Home Acidentes Navais Submarino ARA San Juan é encontrado um ano depois do desaparecimento

Submarino ARA San Juan é encontrado um ano depois do desaparecimento

15262
81

Ministério da Defesa e Armada Argentina confirmam que o submarino ARA San Juan foi encontrado

A empresa norte-americana Ocean Infinity confirma que um objeto descoberto a uma profundidade de 800 metros é o navio desaparecido em 15 de novembro de 2017, quase exatamente um ano atrás.

Um dia após o primeiro aniversário de seu desaparecimento, o submarino ARA San Juan foi encontrado.

A impressionante notícia, confirmada pelo Ministério da Defesa, pela Marinha e pela empresa americana que lidera a busca pelo navio, chegou na madrugada de sábado.

Na quinta-feira, a Ocean Infinity – empresa norte-americana que deveria suspender sua busca há apenas 48 horas – confirmou que um objeto de aproximadamente 60 metros de comprimento foi descoberto a uma profundidade de 800 metros.

Depois de ir para o local com seu navio Seabed Constructor para investigar, a empresa diz que identificou positivamente o objeto como a ARA San Juan. O Ministério da Defesa e a Marinha confirmaram a notícia via Twitter.

Os membros da família foram notificados antes que a notícia fosse divulgada.

Restos do ARA San Juan vistos pelo sonar de alta resolução
Restos do ARA San Juan vistos pelo sonar de alta resolução
Perfil com corte do submarino TR-1700 argentino, classe “Santa Cruz”

Um ano, um dia

O San Juan, um submarino da classe alemã TR-1700, desapareceu quase exatamente um ano atrás, quando navegava do porto mais ao sul de Ushuaia para Mar del Plata depois de uma patrulha.

Uma busca massiva aérea e marítima começou 48 horas depois envolvendo unidades de 13 países, mas a maioria se retirou antes do final de 2017, com o submarino desaparecido não estando mais perto de ser encontrado.

Durante todo o tempo, parentes e familiares dos 44 membros da tripulação que estavam desaparecidos pressionaram a Marinha, o Ministério da Defesa e o Gabinete para continuar a busca.

A Marinha tem sido ferozmente criticada por sua manipulação da operação desde o primeiro relato do submarino em atraso em Mar del Plata em 16 de novembro.

Somente depois de alguns dias da tragédia que oficiais da Marinha reconheceram que o antigo submarino alemão havia reportado um problema com suas baterias em seu comunicação final em 15 de novembro. E quase 10 dias depois, oficiais da Marinha confirmaram que houve uma explosão a bordo, o que, segundo especialistas, provavelmente está ligada ao problema da bateria.

Vários oficiais superiores foram demitidos, incluindo o chefe da Marinha, Marcelo Srur, e muitas das famílias expressaram raiva e desapontamento com os esforços do governo para encontrar seus parentes desaparecidos.

A Ocean Infinity assinou um contrato de US$ 7,5 milhões com o governo para procurar a embarcação por pelo menos 60 dias. No entanto, a empresa só receberia o dinheiro se o ARA San Juan fosse encontrada. A empresa começou sua busca em 8 de setembro.

O governo agora terá que investigar se o submarino pode ser içado do seu atual local de descanso.

Navio Seabed Constructor
Navio Seabed Constructor da empresa norte-americana Ocean Infinity

FONTE: Buenos Aires Times

Subscribe
Notify of
guest
81 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Zhanhsi
Marcelo Zhanhsi
1 ano atrás

Um alívio para as familias e o mundo.

Quanto a içar, da para ver pela imagem que há vários pedaços. Penso não seja possível.

Larri Gonçalves
Larri Gonçalves
1 ano atrás

Que a tripulação do ARA San Juan descanse em paz, isso também trará um alívio para seus familiares, pois apesar da desgraça, agora sabe-se o destino de seus filhos, esposos, etc… Isto posto agora é aguardar as decisões do Almirantado da Armada Argentina.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Pelo maps parece 400km ao sul de Mar del Plata. Bem longe da área de exclusão das Falklands. Fim das teorias conspiratórias.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Meu Deus… ta tudo patrulhado mesmo. Deve ter sido culpa da herança maldita do FHC…

Marcos10
Marcos10
1 ano atrás

Na beira do precipício.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Até que fim! Que enviem submarinos para filmar o local e ver como ficou o submarino.

