mesmo.
Com isso a pressão da divida seria menor porque eles poderiam imprimir dinheiro a rodo, pq a moeda seria desejada.

Jose
Visitante
Jose

Ledo engano! A China não tem a criatividade nem o dinamismo característica dos americanos.Não é por ter uma população muito grande e um PIB em ascensão que se caracterize uma superioridade inconteste,pronto é o maior,o mais poderoso,invencível,ninguém pode.Mesmo que a China um dia supere o PIB americano isso não caracterizará uma superioridade geral,e sim,apenas,localizada.E preciso ter um conjunto de fatores,avanços em todas as áreas em tecnologias e do conhecimento humano,e não apenas em um lado isolado.Veja o caso do pequeno estado de Israel(do tamanho do menor estado brasileiro),eles se destacam nas ciências,no desenvolvimento,em criatividade,tem forças armadas muito poderosas,é uma potência.Com… Read more »

sub-urbano
Visitante
sub-urbano

Falando nisso, sobre a sessão do senado hoje que assisti, um dos argumentos em defesa do não fechamento das plantas de fabricação de uréia da Petrobrás, era que existe uma demanda 10 vezes maior que a oferta nacional e que seria suprida pela China que é a maior produtora, exportadora e consumidora de uréia do mundo, fabricando o produto com um processo mais caro que o da Petrobrás com o uso de carvão mineral!!!! A Petro fabrica com gás natural. Vejam a que ponto chegou nosso país.

Luiz Floriano Alves
Visitante
Luiz Floriano Alves

Se os planejadores chineses pensam que o Japão irá se comportar como as Filipinas estão redondamente enganados. O Japão, na moita, deve possuir artefatos nucleares, eis que possui tecnologia e economia para sustentar um programa nuclear. Se Paquistão, Coréia do Norte, India e Africa do sul já desenvolveram suas bombas nucleares o Japão não farária por menos. É um povo guerreiro e corajoso que tem enfrentado as maiores catástrodfes com estoicismo e organização. Os cérebros que planejaram Pear Harbour deixaram exemplos e ensinamentos à nova geração. Será mesmo uma guerra dura e rápida e o Grande Palácio Imperial de Pequim… Read more »

Nilson
Visitante
Nilson

“sub-urbano 12 de Abril de 2018 at 18:25 O protagonismo chinês no Pacífico se dará através do soft-power. ” . Concordo com você. Mas mesmo no soft power tem que haver os bodes para colocar na sala do adversário, esse é o papel dessa pretensão chinesa sobre as ilhas. Não imagino que vá redundar em conflito. . Mas, por outro lado, os fabricantes de armas têm que vender seus produtos, portanto cabe-lhes fomentar o medo do conflito, obrigando os países a se armarem. . E mais ainda: para nós que visitamos assiduamente o blog é sempre bom ter uma notícia… Read more »

Advisor
Visitante
Advisor

Isso que dá não botar ordem na casa, depois reclamam que os EUA se metem em tudo, se não se metessem essas ilhas já seriam chinesas a muito tempo..

Jefferson
Visitante
Jefferson

Mas é só o que faltava uma guerra entre China comunista e Japão. Pelo amor de Deus e ainda tem gente que apoia esses chineses (refiro-me ao governo e não aos pobres cidadãos). É óbvio que a China é uma ameaça para o mundo, tão pior do que foi os EUA desde 1945 (com essa ponta de guardiã). Digo para os amigos, acordem para a realidade! O fato de não gostar dos EUA não legitima as decisões expansionistas da China comunista, é uma perigo especialmente para o Brasil, não é em vão que desde o início do século eles estão… Read more »

MadMax
Visitante
MadMax

Ataque surpresa avisado com anos de antecedência. Isso é só pressão diplomática.

JT8D
Visitante
JT8D

Essas ilhotas extremamente afastadas do território japonês (e bem próximas da China) valem uma encrenca desse tamanho?

