A Marinha da China iniciou uma série de exercícios de três dias no Mar do Sul da China na quarta-feira, informou a Administração de Segurança Marítima. Ela divulgou as coordenadas da zona de exercícios – uma área retangular na costa sul da província de Hainan – em seu site na terça-feira, pedindo que os navios permaneçam fora da área.

A informação provocou uma onda de especulação entre os entusiastas militares chineses que, desde o mês passado, têm conversado em fóruns na Internet sobre a possibilidade de uma grande exibição dos melhores navios e submarinos da Marinha no Mar do Sul da China. Alguns fãs também postaram o que alegaram serem imagens de satélite de uma vasta armada de navios chineses, incluindo o porta-aviões Liaoning, que se reuniu recentemente na área do Mar do Sul da China.

A Marinha disse no mês passado que iria realizar exercícios de combate lá “nos próximos dias”, observando que os exercícios fazem parte do seu regime de treinamento anual.

Se isso foi uma referência aos exercícios que começaram na quarta-feira não era conhecido. Não houve relatos de outras operações navais no Mar do Sul da China. Oficiais de publicidade da Marinha alcançados pelo China Daily se recusaram a elaborar.

Os militares chineses enfatizaram exercícios de combate e operações conjuntas desde que o presidente Xi Jinping, que também é presidente da Comissão Militar Central, tomou posse no final de 2012.

Todos os navios de combate e submarinos da Marinha agora passam cerca de oito meses por ano no mar, realizando patrulhas, exercícios e outras operações de treinamento – muito mais do que antes. Como resultado, suas capacidades operacionais melhoraram substancialmente, disse a Marinha.

Em 2017, a Marinha incorporou pelo menos 16 navios, principalmente grandes embarcações de combate. A China está agora construindo seu segundo porta-aviões e um contratorpedeiro de mísseis guiados de nova geração, considerado o mais poderoso do mundo.

Destróier Type 052D

FONTE: China Daily

120
Deixe um comentário

avatar
50 Comment threads
70 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
60 Comment authors
rui mendesmendesAndréAndré TolentinoOplitaLucas Iglesias Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Que inveja!

Luiz Henrique
Visitante
Luiz Henrique

a MB da conta dessa esquadra?

BILL27
Visitante
BILL27

hahaahha vc ta de zueira né

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Sim, acho que todos na MB sabem contar.

737-800RJ
Visitante
737-800RJ

A pergunta do Luiz me interessa bastante. Como seria se uma fotmação, exatamente como está na foto, estivesse vindo em direção à costa brasileira? Quais seriam as primeiras medidas? Como iríamos responder com os meios que temos antes da ajuda aliada chegar? Sou leigo e não faço a menor ideia. Alguém pode ajudar? 🤔

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Contra o Brasil não teria graça, mas contra outra potência talvez essa formação compacta fosse bom alvo para misseis de cruzeiro.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Levando em conta os vetores disponíveis hoje, acredito que a primeira opção seria utilizar os nossos submarinos, tentando abater o máximo de navios do mais longo alcance possível, depois seria a vez de utilizar os P-3AM, fragatas e os UH-15A atacando com mísseis antinavio, Sea Hawk e Super Lynx poderiam ajudar atacando com o Peguin e Sea Skua, caso surgisse alguma oportunidade, todos sendo escoltados pelos nossos valentes F-5EM. Para fazer volume de fogo, creio que poderiam ser utilizados todos os A-1, A-4 e A-29 disponíveis atacando com foguetes guiados/burros e bombas guiadas/burras. Acho que é isso que dá para… Read more »

BILL27
Visitante
BILL27

O brother citou somente a MB …

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Para se equiparar e ter chances reais de vencer precisariamos da força militar de toda América do Sul em conjunto, seria uma luta e tanto, se levar em conta somente nossas 3 forças, seria quase impossível vencer ou ao menos dissuadir essa força-tarefa chinesa, se for contar só a MB, não tem chance, a única opção seria tentar abater o que desse com nossos submarinos, mas como eles possuem sub-nucs a situação fica dificílima :S!

Jorge F
Visitante
Jorge F

Penguin e skua nem chegariam perto… Seria como nas Malvinas só que o míssil seria o harpoon… Sendo otimista, nem um dia de combate… Nossa armada ficaria no porto (assim como a da Argentina ficou) e a aviação da FAB tentaria usar o harpoon, mas infelizmente perderíamos os P3 a mais de 60NM dos Chineses devido a aviação embarcada… Depois tentariamos ataques convencionais com A-1 e A-4 escoltados por F5… Deixariam as aeronaves de ataque e de superioridade aérea adentrar o raio de ação dos mísseis e explodiram todos no ar… Os F5 voltando sem combustível seriam massacrados pelos caças… Read more »

737-800RJ
Visitante
737-800RJ

Obrigado pelas respostas, Alex! Realmente teria que haver um trabalho em conjunto entre as 3 forças para parar uma formação tão imponente assim!

