Home Feira de Defesa Ridex: visita ao NDM Bahia

Ridex: visita ao NDM Bahia

6068
15
NDM Bahia G40
NDM Bahia G40

O Centro de Comunicação Social da Marinha (CCSM) organizou uma visita vip para imprensa ao Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia, o mesmo que recebeu a cerimônia de abertura da RIDEX.

O circuito vip começou nesta quinta-feira (28/6), às 9h, no Pier Mauá.

Na visita guiada, os jornalistas puderam conhecer diversos compartimentos do maior navio da Marinha do Brasil, antes da chegada do PHM Atlântico.

Ao final da apresentação, o Capitão de Mar e Guerra Assano, comandante do navio, respondeu a perguntas dos jornalistas.

Nosso colaborador Fernando “Nunão” De Martini esteve na visita e enviou fotos feitas com o celular. Posteriormente ele fará uma matéria mais completa do evento, com fotos de melhor qualidade.

Navio Doca Multipropósito Bahia

Incorporado no final de 2015, o NDM Bahia, navio de desembarque anfíbio dotado de doca alagável à popa, possui amplo convoo e hangar para a operação de helicópteros médios, que o classificam como multipropósito. O navio servia desde 1998 na Marinha Francesa (Marine Nationale) com o nome Siroco.

O NDM Bahia é um navio com deslocamento de 12.000 toneladas (a plena carga), com 168 metros de comprimento, 23,5 metros de boca, calado de 5,2m, capacidade de atingir até 21 nós de velocidade máxima e com alcance de 11.000 milhas náuticas a 15 nós.

A classe “Foudre” (de dois navios, cujo líder também foi desativado da Marinha Francesa e comprado pelo Chile) tem acomodações para uma tripulação de aproximadamente 200 pessoas e mais de 450 fuzileiros navais para missões em operações de desembarque anfíbio (em situações emergenciais, pode acomodar mais de 1.500 pessoas). O hangar e convoo podem acomodar até sete helicópteros médios do porte do Super Puma/Super Cougar, com pontos para pouso e decolagem de duas aeronaves no convoo e uma na cobertura junto à popa. A operação normal (com capacidade para apoiar e reabastecer simultaneamente, em operações contínuas) é de até 4 aeronaves.

A doca alagável, com cerca de 13.000 metros quadrados, permite operar diversas combinações de embarcações de desembarque de grande e médio porte. Essas características, somadas a instalações hospitalares com duas salas de cirurgia e 47 leitos, conferem ao navio uma capacidade multipropósito (para variadas operações militares e humanitárias).

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Benjamim
Benjamim
2 anos atrás

Belas fotos! Essa doca é enorme.

Thiago
Thiago
2 anos atrás

Lindo,Lindo, Lindo! parabéns MB, parece-me a força brasileira mais ambiciosa entre as três. Até que enfim. Não deixa de ser uma pena que o nosso aparato industrial não teve e não tem a oportunidade de adquirir a experiência para projetar e fabricar em solo nacional um navio desse portee com essas finalidades que acho indispensável para a MB .mas fazer o que, tem quem pode e quem não, no final foi uma boa solução que permitirá de elevar as capacidades operacionais da marinha com um investimento não muito oneroso.

Maverick
Maverick
2 anos atrás

A doca alagável é realmente enooooooorrrme. Estive hoje na Ridex e pude visitar o bichão. Achei muito interessante o fato de haver um elevador – no diagrama acima fica logo atrás da cauda do Super Puma – que vai do convôo ao piso do deck interior. Segundo o Oficial que guarnecia a porta de acesso lateral à doca, isso permite, por exemplo, que um equipamento chegue em uma LCVP MK5 diretamente no dique alagado, por exemplo, e seja elevado até o convôo, sem a necessidade se esvaziar o deck primeiro, e ser, na sequência, transportado rapidamente por helicóptero, e vice… Read more »

VEIGA 104
VEIGA 104
2 anos atrás

meu pai era suboficial MR ( Manobras e Reparos ). Lamento ele não poder ter visto essa beleza. Estou orgulhoso . Valeu Briosaaaaaa.

Giovane
Giovane
2 anos atrás

Nossa esquadra parece ser feita do Bahia e corveta Barroso, onde ela vai os dois estão😂, já que nossas fragatas estão no pó da rabiola… Infelizmente

Flanker
Flanker
2 anos atrás

Gostei mesmo do volante esportivo da marca Shutt que aparece na segunda foto…..kkkkkk
Brincadeiras a parte, um belo navio! Fará uma bela dupla com o Atlântico! Parabéns MB!

Flávio Henrique
Flávio Henrique
2 anos atrás

Só espero que a MB substitua ele por LHD, já que a o LPD são mais focados nas tropas podendo leva em caso de surto mais de 1000 infantes,uma comparação o Bahia pode levar até 1500 em cruzeiro de até 72h um Mistral só pode levar até 900.

Flávio Henrique
Flávio Henrique
Reply to  Flávio Henrique
2 anos atrás

em “Só espero que a MB substitua ele por LHD” faltou um não

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Flávio Henrique
2 anos atrás

Flávio, o navio ainda é “novo” na MB. Está cedo pra se preocupar em qual será seu substituto.

Aldo Ghisolfi
2 anos atrás

Muito boa reportagem… lindas fotos que mostram quão grande ele é.
Pergunto sobre as lanchas que não foram mencionadas.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Aldo Ghisolfi
2 anos atrás

Você quer dizer as embarcações de desembarque?
Não foram mencionadas porque não ficam no navio. Elas entram na doca quando o navio suspende para as operações.
Aguarde matéria completa em breve.

Gustavo Romko
Gustavo Romko
2 anos atrás

Uma informação que não consegui em nenhum lugar é a de quantos e quais helicópteros o Bahia opera. Sempre há a informação “pode operar até”, mas de fato opera quantos e quais? Já vi vários tipos pousarem no Bahia, até helis do Exército. E no hangar, cabem quantos efetivamente? É normal operar mais helis que a capacidade do hangar? Alguém poderia responder?

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Gustavo Romko
2 anos atrás

Gustavo,
Isso vai sempre depender da missão. Pode operar com todos os helicópteros que a MB opera.
Sobre levar mais do que cabe no hangar, certamente que pode. E também pode levar maia helicópteros na “garagem” de viaturas.
Simultaneamente, pode operar três, até mesmo três UH-15 decolando ou pousando ao mesmo tempo.
Maia informações na matéria completa sobre a visita, em breve.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Gostei da quadra de futsal pintada no deck alagável!!! Será que foi invenção de brasileiro ou já veio da França assim?? kkkkkkk

filipe
filipe
2 anos atrás

Seria bom o PHM Altantico ter doca alagavel…