Home Aviação Naval Segundo Super Lynx modernizado voa no Reino Unido

Segundo Super Lynx modernizado voa no Reino Unido

5260
18
Super Lynx N-4004
Super Lynx N-4004

A aeronave N-4004, o segundo dos oito helicópteros “Super Lynx” da Marinha do Brasil (MB) em processo de modernização, realizou com êxito o seu voo experimental, em 21 de junho, a partir da sede da empresa Leonardo Marconi Westland (LMW), situada em Yeovil, Reino Unido.

O helicóptero N-4004, aeronave PI (Instalação de Prova) do atual projeto de modernização, tem estimativa de envio para o Brasil em setembro de 2018.

O “Super Lynx” Mk21B é equipado com dois motores CTS800-4N, empregados nos helicópteros “Super Lynx” 300 e AW159 “Wildcat” da Marinha Real britânica. Devido aos diversos aperfeiçoamentos introduzidos, esses motores propiciam às aeronaves grande melhoria de desempenho, especialmente em ambientes quentes, aumentando a carga útil da aeronave e permitindo o cumprimento de sua missão de forma mais eficiente.

Um novo painel digital (glass cockpit) será complementado por aviônica avançada que inclui um processador tático, sistema de navegação baseado em satélite, sistema de prevenção de colisão de tráfego (TCAS), sistema de identificação automática (AIS), receptor de alarme de radar (RWR)/medidas de apoio à guerra eletrônica (MAGE) integradas com dispensadores de contramedidas (Chaff/Flare), cockpit compatível com óculos de visão noturna (NVG) e um novo guincho elétrico de resgate.

Fruto de seus novos recursos, essas aeronaves, ao voltarem a operar com os navios escoltas, ampliarão em muito a capacidade de a Esquadra conduzir operações de esclarecimento, de interdição marítima e ações contra ameaças de superfície e de submarinos, além de apoiar operações de socorro e outras ações humanitárias, ao longo de toda a “Amazônia Azul” e em qualquer outra área onde seja necessária a atuação da MB.

FONTE: Marinha do Brasil

18 COMMENTS

  1. Boa notícia. Espero que essa modernização seja concluída o mais rápido possível para que essas aeronaves sejam absorvidas e suas novas capacidades possam ser colocadas em ação em proveito da esquadra.

  2. Que venham agora as 26 células de Super Cobra e alguns CH-53 Sea Stallion, aí estaremos com um capacidade incrível para nosso Atlântico e Bahia.

    • Foxtrot,

      O ‘Sea Stallion’ é praticamente redundante diante do ‘Caracal’. Até poderia dizer que ‘Chinoock’ seria desejável… Mas o fato é que a força de helitransporte da Marinha até que está bem servida ( considerando resolverem de vez os problemas do helicóptero francês… ). Não vejo necessidade, portanto, de qualquer outra aquisição desse nível.

      Mais a frente, quando vierem as novas escoltas e prevendo a baixa dos ‘Super Lynx’, podemos dizer que um novo lote de MH-16 será necessário. E só…

  3. Boa tarde
    Será que a MB está analisando a substituição dos Sea Skua antes utilizados pelos Super Lynx por algum míssil mais moderno, tipo o novo Sea Venom ou o Spike?

  4. Cassiofrc 29 de junho de 2018 at 17:16
    Boa tarde
    Será que a MB está analisando a substituição dos Sea Skua antes utilizados pelos Super Lynx por algum míssil mais moderno, tipo o novo Sea Venom ou o Spike?

    Se eu fosse da ADM da MB/EB e FAB, ou mesmo do MD apostaria no FOG MPM da Avibras.
    Dotado de navegação de meio curso com INS/GPS e aproximação final via fibra óptica, ou seja mais moderno de o Spike e provavelmente mais barato, pois o FOG MPM já está pronto necessitando apenas de alguns ajustes e adaptações para as tecnologias que forem ser embarcadas.

  5. Caro RR, acredito que a aquisição das células de AW-A1 Super Cobras pela MB/CFN seria de ótimo tamanho.
    Assim contaríamos com mais unidades de helis.. que ampliariam ainda mais a capacidade ofensiva/ defensiva da MB/CFN.
    Outra aquisição e implantação que deveriam analisar, seria criar uma unidade de choque dotada de MBT pesados pelo CFN.
    Que em conjunto com os SK-105 ofereceriam poder de choque a força anfíbia, ainda mais agora com a aquisição do Bahia e Atlântico.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here