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

A unica solução seria os EUA que chegariam primeiro kkkkkkkkkkkkkkkkk

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Não há de quê. Acho muito importante fazer esse tipo de exercício de imaginação, pois apesar de ser uma situação hipotética, nunca sabemos quando pode vir a acontecer de modo real. Ainda mais que no momento atual vemos a disputa comercial entre EUA e China, disputa na Síria entre EUA e Russía (com a possível entrada da França e outros aliados no jogo) e até a pouco estavamos vendo a disputa entre EUA e Coreia do Norte… e ainda temos a disputa entre a China e Japão pelas ilhas Senkaku, ou seja, estamos vivendo no limite do limite de uma… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Esse exercício de imaginação é bom e mostra o quão difícil é lutar contra uma força nucleada em porta-aviões. E temos que ter em mente que o calcanhar de Aquiles dessa frota chinesa é a deficiência acerca de ter um AEW eficiente, se valendo de um helicóptero que tem limitações substanciais em relação à uma aeronave de asa fixa. Extrapolando, não pensem que os russos ou chineses com seus mísseis de 500 km de alcance e velocidade supersônica teriam muito mais sorte que nós de deter uma força nucleada em um porta-aviões americanos e suas 70/80 aeronaves. Sem falar que… Read more »

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

“Sim, acho que todos na MB sabem contar.”

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Boa!

Bob Joe
Visitante
Bob Joe

Pelo menos isso, né? Kkk…

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Temos pois um piadista!!!!! Kkkkk

Bruno
Visitante
Bruno

Na situação atual em que o Brasil se encontra, nenhum brasileiro, inclusive eu, pegaria em armas para defender “isso daqui”.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Bruno, me perdoa, mas uma coisa são os que nos comandam nos 3 poderes, outra é a pátria amada ( pelo menos para mim, sempre será, amada, sagrada e respeitada), te garanto que nesta hora, o sangue e a honra falarão mais alto, aliás como ocorreu na 2a WW, os aliados , nos achavam inferiores e inaptos, e mostramos do que somos capazes de fazer, a Itália é prova disto. Abração st4

Jorge F
Visitante
Jorge F

A contragosto, o exército de Caxias, a marinha de Tamandaré e a FAB sempre se levantariam, e lutariam até o fim, mesmo se fosse para levar um 7×1 (mas o fim ia ser rápido)… Milico é assim… Pagamento em sangue…

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Não confundo minha Pátria com esses safados que estão aí. Apesar de ser civil, apesar de ter mais de 50, pegaria em armas sim, para defender meu país de uma agressão estrangeira!

Não me leva a mal mas se não sabe o que escrever, fique quieto, e nunca fale pelos outros!

André
Visitante
André

Bruno. Quem não nasceu para servir, não serve para viver… ADSUMUS!!!

ODST
Visitante
ODST

Vocês estão comparando algo que está totalmente fora de contexto, pois se a China fosse declarada (mesmo que secretamente) ou se eles mesmos se declarassem inimigos do Brasil, nós teríamos bastante tempo (anos) para nos equiparmos, modernizarmos, fortalecermos a indústria bélica nacional com investimentos e estímulos, mudar a mentalidade do povo e por aí vai.

Hoje por hoje, pelo menos sozinhos, não teríamos muitas chances.

Jefferson Ferreira
Visitante
Jefferson Ferreira

Mas não tem nem como competir… por mais que tivéssemos “alguns” anos para se preparar não daria para equiparar as décadas de descaso… infelizmente, sem uma ajuda externa, somente com as nossas forças seria um belo 7×1… Mas para a nossa “sorte” nosso sistema é completamente vendido e não precisa de uma força armada para defender os interesses de uma nação/corporação estrangeira… basta pagar a pessoa a certa.

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

“a MB da conta dessa esquadra?”

Não

Nem marinha da América do Sul inteira

Laercio
Visitante
Laercio

A Marinha do Brazil bate em retirada a todo vapor.

Petardo
Visitante
Petardo

Se os motores tiverem funcionando adequadamente…

Laercio
Visitante
Laercio

Dá medo!

Mahan
Visitante
Mahan

As forças aeronavais Japonesas não precisarão de 5 minutos pra fazer do comuna ling-ling monte ferro retorcido afundando em chamas.

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea
Visitante

Infelizmente o governo brasileiro e as forças armadas principalmente o exército não tem condições financeiras de assumir esse compromisso com a ONU devido aos custos com o conflito armado, a guerra contra os insurgentes em nosso próprio País que vai custar mais de 3 bilhões de reais e não vai dar em nada. Sim vivemos numa guerra real pelos morros do RJ. O Rio de Janeiro e uma Beirute.

ODST
Visitante
ODST

Ótima noticia (mesmo que por um motivo infeliz), pois primeiro temos que cuidar dos inimigos internos, para depois gastar dinheiro ajudando os outros. Sem contar os imigrantes que terão entrada livre no país e só vai piorar nossa situação, que já é extremamente delicada.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Se for contra a Rússia ou Japão da briga Boa.
Contra os EUA a China perderia, AINDA.

