Home Marinha do Brasil Vídeo: PHM Atlântico A140 (ex-HMS Ocean) quase pronto para a incorporação à...

Vídeo: PHM Atlântico A140 (ex-HMS Ocean) quase pronto para a incorporação à MB

13278
67

O canal Warship TV do Youtube disponibilizou mais um vídeo do Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) Atlântico (ex-HMS Ocean) na Base Naval de Devonport, Plymouth, no Reino Unido.

O vídeo mostra o navio com o indicativo visual em destaque e o nome Atlântico pintado na popa. Muita gente aparece trabalhando no convés de voo, nos preparativos para a entrega ao Brasil.

O PHM Atlântico, adquirido por £ 84 milhões, está sendo adaptado e reparado pelas companhias Babcock e a BAE Systems para a transferência à Marinha do Brasil, em 29 de junho.

O PHM Atlântico depois da incorporação passará pelo Flag Officer Sea Training (FOST), um programa da Royal Navy que provê o treinamento operacional no mar para todos os navios de superfície, submarinos e auxiliares, sendo ministrado por uma dedicada equipe de especialistas da Marinha Real.

67
Deixe um comentário

avatar
28 Comment threads
39 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
32 Comment authors
DaltonWellingtonRamon GrigioMarcelo AndradeLuiz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vovozao
Visitante
Vovozao

Mais uma vez não deixo de enaltecer, foi uma das melhores compra de oportunidades do Brasil. Parabéns MB.

Benjamim
Visitante
Benjamim

Ta lindo! O casco parece novo em folha, sem aqueles “amassados” que se acumulam com o bater das ondas

Bardini
Visitante
Bardini

Atlântico quase pronto para incorporação… E o Vulcano quase pronto para ser lançado :comment image

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Por falar dele, parece que a França quer construir para si 3 unidades baseadas nele….

Thom
Visitante
Thom

É esse o projeto que a MB está acompanhando?

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Sim Thom, a MB destacou pessoal para acompanhar a construção na Italia.

USS Montana
Visitante
USS Montana

E as âncoras dele, vão ser as mesmas ou trocarão? É a 3a vez acho, que vejo imagens do Atlântico sem elas.

Jonatas
Visitante
Jonatas

Excelente aquisição por parte da MB! Em relação à compra: Prós: Esta belonave trará uma grande significância para a MB, visto que permite o deslocamento de recursos e ainda mais, disponibilizará grande ganho para a realização de missões em vários cenários imagináveis. Contras: Os ingleses depenaram o sistema de defesa, retirando o PHALANX e os radares tridimensionais. Desta forma, tanto a defesa em última camada quanto a consciência situacional foram reduzidas drasticamente. E como sabemos, a MB não de número suficiente de escoltas para garantir a defesa das camadas mais externas. Conclusão: Foi absolutamente uma grande compra, em vista da… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Jonatas, o radar 3D Artisan continua lá, dá pra ver perfeitamente nas fotos e vídeos recentes, incluindo o vídeo desta matéria.

Mk48
Visitante
Mk48

Jonatas, Nada a ver.

O blog está repleto de matérias de excelente qualidade sobre o Atlântico e inúmeros outros assuntos.

Pesquise no blog, leia e se informe antes de tirar suas conclusões.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Realmente, foi uma das melhores compras de oportunidade jamais efetuadas pela MB. Só que a remoção dos radares e Phalanx foi lamenável, pois o que ficou foi uma belonave belissima e com pouco uso mas, em uma das tradições mais honradas do Brasil, totalmente destendada. Carece de defesa anti-aérea digna do nome, e também não possui escoltas. Esperemos que o proximo capitulo traga a sua recapacitação bélica.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

João Moita e outros:
Não estão conseguindo ver o radar 3D no navio?
Atualizem-se, por favor. Já publicamos matérias informando que não foi retirado o radar 3D e fotos recentes com o mesmo lá.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