Mahan
Visitante
Mahan

China em média 400 km das SeiKaku. As aeronaves Japonesas podem operar de Ishigaki e Miakajima, a pouco mais que 100 km S e SE para a defesa do objetivo? Ainda Formosa está a meio caminho entre o continente e as ilhas contestafas. Se operasse de Okinawa a 400 km a NE a “FoRCA aérea” dos nipes poderia dar cobertura ao Izumo e ao Kaga numa armadilha stealth contra o porta aviões e força invasora comunistas em algum lugar ao norte das ilhotas em disputa? Falta combinar com os russos!!

José Carlos David
Visitante
José Carlos David

Concordo com você. Gastar bilhões (os dois lados) pra defender ilhas de origem vulcânica é burrice e irresponsabilidade ao extremo. Não haverá guerra…são dois países maduros e chegarão a um acordo.

Edson Parro
Visitante
Edson Parro

Sei não!
Esta política tipo Neville Chamberlain, a história já mostrou no que deu.
Aí, quando o “Winston” chegar, a coisa já estará desandada.

A vida dá lições que só se dão uma vez. “Winston Churchill”

BrunoFN
Visitante
BrunoFN

So mais uma jogada pra q assim se justifique o aumento do poderia bélico japonês ( n q o crescimento militar chines e a rivalidade milenar entre os 2 ,por si so …. ja justificaria.. ) .. mas duvido mt q a China iria criar um atrito desse tipo e por em perigo o crescimento econômico por um par de ilhas …

Humberto
Visitante
Humberto

O mundo mudou muito, mas ainda acredito que exista a vontade dos Chineses para uma desforra do que os Japoneses fizeram antes da Segunda Grande Guerra na China, esta tomada das ilhas, pode ser uma forma dos Chineses humilharem os japoneses. Existem correntes nacionalistas no Japão que vão exigir um troco e ai a coisa pode pegar. Particularmente não acho que isto vá acontecer, a China vai acabar colocando o seu povo (quase 1,4 bilhões) em uma situação delicada se o mundo for obrigada a parar as exportações e importações com a China. Agora, se a bolha China explodir, só… Read more »

Leonardo
Visitante
Leonardo

O objetivo é criar um clima tenso para manter a roda da indústria bélica girando.

E que raio de nome é esse, que deram para o relatório? “Navios de guerra brancos e pequenos homens azuis”? Eu hein.

Bravox
Visitante
Bravox

Só eu acho que a china esta se armando até chegar certo ponto que vai mostrar os “dentes ” para ver no que da? (algum ataque ou tomada de territorio)

Agnelo
Visitante
Agnelo

China é tudo abaixo do céu, para os chineses.
Um grande império q tem “tomado na cabeça” há muito tempo.
Está crescendo em poderio…
Eu abriria os olhos bastante… inclusive aqui nos nossos mares.

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Um corpo com uma massa muito maior vai exercer o deslocamento do outro muito menor.
As ilhas estão muito perto da China e longe do Japão. Basta olhar o mapa. Com Taiwan vai ser do mesmo jeito.

newton de faria lopes
Visitante
newton de faria lopes

Lembrando, nos anos 60 a India tomou de Portugal, GOA, DIU e outra, numa ataque rápido, sem oposição, e virou fato consumado.

Carlos Eduardo Goes
Visitante
Carlos Eduardo Goes

Vejo muitos falando de economia e seus reflecos negativos para a China e uma derrota, mas eu digo que simesmente estão errados…..

Simplesmente porque todos se esquecem de um detalhe…. somente países democraticos quebram economicamente….. Alguem aqui pode citar uma ditadura atual que caiu por causa de crise economica? Russia? Coreia do Norte? Venezuela? ou qualquer outro?

Meus colegas foristas, uma quebra economica por causa de uma guerra é a menor preocupação para o governo chines. Para esses paises se a coisa apertar, usasse a politica da mão de ferro, e junto a um controle da midia, subjuga qualquer reação interna.

Nilson
Visitante
Nilson

Carlos, uma pequena ditadura recente que caiu devido a crise econômica: URSS.

