Home Indústria de Defesa China: testes de mar preparam caminho para grupo de batalha de porta-aviões

China: testes de mar preparam caminho para grupo de batalha de porta-aviões

14677
58
O Type 001A, que agora está sendo chamado de Type 002 ou CV17
O Type 001A, que agora está sendo chamado de Type 002 ou CV-17

O primeiro porta-aviões construído na China, o Type 001A (em algumas fontes  redesignado como Type 002), embarcou no segundo teste no mar no dia 26 de agosto, dois dias depois que o primeiro destróier de mísseis Type 055 da China, de 10.000 toneladas, teve seu primeiro teste no mar.

Especialistas chineses disseram no último domingo que os navios provavelmente formarão um grupo de batalha de porta-aviões quando forem entregues à Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA Navy).

Auxiliado por rebocadores, o porta-aviões partiu do estaleiro de Dalian, na província de Liaoning, no nordeste da China, na manhã de domingo, após uma exibição de fogos de artifício, de acordo com vídeos e fotos no Sina Weibo, no domingo.

“O segundo teste marítimo do porta-aviões se concentrará em lidar com questões que surgiram durante o primeiro”, disse Song Zhongping, um especialista militar e comentarista de TV, ao Global Times.

Embora o teste dos sistemas de energia dos navios seja o foco principal, o segundo teste marítimo envolverá cargas mais pesadas e outros diagnósticos do sistema, incluindo comando, comunicação e gerenciamento de danos, disse Song.

Zhang Ye, pesquisador do Instituto de Pesquisa Naval do PLA, disse ao Global Times que o segundo teste marítimo também se concentrará na execução de testes de armamentos e equipamentos do porta-aviões.

“Os radares, o sistema de navegação e as armas principais serão testadas”, disse Zhang.

O primeiro teste marítimo do novo porta-aviões ocorreu de 13 a 18 de maio. Ele retornou em 23 de maio ao estaleiro de Dalian para concluir o trabalho de armamento.

Testes futuros no mar envolverão testes de caças e helicópteros a bordo do porta-aviões antes de serem entregues à PLA Navy, de acordo com Zhang.

A entrega pode demorar cerca de um ano graças ao conhecimento obtido com o lançamento do primeira porta-aviões do país, Liaoning, disse Song.

O novo porta-aviões chinês aparece nas fotos com modelos de aeronaves para treinamento das equipes de manobra do convés de voo
O novo porta-aviões chinês aparece nas fotos com modelos de aeronaves para treinamento das equipes de manobra do convés de voo

Type 055

O primeiro destróier de mísseis Type 055 da China fez sua viagem inaugural na sexta-feira, 24 de agosto.

As fotos no Sina Weibo mostram o destróier de mísseis construído localmente de 10.000 toneladas deixando o estaleiro de Jiangnan em Xangai pela primeira vez.

As duas naves provavelmente serão entregues à PLA Navy na mesma época, com o destróier servindo como uma embarcação de escolta para o novo porta-aviões, aumentando significativamente a capacidade de combate do grupo, disse Song.

O destróier de mísseis também é capaz de realizar missões por conta própria e terá um papel importante na defesa de mísseis, disseram especialistas no domingo.

“O Type 055 é a embarcação de superfície de alto nível da China. Aumentará a capacidade de combate da PLA Navy em alto mar”, de acordo com Song.

O destróier de mísseis também se tornará uma extensão importante do sistema antimísseis marítimo da China, já que pode fornecer profundidade estratégica a partir do alto-mar, observou Song.

O destróier foi lançado em 28 de junho de 2017, mas não tinha ainda passado por testes de mar antes de sexta-feira.

O ano entre o lançamento do Type 055 e seu primeiro teste no mar indica que ele deve ter sido submetido a testes simulados para garantir o sucesso de seu teste no mar, disse Song.

Mais navios Type 055 estão em construção. Especialistas chineses disseram que a PLA Navy precisa comissionar pelo menos 10 destróieres de mísseis Type 055 no futuro.