Contra qualquer outro país, seria um massacre.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Uma coisa te garanto caro Luís Henrique, molinho e moleza, não teriam não. Poderiam até dizimar toda nossa esquadra e meios de retaliação, mas teriam enormes perdas, e com certeza absoluta, antes de extinguir completamente nossa esquadra, a ajuda já estaria chegando pelo Atlântico norte, e também via cabo Horn e o das tormentas, cercando-os. Desembarque em terra, eu duvido que conseguiriam realizar sem perdas significativas e graves. Na realidade, este tipo de ação por parte dos xing ling, não precisamos nos preocupar, eles estão comprando tudo aqui mesmo. Abração st4

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

França ou Inglaterra, quaquer um destes fazia frente a isso, embora vcs naõ gostem que isso seja verdade. Aliás têm os melhores submarinos nucleares estratégicos, com os melhores mísseis nucleares balísticos, só Russos e USA têm melhores. Além destes têm também Submarinos Nucleares de ataque, fragatas e caças com mísseis de cruzeiro, fragatas especializadas na luta aérea, porta aviões e muito muito mais, convençam-se depois de USA, Russia e China, é a UE que mais poder militar têm, em meios próprios e indústria militar própria, além de meios financeiros.

ADRIANO M.
Visitante
ADRIANO M.

“Alex Nogueira 12 de Abril de 2018 at 20:44 Levando em conta os vetores disponíveis hoje, acredito que a primeira opção seria utilizar os nossos submarinos, tentando abater o máximo de navios do mais longo alcance possível, depois seria a vez de utilizar os P-3AM, fragatas e os UH-15A atacando com mísseis antinavio, Sea Hawk e Super Lynx poderiam ajudar atacando com o Peguin e Sea Skua, caso surgisse alguma oportunidade, todos sendo escoltados pelos nossos valentes F-5EM. Para fazer volume de fogo, creio que poderiam ser utilizados todos os A-1, A-4 e A-29 disponíveis atacando com foguetes guiados/burros e… Read more »

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Sim é verdade, e o deles são Sub-nucs… situação horrível só de pensar. Por isso precisamos investir mais nas nossas forças armadas.

Antonio Ferreira
Visitante
Antonio Ferreira

Só de pensar o tanto das nossas riquezas naturais que a China utilizou para chegar a este patamar, e nós, com tudo isso a nossa disposição, praticamente não saímos do lugar…

Jefferson Ferreira
Visitante
Jefferson Ferreira

Brasil não tem projeto de nação, quem está lá nas diversas esferas do estado, seja civil ou militar tem como único projeto o enriquecimento pessoal!

Robson
Visitante

Se essa esquerda tiver um porto pra se reabastecer no continente africano o atlântico sul e deles… A MB não tem como se opor atualmente.. Por isso sempre defendi que a MB possuísse uns 36 gripens baseados em terra equipados com o RBS 15 mk3.. Ai sim, teríamos como quebrar essa formação..

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

De preferência Gripen M para pode ser usado em um NAe aliado (em quanto não temos um operacional)

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

Concordo

Sempre defendi isso

Gripen ou algum outro caça naval

Só não encher isso quem é cego………

Arariboia
Visitante
Arariboia

Tirando Rússia e USA a marinha chinesa domina todo o resto.

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Ainda não pois eles não tem tantas bases mundo afora e sua marinha ainda é reclusa no “Mar do Sul da China”.

Celso
Visitante
Celso

Discordo, a Russia atualmente nao tem qdes ou meios tao atualizados em sua Marinha para impor qualquer bloqueio naval mundo afora. Nem mesmo no Mediterraneo, qdo muito , no mar Negro. Sua aviacao naval, essa sim ainda impoe respeito….. Sds

Otto Lima
Visitante

A força de submarinos da VMF (Rússia) também é superior à da PLAN (China), tanto em quantidade quanto em qualidade.

Bardini
Visitante
Bardini

https://www.youtube.com/watch?v=QsL1C4R_KmQ
.
Em pouco tempo, vão acabar superando a Marinha mais poderosa da Região, ou não…

sergio ribamar ferreira
Visitante

Numa hipotética invasão ao nosso país pelos chineses e esquadra destes há de se considerar que toda a nossa ínfima indústria estará a disposição das Forças Armadas para produção de armamento. Também há de se considerar que meios logísticos para abastecimento dos navios e militares chineses. i que entra os submarinos em afundar o maior número de navios possível. Mesmo levando em consideração perdas. FAB tendo gripens e outras aeronaves também poderão dar trabalho e por último em caso do inimigo conseguir em nosso território guerras simétrica e assimétricas serão realizadas contra o invasor. Ou seja será um inferno para… Read more »

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Eu acho difícil uma guerra contra o Brasil, sem que tenhamos uma superpontência do nosso lado.

