Home Data Comemorativa Visita do destróier USS Ramage ao Brasil marca 75 anos da Quarta...

Visita do destróier USS Ramage ao Brasil marca 75 anos da Quarta Frota dos EUA

11446
52
PE – RECIFE – 18/11/2018 – Visita ao navio americano no Porto de Suape, Regiao Metropolitana do Recife, neste domingo (18). Fotos: Camila Pifano/Esp. DP.

Visitação ao USS Ramage no Porto de Suape, em Ipojuca, e ação social em Brasília Teimosa integram comemoração

A comemoração dos 75 anos da criação da Quarta Frota dos Estados Unidos é motivo de eventos realizados no Porto de Suape, em Ipojuca, e no Recife, onde ela foi estabelecida em 1943. A passagem da data motivou a visita do destróier USS Ramage, que aportou em Suape, em Ipojuca , onde recebeu neste domingo a visita de alguns grupos, incluindo um da Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco (EAMPE), em Olinda. “Os Estados Unidos estão muito entusiasmados para trabalhar com a nova administração (do Brasil), não só no campo comercial, mas na área cultural e militar, em todos os assuntos”, disse o cônsul geral John Barret em entrevista durante a recepção a visitantes do destróier.

Construído em 1992, o USS Ramage é um definido como navio da classe “Arleigh Burke” de míssil teleguiado da Marinha Americana que passou por uma atualização de detalhes não informados, resumidos na expressão de recebimento “das mais modernas tecnologias”. Durante as visitas, especialmente a do grupo da EAMPE, algumas perguntas não foram respondidas por questões de segurança. Mas aprendizes exercitaram a curiosidade e tiveram muitas respostas, como sobre a rotina na embarcação de 8.300 toneladas, que inclui duas academias, e o envolvimento de toda a tripulação nas ações de manutenção, segundo as especialidades de cada integrante.

John Barret destacou a importância da passagem do aniversário da Quarta Frota, em 1943, lembrando que ela foi criada depois do ataque à base norte-americana de Pearl Harbor, efetuado pela Marinha Imperial Japonesa, na manhã de 7 de dezembro de 1941. “O Brasil, que era neutro, foi incentivado a colaborar”, disse, se referindo ao “afundamento de embarcações na costa brasileira por alemães queriam interromper as rotas comerciais”.

Com quartel general na Avenida Guararapes, 131, Região Centro do Recife, onde foi afixada uma placa, a Quarta Frota foi criada para proteger as rotas comerciais e aliados de ataques de submarinos conhecidos como “U-boats” no Atlântico Sul. O destróier USS Ramage lembra isso em parte de suas funções prioritárias, com os sistemas de combate antissubmarino, com poder de lançar até seis torpedos simultaneamente e uma quantidade não informada de mísseis. Rebatizada de Força Tarefa 27 em 1945, voltou a ser Quarta Frota em maio de 2008.

Em meio às comemorações dos 75 anos da criação da Quarta Frota dos Estados Unidos, tripulantes do USS Ramage também participam de ações sociais, como a limpeza de praia e apoio a um projeto de campo de futebol de areia em Brasília Teimosa, Região Sul do Recife, numa parceria com a ONG Lovefutbol e o Projeto Driblando o Crack. Questionado quanto às mudanças no cenário político nacional no Brasil, o cônsul geral John Barret preferiu destacar que os Estados Unidos “estão sempre dispostos a aprofundar o relacionamento com o Brasil”.

PE – RECIFE – 18/11/2018 – Consul Geral, Jhon Barret, durante visita ao navio americano no Porto de Suape, Regiao Metropolitana do Recife, neste domingo (18). Fotos: Camila Pifano/Esp. DP.

FONTE: Diário de Pernambuco

52
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
36 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
33 Comment authors
LuizMattosFrederico BoumannFrancisco Lúcio Sátiro Maia PinheiroRafael_PP Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Jefferson A.
Visitante
Jefferson A.

Se eles estão esperançosos imagina nós brasileiros.

