Home Indústria Naval Marinha define 1º PMG do PHM Atlântico para o ano de 2022

Marinha define 1º PMG do PHM Atlântico para o ano de 2022

21236
44
Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico
Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico

Por Roberto Lopes
Especial para o Poder Naval

A Marinha do Brasil (MB) marcou o 1º Período de Manutenção Geral (PMG) do Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) Atlântico para o ano de 2022.

A manutenção acontecerá no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ). Já em 2020 a MB procederá à compra de sobressalentes e outros materiais necessários ao serviço.

O comandante do navio, capitão de mar e guerra Giovani Corrêa, irá supervisionar a aquisição dos itens necessários à conservação do Atlântico, mas já não estará mais a bordo quando o trabalho, propriamente dito, for iniciado: em 2021 ele deixará o comando de sua unidade para cursar a Escola de Guerra Naval. Entre 2022 e 2023 já começará a concorrer a uma vaga de contra-almirante.

Mas ainda há muita água para passar debaixo da ponte.

Mês que vem o Atlântico receberá 200 Aspirantes da Escola Naval, para com eles e com várias outras embarcações da Esquadra, participar do exercício Aspirantex – comissão que os levará ao porto uruguaio de Montevidéu.

O embarque permitirá um aprendizado contínuo.

A docagem do PHM Atlântico em maio de 2018 no Reino Unido atestou o ótimo estado do casco

O Ocean – atual Atlântico – foi projetado para transportar até 18 helicópteros, número que a Royal Navy dificilmente reunia (o normal era de 12 a 14 aparelhos).

Os futuros oficiais da MB serão inteirados, por exemplo, de que o spot (posição de estacionamento de aeronave) de vante A – que fica mais à frente no convés de voo do Atlântico (no Ocean chamado de spot de vante L) –, só permite aeronaves até o porte do Super Lynx, de 15,24 m de comprimento e peso (carregado) de 5,3 toneladas.

Na tarde da quinta-feira da semana passada (13.12), o CMG Corrêa recebeu a reportagem do Poder Naval a bordo do Atlântico, para uma entrevista exclusiva.

Eis alguns trechos dessa conversa relativos à operação dos helicópteros no Atlântico:

PN – Na Marinha Real o Ocean raramente embarcava o seu destacamento aéreo máximo, de 18 aeronaves. Na Marinha do Brasil quantos helicópteros o navio terá a bordo?

CMG Giovani Corrêa – A quantidade de helicópteros a bordo dependerá sempre da missão a ser cumprida. O ideal é a aeronave permanecer no convoo apenas durante seu emprego. Depois fazemos a hangaragem para preservá-la e realizar as manutenções que o aparelho requer. O Atlântico pode transportar até sete aeronaves no convés de voo, e 18 no hangar. Mas o ideal é, no hangar, reservar o espaço para as sete que se encontrem, eventualmente, no convoo.

O espaçoso hangar do PHM Atlântico

PN – Não haverá problemas, portanto, para receber os helicópteros da Força Aeronaval…

Giovani – As aeronaves de médio e grande porte da Marinha, UH-15 e SH-16, são preparadas para dobrar as pás, e, no caso específico do SH-16, também a cauda. Isso reduz o espaço necessário à hangaragem e facilita o transporte pelo elevador de aeronaves. Assim era com o [helicóptero] Merlin da Royal Navy. Mas algumas aeronaves não possuem essa facilidade, como o Apache, por exemplo, que também embarcou no Ocean. A solução era desmontar as pás do helicóptero no convoo, guarda-las em caixas e hangarar a aeronave sem as pás. Muito interessante…

PN – E como a tripulação do Atlântico agirá no caso de helicópteros da FAB e do Exército Brasileiro que não são projetados para embarcar em navios?

Giovani – Até o porte do UH-15, a princípio, todos cabem no hangar do navio com as pás abertas. Precisamos só testar. No caso de aeronaves maiores teremos de estudar a melhor solução, que pode até ser não hangarar, como ocorria com os [helicópteros de carga] Chinooks que o Ocean recebia…

PN – Este é, portanto, só o começo do trabalho com a Aviação Embarcada de Asas Rotativas…

Giovani – Isso mesmo. Estamos em um estágio inicial de tudo. Há um longo caminho a percorrer.