“Conclusão: Foi absolutamente uma grande compra, em vista da oportunidade, no entanto, receberemos basicamente uma embarcação de grande porte, com a vista embaçada.”
De acordo, mas…
Só podemos ver essa aquisição como boa se estamos falando sonre sua repotencialização bélica o mais rápido possivel, assim como a formação de um grupo-tarefa, usando o A140 como see núcleo.
De outra forma, não passará de mais uma oportunidade perdida.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Caro Nunão. Erro corregido.
Mas e a defesa aérea em camadas, como se resolve?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Se resolve a defesa de ponto, por ora, com três lançadores Simbad de mísseis Mistral que estão disponíveis, é a opção mais lógica no momento para a Marinha. O Bahia usa a mesma defesa e a classe Mistral francesa idem. Solução simples e barata, disponivel agora. Outra opção é, no caso de baixa de uma das fragatas classe Niterói, instalar o lançador de Aspide numa das plataformas de armas dos bordos e um par de diretores de tiro sobre a superestrutura. Solução que demanda mais trabalho, custos e provavelmente disponível nos próximos anos. Mais pra frente uma opção seria instalar… Read more »

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Nunão os Aspide ainda são relevante/atual para se usar em defesa aérea? Se sim porque o Brasil não tenta fabrica-lo (pelo menos os mísseis)? ou um SIMBAD-RC ?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Flávio,
Aspide ainda é relevante hoje, mas não serão no futuro. O que escrevi é sobre aproveitar armamento já em uso e eventualmente disponível aqui. Mas não faz sentido fabricar algo que não será relevante no futuro se há outras prioridades quanto a mísseis, como por exemplo, o Mansup. É preciso priorizar no que investir para desenvolver e fabricar aqui.

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Obrigado,
Espero que a MB desenvolva um defesa aerea em camada na sua frota, pois a AS esse mês já perdeu navio por causa de míssil passando pela defesa.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Eu estava me perguntando, quando li teu comentário. Acredito que se aproveitarmos os Bofors nos costados da proa, além dos da popa (aonde estavam os Phalanx), seria uma alternativa bem interessante, do ponto de visto do aproveitamento do material que ainda temos. A outra tu citastes, no caso o sistema ASPIDE retirado das Niteróis que derem baixa, no lugar do Phanax que ficava na proa do convoo. Estas soluções são interessante, na medida que não havendo proteção aérea por aviação de caça embarcado, diferente do que acontece na França e Reino Unido, o Atlântico se torna alvo prioritário para aviação… Read more »

Nilson
Visitante
Nilson

Por ora, se resolve não utilizando o Atlântico em algum teatro de operações em que não tenhamos superioridade aérea.

Pablo
Visitante
Pablo

Sugiro aos editores que façam uma matéria (slogan ou um desenho mesmo) falando que o Atlântico VEM com o RADAR 3D!!!
Toda matéria sobre a embarcação tem pelo menos 10 perguntas sobre o mesmo!!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Já fizemos matéria sobre isso, já publicamos fotos. Vai entender.

Pablo
Visitante
Pablo

Tenho outra sugestão, quando forem postar fotos, editem e coloquem na imagem a seguinte frase
“Antes de perguntarem O PHM Atlântico virá com o RADAR 3D”
Se colocar isso no meio da foto, talvez não perguntem mais ou no próprio título da matéria.
Pessoal tem preguiça de ler antes de perguntar!!!

Gino
Visitante
Gino

Que arma seria aquela acima do A140?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Canhão de 30mm de emprego de superfície, similar ao que equipa os NPaOc classe Amazonas.

Pablo
Visitante
Pablo

mas não são automáticos (manuseio) como os phalanx?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Pablo, se esses canhões de 30mm forem como os da classe Amazonas (pelo que sei, eles são), podem ser operados remotamente do Centro de Operações de Combate do navio caso essa integração esteja feita, mas não operam automaticamente como o Phalanx, e isso nem faria sentido. Seu emprego é contra ameaças de superfície, não ameaças aéreas.

Pablo
Visitante
Pablo

Quis dizer remotamente, me expressei mal.

Gino
Visitante
Gino

Obrigado pelos esclarecimentos Nunão, realmente uma ótima aquisição para nossa Marinha, fiquei muito feliz com essa compra. Isso só mostra que ainda temos pessoas competentes dentro da Marinha e que eles aprenderam bastante no caso do São Paulo

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

“Por ora, se resolve não utilizando o Atlântico em algum teatro de operações em que não tenhamos superioridade aérea.”
Então, que fique ancorado ad eternum na Bahia De Guanabara mesmo. Porque a tal superioridade aérea (talvez) exista lá.
A comissão de festas do almirantado agradece.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

João Moita, se é pra escrever besteira, qual o motivo de perguntar?

Celebrações realizadas em navios existem em todas as marinhas, isso não tem absolutamente nada a ver com o assunto que você levantou.