Tiger 777
Visitante
Tiger 777

Pessoal, tenham dó!!!
Somos o quintal dos EUA, e no dia que eles permitirem que a China ataque países aqui na América Latina, tudo estará perdido…
Espero que entendam meu raciocínio.
Brasil acima de Tudo.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

De verdade mesmo, precisamos dos S-BRs e SN-BRs para ontem…

tomcat3.7
Visitante
tomcat3.7

Isso mesmo, estes sim em quantidade fazem qualquer força naval pensar N vezes antes de se aventurar. Se , somente SE, chegarem a desembarcar por aqui ,viverão o inferno na terra.
São muitas variáveis a se considerar.

filipe
Visitante
filipe

Em 2047 teremos a seguinte força : 6 SSN “SNBR” + 15 SSK “SBR” ( 21 Submarinos) ; 2 CVF-CATOBAR + 3 LHD + 4 LPD + 3 LSS (12 supernavios) ; 12 FFG-ASW/AAW “FREMM” + 15 CV-1 “Tamandarés” (27 Escoltas); totalizando 60 embarcações. Será o domínio absoluto do Hemisfério Sul… Se possível estaremos projectando um SSBN e um CVN-CATOBAR , lá para depois de 2050. Estamos no bom caminho.

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

Caramba!
Olha essa imagem!

A China esta de parabens

Guizmo
Visitante
Guizmo

Que bela imagem, uma esquadra de respeito.

Sobre o exercício de invasão acima, é como disse o Tiger 777, se chegarmos num ponto em que a Marinha Chinesa esteja afundando nossos navios, abatendo nossos aviões e desembarcando em Jurerê Internacional, é pq o resto do planeta estará em chamas…..melhor fugir para as montanhas

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

hummmmmmm
qtos naviosssssssss
e eles querem mais
PRA QUE??

tomcat3.7
Visitante
tomcat3.7

Só pra uma expansãozinha de bobeira mundo afora, sabe cumé né, muitas bocas pra alimentar!!!rs

Dalton
Visitante
Dalton

Nem todos esses navios estão devidamente preparados para combate…é muito comum
as marinhas fazerem esse tipo de “reunião” para efeito propagandístico…além do mais
embora não esteja escrito em pedra, para cada navio no mar se terá um em manutenção
e outro em treinamento e às vezes ao invés de manutenção de rotina se poderá ter
também modernização que implica em mais tempo de indisponibilidade…números são
importantes !

Guizmo
Visitante
Guizmo

Sim, mas essa máxima vale para todas a marinhas…..

Dalton
Visitante
Dalton

Com certeza vale…então, quanto mais navios uma marinha tiver, mais estarão disponíveis, mesmo que mais estejam em manutenção ou treinamento também. . Se uma marinha conta com 19 combatentes de superfície como é o caso da Royal Navy , isso significa que apenas 6 ou 7 estarão em missão ou certificados para missão o que pé muito pouco diante das obrigações e no caso da Royal Navy tem significado também meses a mais no mar do que seria normal causando mais transtornos para a tripulação e seus familiares e exigindo mais dos navios, mais manutenção, etc. . Então acho que… Read more »

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Alex Nogueira 13 de Abril de 2018 at 8:36 e Bosco 13 de Abril de 2018 at 9:37 , Vamos supor que a China despache para um ataque ao Brasil essa força tarefa da foto, tendo como premissa que eles resolveram o problema de manter a defesa do seu próprio País e tenham como manter linhas de abastecimento e bases de suporte na costa da àfrica (a África do Sul ou estaria ao lado deles ou devidamente neutralziada). Como seria nossa defesa? Acho que a primeira linha de defesa seriam formações de caças e P-3 com mísseis anti-navio lançados no… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Não acho que seria assim. Bater de frente com os Chineses envolve muita, mas muita coisa. Acho muito mais provável que o combate se de de outra forma, como o que ocorre entre Rússia e EUA, onde se enfrentam via terceiros. Para isso, podemos e devemos dimensionar uma Marinha enxuta, mas moderna e capaz. Ex: China desestabiliza um País “X” da região e acabamos metidos em um conflito contra este país, que tem suporte da China. . Eu acho que antes de lutar daqui da costa contra a China, estaríamos usando as ilhas do UK, no meio do Atlântico como… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Hélio, O ponto fulcral é tentar colocar nossos vetores de “armas” antinavios no alcance do lançamento. Esses vetores são diversos e assumem a forma de navios, submarinos, helicópteros, aviões de patrulha e caças/aviões de ataque. Numa análise rasa a forma menos penosa para nós seria através dos submarinos. Infelizmente, dos cinco que temos só um ou dois devem estar operacionais. Em estando 5 operacionais haveria apenas um ou dois capazes de operar e tentar penetrar as defesas a ponto de chegar na distância de lançamento de torpedos. Outra forma seria por meio de navios armados com mísseis, o que seria… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Vale salientar que a solução de atacar uma frota nucleada em porta-aviões não é fácil. Os russos e chineses que o digam. Eles utilizam mísseis supersônicos e tentam permanecer o mais longe possível do porta-aviões, a ponto de diluir a vigilância e tentar chegar na distância de lançamento. Até que isso ocorra é complicado porque há toda uma cadeia de eventos que não é tão simples como imaginamos. Agora, sem dúvida é melhor atacar uma frota nucleada em porta-aviões com um míssil com 500 km de alcance do que com um de 150, 70 ou 50 km. É assim que… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Capaz de demorar mais o Brasil ter um míssil com mais de 200 km do que os Chineses ter um PA capaz de operar um AEW&C de asa fixa…

Delfim
Visitante
Delfim

Acho que tem que ter medo é a Argentina. Essa mania de afundar pesqueiros chineses pode dar nisso.