Gráfico do convés de voo do HMS Ocean
Gráfico do convés de voo do HMS Ocean, agora PHM Atlântico

Almirantado – Outro aprendizado importante em que o PHM Atlântico está envolvido é o do chamado “efetivo flutuante”.

O navio tem 432 tripulantes – mesma quantidade que operava o Ocean – mas pode transportar, tranquilamente, 500 fuzileiros navais. Em casos extremos, até 800 desses militares. Por enquanto, o maior destacamento de fuzileiros recebido a bordo foi de 160 homens.

Todas essas novidades afetam, claro, a rotina da embarcação. Inclusive na hora do rancho.

A tripulação normal é atendida por nove cozinheiros e 12 arrumadores. A cada embarque de tropa anfíbia é necessário aumentar o pessoal da cozinha.

Comissões superiores a dois meses também levam o Atlântico a embarcar um capelão naval do Corpo Auxiliar, que pode ser um sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana ou um pastor evangélico.

Nesse capítulo do “efetivo flutuante” outra questão a ser resolvida pelo comandante do Atlântico é a do eventual embarque no navio dos dez almirantes de esquadra que constituem o Almirantado.

Giovani tem três camarotes no porta-helicópteros e, durante a travessia, usa sempre o que fica próximo ao passadiço.

Nesse esquema ele libera outros dois camarotes com banheiro privativo para a dupla de quatro estrelas mais antigos. Os outros oito são alojados em camarotes bem equipados, mas precisam se revezar nos banheiros.

O Comandante do PHM Atlântico, CMG Giovani Corrêa e o jornalista Roberto Lopes
Subscribe
Notify of
guest
44 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vovozao
Vovozao
1 ano atrás

23/12 – domingo; Nao entendi; somente 7 anos apos a grande atualização realizada no Reino Unido; será que sera feita mais alguma coisa além da manutenção geral??

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Mas ja imaginou se fosse para adapta-lo como um porta-aviões kkkkkk

Lucas Schmitt
1 ano atrás

Meio cedo, levando em conta que em 2015 ele já passou por isso lá no reino unido. Quanto tempo leva o PMG de um navio desse porte?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 ano atrás

Como os britânicos tiraram alguns equipamentos, devem está fazendo isso para reequipar o navio e trocar alguns equipamentos e sistemas para modelos usados em nossa marinha.

Zenio Silva
Zenio Silva
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Compramos outro São Paulo?!

Alex
Reply to  Zenio Silva
1 ano atrás

Óbvio que não, se inteire mais a respeito do Atlântico antes de postar besteira.

Francisco Santos de Oliveira
Reply to  Alex
1 ano atrás

Se ofendeu? Kkk Uma aguat de melissa acalma os nervos. De onde esse”Claro que não”?. Esse barco foi comprado pela ORCRIM Petista. Tá sabendo, entendido?

James Marshall
James Marshall
1 ano atrás

Se for para adaptar o navio a nossa marinha aí entendo, mas mesmo assim é muito cedo.

James Marshall
James Marshall
Reply to  James Marshall
1 ano atrás

Uma sugestão, que pintem o mastro onde está o Artisan de preto pois devido o exaustor mancha tudo por causa da fumaça e fuligem.

Marcos Paulo
Marcos Paulo
1 ano atrás

Incrível como o desconhecimento do assunto e a crítica gratuita são lançadas desordenadamente …

Canuto
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Por isso me limito a ler sem comentar.
Leigo não opina.

Cronauer
Cronauer
Reply to  Canuto
1 ano atrás

Devagar com andor que o Homem e a Formação são de barro! . Você/o senhor vive no Brasil? Lê jornais ou já percebeu o “nivel” do jornalismo nas TVs? . Aqui (e não só no Brasil) os campeões de fake news é a imprensa!!!! E não só no ramo naval não!!! . O Lito do canal Aviões e Músicas que o diga… Afinal, o canal dele foi criado justamente para combater notícias de… Jornalistas. (?!?!?!?!?!!!!!!!) . O Lito não é jornalista de formação, mas termina fazendo o jornalismo que as facilidades, digo, faculdades não podem garantir aos seus clientes, digo,… Read more »

