Home Comando da Marinha Curriculum Vitae do Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior

Curriculum Vitae do Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior

7277
48

Almirante de Esquadra ILQUES BARBOSA JUNIOR
Comandante da Marinha

CURRICULUM VITAE

1. DADOS PESSOAIS
Esposa – Sra. Leoniza Neves de Aguiar e Sousa Barbosa
Filhas – Larissa e Christina

2. DADOS DE CARREIRA
Guarda-Marinha – 13 de dezembro de 1976
Segundo-Tenente – 31 de agosto de 1977
Primeiro-Tenente – 30 de abril de 1979
Capitão-Tenente – 31 de agosto de 1981
Capitão de Corveta – 31 de agosto de 1987
Capitão de Fragata – 25 de dezembro de 1993
Capitão de Mar e Guerra – 25 de dezembro de 1999
Contra-Almirante – 31 de março de 2007
Vice-Almirante – 31 de julho de 2010
Almirante de Esquadra – 25 de novembro de 2014

3. COMISSÕES MAIS IMPORTANTES
Comando em Chefe da Esquadra (Ajudante de Ordens)
Diretoria-Geral do Pessoal da Marinha (Ajudante de Ordens)
Aviso de Apoio Costeiro “Almirante Hess” (Comandante)
Contratorpedeiro “Pernambuco” (Imediato)
Rebocador de Alto-Mar “Tritão” (Comandante)
Comando da Força de Fragatas (Oficial de Operações)
Estado-Maior da Armada (Chefe de Gabinete)
Gabinete do Comandante da Marinha (Oficial de Gabinete)
Navio-Escola “Brasil” (Comandante)
Comando de Operações Navais (Ajudante do Subchefe de Operações)
Comando do Controle Naval do Tráfego Marítimo (Comandante)
Centro de Adestramento “Almirante Marques de Leão” (Comandante)
Escola Superior de Guerra (Assistente da Marinha)
Comando da 2ª Divisão da Esquadra (Comandante)
Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha (Secretário)
Diretoria de Portos e Costas (Diretor)
Comando do 1º Distrito Naval (Comandante)
Comando em Chefe da Esquadra (Comandante em Chefe)
Diretoria-Geral do Pessoal da Marinha (Diretor-Geral)
Estado-Maior da Armada (CEMA)
Comando da Marinha (Comandante)

4. CURSOS
Escola Naval
Curso de Aperfeiçoamento de Comunicações para Oficiais
Curso Básico da Escola de Guerra Naval
Curso de Comando e Estado-Maior na Escola de Guerra Naval
Curso Superior de Guerra Naval – Escola de Guerra Naval
Curso Regular de Estado Mayor da Academia de Guerra Naval – Armada do Chile
Curso de Política e Estratégia Marítimas – Escola de Guerra Naval
Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia – Escola Superior de Guerra

5. CONDECORAÇÕES
Ordem do Mérito da Defesa (Grau de Grande Oficial)
Ordem do Mérito Naval (Grau de Grã-Cruz)
Ordem do Mérito Militar (Grau de Grande Oficial)
Ordem do Mérito Aeronáutico (Grau de Grande Oficial)
Ordem de Rio Branco (Grau de Grã-Cruz)
Ordem do Mérito Judiciário Militar (Grau de Grande Oficial)
Ordem do Mérito Ministério Público Militar (Grau de Grande Oficial)
Medalha Mérito Desportivo Militar
Medalha da Vitória
Medalha Mérito Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas
Medalha Marechal Cordeiro de Farias
Medalha Militar (Ouro com Passador de Platina)
Medalha do Pacificador
Medalha Mérito “Santos Dumont”
Medalha Mérito “Tamandaré”
Medalha Mérito Marinheiro (Quatro Âncoras)
Ordem do Mérito do Corpo de Bombeiros Militar – RJ (Grau de Grande Oficial)
Medalha da Ordem do Mérito do Conselho Internacional do Esporte Militar
Medalha “Minerva” – Armada do Chile
Medalha “Pro Memória” – Polônia

48
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
35 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
29 Comment authors
RodrigoJorge AlbertoAntonio PalharesRicardo goianoFilipe Prestes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto Santos
Visitante
Roberto Santos

Como um Almirante que foi durante sua carreira, ( 40 anos de serviço ) imediato de um único navio de Guerra ? excluindo o Navio escola, chegou ao cargo de Comandante da Marinha ? Com todo respeito aos serviços, cursos e estudos, penso em duas situações.
Ou ele é um tremendo maçaneta ( Abre portas ) é amigo dos amigos, ou a Marinha não tinha navios pra ele comandar.
Francamente, acredito que deve existir alguém mais capacitado, alguém mais dado ao mar.