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

É radar… é superioridade aérea.. tanta matéria explicando… isso cansa viu!

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Por que esse cara não continua na “Moita”? Vai torcer pra Argentina!

R_Cordeiro
Visitante
R_Cordeiro

Nunão ainda se presta a responder cada coisa.

Pena que não veio com o radar né nunão!! (brincadeirinha) kkkk

Pablo
Visitante
Pablo

kkkkkkkkkkkkkkkkk, daqui a pouco o cara te taca uma pedrada na cabeça

Paulo B
Visitante
Paulo B

O Nunao é muito gente boa. E os editores também. Eles são perseverantes e resilientes, pois cada coisa que se escreve aqui……..
Haja paciência!

USS Montana
Visitante
USS Montana

Tipo: ”Cadê as escoltas???” Kkk…

Sequim
Visitante
Sequim

Nunão, alguns questiomentos :

1. O Atlântico contará com alguma proteção anti -torpedo?

2.O Atlântico poderá ser adaptado para lançar mísseis de cruzeiro, caso um dia a MB venha a operar tal armamento?

3.O Atlântico vem com o radar Artista 3D ? (Rsrsrs, essa última não consegui resistir, kkkkk)

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Não, a melhor de todas: Nunão, poderemos pousar e lançar os AF-1 no Atlântico algum dia? kkkkkkk

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Claro que sim. Pra pousar, basta comprar ou alugar um Chinook e dar um jeito de pendurar o A-4 nele. Pouso vertical. Lançar? Estilo limpa-convoo da época de Saigon: lança o A-4 na água empurrando por um dos bordos. Dá pra fazer essas operações de pousar e lançar umas vinte vezes, até acabarem todos os A-4. E quando acabarem, passa na Argentina, no deserto do Arizona e compra todos os que ainda houver e faz a mesma coisa. Quando acabarem todos eles, é hora de limpar os estoques de A-V8 Harrier que ainda houver no mundo e faz a mesma… Read more »

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

kkkkk, claro Nunão!!! Pelo menos arranquei de você um pouco de sacarsmo! kkkk , só para você relaxar um pouco meu amigo!!! kkkkk

Ramon Grigio
Visitante
Ramon Grigio

Muito bom! Tive que rir aqui lendo as chamadas e as respostas.

Parabéns a ambos pelo bom humor.

Sequim
Visitante
Sequim

*Artisan. Sorry.

Luiz Floriano Alves
Visitante
Luiz Floriano Alves

Sim o radar Artisan 3D veio e juro que não vou terguntar isso, senão me excluem do blog. But…removeram os arquivos operacionais ou blibliotecas (softwares). Ou seja: não sabe o que fazer ou não sabe reconhecer as ameaças detectadas. Teremos que reconfigurar para as nossas necessidades e prioridades? Tb gerar arquivos de silhuetas para reconhecimento dos alvos? Será que a silhueta de um AMX é Friend or Foe? Me paira esa duvida.

Ramon Grigio
Visitante
Ramon Grigio

Finalmente uma pergunta interessante!

Me pergunto se isso é informação sensível ou não…. Se há intercâmbio dessas informações ou não…

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Cada marinha faz a sua biblioteca de assinaturas. Não se dá isso de mão beijada.

Épsilon
Visitante
Épsilon

Tem nada a ver com a matéria mas como os colegas ficaram citando sobre os Phalanx me lembrei que esses dias pesquisava os meios de patrulha da marinha russa e notei que até Navios pequenos de 200 ton deles são armados com uma torreta de Ak-630 na proa tanto que ate achei um vídeo de uma patrulha peneirando um barco de pesca ilegal chines depois de não atender a ordem de parada, lá não falta munição e nem Ak-630 kkkkkkkkkk.

USS Montana
Visitante
USS Montana

Não seria interessante a MB adquirir o Goalkepper no lugar do Phalanx?

Mk48
Visitante
Mk48

Essa do Goalkepper também já foi respondida várias vezes em outras matérias sobre o Atlântico.

USS Montana
Visitante
USS Montana

Então qual o sistema CIWS ideal pra MB?

Laerte Marcelli
Visitante
Laerte Marcelli

Parabéns MB ! Lindo navio, nome bonito, excelente aquisição. Torço para que a MB também consiga adquirir os helicópteros Cobra. Aí sim! A cobra vai fumar! Brasil sempre!