Lucas
Visitante
Lucas

Como eu sempre digo, os caras ai, a vida inteira querendo fazer aliança militar, econômica e cultural com o Brasil, querendo que o Brasil seja o seu braço direito, e os intolerantes burros petistas e esquerdistas querendo fazer alianças com países do outro lado do mundo, que não dão a mínima pra nós. Melhor ser o braço direito dos EUA e ser uma potência, do que ser sugado pelos comunistas, nosso nióbio agora é extraído para a china. Tudo uns infelizes. Olha só o Japão, poderiam odiar os EUA por causa das armas nucleares, mas reconheceram que começaram primeiro a… Read more »

Alessandro
Visitante
Alessandro

amigo, a esquerda é corrupta até na alma, para eles quanto mais atrasado o Brasil ficar, melhor para eles sugar o povo, eles se auto denominam “progressistas”, mas essa definição não é em referência a economia, pq disso eles nunca entenderam porcaria nenhuma, e sim nas imoralidades e crenças pervertidas, enquanto eles não destruírem o cristianismo que é a ultima barreira que atrapalha os planos deles, não vão descansar. Sobre o tema, torço muito para os EUA investirem os bilhões de dólares que eles estão loucos pra investir aqui, é só desaparelhar o estado desses parasitas de esquerda, e colocar… Read more »

Almeida
Visitante
Almeida

Se a culpa de não sermos aliados de primeiro escalão dos americanos é do PT, onde estava essa aliança nos governos de FHC, Itamar, Collor, Sarney e generais da ditadura?

Existe muito mais História do que os 14 anos de PT no Brasil, e os americanos sempre nos trataram como terceiro escalão. Não compartilho dessa sua animação e otimismo não.

James Marshall
Visitante
James Marshall

Prefere que o Brasil seja aliado de Cuba, Venezuela, Coréia do Norte ou Irã? Eu não.

Thiago
Visitante
Thiago

Geopolítica e História , duas desconhecidas e desprezadas em favor de discursos simplistas e visões ideológicas baratas e superadas.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

PSDB de FHC nada mais é que o PT envergonhado.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Apenas lembro da base de Alcântara, os americanos nos fizeram uma ótima proposta no passado que refutamos em nome da “soberania” nacional, algum tempo depois fizemos um “baitcha acordo” com os Ucranianos para ter um foguete, o resultado está aí, não temos foguete nem deles, nem nosso, nem base e nem porcaria nenhuma fora uma linha imaginária que corta o globo terrestre, gastamos certamente mais de um BILHÃO nesta brincadeira! Infelizmente a base de Alcântara perdeu o bonde da história e ninguém em sã consciência vai investir lá, sem romantismos aqui. Vale lembrar tbm que o Brasil tomou um pé… Read more »

Fernando Vieira
Visitante

Quando a gente é novo a gente acha que o mundo é preto e branco ou azul e vermelho, mas a realidade é maior do que isso. O mundo é cinza, ou laranja. Não existem países bonzinhos, só uma pessoa muito ingênua acharia que os EUA iam querer um sócio, ou um “braço direito”. Na verdade só quando precisam de um, como foi muy conveniente para rachar os custos das guerras no Afeganistão e Iraque ter um primeiro ministro britânico Poodle Toy de George Bush. A China também não é boazinha, tem seus interesses também e usará de outros países… Read more »

Thiago
Visitante
Thiago

Fernando Vieira , parabéns pela lucidez . é por aí , compartilho seu raciocínio. Abraços

Francisco Lúcio Sátiro Maia Pinheiro
Visitante

Bobagem. O comunismo acabou , caiu de podre ? Não, com certeza não, é o fato de você ter afirmado isso já te coloca na exata situação que tenta condenar nos outros.
Voce ficou preso nas formulas livrescas da esquerda do século XIX, como se a esquerda não se reinventasse a todo minuto e fizesse do jogo dialético sua ferramenta de alcançar seu verdadeiro objetivo, o poder total.

Frederico Boumann
Visitante

Muito bom comentário!! É exatamente assim, devemos conversar, negociar, associar-se com qualquer um, desde que atenda aos nossos interesses. Isso é atitude de potência!!

Rui Chapéu
Visitante
Rui Chapéu

Pergunta de quem não sabe nada da us navy…..

Cade a 1ª frota no mapa?

Ayala Botto
Visitante

Boa tarde,

A 1ª Frota (Fleet) da US Navy existiu até meados de 1947, altura em que passou a designar-se por 3ª Frota.
A título de curiosidade, e no auge da 2ª Grande Guerra, a US Navy chegou a ser constituída por 12 Frotas, tendo com o fim do conflito algumas sido extintas e outras agrupadas.

Espero que tenha sido útil.