PLEIGH
Visitante
PLEIGH

>”COMISSÕES MAIS IMPORTANTES”
Sds.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Respeite os nossos oficiais. Achei o currículo do Almirante muito bom.

edson
Visitante
edson

Também me chama atenção esse fato

F.alves
Visitante
F.alves

concordo, a maioria dos Almirantes, não passaram em navios de guerras ou seja na Esquadra carregando o piano. Depois de 1976 o profissionalismo e espirito naval caiu ,quem agradava mais que conseguia as melhores comissões e cargos.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro F.alves. Também reparei que o Ministro de Ciências e Tecnologia, o Marcos Pontes, não tem doutorado, nenhuma patente e nenhuma publicação científica.

Diether
Visitante
Diether

Nem os que passaram antes dele

Jorge Alberto
Visitante
Jorge Alberto

Porem… Trabalhou na nasa… Viu o “modus operandi” deles….

Possui contatos la, etc… etc…

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Notei exatamente isso. Comandou três navios, apenas:
Aviso de Apoio Costeiro “Almirante Hess” (Comandante)
Rebocador de Alto-Mar “Tritão” (Comandante)
Navio-Escola “Brasil” (Comandante)
Nenhum de guerra.
Praticamente um burocrata.

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Rafael, eu escrevi anteriormente que o Oficial de Marinha tem oportunidade de comandar a partir de CT até CMG… ou seja, 4 vezes… o CM comandou Navios em 3 oportunidades… acrescento que o comando no mar, independente de qual classe de Navio, já uma baita distinção… a exigência profissional e de liderança é a mesma… e as experiências fora da Esquadra também são extremamente enriquecedores e desafiadoras… abraço…

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

XO,
Não sabia que só pode assumir o comando de 4 navios. Imaginava que não havia limite ou que ele era mais alto.
De qualquer forma, parece- me que a experiência nos navios que ele comandou é diversa do comando de uma fragata ou de outros navios de guerra.
Por fim, vendo de fora, 1000 dias, menos de 3 anos, numa longa carreira de cerca de 40 anos parace pouco (ainda que eventualmente ele esteja acima da média na MB).

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Rafael, na verdade, o Oficial pode comandar até 4 Navios (como CT, CC, CF e CMG), mas existem outras opções… Estação Rádio, Capitania, Escola de Aprendizes, Comando de Esquadrão… ou seja, a nomeação para Comando não está associada somente a Navios… a questão também é o fluxo de carreira… Quanto aos dias de mar, eu mesmo tenho 1050… mesmo passando um tempo servindo no “chão”, seja por conta de cursos de carreira, seja por designação da própria MB… agora, imagine o Oficial que só serviu embarcado, sem conhecer outros setores e serviços da MB… a formação está incompleta, vai faltar… Read more »

Jorge Alberto
Visitante
Jorge Alberto

Muito enriquecedor e esclarecedor, Vosso comentario!

Ja vejo o curriculum do Comandante com outros olhos.

Sincero Agradecimento!

Dodo
Visitante
Dodo

E desde quando o comandante da marinha tem que ter sido necessariamente comandante de uma fragata?? Caso não saiba, o treinamento dado aos tripulantes dos navios da Mb é o mesmo. Um comandante de um rebocador recebe os mesmos treinamentos de o comandante de um porta aviões, sendo que posteriormente vai se especializar na área que atua. Seu raciocínio é o mesmo que dizer que, o comandante da força aérea tem que ter sido um piloto de caça, e o do exército um infante

fogoamigo
Visitante
fogoamigo

Pelo que se pode ler, o Almirante Ilques comandou três navios de classes distintas! Também comandou a 2ª Divisão da Esquadra e a própria Esquadra, como ComemCh!