Wagner Pinheiro de Barros
1 ano atrás

Que Deus continue confortando essas famílias. Que os irmãos de arma estejam repousando ao lado do Sr de todas as forças armadas. Amém!

Binho
Binho
1 ano atrás

800 metros de profundidade?

Submarino Kursk estava menos de 200 metros e foi todo aquela trabalho custoso pra tirar ele de lá

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Binho
1 ano atrás

Nesse caso, ele vai descansar onde está mesmo! No máximo vão filmar ele!

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Alguém me explica algo que não entendi….

Essa área aonde acharam o submarino já tinha sido investigada antes? Ou esse navio americano foi buscar em outro lugar que não tinha sido procurado antes?

E se foi num local aonde já tinham pesquisado ele não foi achado devido a falta de equipamento para o mesmo?

marcelo kiyo
marcelo kiyo
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Ante foi usado somente o sonar do navio, que devido a eficiência da “camuflagem” não foi descoberto.Agora com esse navio especializado em busca de naufrágios, foram usados 9 sonares em simultâneo com separação de 50 m entre eles, que resultou na imagem acima que parece uma fotografia do fundo; por isso ele foi descoberto.

marcelo kiyo
marcelo kiyo
Reply to  marcelo kiyo
1 ano atrás

Correção: são 6 veículos autônomos com sonares e não 9 como escrevi.

Alexandre
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Primeiro não se escreve aonde nesse caso é sim onde.
Aonde da ideia de movimento e onde de local fixo.

J.Neto
J.Neto
1 ano atrás

800 m = +/- 80 bar … só rov mesmo

ALDO GHISOLFI
1 ano atrás

ENFIM! Que descansem, definitivamente, em paz!

Alessandro H.
Alessandro H.
1 ano atrás

Nessa profundidade restará quase inviável uma operação de resgate do navio.
Que repouse em paz no leito do oceano como um “cemitério de guerra”, que guardará eternamente os bravos submarinistas da Arnada que lá pereceram…

Tobyaps
Tobyaps
1 ano atrás

Os compartimentos estão próximos no fundo do mar, da impressão que ele desceu parcialmente intacto vários metros.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
1 ano atrás

Humm…. tá parecendo demais enredo de filme!

A empresa americana topa fazer a busca e receber só se encontrar o sub, e, ao anunciar que iria encerrar em 48 horas as buscas…tchanamm!!! Encontram o sinistrado. Aliás, numa área ao que parece, exaustivamente pesquisada anteriormente…

Inclusive, pelos próprios americanos!

Infelizmente, um enredo bom demais para um filme…

Sem dúvida, uma situação que se resolve, em parte, para os familiares das vítimas…

Grato

Rafael_PP
Rafael_PP
Reply to  PRAEFECTUS
1 ano atrás

Comentário vergonhoso…

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
Reply to  Rafael_PP
1 ano atrás

Meu caro Rafael,

chamaria sua atenção para que se esforçe um pouquinho mais em entender minhas colocações. O fato é, que, existe muitas pontas soltas no afundamento do ARA San Juan.

É necessária, uma profunda e séria investigação independente, de toda a cadeia de eventos deste “acidente” para que a verdade de fato, venha a tona!

Nem tudo por vezes, é, o que parece ser meu caro…

Grato

Eduardo
Eduardo
1 ano atrás

Juro que me esforcei, mas a imagem do sonar não me disse nada, ser um completo ignorante nesses assuntos faz passar perrengue nesta hora.

Que descansem em paz.

diego
diego
Reply to  Eduardo
1 ano atrás

eu também. Aliás achei estranho vários destroços espaçados ao longo de 60m. 60 m era o tamanho dele mas me causa estranheza que ao ser dividido em várias partes elas tenham ficado tão próximas. Outro fato que me causou estranheza: foi dito que ele explodiu , em seguida teria implodido, até ai tudo bem, explosão devida ao hidrogênio seguida de implosão devido à profundidade mas não faz sentido ter ocorrido uma implosão e os destroços se afastarem assim… creio que uma implosão seria algo rápido em função da primeira ruptura do casco resistente, mas não consigo imaginar que uma implosão… Read more »

Rennany Gomes
Rennany Gomes
1 ano atrás

Grande noticia, agora os familiares se confortarão com a certeza de saber o que aconteceu com seus entes queridos, que descansem em paz os bravos marinheiros do ARA San Juan!