Destróieres de mísseis Type 055 estão equipados com mais de 100 silos de lançamento vertical capazes de lançar mísseis superfície-ar, mísseis de cruzeiro antinavio, mísseis de cruzeiro de ataque terrestre e foguetes com torpedos antissubmarino acoplados, segundo militares chineses e estrangeiros e reportagens de mídia.

Especialistas chineses esperam que o “railgun” eletromagnético, que está em desenvolvimento, seja montado no Type 055 no futuro.

Type 055 saindo para testes de mar
Type 055 saindo para testes de mar

FONTE: Global Times

58 COMMENTS

  1. Vejo todas as nações se Armando, somente o Brasil, acha que nada nem ninguém vem até aqui, com um porta aviões, alguns aviões, 5 ou 6 type 55, eles fazem a festa na costa brasileira, pois não temos nada para nós proteger, quando nossos amigos do norte chegarem terão se passado mais de 10 dias e o estrago estará feito. Muito dirão eles estão sendo monitorados, sim, podem dizer que estão fazendo exercícios em águas internacionais. Vamos reforçar nossas FFAA.

    • Caro ancião,
      Não é só Brasil, grande parte do mundo está investindo cada vez menos em defesa, teve aquele caso famoso da Suíça que não enviou caças pois estava fora do horário comercial.
      Quanto a China vir ao litoral brasileiro, vão fazer o que? Só se for um exercício, a encrenca deles é no Pacífico, mas da China e Amarelo, nada de festa aqui.
      O Brasil e a China são grandes parceiros comerciais, não vão colocar em risco esta parceria a toa.
      Quanto a reforçar as nossas Forças Armadas, perfeito.

  2. A China até pouco tempo atrás era pior que o Brasil em tudo. Hoje, se ela parasse no tempo, precisaríamos de uns 100 anos para alcança lá. Enquanto eles compram um porta aviões usado, desmontam, copiam e aprendem a construir um novo, nós aqui só conseguimos comprar usado e não pode usar muito por falta de verba, 80% é folha de pagamento. Uma lástima e vergonha juntos

    • A China nao foi pior que o Brasil. Em nada. Praticamente tudo que usamos no mundo ocidental foi inventado na China. São 3 mil anos de história. Com o fim da politização e da polarizacao entre deus e o diabo, bons e maus, mocinhos e bandidos, de lá e de cá, oriente e ocidente, com ou sem…os chineses saíram da toca.

      São séculos de espurgos. Dos impérios a Mao. Impossível comparar o oriente, incluindo a Rússia euro-asiática, com a nossa vida lusitana. Enquanto comíamos frangos amanteigados a Don João VI, eles comiam gafanhotos.

      Hoje eles comem comida francesa. Nós, pensamos em eleger presidiários.

      • Esteves, você precisa saber mais de economia e política e deixar de achismo. Leia mais sobre a era Mao Tse Tung ate 1978 e depois com a chegada de Deng Xiao Ping que proporcionou a revolução econômica da China. Para seu notório conhecimento, a China em 1978 era um país extremamente pobre e subdesenvolvido, atrás do Brasil. Procure saber mais.

        • Depende. Depende até das fontes. Se consideramos padrões de consumo ocidentais como fatores de desenvolvimento tipo quantos carros, quantos computadores, TVs, pode ser que na década dos anos 1970, a China estivesse pior que o PIB brasileiro.

          Quando os militares brasileiros cumpriram missão no Haiti, o G1 publicou cenas de pessoas comendo biscoitos de barro.

          Aqui no Brasil, nos anos 2010, por todo o norte e nordeste, esse biscoito é chamado de tabatinga. Amassa o barro, assa na lata e come. Nos anos das décadas 1970/1980, a Folha de S. Paulo publicou uma série de reportagens sobre o homem Gabiru. O brasileiro nordestino que se alimentava de barro.

          Isso nunca foi estatística. Nunca foi PIB.

          A China sempre foi uma potência extraordinária. Do jeito dela e com os padrões chineses. O que passa hoje é a ocidentalização da sociedade chinesa. Reformas. Mudanças. Novidades.