JagderBand44
Visitante
JagderBand44

Eu penso que se este GT/FT aparecesse no atlântico sul, nem uma força armada ou conjunto de forças armadas, tando da américa latina ou africa, faria frente.
Não há o que fazer. Seria algo como: “ok, nos entreguem seus recursos naturais (incluindo minérios e petróleo) e terras agricultáveis”.
Ponto final.

Rodrigo Tavares
Visitante
Rodrigo Tavares

“ok, nos entreguem seus recursos naturais (incluindo minérios e petróleo) e terras agricultáveis”.

Os parasitas politicos brasileiros já vem abaixando as calças e vendendo o país

Em se tratando de Brasil não precisam dar um tiro pra isso

JOEL EDUARDO SOARES
Visitante
JOEL EDUARDO SOARES

Prezados gostaria de saber dos comentaristas na possibilidade do astros 2020 ter alcance efetivo de 1500 km como ficaria situação da esquadra com seu porta-aviões avariado ou destruído. Como se livrar de uma chuva de astro 2020 e o ataque predador de seis sub cada um com 18 torpedos somado os P-3AM Orion e seus misseis ? Aponto isto porque em outros postagens foi indicado claramente esta possibilidade do alcance superior
Sds

Bosco
Visitante
Bosco

Joel, Submarinos, mesmo os mais modernos, não coordenam mais que dois alvos de cada vez. Eles podem até lançar mais de um torpedo para cada alvo,mas não mais que dois alvos de cada vez. E um ataque torpédico, dependendo da distância, pode levar até uma hora para se completar, do lançamento ao impacto. E as chances do submarino atacante ser detectado e caçado (por helicópteros e submarinos) é alta. Quanto aos mísseis com 1500 km de alcance com capacidade antinavio eles até podem existir, mas é difícil obter a solução de tiro para que cada míssil atinja um alvo. Não… Read more »

JOEL EDUARDO SOARES
Visitante
JOEL EDUARDO SOARES

Bosco primeiro grato pelo retorno! Aumentando o raio de ação do raciocino hipotético e destacando o canal arte da guerra afirma o comandante Robinson Farinazzo que guerra e feito de emboscada ,tiro nas costa, ou seja não e uma coisa bonita o negocio é entre chorar a minha mãe e a mãe do inimigo que chore a mãe do inimigo Ai vem minha convicção por que o Brasil não tem ser o Joãozinho do passo certo ! PRIMEIRO capacidade dissuasória nuclear mesmo que seja segredo militar espero que exista Segundo projeto 14x drone “kamikaze E por ultimo os meios convencionais… Read more »

Mahan
Visitante
Mahan

Qual a composição da frota na foto? Tão grande que se perde a conta:
4 SSN
1 Nae
12 DD
12 FF
3 Transporte de tropa?? (Centro da formação)
8 Apoio Logístico ?? (Final da formação)
Se viessem na direção do Brasil?? Sem saber o objetivo, como traçar hipoteticamente alguma reação? Lógico o único Nae seria o alvo, uma vez perdido, o restante da frota ficaria vulnerável, não?

willhorv
Visitante
willhorv

Creio que, um cerco deste porte deve ser combatido aos poucos, por camadas. Primeiro que ela não chegaria de surpresa…daí nossos submarinos fariam a minagem de curso para retardar o progresso. Com isso, alguns meios poderiam ser danificados ou postos fora de combate. Tornarian-se presas para subs a espreita. Eles estão bem longe de casa…podemos adotar a política de bate e foge, sendo que, uma hora um exocet passa, e la se vai um a um. Nossa extensão territorial reza a nosso favor…a vantagem seria da defesa. Tirando após isto, um ataque massivo com mísseis de cruzeiro, que destruiriam nossas… Read more »

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Concordo com o conceito willhorv. Só acho que uma Aviação Naval parruda seria a chave nos céus, da mesma forma que 3 SN-BR seriam a chave no mar. Se eles chagerm ao alcance de disparar misseis contra nossa infra, perderemos a guerra…

Mas, como você disse, hipóteses são hipóteses e eles, os chineses, precisam, antes de tudo, “conquistar” o Mar do Sul da China. Na verdade, melhor que isso dure umas 3 décadas, pois o próximo passo pode ser a África, logo ali, depois do Atlântico…..