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Prezado Roberto, os Oficiais de Marinha podem comandar Navios a partir do posto de Capitão-Tenente até Capitão de Mar e Guerra… veja que o CM comandou 3 navios e foi Imediato de outro… tem medalha mérito marinheiro com 4 âncoras, ou seja, passou pelo menos 1000 dias no mar… tire suas próprias conclusões… abraço…

Roberto Santos
Visitante
Roberto Santos

Meu querido, o q escrevi é bem claro, comandou um barco insignificante, imediato de um de guerra e comandou um navio escola, zero experiência em navios de guerra.

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Nenhum barco é “insignificante”… principalmente o que a gente comanda… e o “zero experiência em.navios de guerra” é uma conclusão que o currículo resumido realmente permite… o que, na verdade, para quem conhece toda a informação, não condiz com a realidade…

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Talvez se eu fosse um submarinista e ele fosse nomeado comandante de um submarino com a sua 1ª missao furar um strike group e afundar o USS Carl Vinson eu me preocuparia um pouco kkkkk

Mas para ou Comandar ou seja administrar e necessário alguém com experiencia nessa área de administração, planejamento, organização, enfim, algum que saiba “Gerenciar”.

sds

Jorge Alberto
Visitante
Jorge Alberto

Pois eh…. o Curriculum dele tb nao me “impressionou” muito…

Nunca comandou um Navio de guerra(armado) ?

Nunca concordei com essa escolha “por antiguidade” (lembrando q tivemos Villas boas, por nao terem seguido esse criterio!)

edson
Visitante
edson

Me chama atenção o pouquíssimo tempo no mar de um almirante com mais de 40 anos de marinha. Seria causada por falta de meios ?

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Mais de 1000 dias de mar… acho que é uma boa marca…

Dodo
Visitante
Dodo

Em breve ocorrerá a aspirantex 2019, mal posso esperar para ver o phm Atlântico junto com o Bahia atracado em Montevideo

Marujo
Visitante
Marujo

O Bahia não participará…

Dodo
Visitante
Dodo

Isso ainda não foi decidido

Ricardo goiano
Visitante
Ricardo goiano

O NDCC Almirante Saboia vai participar

Gerson Carvalho
Visitante
Gerson Carvalho

Poxa… Não vejo muita diferença para o comandante da US NAVY Alte. Richardson serviu como comandante dos submarinos nucleares USS Parche , no USS Salt Lake City e no USS George C. Marshall . Antes de ser o chefe da US NAVY foi Diretor de Propulsão Nuclear, e Comandante das Forças Submarinas Navais ( COMSUBFOR ).

Dalton
Visitante
Dalton

Na verdade Gerson, ele comandou “apenas” o USS Honolulu, nos demais submarinos que você citou ele apenas fez parte do corpo de oficiais.
.
No mais, não vi nada de “errado” na carreira do Almirante…Dwight Eisenhower também foi criticado por uma suposta “falta de experiência”…além do mais é importante saber administrar e certamente ele poderá contar com a experiência de oficiais que comandaram navios de guerra.

Gerson Carvalho
Visitante
Gerson Carvalho

Foi o que eu disse… Não ha muita diferença nos dois currículos!

filipe
Visitante
filipe

Esse cara vai prejudicar o PROSUB, não vi nada na ficha dele relacionada a Armada Submarina…

Pangloss
Visitante
Pangloss

Tomara que eu esteja errado., mas minhas expectativas em relação a esse CM são bem baixas.

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Você está errado, podes crer… abraço…

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Baseado em…?

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Prezado Rodrigo, falo isto baseado no meu conhecimento como Oficial da ativa da MB… abraço…

Rene Dos Reis
Visitante
Rene Dos Reis

Uma duvida , como não sou militar gostaria de saber como se conquista tantas condecorações em tempos de paz ,com projetos inovadores ,serviços relevantes?

art
Visitante
art

Tem dias de mar (MB), de missão (CFN), tempo de brigada paraquedista/Brigada de operações (mérito pqdt), Ferimento em missão (Sangue do Brasil),Tempo de serviço (medalha tempo de seviço), Missão da ONU, tempo de tropa (corpo de tropa), Primeiro colocado em curso (marechal hermes (EB), serviços relevantes…

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Aos incautos, que costumam criticar ou acusar antes de pensar, sugiro pesquisar “meritocracia ” a base de tudo …

Saibam disso, Forças Armadas nao e uma empresa e Farda nao e uniforme, ninguém consegue ficar ou progredir nas FFAA se nao tiver méritos, se nao esforço, trabalho, competência.