Diogo Prado
Diogo Prado
1 ano atrás

Quando a CIA tentou roubar aquele submarino soviético com o navio do Huges, ele estava a quantidade metros de profundidade? e qual foi o custo da operação? Tipo… é difícil, não impossível

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Diogo Prado
1 ano atrás

Diogo, o Glomar Explorer levantou parte do submarino soviético que estava à pouco mais de 4km de profundidade. O projeto custou um tanto mais do que 4 bilhões de dólares em valores atuais. O interessante é que muita tecnologia teve que ser desenvolvida quase que do zero para levarem à cabo o Project Azorian. O livro ‘The Taking of K-129’ é extremamente recomendado para quem se interessa não apenas pelo assunto, como também pela tecnologia envolvida no projeto. Hoje em dia o Glomar Explorer não existe mais, mas se ainda estivesse parado em algum lugar, tenho certeza que a CIA… Read more »

Josafá Souza Costa
Josafá Souza Costa
1 ano atrás

Que Deus conforte e console essas famílias enlutadas. Como se sabe, nada nesta vida é para sempre!

Diogo araujo
1 ano atrás

mais uma para o repertório infinito de operações bem sucedidas dos americanos bobos e maus… Que descansem em paz, morreram fazendo o que amam e em casa…

Ivanmc
Ivanmc
1 ano atrás

Eu também, não consegui ver o Submarino pela marcação do sonar na imagem. Num primeiro momento, eu achei que àquilo eram os destroços.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Por um lado, é um alívio para as famílias dos tripulantes, saberem que o local onde seus homens descansam foi descoberto. Espero que isso conforte as famílias.
Pergunta de leigo:
Onde exatamente esses destroços foram encontrados, e qual é a distancia do registro do último contato deles?
Aparentemente, só sobraram destroços ( infelizmente ), seria possível fazer uma análise do que provocou o afundamento do sub com o que foi achado?

Gilbert
Gilbert
1 ano atrás

Esperamos ver no History channel ou no Discovery a odisseia para encontrar o ARA San Juan

Kommander
1 ano atrás

Tem o lado bom e ruim de ser uma pessoa “desconfiada”, só vou acreditar que é o ARA San Juan se trouxerem ele de volta a superfície.

Dr. Mundico
Dr. Mundico
Reply to  Kommander
1 ano atrás

O lado ruim de ser uma pessoa “desconfiada” é nunca acreditar em si mesmo e apenas no que os outros falam.

BILL27
BILL27
Reply to  Dr. Mundico
1 ano atrás

Não …Eu tbm sou desconfiado .Acreditar em que os outros falam que é o problema .Neste caso do sub ,eu não tenho duvida que seja .A empresa não cravaria a informação se não fosse verdade de fato e pra isso ,tem de provar para receber os 7,5 milhoes.

Renan
Renan
1 ano atrás

Me pergunto Em tempos de paz UMA SITUAÇÃO de emergência, com apenas metade das baterias era hora de declarar emergência e abandonar a embarcação. Mas o orgulho de não deixar um equipamento raro daquele país afundar. Foram juntos para o fundo do mar. Espero mesmo que nossos marinheiros não coloquem suas vidas em risco para salvar um equipamento. VELHO e com manutenção irregular devido a falta de verbas. Que no primeiro indício de risco a suas vidas que abandone o barco ou o submarinos. E zele por suas vidas. Quanto aos argentinos que tente resgatar os corpos. Para realizar o… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Renan
1 ano atrás

Não se sabe exatamente o que ocorreu…provavelmente aconteceu muito rapidamente, o submarino começou a mergulhar e não se sai de um submarino tão facilmente…duas escotilhas que permitem a passagem de uma pessoa de cada vez e mesmo na superfície dependendo do estado do mar, não teria sido fácil. . Se ao menos o submarino estivesse em águas rasas, não teria implodido e a tripulação poderia abandonar o submarino usando o equipamento adequado…mas…da forma como deve ter ocorrido, nem mesmo um veículo de salvamento como aquele existente a bordo dos submarinos russos, teria adiantado.

abrahamyamato
abrahamyamato
1 ano atrás

Descanse em paz ARA San Juan cold war veteran

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Ficará onde está.

Certamente seria o desejo dos marinheiros.

Dr. Mundico
Dr. Mundico
1 ano atrás

Até onde sei, é praticamente impossível trazer o barco de volta a superfície, por encontrar-se quase que totalmente despedaçado.
O mais sensato e humano é declarar a área túmulo nacional e prestar homenagens aos marinheiros.
Esperamos que os gases tóxicos das baterias tenham abreviado o fim e que tudo tenha terminado em minutos.

