terça-feira, dezembro 7, 2021

Saab Naval

Helibras assina contrato com a Marinha do Brasil para fornecimento de três helicópteros H135

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Airbus H135
Airbus H135

Dois dos três modelos serão os primeiros aptos a atuar em resgate aeromédico no País

São Paulo, 21 de fevereiro de 2019 – A Helibras assinou hoje um contrato com a Marinha do Brasil para entrega de três aeronaves modelo H135. Os helicópteros serão destinados ao 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-1), onde cumprirão diversas missões. As aeronaves irão substituir os atuais AS355, Esquilo Biturbina, e poderão, em um futuro próximo, compor o Destacamento Aéreo da Missão Antártica Brasileira.

Entre suas principais missões destaca-se o apoio às operações especiais, transferência de pessoal ou carga (PICK-UP), reabastecimento vertical de carga (VERTREP), busca e salvamento (SAR), inspeção naval e, em especial, evacuação aeromédica (EVAM), pois duas das três aeronaves estarão com kits aeromédicos, as primeiras aeronaves com essa capacidade no Brasil.

O acordo contempla também o pacote de Suporte e Serviços e o PBH (em inglês, Parts By Hour), programa por hora de voo que assegura a disponibilidade das peças da frota. “Essa assinatura amplia e consolida a parceria de mais de 40 anos que temos com a Marinha do Brasil, ressaltando que também foi nosso primeiro cliente no País, com a aquisição dos Esquilos, em operação até hoje. O modelo possui um dos menores custos de operação de sua categoria e um excelente índice de disponibilidade, sendo o helicóptero ideal para atender as exigentes missões e necessidades da Marinha”, afirma Richard Marelli, presidente da Helibras e Head of Country da Airbus no Brasil.

As aeronaves passarão por adaptações na fábrica da Helibras, em Itajubá (MG), para atender aos requisitos de missões da Marinha, tais como instalação de gancho, flutuador, guincho, radar meteorológico, entre outros. Atualmente, cerca de 130 unidades desse modelo estão sendo utilizadas pelas Marinhas de vários países como Alemanha, Austrália, Espanha Japão e Reino Unido.

O H135 é uma aeronave de última geração, conhecida por sua alta resistência, baixos níveis de ruído e versatilidade. Possui capacidade para até 8 passageiros, conta com dois motores Arrius 2B2PLUS, da fabricante SAFRAN, equipados com FADEC, capacidade de voo por instrumentos (IFR), podendo pousar em praticamente qualquer terreno, sendo capaz de cumprir uma ampla gama de missões.

FONTE: Helibras

- Advertisement -

57 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
57 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Samuca cobre

Poderia ser no mínimo uns 6

Pecatoribus

Salvo engano meu, essas são aeronaves usadas. Então era o que tinha disponível. A Marinha está buscando novos helicópteros para substituir os Esquilos. Mas há urgência para os que servirão no navio de pesquisa polar.

J.Neto

Onde, no texto, é dito que são usadas? Independente disto, não deixa de ser um upgrade dos meios atuais…

Pecatoribus

No texto, em lugar nenhum. Como eu mesmo disse, salvo engano meu elas são usadas. Compra de oportunidade. Não vai aí nenhuma crítica. Apenas porque o Samuca comentou que gostaria que fossem seis. Neste caso específico haviam três usados disponíveis. Abraço.

gabriel

sim, são helicópteros usados, porém em excelente estado. Eles foram adquiridos de uma empresa Europeia que presta serviços médicos que atua na Espanha se não me engano.

Fligth_Falcon

Lembrando que as vezes muitos foristas são das forças e possuem informações que outros mesmo trabalhando no mesmo local não tem acesso.

Kemen

Novas.

Douglas Rodrigues

Acho que virão de pouco em pouco, como os SeaHawk.

igortepe

Helicoptero para Almirante passear? Essa é a versão civil. A versão militar é a H135M.

Kemen

Dois dos tres H-135 serão equipados com conjuntos aero-médicos, todos terão gancho de carga, sistema flutuador de emergência, cabrestante e radar meteorológico. O outro provalvelmente sera para deslocar pessoal de qualquer nivel, entre os navios e entre cais e navios, além de pequenas cargas, correspondencias, encomendas, etc. E se for necessario transportar marinheiros, oficiais e almirantes sim.

igortepe

Helicóptero para Almirante passear? Essa é a versão civil. A versão militar é a H135M.

Rafael Oliveira

Comprou o que tinha no mercado de usados a pronta entrega. Se fosse encomendar novos iria sair mais caro e demorar mais.
Obviamente pode ser usada no transporte de almirantes também.

Kemen

Novas.