          Eles constroem prédios em semanas. Navios em meses. Mercados de consumo em anos.

          • amigos, não seja teimoso. Esse período de Mao, foi uma escuridão para o povo chinês. Eles fecharam universidades porque era coisa de burguês.
            a China era sim, pior que o Brasil nessa época, a fome matou milhões nesse período. A diferença é que eles aprenderam com seus erros. Já nós.

          • Oseias, já existe debates sobre os pontos positivos da Ditadura de Mao… As reformas de Xiaoping fizeram apenas resolver o problema da alocação de recursos típicos de uma economia socialista. Mas o governo de Mao evitou a expansão dos USA na Coréia e deu a China capacidade de dissuasão nuclear, além de, é claro, vencer a guerra civil contra os Capitalistas do Kuomintang. Mao também foi bem sucedido em sua arriscada negociação com Stalin que havia ocupado a Manchúria depois de derrotar 1,5 milhões de homens do exército Kuantung Japonês.

      • não não e não.

        Educação faz parte mas não é o fim. O que fez a China sair da pobreza e começar a ir pra frente foi eles terem aderido ao livre mercado.

        Se fosse educação me explica o porque que o Brasil aumentou ( e muito) o gasto com educação e mesmo assim estamos numa crise econômica?

        “Brasil gasta mais em educação em relação ao PIB que a média de países desenvolvidos
        No entanto, o país está na lanterna em avaliações internacionais de desempenho”

        Leia mais: https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/brasil-gasta-mais-em-educacao-em-relacao-ao-pib-que-media-de-paises-desenvolvidos-22858629#ixzz5PntJ7KuJ
        stest

        • Livre mercado kkkkkkkkkkkk Mds, porque diabos esse acha que o livre mercado é a solução de todos os problemas do mundo ?????

          • Não é a solução pra TODOS problemas. Mas pobreza ele resolve.

            Já que estamos falando de China, olha como eram pobres e fugiam do comunismo pra entrar num país livre ao lado antes da China abrir as portas pro comércio e virar essa potência que constrói navio como se constrói Minha Casa minha Dívida aqui no BR.

            Confere aqui nesse link:
            https://mises.org.br/Article.aspx?id=1804

            Como ocorreu o milagre econômico de Hong Kong – da pobreza à prosperidade

          • Porque é sim. Do contrário, já teriam caído como a URSS. Tá certo que o livre mercado que a China pratica não é lá 100% porque ainda tem aquele partido comunista (chineses espertinhos, usam o capitalismo “malvadão” só pro regime deles não cair) mas já deu uma grande melhora. Explique-nos você porque o livre mercado não é a solução. Aqui no Brasil, abrir uma empresa leva meio ano e tem vários gastos com burocracias. Quer vender pipoquinha na rua? Opa, não pode porque o governo não gosta, tem que ter licença. Tem uma boa ideia e quer empreender? Opa, toma aqui um impostão de brinde. Tá, mas pelo menos podemos ter produtos de qualidade? Ah não pode não, porque tem que “valorizar a industria nacional”, então toma mais uns 50% de imposto em cima de qualquer produto estrangeiro. Ao menos podemos tentar nos virar entrando no nosso próprio mercado? Ah é, também não pode, porque as agências reguladoras formam um oligopólio com umas empresas amiguinhas deles. Agora me diz, como livre mercado não seria solução? E não me venha com essa de “mas aí o dinheiro está indo pro exterior”, porque o que vai pode muito bem voltar em forma de investimentos.

        • A crise que vivemos ou na qual ainda sobrevivemos é uma çrise de receitas. Crise de arrecadação. Consequência de trapalhadas feitas por um governo trapalhão. Somente a desoneração retirou centenas de bilhões de reais em arrecadação federal.

          Essas estatísticas de gastos com educação deveriam ser depuradas. Todas as prefeituras incluem outros gastos. Até as receitas com royalties que deveriam ser exclusivamente para educação vão para obras, merendas (olha ela aí de novo), burocracia e custeios.