Gilson Moura
Visitante
Gilson Moura

Eu meio que concordo com o Carlos. Veja bem, quando se têm um governo com mão-de-ferro(daí a necessidade de censura e maciços projetos militares), população submissa e alguma liberdade econômica, o arranjo dura bastante. A própria URSS, que não tinha liberdade econômica, durou mais de 70 anos. O atual arranjo chinês ainda irá durar bastante tempo, azar de quem viver lá. Embora eu concorde com a ideia de que a China irá se complicar por conta de sua alta alavancagem financeira, boa parte por culpa do crédito farto para projetos de infraestrutura e o setor imobiliário, na qual estima-se que… Read more »

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Venho repetidamente dizendo que a China esta mostrando as garras faz tempo e o Ocidente não esta fazendo nada! Quando notar vão deixar por menos para evitar um mal pior (guerra nuclear). Nós já vimos essa história há 50 anos atrás.
O pior é que geograficamente as ilhas estão mais para China do que para o Japão, demonstrando que depois de ocupada, poderá facilmente ser isolada por vias marítimas.

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Foi igual com a Alemanha ante da SGM

Ivan
Visitante
Ivan

“Geograficamente as ilhas estão mais para” Taiwan… do que para China ou Japão.
Mas legalmente quem tem a posse é o Japão.

Augusto L
Visitante
Augusto L

A questão das ilhas é a proteção dos Bastiões navais, ela(ilha) provavelmente deve ter capacidade de ser expandida artificialmente.
Duvido muito que os EUA ou Japão vão querer “botar” seus vasos em lugares onde não há controle maritimo e aéreo total.
A linha entre Taiwan-Okinawa-Senkaku-CS é o GIUK gap do Pacífico.

Augusto L
Visitante
Augusto L

O Japão vem montando uma estrutura de AD/D2 nas suas ilhas.

Aldo Ghisolfi
Visitante

As ilhas estão muito mais para a China do que para o Japão…

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

Pior que essas ilhas tem mais valor simbólico que qualquer outra coisa……nem uma criação de ovelhas

https://www.youtube.com/watch?v=zAgTte_g7KA

Acima achei melhor forma de disputa das ilhas kkkkkkk

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

O Japão tem um Pelotão lá ?

Os Amis vão ficar assistindo ? Se maior aliado naquele lado do mundo sofrer derrota ?

Ivan o mapento sabe quais são os motivos.

Taiwan-Tapei + Mar da China Sul, basta ver o mapa.

https://www.google.com.br/search?q=mar+do+japão+da+china+oriental&rlz=1C1GGRV_enBR751BR751&tbm=isch&source=iu&ictx=1&fir=O91oFu5g1hVqvM%253A%252CzTrvh6TIKb2uyM%252C_&usg=__e6K71UluGeK4YSP648FvcD2LWEw%3D&sa=X&ved=0ahUKEwj6uYGzmrvaAhWFD5AKHSnxCY0Q9QEIRzAE#imgrc=hvs8eg56ggQ3_M:

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

É umas ilhotas mesmo,acredito que seria difícil para o japão defender essas ilhotas,talvez minar em terra é no mar.Uma guerra aberta com a china é fria por outrora japão,que me desculpe srs ficou acomodado desde a sg é pos na própria constituição forças de autodefesa é agora corre contra o tempo para se rearmar.A índia que também marcou toca preocupada com o Paquistão e esqueceu a china, é digamos que o EUA também fez e faz muitos negócios com a china,o EUA deixou a china crescer.O Sistema econômico da china é o ideal uma mistura de capitalismo/comunismo é creio eu… Read more »

Gilberto Verdi
Visitante
Gilberto Verdi

Esperem um pouco, todos fazendo previsões sobre como países devem atuar com base em uma previsão que dificilmente se concretizará?

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

A china hoje age com a mesma arrogância que a Alemanha nazista de Hitler, desprezando a tudo e a todos devido ao seu poderio militar …

Mas eles esquecem o quanto os países do mundo podem ser unir em torno de um ideal como defender o Japão, a coreia do sul ou Taiwan…

O fim do nazismo todo mundo sabe resta vez se a china vai cometer esse erro …