CVN76
1 ano atrás

Uma pequena correção:
Na realidade, o “Ocean Infinity” não iria encerrar as buscas dentro de 2 dias…..mas sim, ele iria
para a Africa do Sul para realizar trabalhos de manutenção e de troca de parte da tripulação e depois voltaria para o local de buscas….já estava planejado a muito tempo.

CVN76
Reply to  CVN76
1 ano atrás

Me corrigindo:
Troquei o nome do navio “Seabed Constructor” com o nome da Firma “Ocean Infinity”.

ERNANDO SIMIAO DA SILVA FILHO
1 ano atrás

Salvo engano, o K-129 estava a mais de 5000m de profundidade e a CIA conseguiu trazer à superfície uma parte. Então, 800m não são um obstáculo intransponível.

Humberto
Humberto
Reply to  ERNANDO SIMIAO DA SILVA FILHO
1 ano atrás

Você tem razão, DESDE que tenha dinheiro e vontade para faze-lo.
No mais, os americanos conseguiram trazer somente uma parte do submarino (versão deles).
Já existem fotos do submarino (tubos dos torpedos) circulando.

Para refrescar a memória da epopeia americana.

http://www.naval.com.br/blog/2017/09/20/como-os-eua-capturaram-um-submarino-da-urss-sem-os-sovieticos-saberem/?fbclid=IwAR1M3uKqxG7-3nTt8Rpv3mI0MuDaX7MusVU8dlh1jtpS0C2AxS_8zoD2ots

Baschera
Baschera
1 ano atrás
Baschera
Baschera
1 ano atrás

Notícias de horas atrás, nos permitem aventar a hipótese de que há “pedaços” e partes maiores no local.
A ARA mostrou imagens, feitas aparentemente por um rover, onde se pode ver a hélice e o que parece ser uma parte de eixo.

Sds.

Alex II
Alex II
1 ano atrás

As famílias querem enterrar os restos mortais dos seus e eles vão buscá-los. Os franceses resgataram corpos do voo da Air France a mais de 2500 metros de profundidade, isso aí é mole pra essas maquinas.

Dr. Mundico
Dr. Mundico
Reply to  Alex II
1 ano atrás

Desculpe, mas os “franceses” não resgataram nenhum corpo a mais de 2.500 metros de profundidade, até mesmo porque a 2.500 metros corpo humano nenhum permanece inteiro. Apenas foram coletados os poucos corpos que estavam flutuando.
Por favor, opine com mais propriedade de argumentação.
Sua inteligência agradece.

Baschera
Baschera
1 ano atrás

ARA San Juan: las fotos que tomó el robot submarino a 900 metros de profundidad INFORMACIÓN GENERAL | 17/11/2018 La Armada Argentina exhibió en conferencia de prensa las tres fotografías que le mostró a los familiares de los 44 tripulantes del ARA San Juan, el submarino hallado esta madrugada a un año de su desaparición.Las fotos son de la vela del submarino, la hélice y la sección de proa. Según se informó, “el submarino sufrió una implosión” y está en una “hondonada de 907 metros”.La zona de la vela de la nave.Una de las hélices, semienterrada en el fondo del… Read more »

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Tudo que o homem faz é imperfeito…

Camargoer
Camargoer
Reply to  Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Caro Cavalo. A imperfeição é parte essencial da natureza, como dá para perceber pela terceira lei da termodinâmica. Assim, a melhor afirmação é que “todos os sistemas que operam de modo irreversível são necessariamente imperfeitos”, Tem um livro chamado “O que é vida?” escrito por Schrodinger (aquele da equação de onda da física quântica) no qual ele relaciona a vida com a segunda-lei da termodinâmica. Deus me livre de ser religioso.

Claudio Melo
Claudio Melo
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

Amém!

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
Reply to  Claudio Melo
1 ano atrás

O ateísmo é um dogma…!!!….