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Concordo com o conceito willhorv. Só acho que uma Aviação Naval parruda seria a chave nos céus, da mesma forma que 3 SN-BR seriam a chave no mar. Se eles chegarm ao alcance de disparar misseis contra nossa infra, perderemos a guerra…

Mas, como você disse, hipóteses são hipóteses e eles, os chineses, precisam, antes de tudo, “conquistar” o Mar do Sul da China. Na verdade, melhor que isso dure umas 3 décadas, pois o próximo passo pode ser a África, logo ali, depois do Atlântico…..

willhorv
Visitante
willhorv

Ahh…o impressionante disso tudo esta na informação…
16 navios em 2017….!!!!
Projetem isso para os próximos 10 anos, junto a + 4 cvs ou cvns modernos.
Os estaleiros estão a todo vapor….
Ou seja…o mar da china está dominado, assim como o leste do Indico e oeste do Pacífico.
Só uma opinião…

Dalton
Visitante
Dalton

A China não terá 5 NAes em 2028, daqui 10 anos, isso nem eles conseguem fazer ,ainda mais que estão projetando NAes bem mais complexos que o “Liaoning” e o que está prestes a ser recebido pela marinha chinesa que é uma cópia melhorada e que depois de recebido pela marinha ainda terá uns bons 2 anos de certificações e treinamentos para estar plenamente operacional em 2020…conforme noticiado pelos chineses.

Dalton
Visitante
Dalton

Nem em sonho os chineses enviariam apenas um NAe…ainda mais no caso o “Liaoning” que é descrito pelos próprios chineses como uma unidade de treinamento com uma limitada capacidade de combate, na verdade pelo que li há no momento falta de pilotos navais e tripulantes de NAes o que está obrigando a tripulação do “Liaoning”desdobrar-se já que tripulantes e pilotos estão em fase de transferência para o novo NAe que será uma cópia melhorada e mais capaz. . Os britânicos em 1982 não tinham opções…tiveram que fazer uma série de malabarismos para enviar um único bombardeiro “Vulcan” com bombas burras… Read more »

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Dalton, na minha hipótese considerei algumas premissas: a esquadra da foto, com um só NAe, era uma delas.

Também sei que a China tem uma montanha de adversários potenciais para se preocupar antes do Brasil, que é mais parceiro do que adversário no campo comercial, mas como exercício vale à pena.

romario
Visitante
romario

A China tem 68 anos de independência, o Brasil tem 195. Precisa desenhar?

Nilson
Visitante
Nilson

Que isso, Romário, a China tem uma história de desenvolvimento milenar, 68 anos conta-se apenas da reconstrução depois da 2ª Guerra, mas a história anterior deles é muito, muitíssimo mais longa que a nossa. Além disso, não é o tempo de independência que determina o desenvolvimento de uma nação, são dezenas de outros fatores…

willhorv
Visitante
willhorv

Dizem que foram eles que descobriram a América….entre outras coisas mais….

Fernandes
Visitante
Fernandes

Desculpe-me os foristas com outras opiniões, mas se essa esquadra vier para cima de nós, hoje e pelos próximos 20 anos, só a 4ª Frota poderia nos salvar!!!
Estamos vulneráveis e temos que investir muito, em todas as áreas. Temos que pensar mais nisso, pois muitos estão prevendo a III WW para um futuro próximo.

Walfrido Strobel
Visitante

Se formos depender da 4° Frota estamos ferrados, é a menos armada das Frotas e sua atuação é mais no sentido de ação contra o tráfico de drogas da AL para os EUA.

Dalton
Visitante
Dalton

Qualquer navio da US Navy navegando no entorno da América do Sul e Caribe
automaticamente passa a pertencer a IV Frota, então, não há nenhum navio
designado especificamente para ela…o que há é um QG localizado em Mayport
na Florida, mas, os navios baseados lá costumam ser mais empregados em
missões independentes na V e VI Frotas ou participando do grupo de ataque
centralizados em NAes baseados em Norfolk mais ao norte.

José Lemos filho
Visitante

É muito fácil resolver esta parada,gente!!, Basta posicionar umas dezenas de astros 2020 no litoral com alcance de 500 km e abrir fogo para pulverizar, aí vcs verão o estrago.kkkkk fogo no buraco

Fernandes
Visitante
Fernandes

O pior é que com a morte do Roberto Bolaños não poderemos sequer contar com o Chapolim Colorado…Kkk

PAULO SANTANNA
Visitante
PAULO SANTANNA

“Nenhum brasileiro pegaria em armas para defender “isso daqui”! Melhor ficar calado do que postar “isso daqui”, não acham?

José Carlos David
Visitante
José Carlos David

Estávamos de calças arriadas na Primeira Guerra Mundial, na Segunda Guerra Mundial , na Guerra da Lagosta e na Guerra das Malvinas…atualmente estamos sem calças!

Augusto
Visitante
Augusto

Melhor comentário.

Cronauer
Visitante
Cronauer

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Só li verdades!
.
O que temos é uma espécie de “Guarda Costeira de guerra”; seja lá o o que isso queira dizer.
.
E o povo sempre votando nos mesmo. É tão culpado quanto.

Bavaria Lion
Visitante

Uma força tarefa ou um cardume de tubarões?

A China será mais cruel do que a União Soviética na balança de poder. Nem os soviéticos tratavam seus trabalhadores tão mal.