Cronauer
Cronauer
Reply to  Cronauer
1 ano atrás

A tempo: em nenhum momento eu direcionei meu comentário ao site, aos editores desse espaço ou a um jornalista em específico, tampouco ao autor do artigo.
.
Apenas deixei um leque em aberto para combater o excesso de calor de nossos dias…

Madmax
Madmax
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Almirantado de poltrona, kkkkk

Cronauer
Cronauer
Reply to  Madmax
1 ano atrás

Não se iluda!
A questão não é a poltrona!
A poltrona dos militares não lhes garante nada!!!! A competência é o caráter do Homem!!!!
.
Fizeram uma intervenção no Rio!
Ela foi comandada por POLTRONAS DE COURO LEGÍTIMO advindas da AMAN, EN, PM, AFA e tudo não passou de um desfile militar nas ruas públicas.
.
MENOS!!!!!! O mundo é complexo, não é binário.
.
O Amor a verdade doi!!!!

Mauro
Mauro
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Sim, confiemos nos profissionais. Vide o sucesso chamado NAE São Paulo.

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

almirantes de poltrona deve ser o acomodado barrigudo do leal

Tomara que o novo CMO tenha mais emprenho e coragem lutar pela MB

XO
XO
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Comentário injusto com a pessoa, o profissional e com o que ele fez durante a sua gestão…

Maynard
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Ahahah! “almirantes de poltrona” foi bem, Galante!

Cronauer
Cronauer
Reply to  Maynard
1 ano atrás

Meu caro, não se fie em poltrona de couro legítima de ninguém que não garante NADA!
Nothing!
.
O Rio sofreu uma intervenção militar e tudo não passou de um desfile em ruas públicas. O povo bateu “fotinhas” de clanfs em terras secas e a cada arrancada era um flash! Menos! O mundo é muito complexo!
.
Contudo, por hora, continuemos a rir!
hahahahaha

Mf
Mf
Reply to  Cronauer
1 ano atrás

O maior legado vai ser na organização interna das polícias, isso foi dito pelos generais que participam desta intervenção. Nunca tiveram pretensão de resolver tudo em menos de 1 ano. Aliás pediram 3 bilhões, receberam 1,2 , e só gastaram 39%. O restante será usado e já foi em parte para comprar viaturas, armas, coletes, munição.

Porque não se inteira do assunto antes de críticas vazias? Mais fácil replicar a mídia tendenciosa de sempre. E muitos índices de roubos caíram consideravelmente. O foco sempre foi na polícia, administrativamente e na integração. Este será o legado.

Francisco Santos de Oliveira
Reply to  Marcos Paulo
1 ano atrás

Faz o srguinte. Assume como Moderador e censure os comentaroos que não gostar, ou que não estejam no nivel do teu “profundo conhecimento sobre o assunto” kkj

Samuca cobre
1 ano atrás

Esqueceram que aqui todo mundo sabe tudo???

Cronauer
Cronauer
Reply to  Samuca cobre
1 ano atrás

Eu diria que a frase do general Heleno faria mais sentido para esse caso: “…somos um País com uma maioria de analfabetos funcionais.”
.
Leram uma coisa, mas houve uma outra interpretação.
Aí, somaram “lé com cré”.
Como o Atlântico é o navio-capitânia e foi anunciado um PGM a ele, associaram-no de IMEDIATO ao caso São Paulo”…
.
A culpa TODA foi do “IMEDIATO”… rsrs
Some-se a isso que cão picado por cobra tem medo de linguiça.

André
1 ano atrás

Kkk pra que estudo e conhecimento técnico, basta um teclado e já se torna o especialista para dar pitacos rsrs

Cleber
1 ano atrás

2022 ? até lá , a ” chapa ” esquenta na região . Anotem .

Esperando Melhores Dias
Esperando Melhores Dias
1 ano atrás

Por isso nunca devemos nos acomodar em possuir apenas um único meio de uma classe, quando este passa por reparos, ficamos desguarnecidos.
Assim foi durante anos com finado São Paulo, ( talvez o Minas poderia ter até durado mais algum tempo ), assim é com o Atlântico, e assim, provavelmente, será com o Sbn…
Claro que não é o caso, mas se existisse um inimigo em potencial à nossa força naval, poderiam se aproveitar desses momentos de fragilidade.

Fernando Preto
Fernando Preto
1 ano atrás

E em relação a instalação dos CWIS?? O assunto foi abordado? Existe previsão?