Obrigado.
Cumprimentos,
Ayala Botto
Lisboa, Portugal

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Caro Rui Chapéu. a “First Fleet” (primeira frota) foi criada em 1946 tendo entrado em operação em 1948 e permaneceu em atividade até 1973 como parte da força tarefa que cuida do pacifico. nesse ano ela foi desmantelada e suas atividades foram repassadas para a “Third Fleet” (Terceira Frota)

Ayala Botto
Visitante

Boa tarde,

Tem toda a razão.
Grato pela correção.

Cumprimentos,
Ayala Botto
Lisboa, Portugal

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Por nada, estamos aqui sempre para complementar.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Ayala,

De algumas dicas de sitios e blogs Portugueses ligados a assuntos militares para nós desse lado do Atlantico.

Abraços

Dalton
Visitante
Dalton

O USS Ramage foi comissionado em 1995 e assim como todos os demais 27 DDGs Flight I e II, os 28 que não possuem hangares para helicópteros, tem como principal missão a defesa contra mísseis balísticos e o USS Ramage foi ainda mais beneficiado ano passado tendo seu sistema Aegis atualizado para o padrão mais recente o “baseline 9”. . Não quer dizer que não possa ser integrado a grupos de ataque baseados em Navios Aeródromos e eventualmente integram um, mas, a preferência nesse caso são os “Arleigh Burkes” que possuem hangares e então o esquadrão de helicópteros MH-60R é… Read more »

Luiz Floriano Alves
Visitante

Trump está criando a força Aeroespacial. Acho que a US Navy vai ficar em segundo plano a curto prazo. Será uma força considerável, porem não mais decisiva ou dissuasória. O axioma de que o controle do espaço aéreo decide a guerra está subindo o nível e a velocidade dos meios de combate. Quem controlar o espaço ao nível dos satélites será a potência dominante. Fragatas e corvetas convencionais servirão para o que, mesmo?

Ivan
Visitante
Ivan

Calma, Luiz. . Como será no espaço? . Caças? Sim, deverão existir e serão rápidos, relativamente leves e… …de curto alcance. Como são hoje e sempre. . Assim sendo, haverá certamente “naves espaciais” que poderão guardar semelhança com – ora vejam – os atuais navios de guerra. . Talvez, quem sabe, venham a ser chamados de ‘cruzadores espaciais’, ‘fragatas de escolta’ e ‘corvetas interplanetárias’. Apenas sairiam do plano bi-dimensional do mar (com a terceira dimensão – profundidade e altura – ocupada por submarinos e aeronaves), cenário repleto de água e ar, para um plano tri-dimensional do espaço (com uma quarta… Read more »

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

“Seja como for, tenho uma certeza.
O infante estará lá, com seu fuzil ‘de raios ou intervalar’ e baioneta de “adamantium” para ocupar o terreno .”
Só conseguir pensar no livro Tropas Estelares, do Robert Heinlein, quando lí seu comentário.

Almeida
Visitante
Almeida

Quero ver um satélite interceptar piratas ou transportar Seals para uma missão…

Ainda existem, e existirão, muitas missões para corvetas e fragatas.

Pedro Bó
Visitante
Pedro Bó

Aliança cultural? O que os americanos tem a nos oferecer? Hip Hop e filmes do Michael Bay e James Cameron? E o que temos a oferecer a eles? Telenovelas e Funk?

Eduardo
Visitante
Eduardo

Pois é infelizmente a cultura no nosso país se resume a essas rasas expressões que você citou, músicas e filmes, entretanto um intercâmbio cultural pode ser bem mais abrangente envolvendo a troca de padrões de comportamento, crenças, conhecimentos, costumes, moral e instituições.

Pedro Bó
Visitante
Pedro Bó

Quais crenças, costumes e moral os americanos podem nos fornecer? A de resistir á vacinação infantil? A de dizer que aquecimento global é uma farsa marxista ou sionista?

Melhor fazer acordos culturais com a Noruega, por exemplo, que cria o hábito da audição de Música Clássica nas aulas de artes desde tenra idade de suas crianças, ou com a Islândia, onde seus habitantes tem o hábito de trocarem livros no Natal.

_RR_
Visitante
_RR_

Pedro Bó, O que vem sendo amplamente contestado, é a responsabilidade do homem nas variações climáticas, e não as variações em si… Qualquer climatologista responsável e devidamente gabaritado, sabe perfeitamente que a temperatura já variou enormemente ao longo do tempo, e o que se estuda é o que leva a esses fenômenos. E nesses estudos, os americanos estão na vanguarda… — Eduardo, Pedro Bó, A rigor, os mesmos princípios e valores que permeiam a cultura americana ( e ocidental, de forma geral ), estão inseridos na cultura brasileira – mesmo que diluídos… O que precisamos é restaura-los, o que é… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Apenas educação. a 60 anos atrás a Coreia do Sul seguiu esse caminho “norte americano”, deu certo??