Control
Visitante

Srs A pressão chinesa no Mar da China faz parte da lógica imperial chinesa, onde o Império do Meio mantinha o controle dos países limítrofes formando uma barreira de proteção contra invasores do império. Hoje, o seu comportamento é o mesmo (vide o Tibet). O que a China pretende é transformar os países do seu entorno em satélites (ou vassalos, como queiram interpretar). No caso do Mar da China, ainda há a necessidade de se eliminar possíveis restrições a navegação de navios chineses pelos países que formam uma barreira que bloqueia o acesso ao Oceano Pacífico. Já, no caso da… Read more »

Fernandes
Visitante
Fernandes

A Globo está anunciando agora ataque ordenado por Trump à Siria, que está sendo realizado agora pelos EUA, juntamente com a Franç e UK. Parece ser por misseis Tomarock disparados de navios na costa.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Agora é ver o movimento por parte da Russia…

Fernandes
Visitante
Fernandes

Washington (CNN)President Donald Trump announced on Friday he ordered strikes on the Syrian regime in response to a chemical weapons attack last weekend. “I ordered the United States armed forces to launch precision strikes on targets associated with the chemical weapon capabilities of Syrian dictator of Bashar al-Assad,” Trump said from the White House Diplomatic Room. US aircraft and ships were used in the attack, according to multiple US defense officials. Trump said the strikes were in coordination with France and the United Kingdom, adding that the purpose of the campaign is to “establish a strong deterrent against the production,… Read more »

Luiz Monteiro
Visitante
Luiz Monteiro

Prezados, Inicio este comentário deixando claro que as Forças Armadas do Brasil não enxergam nem a China nem os EUA como seus inimigos. Dito isso, trago minha visão pessoal sobre um hipotético conflito envolvendo o Brasil é seu território. Considerando que existe hoje a bipolaridade, onde de um lado está a OTAN e do outro China/Rússia, Brasil e Argentina são importantíssimos para ambos os lados. Somos o celeiro e a caixa d’água para ambos os lados. Somos a principal (junto com a Austrália) fonte de minérios e uma alternativa ao Oriente Médio para a China no que tange ao petróleo… Read more »

Control
Visitante

Srs Jovem Luis Monteiro É interessante a sua visão sobre a nossa condição presente e passada e sobre o que teremos pela frente, porém cabem algumas considerações: Quanto a nossa condição de colonia: No período sob domínio português, antes da abertura dos portos, nosso comércio tinha que passar por Portugal e eramos totalmente dependentes dos humores portugueses. Aliás, uma das características das colônias, além do controle político pela metrópole e dependência militar, é serem dependentes quanto ao seu comércio. Tecnicamente, deixamos de ser colônia de Portugal após a abertura dos portos, pois passamos a ter acesso direto a outras fontes… Read more »

Dalton
Visitante
Dalton

Control…
.
a razão da Frota do Pacífico dos EUA ser maior e mais bem equipada que a Frota do Atlântico é a China. Se a China deslocar boa parte de sua marinha para o Atlântico como você acredita ao menos foi a forma como interpretei o “garantindo assim seus
interesses” não será possível que os EUA , “Tio Sam e seus amigos”repensem sobre o Atlântico também ?
.
abs

Control
Visitante

Srs
Jovem Dalton
O Atlântico Sul (como os continentes fronteiriços), não faz parte das prioridades do Tio Sam e as marinhas da região são pífias. Portanto, a não ser que o cenário geopolítico mude, não parece provável que a China comprometa muitos de seus navios em missões no Atlântico Sul.
É claro, também, que, devido ao rápido crescimento da marinha chinesa, o deslocamento de alguns navios para o Atlântico não deverá comprometer a esquadra do Pacífico.
É certo que estamos tratando de hipóteses baseadas no cenário atual, o que pode mudar rapidamente.
Sds

Gilson Moura
Visitante
Gilson Moura

Os comentários de quem diz que a superpotência militar antagônica da agressora irá nos defender me preocupa bastante, é como um presente de grego.

carvalho2008
Visitante

Mestre Bosco, . Sei que ja postei antes algo do genero, mas vamos lá na tentativa de contornar assimetricamente grandes frotas como esta que hipoteticamente poderiam ameaçar nosso litoral. . De todos os cenarios, de fato aquele que guarda maior possibilidade de aproximação é o submerso. Aproximação via superficie ou aerea sempre irá contar com forte oposição ou ao menos contará com a maior musculatura de defesa do adversario. . É neste ponto que acredito que tenha surgido um enorme…enorme mesmo….espaço, lacuna ou buraco nas corridas entre doutrinas e tecnologias do tempo atual quando abordamos a guerra submarina. . Não… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Extrapolando mais ainda, num futuro próximo um ataque a um navio ou um ataque a um sítio de defesa antiaéreo poderá ser feito por centenas de micro drones com não mais que 10 kg cada. Combinados com a tecnologia stealth eles poderão ser liberados por um míssil a digamos… 50 km do alvo. Um Tomahawk poderia levar uns 50 ou 100. Imagine 50 ou 100 projéteis de morteiro calibre 60 mm atingindo simultaneamente um convés de porta-aviões!!! E mais de um míssil poderá ser lançado. 4 Tomahawks e seriam 400 UAVs com comportamento de enxame atacando um alvo. É praticamente… Read more »