Roberto Santos
Roberto Santos
1 ano atrás

Mais uma banheira velha, mal chegou já tá pegando

Vitor
Vitor
1 ano atrás

Todo navio precisa docar e passar por revisão/modernização e a marinha de forma inteligente ja esta se programando.

O mar é um ambiente agressivo pra qualquer maquina e portanto sofre muito desgaste.

Bravo zulu MB!

Cronauer
Cronauer
Reply to  Vitor
1 ano atrás

Exatamente! Não entendi o porquê dessa neura gratuita.

James Marshall
James Marshall
1 ano atrás

Piores são aqueles que sabem mas preferem desdenhar de quem não sabe ao invés de ter a humildade de explicar, como alguns cidadãos acima, a arrogância derrubou e derruba muita gente. Só acho.

Bezerra(FN)
Reply to  James Marshall
1 ano atrás

Critica gratuita não é desconhecimento, é apenas babaquice. E no mais, a crítica aos Almirantes de sofá não foram destinadas a você é aos colegas que postaram dúvidas, apenas aos críticos babacas. Aprenda a filtrar informações, quando não cabem a você.

James Marshall
James Marshall
Reply to  Bezerra(FN)
1 ano atrás

Mesmo assim fica a dica.
Bom Natal pra ti também.

Cronauer
Cronauer
Reply to  James Marshall
1 ano atrás

Feliz Natal para você também!
Eu entendo todo mundo!
Eu entendi o que vc também quis dizer!
.
A celeuma nesse artigo não tem fundamento, não era para ter ocorrido, mas a sociedade está se cansando de promessas vadias, digo vazias. Inclusive, das áreas onde ela se constitui “entusiástica” e/ou entusiasmada.
(É o meu corretor automático).
rsrs
.
Você pode retirar do povo a sua esperança na realidade, mas também retirar sua expectativa nas ilusões é um erro fatal.
.
Saudações a todos! Militares ou civis!

Carlos Kifer
Carlos Kifer
1 ano atrás

Parabéns a Marinha do Brasil. Comprovadamente eficiente em suas atividades. A modernização é importante para o melhoria dos serviços prestados a nação . E nós devemos ter orgulho das nossas forças armadas , Marinha , Exército e Aeronáutica. Que prestam um brilhante serviço a nação .

Fabio Cotta Queiroz
Fabio Cotta Queiroz
1 ano atrás

O pessoal que está comentando contra já ouviu falar e manutenção preventiva!!!!!

JOSE CARLOS DE OLIVEIRA CAVALCANTE
1 ano atrás

Falta humildade, falta discernimento para não responder a quem não merece e falta maturidade a muita gente boa por aqui.

Thiago
Thiago
1 ano atrás

Quem vai para o PMG mês que vem é o NDM Bahia, justamente na comissão mais importante do ano (ASPIRANTEX). Um navio que cumpriu com todas as manobras operativas que foi exigido, com empenho e sem deixar a desejar na parte da propulsão, fica de fora da viajem que poderia motivar sua tripulação no próximo ano, enfim, desejo bons mares e ventos tranquilos para o capitanea da esquadra nessa próxima missão.

Otto Jessen
Otto Jessen
1 ano atrás

Outro Minas Gerais, outro São Paulo, era triste ver esses navios o tempo todo ancorados no amrj.

Cronauer
Cronauer
1 ano atrás

A celeuma!
(versão brasileira, São Paulo)
No capitulo de hoje…
.
“Somos um País de maioria semialfabetizados.”
(General Heleno)
.
Junte-se a isso que cão puxado por cobra, digo, picado por cobra tem medo de linguiça…
.
Pronto! Interpretaram de imediato que o Atlântico seria um novo São Paulo, a locomotiva do Brasil, digo, o primeiro porta-aviões de cabotagem do mundo.
.
O mundo dos comentários desabou! Foi isso!

Souto.
Souto.
1 ano atrás

Boa noite XO o senhor sabe algo sobre a compra de dois navios caça minas suecos
pela MB?

Francisco santos de oliveira
1 ano atrás

O quê tem de almirante de piscina e batalha naval ( o jogo) nesse foro é de assombrar. Kkk A balaca dos caras esculachando comentários alheios. Vão brincar com seus modelos de barquinhos em alguma bacia. Kkkk