          Estamos em 13o. lugar em gastos com defesa. Na pratica…1 corveta, 1 submarino, fragatas de 40 anos e projetos. Vários projetos.

          Gasto não significa eficiência.

          • Justamente crise de Receita, paga-se muito imposto no país, então todo dinheiro que iria para empreendimentos privados para gerar produtividade e aumentar o valor do PIB vai para manter a máquina estatal funcionando, o mesmo ocorre com investimentos estrangeiros no país, investir no Brasil é furada, por isso o Dollar e o euro estam acima de 4 reais, ninguém quer colocar seu dinheiro num lugar em que mais da metade deste é destinado à burocracia e gastos imuteis do Estado!

      • Perfeito , vejam uma Universidade chinesa a postura de seus alunos, e as nossas , cheias de maconheiros , travestis , marginais, agressores de professores , agitadores e etc , que somente querem estudar , ciências politicas , sociologia , assistência social , direito , e o Brasil gasta uma fortuna com isto , quem quisesse estudar estas abobrinhas deveriam estudar em Universidades Pagas !

    • Enquanto o Brasil é um estado democrático e cleptocrático, cujos objetivos não ultrapassam os 4 anos de uma legislatura, a China se tornou um estado meritocrático, apesar de não democrático, com ações voltadas ao longo prazo.

    • A China era e ainda é pior que o Brasil em várias áreas, especialmente social, urbana e ambiental, onde em decorrência da população enorme ainda há muita pobreza, apesar disso, o país vem melhorando muito graças a economia forte.
      O grande problema do Brasil é a falta de planejamento que é consequência da falta de governos sérios. Basta ver as cidades brasileiras que NUNCA tiveram planejamento, a própria capital federal é toda errada, cheio de favelas…imagina o resto, isso é reflexo do total desleixo da ideia de criar um país para se viver com paz e harmonia. Citei as cidades porque grande parte dos problemas que temos é oriundo disso, gerando insalubridade para as pessoas e gasto público enorme, além de ineficiência, temos cidades com terrenos pequenos (fração-lotes) e estreitos (sem o devido espaçamento), imóveis colados uns nos outros, vias estreitas, sem calçadas, avenidas sem traçado, muitas vezes sem coleta de esgoto, drenagem pluvial, ciclovias, sem transporte público de verdade, arborização, praças, pavimentação…tudo isso gera problemas de saúde, trânsito, acidentes, insalubridades de todos os tipos. O grande problema nas últimas décadas são as cidades e nada é feito no Brasil, enquanto a China vem construindo cidades inteiras do ZERO, pois sabem do potencial de crescimento e benefício de começar do zero, enquanto aqui a GLOBO faz matérias em horário nobre criticando os chineses por tais atos, dizendo que é “desperdício”, enquanto os marinhos vivem nos EUA com cidades planejadas para todos os lados.

  3. Amigos do norte?

    Por que chineses são inimigos? Qual é a doutrina que classifica chineses como inimigos? Quando a MB rompeu o alinhamento com os americanos e passou a pensar diferente, planejando meios navais contra superfície e não somente contra submarinos, os amigos do norte se portaram como amigos?

    Historicamente, foram aliados. Bem…quando desembarcaram em Natal não nos deram outra opção. Nos anos militares ajudaram a espantar os cubanos daqui. Por interesse deles.

    Em Alcantara? No episódio das baterias do Riachuelo?

    Não li nada até hoje que classifica o Brasil como amigo ou aliado da turma do norte, segundo o raciocínio deles. Se o nosso pensamento estratégico é a eterna dependência e a esperança de ajuda vinda lá de cima…os alemães terminaram o pagamento das compensações devidas pela 1a. Guerra no início dos anos 2010. Falta pagar a Segunda. Nem imagino quanto nos cobrariam por um susto.