Thiago
Visitante
Thiago

Norte americano ? o capitalismo coreano e mais ainda nipônico são modelos completamente diferentes daquele Anglo-Saxonico, sem mencionar outros modelos bem sucedidos como os nórdicos , alemao e europeo.

_RR_
Visitante
_RR_

Thiago, Os modelos europeus consistem em nada mais que keynesianismo barato, cujos efeitos colaterais estão sendo sentidos desde os anos 90. Países como Noruega e Suécia estão sendo obrigados a reajustar grandemente seus gastos estatais e implementar reformas para segurar as contas no azul. E para eles, é isso ou Grécia… Os modelos orientais são mais similares ao americano, com uma carga maior de liberalismo. Mas mesmo esses sistemas passaram por considerável fadiga. Os japoneses, por exemplo, que usaram e abusaram do keynesianismo a partir dos anos 70, virtualmente perderam toda a década de 90 com o estouro de sua… Read more »

Luiz Floriano Alves
Visitante

Ivan O Space Shuttle já desempenhou missões militares, segundo informes junto ao museu de Cabo Kennedy. A conclusão é obvia: o primeiro sistema militar espacial será uma frota de naves, semelhantes ao Shuttle dando cobertura a toda a superfície da terra e dispondo de arsenal de misseis ofensivos e defensivos. Qualquer alvo será alcançado em poucos minutos sem chance de se abrigar em alguma casamata “dura”. É a realidade Orweliana chegando ao nosso tempo. Canhões de micro ondas podem produzir disparos de alta energia a partir de captação de raios solares, e com efeitos devastadores. A tecnologia já existe, basta… Read more »

Tadeu Mendes
Visitante

PGS (Prompt Global Strike) já vem sendo testada secretamente em voos subobital.

Felipe Alberto
Visitante
Felipe Alberto

A estação espacial Almaz eram armadas com uma 23mm.
Os EUA já tem um ‘mini ônibus espacial’ operando, se chama X-37.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa
Delfim
Visitante
Delfim

Voltando ao tópico.
A 4a Frota ainda existe como “stand by” ou há uma ordem de batalha estabelecida ?

Serigy
Visitante
Serigy

É uma aproximação com os Americanos mas será que trará bons frutos ao Brasil? Só o tempo dirá. Apesar que hoje já tem uma cooperação entre Brasil e EUA mas possa ser que melhore. Vamos torcer! E que tudo não passe apenas por um momento de exaltação. De ambos os lados.

Dalton
Visitante
Dalton

Delfim… . A IV Frota foi restabelecida para descentralizar tarefas auferidas ao comando da II Frota baseado em Norfolk na Virginia e assim o QG foi instalado em Mayport na Flórida e isso ajudou a trazer mais vida à essa base e instalações de manutenção próximas que andava meio que “às moscas” devido a diminuição de navios baseados lá inclusive com o descomissionamento do NAe USS John Kennedy em 2007…NAes de propulsão nuclear apenas visitam a base, mas, basear um permanentemente lá exigiria centenas de milhões de dólares em investimento. . Para compensar, um Grupo Anfíbio de 3 navios, capitaneado… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

Tks.

J Brandão
Visitante
J Brandão

Geisel rompeu acordo com os EUA por ser Comunista e petista. O Brasil comprou submarinos e fragatas na Inglaterra durante o Regime Militar, pós 64 que era comunista. Os militares de 1964 nunca aceitaram ser capacho dos EUA, eram petistas disfarçados.

Dalton
Visitante
Dalton

Talvez não tenha entendido corretamente, mas, as fragatas e submarinos foram adquiridos da Inglaterra antes de Geisel romper com os EUA…até por conta dos EUA não estarem mais produzindo submarinos convencionais e não terem na época nada além de velhos contratorpedeiros recauchutados da II Guerra, dos quais 8 aqui chegaram em 1972/1973 e cabiam no orçamento da marinha.
.
Mais de 10 anos se passariam até o Brasil adquirir algo dos EUA , dentro das necessidades e dentro do orçamento que salvo engano foram os 2 NDDs “Ceará” e “Rio de Janeiro”.