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Já ?
Achei que as reformas e modificações seriam mais extensas e demandaria maior tempo.
Então só pintaram o navio e retiraram alguns itens de uso exclusivo da Royal Navy?

Marcelo
Visitante
Marcelo

Basicamente foi isso sim. Considerando que o navio nos custou £84m e que entre 2012-14 ele passou por um extenso refit que custou ao governo britânico £65m não tá mal não. Em relação a questão do armamento defensivo que parece incomodar muita gente, eu não acredito que a MB vá fazer nada no momento, e realmente acho que não há necessidade urgente. Com o tempo porém, quando for necessário docá-lo para manutenção acredito que seja adicionado uma combinação de Bofors 40mm e lançadores simbad, mas acho muito pouco provável a adesão dos Aspides por exemplo (por conta da relação custo… Read more »

Humberto
Visitante
Humberto

Vejo muita gente questionando a retirada do CIWS, parecendo que sem ele o Atlantico não é algo útil, mas quando a MB precisou de algo parecido como o Phalanx para a defesa aproximada contra mísseis anti-navio?
Não sei se é um anti-americanismo, anti-compra de material usado ou melhoria da MB OU simplesmente birra de muitos? Espero que seja este último, foruns tem uma tendencia de trazer este tipo de comportamento, a visão míope de quem não consegue enxergar algo bom. Nem é enxergar um copo quase cheio…

Marcelo
Visitante
Marcelo

Caro Humberto, achei a compra do Atlântico excelente, não me importei nem um pouco com a retirada dos Phalanx, mas não concordo com a explicação de que “se nunca precisamos usar no passado, não precisamos dele no futuro”. Pode parecer um contrassenso, mas o objetivo maior de possuir qq arma é justamente não precisar usar.

Humberto
Visitante
Humberto

Caro Marcelo, eu até me importei com a retirada do Phalanx, mas tenho uma visão um pouco diferente de muitos daqui.
Não é questão “se nunca usamos”, muitos fazem uma tempestade no copo de água por algo que por mais importante que seja, é um ítem no cenário geral. O mais importante de muitos é reclamar, fazer mal juízo, procuram algo para reclamar e ficar batendo para tentar ser um “formador de opinião”. Ainda bem que não são estas pessoas que estão a frente da MB, senão ficaríamos sem o Atlantico.
Um grande abraço

Sequim
Visitante
Sequim

Nunão e demais colegas de fórum, reitero as perguntas : O NPH Atlântico contará com alguma proteção anti – torpedo? Poderá ser adaptado para o lançamento de mísseis de cruzeiro, caso a MB venha a operar tal armamento?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Quando era HMS Ocean ele tinha lançadores de iscas e despistadores de torpedos. Desconheço se foram mantidos ou se foram retirados.

Sequim
Visitante
Sequim

*PHM. Errei a sigla.

Marujo
Visitante
Marujo

Nunao, procedem os rumores de que o Artista tenha sido degradado? Não acredito, pois assim ele entra em desvantagem para equipar as CCT.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

A única coisa que ouvi falar sobre o sistema de radar foi da limpeza da biblioteca de sinais, o que é de praxe. Cada Marinha forma sua biblioteca. Não tive nenhuma informação definitiva sobre eventual degradação, a qual na minha opinião não faria sentido algum já que seu fabricante pretende que esse radar seja adotado em futuros navios da Marinha do Brasil.

Acho que se gasta muito tempo com questões como “procedem rumores”. Rumor deve ser tratado como rumor, notícia como notícia.

Marujo
Visitante
Marujo

Quis dizer Artisan.

Luiz
Visitante
Luiz

Nunão, será que um sistema SCAMO similar ao utilizado no BAP Pisco, poderia ser utilizado futuramente no A140?

Wellington
Visitante
Wellington

Ótima aquisição a MB e podia ver uma dúzia de Harriers.

Dalton
Visitante
Dalton

Não há mais “Harriers” no Reino Unido voando desde 2011…foram adquiridos pelo
Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA para servirem de fontes de peças para uma aeronave
bastante semelhante utilizada por eles que é o AV-8B e que continuará em uso, aliás,
muito uso até por volta de 2025 quando se espera existir F-35Bs em número suficiente,
na linha de frente.

Wellington
Visitante
Wellington

Tem como instalar a plataforma de giro estabilizada SLDM?
Além de uma possível versão naval do Astros e Mansup?
Alguém pode me responder?
Desde já agradeço!