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

Cada um imagina construir o próprio “ateísmo” quando o contemporâneo se originou no materialismo dialético soviético…fundamentado no átomo como “tijolo básico”, partícula fundamental…Derrotada tal premissa física pelo aspecto quântico, diluída a ditadura soviética que arriou sua bandeira sem luta…terminou a sustentação desse ateísmo… O culto norte-coreano aos patriarcas da nação deles se assemelha a um culto tribal, de uma das nações mais atrasadas do mundo que é a Coreia do Norte…seria comparativamente algo pré-Tupã…. Após a Física Quântica e a Psicologia Analítica não existe mais distância estanque entre Religião/Religiosidade e Ciência…o próprio presidente da dita “ATEA” cita nos próprios pronunciamentos… Read more »

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

O que é a “verdade”…???…AFIRMAR que Deus não existe?…Pra mim afirmar algo num campo desconhecido me parece tão fundamentalista quanto uma ideologia religiosa intolerante…

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

Admira-me encontrar uma pessoa inteligente que luta contra algo que ela mesma não crê absolutamente que exista…rs…

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

“No momento em que escrevo, acho que três alegações no campo da percepção extra-sensorial (ESP) merecem estudo sério: (1) que os seres humanos conseguem (mau) influir nos geradores de números aleatórios em computadores usando apenas o pensamento; (2) que as pessoas sob privação sensorial branda conseguem receber pensamentos ou imagens que foram nela “projetados”; e (3) que as crianças pequenas às vezes relatam detalhes de uma vida anterior que se revelam precisos ao serem verificados, e que não poderiam ser conhecidos exceto pela reencarnação. Não apresento essas afirmações por achar provável que sejam válidas (não acho), mas como exemplos de… Read more »

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

Caro Camargo.
A mim já livrou.

Baschera
Baschera
1 ano atrás
Camargoer
Camargoer
Reply to  Baschera
1 ano atrás

Olá Baschera. Obrigado pelo link. Fotos impressionantes.

Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Impressionante a tecnologia empregada. O q diversas marinhas não conseguiram o Infinity
conseguiu. Que os bravos tripulantes encontrem o conforto de Deus em sua Patrulha Eterna.

ALDO GHISOLFI
1 ano atrás

Não entendi o pq da qtde de pedaços bem ordenados do sub.
Não poderia ter ‘quebrado’ ao tocar o solo, na exta extensão de seu cumprimento (66m); não explodiu, senão haveria destroços distribuídos por uma imensa área do solo oceânico.

Será, realmente, o San Juan?

Marcos10
Marcos10
Reply to  ALDO GHISOLFI
1 ano atrás

Na verdade explodiu, tanto que há registros da explosão.
O que provavelmente pode ter ocorrido é que partes da estrutura ficaram unidas, só se rompendo quando chegaram ao leito do oceano.

ERNANDO SIMIAO DA SILVA FILHO
Reply to  Marcos10
1 ano atrás

Na verdade, conforme informações oficiais da Armada Argentina, implodiu, o que é um pouco diferente.

colombelli
colombelli
1 ano atrás

Trarão alguns pedaços e seções menores em determinadas áreas de interesse para estudo da causa. Provavelmente nem seja por iniciativa do governo argentino, mas quiçá algum explorador privado para um documentário. Aparentemente explosão interna e não so uma implosão, até porque se houve ruptura ainda proximo da superfície a água toma conta e não implode. E foi grande a coisa pelo estado.

nonato
nonato
1 ano atrás

Pois é. Tecnologia não é nada do outro mundo. O pessoal gosta de complicar. Claro que algumas marinhas têm alta tecnologia. Mas essas empresas privadas quando querem fazem muito melhor. Lembro de quando houve um vazamento de um poço de petróleo da B & P no golfo do México. As autoridades desesperadas. Jogavam espuma para o petróleo não chegar na costa americana. Na época fiquei pensando. Por que não bombear toda a água próxima ao local do vazamento, filtrar e separar o petróleo da água, devolver a água para o mar. Não é que poucos dias depois apareceu um navio… Read more »

willhorv
willhorv
1 ano atrás

É….é uma passagem de ida sem a de volta nas mãos!
Esta é a vida dos submarinistas.
Sabem que é assim e mesmo desta forma, cumprem suas missões.
Deixo minha homenagem a tripulação e a todos deste meio.

Dalton
Dalton
Reply to  willhorv
1 ano atrás

Não willhorv…submarinos são seguros…os poucos perdidos entre milhares construídos comprova isso… o USS San Francisco, por exemplo colidiu com uma montanha submarina e um tripulante morreu, mas, o submarino foi reparado e serviu vários anos depois disso.
.
Aparentemente a perda se deu por negligência das autoridades…uma infelicidade, mas,
mais marinheiros de superfície tem perdido à vida do que submarinistas…então não concordo que “esta é a vida dos submarinistas”…além do mais a carreira militar, mesmo em tempos de paz apresenta seus riscos.