carvalho2008
Visitante

É o que tenho pensado a longa data.
.
Menor que a própria SDB II, são as granadas inteligentes de morteiros 120 mm e 80 mm. Pode em maior ou menor grau, replicar o mesmo efeito da GLSDB propiciando um sistema de saturação menor ainda.
.
Não haveria arsenal de tudo ou míssil suficiente para engajar uma bateria desta. Já são tecnologias maturadas a mais de 20 anos que uma vez conjugadas, tornam-se tão desproporcionais em custo beneficio que enquadram-se perfeitamente em guerra assimétrica de alta tecnologia.
.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Realmente Carvalho, a princípio é uma ideia de excelente custo x benefício.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Pois é Bosco, o caminho é bem por ai mesmo, o próprio conceito do MALD, se aplicado no ambiente naval, já é suficiente para saturar a defesa de muitos navios menos sofisticados, permitindo que os mísseis verdadeiros passem pelas defesas de maneira mais fácil.

*Imagina o gasto que será se lançar 1-2 mísseis para interceptar cada sinal “fantasma” gerado pelo MALD…

Bosco
Visitante
Bosco

Alex,
Se imaginarmos que o JASSM é dito ter uma ogiva HPM (pulso EM) capaz de torrar sistemas eletrônicos e que o LRASM é versão dele e que os F-18 podem lançar ambos, além do MALD, TALD , HARM e do AARGM
Do LRASM é dito ser capaz de ECM, interferindo diretamente nos radares de direção de tiro na fase terminal.
Combinando tudo e têm-se um pacote de ataque difícil de ser superado.
Não sei se você conhece esse artigo a respeito das potencialidades do LRASM: https://foxtrotalpha.jalopnik.com/the-navys-smart-new-stealth-anti-ship-missile-can-plan-1666079462
É uma boa leitura.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Obrigado pelas informações Bosco, chega a ser surreal a capacidade de ataque combinada, realmente impressionante.

carvalho2008
Visitante
Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Acho muito interessante a opção de submarinos pequenos para defesa do litoral, como a classe Andrasta da Naval Group, que segundo o fabricante na época do lançamento do projeto dizia que custaria menos da metade de um submarino convencional classe Scorpene, tendo cerca de 3000 milhas náuticas de autonomia e até 5 dias submerso, portando 6 torpedos pesados ou minas,acredito que um grupo de 12-15 desses seriam extremamente eficazes na defesa contra uma frota invasora nesse molde da foto.

JOEL EDUARDO SOARES
Visitante
JOEL EDUARDO SOARES

Concordo plenamente, o importante e o tiro certo no olho do gigante!
Sds

Walfrido Strobel
Visitante

Foto de satélite divulgada pelos chineses do treinamento.
.comment image

Walfrido Strobel
Visitante

Complementando o post acima, a China considerou o treinamento como uma parada naval com10.000 pessoas envolvidas, 48 navios e 76 aviões da Marinha.
. http://defense-studies.blogspot.com.br/2018/04/xi-jinping-inspects-massive-naval.html

carvalho2008
Visitante

carvalho2008
Visitante

é por isto que acredito num nicho de retorno de barcos submersiveis
.
Com pouca tecnologia, é possivel endereçar cargas de saturação em ambiente oceanico contra uma task a ate 150 km de distancia, de forma furtiva.
.
Numa guerra litoranea ou de defesa de costa, seria muito dificil pequenos barcos submersiveis serem identificados. Mesmo numa invasão inimiga, poderiam atuar como bateria de defesa de costa.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Comentário do Sr. Luiz Monteiro, muito lúcido. Pois, para quem conhece, é difícil imaginar um embate China vs Brasil. Simplesmente é vergonhoso, deprimente e uma piada imaginar qualquer chance de vitória nossa. Senhora, prestem atenção por favor. A China está incorporando APENAS ESSE ANO (2018), os seguintes meios: 1 SUPER Destroyer Type 055 (112 células VLS, mais mísseis que os Arleigh Burke americanos) 5 Destroyers Type 052D (64 células VLS cada) 3 Fragatas Type 054A (32 células VLS cada) 3 Corvetas Type 056A TOTAL = 12 Navios Escolta Em termos QUANTITATIVO, já supera a frota de superfície da Marinha do… Read more »

Lucas Iglesias
Visitante
Lucas Iglesias

Essa é a diferença entre um país sério e o Brasilpiada. É por esses e outros motivos que eu tenho N-O-J-O dos comandantes das FA, pra mim não passam de pau mandados e corruptos, não fazem um trabalho descente e provavelmente tão cagando pra força, agem em interesse próprios e de segundos. Como a China pode e nós não? Até pouco tempo estamos no mesmo ritmo de crescimento.

Control
Visitante

Srs
O Brasil é o que é por escolha dos brasileiros.
Segundo um comentário já bem gasto, os brasileiros optaram por ser a cigarra da fábula e não a formiga.
Agora o inverno da fábula está chegando.
Sds

Oplita
Visitante
Oplita

Impressionante demonstração de poder naval!

André Tolentino
Visitante
André Tolentino

Linda foto!!!
Um sonho se nossa esquadra chegasse nessas condições de prontidão.