Home Divulgação Marinha vai homenagear mortos da Segunda Guerra Mundial

Marinha vai homenagear mortos da Segunda Guerra Mundial

4040
17
Monumento aos Pracinhas
Monumento aos Pracinhas no Aterro do Flamengo

A Marinha do Brasil realizará, às 16h desta sexta-feira (20 de julho), a cerimônia em memória aos mortos da Marinha em guerra. O evento, que acontecerá no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, tem como objetivo homenagear os feitos dos integrantes da Marinha Mercante e os combatentes da Marinha do Brasil que pereceram no mar em estrito cumprimento do dever.

O Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira presidirá a solenidade, que contará com a presença do presidente do Centro de Capitães da Marinha Mercante, Capitão de Longo Curso Álvaro José de Almeida Júnior.

No decorrer da cerimônia, o Destacamento de Honras Fúnebres realizará três descargas de fuzilaria e haverá, ainda, uma homenagem a bordo do Aviso de Patrulha “Albacora”, com a presença de ex-combatentes da Segunda Guerra Mundial e com o lançamento de flores ao mar.

Serviço:

  • Local: Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial: Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro;
  • Data: 20 de julho;
  • Horário: às 16h.
  • Credenciamento: O credenciamento será realizado pela Assessoria de Imprensa do Comando do 1° Distrito Naval
  • Telefone: (21) 2104-5763 e 99367-7032
  • E-mail: imprensa.1dn@gmail.com
Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Johnnie
Johnnie
2 anos atrás

off: um dúvida sobre direito marítimo: a quem pertence um navio afundado. qualquer um pode ir la e pegar um pedaço??? ou continua pertencendo aos seus donos que tem que teriam que vigiá-lo se não quiserem que alguem o faça?? e quem for lá e pegar uma lembrança, caso não possa, como será punido??
.

Gustavo
Gustavo
Reply to  Johnnie
2 anos atrás

depende de onde afundou, em Marrocos existe turismo para mergulhadores que querem ver os navios afundados da 2 GM, inclusive vários deles estão em bom estado e alguns com caixas de armas abertas, fuzis e etc.
Só não pode encostar a mão, fica lá e o Governo do Marrocos fica de olho. Não sei como é em outros lugares do mundo, mas lá é assim.

Humberto
Humberto
Reply to  Johnnie
2 anos atrás

Bom, eu aprendi no curso de mergulho (já faz mais de 20 anos, então a coisa pode ter mudado) é que caso você encontre um tesouro (pode até ser parte de um navio), é necessário que a descoberta seja comunicada a MB e caso você tenho pego algo (coisa que nem deveria ter feito), tem que entregar também para a MB. Lembro disto pois rimos desta regra, existe muita estória de vendas de moedas, porcelanas, peças que foram vendidas a colecionadores de forma clandestina. Uma coisa é fato, para encontrar algo, tem que pesquisar e muito, pois achar mergulhando é… Read more »

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Johnnie
2 anos atrás

A questão nunca é tão simples e é alvo de disputas de direito internacional, vejam esse caso mais recente aqui da Colômbia em disputa clm Espanha e EUA de um espólio de US$ 12 bi de um naufrágio…
.
https://noticias.r7.com/internacional/tesouro-de-r-62-bilhoes-gera-disputa-entre-colombia-e-espanha-26052018?amp
.
Sds

marcus
marcus
Reply to  Theo Gatos
2 anos atrás

EUA e Espanha disputando o ouro roubado dos Incas?

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  marcus
2 anos atrás

marcus 19 de julho de 2018 at 23:28
EUA e Espanha disputando o ouro roubado dos Incas?
———————————-

e é isso que os professores comunas de história ensinam…. tsc tsc…

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Theo Gatos
2 anos atrás

Nesse caso, os EUA não estão disputando nada.
Uma empresa americana, que supostamente achou o navio é que está cobrando uma comissão.
Quem está disputando são os governos da Colômbia (local onde foi encontrado e, dependendo do ponto de vista, “dona” da carga) e Espanha (“dona” do navio e, teoricamente, da carga).

Humberto
Humberto
Reply to  Rafael Oliveira
2 anos atrás

Tudo bem que a pobreza do país, tem muito a ver com o povo que lá mora (ou aqui), mas a colonização teve sim um fator determinante, seja por enviar ao pais, pessoas que somente queria explorar e voltar para casa, assim como, estas pilhagem. A Espanha deveria ter vergonha em querer a partilha de uma riqueza que não é dela, para quem já foi para Portugal, Espanha sabe que eles dizem que as Colônias eram delas, por isto, toda a riqueza idem.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Humberto
2 anos atrás

A riqueza era da Espanha e as colônias eram espanholas.

Prova: Tratado de Tordesilhas.

Humberto
Humberto
Reply to  Humberto
2 anos atrás

E dai? As ex colônias conseguiram a independência da Espanha e agora são nações soberanas, os tesouros foram pilhados destes países pela Espanha. Levaram toneladas de ouro e agora querem mais este? Deveriam devolver pelo menos uma parte, financiando o desenvolvimento das ex colonias (como hoje pagamos pela dívida social dos afro descendentes, que por sinal, foram os Portugueses trouxeram para gerar mais riquesas para eles). Mas nisto tem o mesmo argumento que o seu, eram colônias então podiam tudo e não devem nada. Mas isto é para conversar em um bar, tomando umas cervejas, não dá para explicar nos… Read more »

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
2 anos atrás

Em primeiro lugar, que restem em paz os corajosos combatentes brasileiros caídos em solo alheio.

Mas no tema de mergulhos, tesouros e descobertas arqueológicas no mar, alguém já ouviu falar sobre os navios romanos encontrados na Bahia De Guanabara por Robert Marx???

http://m.eltiempo.com/archivo/documento/MAM-862443

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Joao Moita Jr
2 anos atrás

Moita, interessante isso.

Achei esse outro link à respeito:

http://www.abovetopsecret.com/forum/thread1042040/pg1

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
2 anos atrás

Homenagem legítima à todos que se quedaram, mas também para todos que participaram! Parabéns Marinha Brasileira e que Deus os acalente . st4

Dalton
Dalton
2 anos atrás

Segundo o que li a cerimônia é sempre realizada no mês de julho em memória do naufrágio da da corveta Camaquã em 1944.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Dalton
2 anos atrás

Poxa essa foi uma das questões que fiquei ao ler a matéria, senti falta da motivação histórica e memória… Obrigado pela informação Dalton!
.
Abs

Esteves
Esteves
2 anos atrás

Obrigado a todos que lutaram.