Tom Gabriel
Visitante
Tom Gabriel

…servi com o então 2 Ten Ilques no CT Maranhão, e acompanhei-o durante sua carreira pela Esquadra, Oficial Austero, extremamente exigente, excelente profissional, conhecedor profundo de operações navais.Eu como sinaleiro, junto com a equipe, participamos de muitas manobras táticas por bandeiras, oficial ágil em suas interpretações e que cumpriu bem suas missões para as quais foi determinado. Comandou um Contratorpedeiro, uma 2a Divisão da Esquadra, foi Comandante em Chefe da Esquadra e ainda tem gente aê, comentando que o referido oficial teve pouco contato com o mar, não conhece vida de Marinha. Cara, pô, tem cursos estratégicos de guerra naval,… Read more »

F.alves
Visitante
F.alves

GABRIEL VOCÊ SERVIU NO MARIZ E BARROS ?

Dodo
Visitante
Dodo

Adoro ver esses civis revoltadinhos. É muita ignorância para dizer que o currículo do almirante ilques seja “pouco impressionante” como disse o coronel Nery no poder aéreo uma vez: devem ser esses caras que não passaram no colégio naval e tem inveja kkkkk

Daglian
Visitante
Daglian

Percebo certo desprezo em falar “esses civis”. São “esses civis” que pagam o salário dos militares e sustentam o orçamento das FFAA. Se você quer ser respeitado, respeite também. Depois não adianta vir chorar para “esses civis” que os militares não tem privilégios, que querem orçamento maior ou que seus salários são baixos, hein!

Dodo
Visitante
Dodo

Posso lhe garantir, que com esses civis, nos não temos a menor paciência ou boa vontade para respeitar e defender. É cada imvecilidade que sai da boca deles qie não dá mais, já deu a paciência de lidar com essa gente
Brasil ame-o ou deixe -o

Celso
Visitante
Celso

Pois e….e la estava eu e muitos outros que aqui ainda estao. Nao fomos e nao iremos mais. Talvez voce nem bem saiba o siginificado por tras desse mote da epoca. Paciencia acho que voce nao tem, boa vontade idem. Alias, quem o nomeou porta voz das opinioes nao militares de todos quao aqui prestigiam o site. Entenda que muitos teriam o maior prazer em servir a patria, mas nao por obrigacao ou outro tipo de acesso. Enfim, seja mais claro ate mesmo quando passa a ofender outrens indistintamente. A essas alturas acredito piamente que voce tambem faca parte da… Read more »

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Isso ai Dodo.
Tem muita gente que nunca entrou num quartel. Não ralou a barriga no chão, nem desmontou e montou um fuzil e metralhadoras. Nem entrou na barraca com lacrimogêneo. Isto somente para falar do básico do básico.Nunca viajou em operações em navios de guerra. Somente conhecem militares através de filmes de Hollywood. São os maiores questionadores da competência dos militares brasileiros.

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Daglian.
O que conhecemos como Brasil existe por causa da Marinha e do Exército que mantiveram este país enorme. Na história recente, eles pegaram um país que só vendia café e era muito atrasado, era quadragésima oitava economia do mundo e o modernizaram. Fizeram toda infra estrutura e entregaram para os civis. O resto nós conhecemos.
Um respeitoso abraço.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Eu achei o Currículo dele muito bom, ainda mais que ele tem muito estudo de estratégia naval, meu único medo é ele ser megalomaníaco e querer enfiar a MB em projetos faraônicos e intermináveis, lembro que o Brasil até corre o risco de não terminar o PROSUB, mesmo que pequeno o risco, ele existe. espero que não venha de conversa sobre um porta aviões e outras maluquices.

MATROSE
Visitante
MATROSE

A realidade é que a MB não tem, presentemente, muitos navios pue nossos of’s tenham oportunidade de comandar e adquirir a imprescindível experiencia. Não há como exigir mais.

Filipe Prestes
Visitante
Filipe Prestes

Tomara que não tenha megalomanias esse daí. E apenas pontuando algo pra deixar registrado meu agrado com esditores que escreveram curriculum certo e não “currículo”, palavra essa que não existe no português mas na grafia correta tem tradução rsrs