    • Simples somos uma democracia ocidental que depende da ordem mundial liberal para a sobrevivência das nossas instituições.
      A China é uma oligarquia ditatorial, estado policial, focado no partido que quer destruir a ordem liberal e suas instituições ou ao menos mudaf substancialmente a suas características e funções. Por isso a China é um inimigo, um inimigo que temos que entender, pq precisamos conviver infelizmente.
      Ao menos que vc não goste da democracia liberal ocidental, do ocidente e seus valores gregos-romanos-judaicos-cristão, ai sim não tem pq ter tanto recio da China, mas mesmo assim, eu acho que a soberania d independência ainda sim vc terá, ou seja, a China continuará sendo um pouco inimiga.

      • Exato, com a China como aliada não demoraria muito para isso daqui virar uma ditadura de extrema esquerda. Para quem acha que seria exatamente como a ditadura chinesa, onde eles abriram a economia, pode tirar o cavalo da chuva.
        A China só precisa da matéria prima e riquezas do Brasil e não de indústrias para competir com eles, um colapso parecido com o da Venezuela seria bem mais interessante para os chineses.

        • Amigo, um colapso igual da Venezuela não interessa a ninguém. O que interessa pra eles é um mercado consumidor! Povo esquece que quem produz, tem que vender. Por que você acha que houve um interesse tão grande da Inglaterra em terminar com a escravidão no mundo após a Revolução Industrial? Criaram consciência de uma hora pra outra ou precisavam de mais pessoas para comprar os produtos que eles produziam? Com a China, EUA, e todos os outros países do mundo é a mesmíssima coisa: mercado!

          Por isso esse poço de ineficiência chamado Brasil fica pra trás! Enquanto soja, carne e minério estavam com preços em alta, eramos a 6 maior economia… quando as commodities caíram de preço, despencamos em uma crise gigantesca, em grande parte por causa da ineficiência do Estado em usar os trilhões arrecadados em tributos. Só pra se ter uma ideia, esse ano, crise brava, precisamos trabalhar 153 dias para pagar os tributos ao Estado…

          Quem tiver interesse acesse aí: https://impostometro.com.br/. É auto explicativo!

      • Então somos inimigos dos Árabes. Porque árabe não é cristão. Nem grego. Entre os inimigos vamos inclui persas do Iran, africanos e seus cultos, japoneses e suas religiões naturistas e budistas. E, claro, indianos e os cultos/religiões hindus.

        Mórmons? Islâmicos de toda a Ásia?

        Penso que a vida é bem complicada. Vivemos em isolamento. Isolados pela língua, pelos costumes, pela selva, pelo mar. Collor abriu os portos em 1988.

        Como dizia Renato Russo…somos tão jovens.

  4. Bacana a ilha desse Porta aviões. aliás, todo ele, bem como o type 055. Como ficou fácil e simples para os chineses dominarem a arte e a tecnologia de embarcação de guerra aliado a muita grana.

  5. Humberto: mas perigoso são os amigos, o inimigo você sempre sabe ou espera que ele vai fazer alguma coisa, já o amigo você não espera nada. A China para nós é somente um parceiro comercial, temos a maioria dos produtos que eles necessitam, minério de ferro, nióbio, grãos para alimentar a população, produtos agropecuários, etc, sendo assim, no momento que eles pensarem diferente podem mandar sua frota, seus aviões, e seu pessoal que eles tem em excesso. No momento que firmarem uma cabeça de praia, podemos até tirar eles, porém, causaram muito estrago por aqui. Hoje atas fragatas, corvetas, sub, cáca Minas são operacionais, não estou falando ter, ter temos porém estão parados. Pense estar bem preparado faz o agressor pensar 2 vezes.

    • As leis chinesas garantem cinco tipos de seguros previdenciários: aposentadorias e quatro espécies de auxílios: desemprego, acidente, médico e maternidade. O Brasil possui uma cobertura maior: pensão por morte, auxílios doença, acidente/reclusão e salário maternidade.

      Os dois países estão em processo de harmonização de suas previdências.

  6. Para quem tem tanto preconceito com a China “comunista”, pesquisem Sun Tzu, um dos heróis do almirante Isoruko Yamamoto, que quase destrui Pearl Harbour e de George Patton que se não fosse por Eisenhower teria invadido Berlim, dominado e escorraçado os soviéticos. O resto é história.