_RR_
Visitante
_RR_

Caro Dalton,

Apenas complementando suas informações, podemos contar aí os CT da classe ‘Garcia’, que vieram todos antes de fechar os anos 80.

Dalton
Visitante
Dalton

_RR_
.
o “salvo engano” funcionou…pois enganei-me de fato…os “CTs” foram incorporados um pouquinho antes do NDD “Ceará”, coisa de meses, em
1989, conforme verifiquei e além do mais os “NDDs” foram “emprestados” com opção de compra que foi posteriormente exercida.
.
abraços

Fernando Vieira
Visitante

O médico mandou não contrariar. Mas eu queria provar essa dorga. Deve ser da boa.
Geisel comunista me fez cuspir o café na tela.

Williams Jonas
Visitante

Desculpa, não sou nenhum especialista nem tampouco partidário, mas dizer que no passado tivemos uma otima proposta dos norte americanos em relação a Alcântara e que recusamos por motivos de soberania nacional foi um tiro no pé, acredito que fizemos a coisa certa. Quem ja leu um pouco sobre o artigo, viu que os americanos queriam praticamente isolar a base, pois não queriam brasileiros por la e principalmente o dinheiro adquirido do aluguel não poderia ser usado para pesquisas na área.
https://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2208200102.htm

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Discordo com veemência simplesmente me baseando no que temos hoje, o acesso americano a base nos traria desenvolvimento e investimentos para a região, seria necessário um senhor porto, um bom aeroporto, fornecedores diversos, estradas, casas, escolas além de diversas outras coisas que de certa forma iriam transbordar para o Brasil, nosso orgulho não vai levar o Brasileiro à Lua, infelizmente resultados importam! O que resta da nossa escolha pela soberania é mato e terra chamuscada, incompetência e irresponsabilidade, danos ao erário e uma tragédia para não ser esquecida!

PauloR
Visitante
PauloR

Meu deus, os entreguistas submissos aos americanos estão descontrolados. Até a soberania do país vai pro ralo se depender dessa gente. Se um dia alguém achou um absurdo e humilhante um chanceler brasileiro tirar os sapatos para entrar nos EUA, se preparem.

Dalton
Visitante
Dalton

O “tirar de sapatos” foi usado ostensivamente pelo Partido que esteve no poder depois de FHC…pessoalmente vi isso ao assistir pela tv uma sessão da Câmara dos Deputados e na época o que descobri foi o seguinte: . Outros chanceleres também tiveram que tirar os sapatos…russo, canadense, até uma mulher, chilena e a escolha foi aleatória assim como acontece com todas as pessoas visitando os EUA e todos os chanceleres apresentaram queixas e o Departamento de Estado dos EUA desculpou-se. . Aparentemente o problema aconteceu porque o Depto de Estado não tem autoridade sobre a Segurança Interna dos Aeroportos, mas,… Read more »

Rafael_PP
Visitante
Rafael_PP

Dalton, lembrei de uma frase cunhada por um grande tributarista: “Quantas crenças, ideias, notícias, já desvirtuadas, persistem no acervo médio de um povo só pela inércia de sua notoriedade?”.

Suas palavras de pouco adiantarão para os que replicam a exaustão este causo, dentre outros. Para estes, interesses partidários se sobrepõe a qualquer fator de ordem ética. Apenas a mentira cria a notoriedade necessária. Destruirão quantas biografias forem necessárias.

No entanto, peço que continue sua ‘missão’ de desmascarar essas estórias. Jamais saberemos quantas mentes serão salvas deste obscurantismo político. Mas se for apenas uma, o esforço terá sido válido.

James Marshall
Visitante
James Marshall

Melhor ser ”capacho” dos EUA do que ”parceiro” de regimes ditatoriais como de Cuba, Coréria do Norte, Venezuela, Irã, China. WELLCOME AMERICA!!!

James Marshall
Visitante
James Marshall

*Coréia

Mattos
Visitante
Mattos

Eu não quero é PT, PSOL, PSDB MDB e curriola de volta nunca mais. O resto a gente leva com calma e elegância.

Luiz
Visitante

a importancia do BR pra China é produzir ração pra galinha, minerio pras obras deles
com os EUA teremos opções de maior valor agregado.

A china vai procurar milho, soja e ferro aonde? eles que precisam do BR, apesar da nossa posição superavitaria na balança, eles não tem substituto pra nós. Digo nós: o meio rural.

Já nossa relação com uzamericano somos muito mais unha e carne, agregar valor no camarote, uma relação mais urbana