Claudio Melo
Claudio Melo
Reply to  Dalton
1 ano atrás

o USS Atlanta, um 688 assim como o San Francisco, também colidiu com uma montanha submersa perto de Gibraltar. Houve baixas mas o barco conseguiu seguir para o porto com seus próprios meios. Foi reparado e voltou ao serviço ativo até ser descomissionado.

Dalton
Dalton
Reply to  Claudio Melo
1 ano atrás

Bem lembrado Claudio…apesar de não ter sito tão séria como foi com o “SanFran”…fora as colisões com submarinos soviéticos e submarinos da própria US Navy e colisões com navios de superfície…a última das quais envolvendo outro “Los Angeles” o USS Montpelier e um cruzador da US Navy
em 2012.

Osvaldo Barbosa Lima
1 ano atrás

Afinal, se partiu ou não? As imagens aparentam uma ruptura total do casco, mas as informações divergem. Alguns veículos estão divulgando que apenas as partes externas se dividiram. Se for assim, ele está quase intacto. Talvez haja esperança de resgate do navio.

James Marshall
James Marshall
1 ano atrás

Que Deus olhe por essas almas e conforte isso coração dos familiares. Deus ama você, mesmo que você não acredite.

_RR_
_RR_
1 ano atrás

Conferência de imprensa:

Baschera
Baschera
1 ano atrás

Senhores,
Nesta matéria, detalhes impressionantes do restos encontrados.

https://www.clarin.com/sociedad/revelan-casco-ara-san-juan-hallado-totalmente-deformado-implosionado_0_LzG5QGILy.html

Sds.

Luis Galvão
Luis Galvão
1 ano atrás

Essa sua afirmação que houve explosão não corresponde às evidências.Nao houve explosão. Houve uma implosão devido ao sub ter ultrapassado sua cota de colapso, por razões ainda indefinidas, e o som captado refere-se a ela.

ALDO GHISOLFI
1 ano atrás

ERNANDO SIMIAO DA SILVA FILHO
Ia referir ao fato, pois no auge do acidente, isso havia sido comentado. Não sei aonde nem de quem coletei a informação.
Na época, o som da implosão foi comentado como ‘explosão’.
É, realmente, o San Juan… E que todos descansem em paz!

colombelli
colombelli
Reply to  ALDO GHISOLFI
1 ano atrás

Aldo e Luis, quero crer que os sons produzidos por uma implosão sejam bem diferentes de uma explosão. Alias a implosão tenderia a manter a estrutura mais ou menos intacta, uma vez que a estrutura é lançada contra si mesma e costuma ser seguida de rupturas localizadas, onde o escape do ar rapidamente compensa as diferenças de pressão. Isso pode ser visto em vídeos com toneis em testes de pressão.

Luis Galvão
Luis Galvão
Reply to  colombelli
1 ano atrás

Colombelli,

Há um vídeo feito pela Marinha Argentina , disponibilizado por um colega um pouco mais acima, confirmando que ocorreu uma implosão, o que também explica o fato dos destroços terem ficado numa área tão pequena.

Marcos10
Marcos10
1 ano atrás

Sempre comentou-se da explosão.
Dado o conhecido problemas das baterias, a hipótese mais provável sempre foi de incêndio seguido de explosão.

ALDO GHISOLFI
1 ano atrás

Colombelli: realmente é essa a impressão que também tenho; inclusive penso que a implosão não soltaria os pedaços do casco. Como mostra a imagem.

Tadeu Mendes
1 ano atrás

Na minha odesta opnião, parece que o submarino explodiu, e os pedaços afundaram cobrindo uma vasta area.

Se fôsse uma implosão, veriamos um charuto metálico e compacto, sem destroços espalhados no leito oceânico.

Foram detectadas duas explosões, consecutivas.

Teria sido a primeira explosão produzida por um torpedo, seguida da explosão do casco do submarino?

Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Considerando o histórico dos submarinos acidentados temos uma hipótese bem provável: explosão de hidrogênio seguida de explosão dos armamentos (torpedos/minas) de bordo. Isso explicaria que uma estrutura resistente como o casco de um submarino alemão fosse despedaçado e produzisse os destroços mostrados até agora. O melhor que Macri poderia fazer é contratar firmas de salvatagem da Alemanha ou Holanda e içar o que resta para completar a investigação.