    • Sun Tzu é lenda. Historias contadas a turistas.

      Sun Tzu é ou são compêndios de batalhas. Narrativas. O personagem é uma ficção criada para entreter e ensinar.

      A referencia para estratégias militares que se aponta nos lados de lá (claro, há outras) é o Livro dos 5 Anéis que no ocidente têm uma publicação muito resumida. Musashi escreveu nos anos 1640. No Japão. Outro país atrasado…já que está no Oriente.

    • “Se”
      “Teria”
      Bem hipotético. A China tem mt historia para contar e foi construido na base de grandes batalhas e estrategias, a Muralha da China é um exemplo, existe tambem um grande motivo para ela estar permanentemente no Conselho de Segurança da ONU, mas no confronto moderno ela ainda é coadjuvante

  7. “Patton que se não fosse por Eisenhower teria invadido Berlim, dominado e escorraçado os soviéticos”
    Como assim??? Escorraçado centenas de divisões soviéticas, com a melhorar e mais numerosa artilharia do mundo na época??? Me engana, que eu gosto…

    • Já ouviu falar em Little Boy e Fat Man ??

      E não foi só o Patton que foi travado,Curtis LeMay e Douglas Mc Arthur também queriam fazer igual com China e Coréia do Norte.

      Eu acho que vi alguma frase do Curtis Lemay reclamando que deveriam ter usado os nukes antes que os soviéticos a tivessem, que ai seria tarde demais. Mas não achei a frase.

    • Quem tem bombas atômicas pode tudo, Patton tinha ojeriza do mundo comunista, ele queria levar as tropas até Berlim e expulsar os soviéticos. Se ele recebesse o aval a história seria diferente.

      • “Verdade seria mesmo” , talvez nem VC estaria aqui hoje….Querer não e poder , os mesmo americanos queriam derrotar o Vietnam também ,mas saíram de lá corridos ,soviéticos tiveram a mesma intenção no Afeganistão ,mas se deram mal….se for levar a sério tudo que um Oficial fala ….estamos perdidos..

    • Nem precisariam de armas atômicas, pois se os soviéticos dispunham da mais numerosa artilharia, se era a melhor há controvérsia, bem os aliados anglo-americanos dispunham das melhores forças aéreas tática e estratégica do período.

  8. A China aprendeu com os erros da URSS e usa o Capitalismo a seu favor e nao contra.

    A China nao tem e a antiga URSS tbm nao tinha nada de comunista, sao Ditaduras e nada mais, o resto é apenas rotulo ideologico.

    Independente disso, o crescimento militar chinês é
    impressionante. A China caminha firmemente no proposito de se tornar a 2°Superpotencia do Mundo e ainda vai trazer a Russia a tiracolo.

    Por causa da politica externa desastrosa de Trump, que criou antipatia com os proprios aliados, inclusive com o Canada, entao, estamos presenciando o inicio de uma Nova Guerra Fria.

    De um lado estarao EUA, Israel, Reino Unido, Australia, Japão, OTAN e Europa e do outro lado China, Mongolia, Korea do Norte, Pakistan, Turkya, Iran, Russia, Belarus e Kazakistan.

    Vamos esperar para ver com qual lado Brasil, India e Afrika do Sul irão se alinhar.

    E como se nao bastasse isso, ainda temos o Fanatismo Islamico que ameaça ambos os lados dessa nova Guerra Fria.

    E no meu ponto de vista, o Fanatismo Islamico é o unico e verdadeiro inimigo a ser combatido neste momento. Todos os países citados deveriam se aliar para deterem esses fanaticos que escravizam povos inteiros.

  9. Que a China caminha firmemente para ser a segunda potencia militar disso nao tenho dúvidas, mas para chegar aos EUA falta um abismo enorme. Esse porta aviões é bastante influenciado na classe do Kuznetsov, o outro é de fato pertencente a citada classe, navios projetados na decada de 70, nada comparáveis a classe nirmitz, muito menos a classe ford. O mesmo pode se dizer de todos os outros meios, aviação naval, submarinos e outros. EUA estao a anos-luz dos chineses.
    De qualquer forma, o esforço deles é admirável. Parabéns a China

  10. O país quebrado, desemprego, segurança publica falida, educação em baixa…
    E vamos gastar nos armando? Qual o perigo corremos neste momento e nas proximas duas décadas?

  11. Por falar nos PA`s chineses, o primeiro chama-se “Liaoning”, nome de uma província (ou Estado).

    E esse segundo? Creio que deram o nome de “Shandong”, também uma província….alguém teria mais informações sobre o nome dele?

  12. Caros, fiz uns desenhinhos de propostas pra modernização das CCB, CCI e FCN baseados em algumas coisas que foram discutidas aqui.

    Nesse exercício, coloquei como requisito mínimo permitir que os escoltas executem a missão da Unifil – que no meu entender são operações litorâneas, contando com superioridade aérea e com foco em ameaças de superfície (sobretudo assimétricas) e defesa anti-aérea de curto alcance.

    https://indiamike972623436.wordpress.com/2018/09/02/the-journey-begins/

    CCB: A maioria aqui parece concordar com uma modernização nos sistemas mas sem alterar a estrutura do navio. Sensores e armamentos devem se adequar ao que for definido na proposta escolhida pras Tamandarés, com exceção do VLS que teria grande dificuldade em ser encaixado seja atras do canhão principal, seja nas laterais do hangar. O canhão 76mm (ou 57mm) já vai melhorar enormemente a defesa aérea de curto alcance, mas adicionei um lançador duplo Mistral RC em cada lado do hangar para permitir uma composição canhão + míssil na defesa de ponto.

    CCI: Pensei em simplificar ao máximo os equipamentos das Inhaúma, focando no combate de superfície e na defesa AA de curto alcance. Achei excelente a idéia de adquirir reparos usados de 76mm para esses meios (contanto que esse seja mesmo o calibre usado nas Tamandarés – em caso negativo usaria os Bofors 40mm Mk3 das FCN desativadas na proa). Sugiro remover os reparos Mk2 das laterais do hangar, os tubos de torpedo e o sonar, o que junto com a troca do enorme canhão 4.5” deve reduzir bastante o sobrepeso dos navios. A remoção da capacidade antisubmarina visa tb tornar a revitalização mais simples, focando apenas nas missões descritas. Acredito ser simples uma atualização do radar DT e da alça EO (o mesmo poderia acontecer com os lançadores de chaff), utilizando os equipamentos excedentes das FCN que serão desativadas. Completa a modernização com um lançador Simbad RC (ou Tetral) e duas .50 para combater ameaças assimétricas.

    FCN: acredito numa modernização mais simples, consistindo basicamente numa revitalização dos sistemas existentes. Seriam substituídos apenas o canhão principal por um de 76mm (como nas CCI) e o Boroc (aparentemente inoperante a anos) por um lançador Simbad RC ou Tetral para reforçar a defesa de ponto.

    Espero que os visuais ajudem nas discussões. Se alguém quiser sugerir algo diferente eu posso tentar visualizar tb.

  13. Quando e se tivermos condições de projetar e construir um PA o modelo que melhor combina com nosso TO será semelhante ao Queen Elizabeth. Com propulsão nuclear, claro, que ninguém quer esgotar as reservas abastecendo caldeiras famintas de óleo.

  14. Em pouco tempo quando as FA’s do Dragão estiverem mais robustas, eles farão bloqueio aéreo e naval da”província rebelde”, Taiwan será reanexada ?
    Veremos …..

  15. Não é so a China, vocês estão esquecendo da India, são duas Super PotÊncias que vão dominar o mundo nos proximos anos, a India e a China, elas rivalizam em tudo, Russia e EUA serão ultrapassados, enfim quem viver verá, espero que no final de tudo o Brasil ganhe, se houvesse guerra nuclear, ela nunca chegaria até aqui, então juntamente com a Africa e Australia, seriamos os unicos lugares da terra com vida…. Nesse jogo todo das nações, estou com a forte sensação que no final de tudo o Brasil triunfará…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here