Rafael Oliveira

Li em outro site que são aeronaves usadas, compradas na Espanha. Onde você leu que são novas?

kemen
Junior

O fato de elas terem sido usadas, não fazem delas aeronaves velhas, provavelmente são helicópteros que foram muito pouco utilizados pelo antigo proprietário

kemen

Junior, o proprietario é a Airbus Helicopter, mas para dar um fim a polemica vejamos, poderiam ser helicópteros usados em demonstrações da Airbus ou mesmo, em reserva tendo em vista o volume de vendas, o fato é que são considerados novos, exelente aquisição da Marinha.

Rafael Oliveira

Interessante. Informações conflitantes. Vou aguardar manifestação oficial da MB.

Welington

“Procedentes da Espanha”

Flávio Henrique

Desde quando é necessário ser equipamento militar para SAR…. Pelo que me lembro nem todos helicópteros usados lá eram do tipo militar…

Hélio

Mas o projeto brasileiro não seria justamente para substituir o esquilo? Será que desistiram? Aliás, já era para estarmos tendo notícias desse projeto, se é que existe.

Paulo Costa

Esse helicóptero construído aqui no Brasil pela Helibras pode muito bem ser o substituto dos esquilos na MB e ser o padrão nas 3 forças no futuro

Mauricio R.

A Helibras não constrói nada, somente monta kits.
Também não temos que reservar mercado pra fabricante nenhum.
Aliás fizeram alguma concorrência, para a aquisição dessas 3 células????
Ou houve dispensa de licitação, que é para no futuro facilitar a criação de mais uma reserva de mercado em favor da Airbus????

Burgos

Verdadeira Kombi voadora !!!
Vai ser pau pra toda obra !!!
Parabéns MB !!! 👏

igortepe

Helicóptero para Almirante passear? Essa é a versão civil. A versão militar é a H135M.

Mauricio R.

Kombi por aqui tem a ver como o H-225M, aquele que a MGB volta e meia cisalha algum eixo.
E gente morre.
Então não é por um bom motivo.

Jadson Cabral

Flutuador? Vai pousar na agua?

Alex Nogueira

Por ser uma aeronave de uso embarcado, nada mais natural ter flutuadores de emergência.

Gustavo

As aeronaves que operam em offshore levam flutuadores para emergências, em caso de pane, eles acionam para fazer o “pouso” no mar.

Artur Castro

Uma duvida que sempre tive: qual o motivo da Helibras não desenvolver aeronaves próprias?

Aparentemente há uma contínua transferência de tecnologia, como a do H225M, mas nunca vi nem rumores de um projeto autóctone.

Romão

A helibrás é uma subsidiária da eurocopter. Foi pensada para isso e é isso que ela é.

Otto Lima

A Eurocopter agora é Airbus Helicopters.

PauloSollo

Não existe transferência de tecnologia entre matriz e filial, é absurdo. Isto é manobra para engordar contrato. O papel dela é o de montadora.

Mauro

Paulo, segundo o pessoal da Helibras, já existe capacidade de se projetar e fabricar um helicóptero no Brasil por esta empresa, o problema é o mercado, já dominado e saturado, fabricar só para dizer que fabrica não adianta. Não tem mercado suficiente, e é muito competitivo.
Segundo esses mesmos diretores, 60% dos EC225M são fabricados com material produzido no Brasil.
Vamos fabricar o que e vender para quem?? helicóptero de transporte, ataque, utilitário, o mercado está cheio disso, com modelos consagrados. Não compensaria o investimento.

Mauricio R.

Não se voa somente com 60% das peças e partes de uma aeronave.
Não compensa fabricar, melhor mesmo é montar kits.
Revell, Airfix, Tamiya, Italeri, não me deixam mentir!!!!

PauloSollo

Suponha que você tenha uma empresa aqui e compre o controle acionário de outra em outro país. A empresa passa ser sua e você transfere para ela os conhecimentos que achar necessário. Se você fecha um contrato com o governo de lá pelo dobro ou triplo do valor alegando que vai transferir tecnologia, para quem mesmo? Para sua própria empresa, de você para você. Pura malandragem. Se passar a projetar algo lá ainda será a sua empresa que o faz. E se como você aponta corretamente o mercado está cheio e não compensaria o investimento, então porque pagaram pela ToT… Read more »

Dudu

Discordo principalmente pelo possivel desenvolvimento de um de ataque.

Salim

Brasil e o segundo/terceiro mercado mundial helicopteros, pagamos TOT pra Helibras que e filial da Eurocopter!???!!??
Precisamos de uma empresa moldes Embraer Defesa para asas rotativas.

Mauricio R.

Porque isso nunca interessou aos proprietários, a montagem de kits, disfarçada de ToT rende bons lucros, influência política e deixa os índios contentes, além de ajudar a manter o market share a nível global.

João Augusto

Daqui a pouco vem um perguntar se não poderia ser um UH-60 Black Hawk como se tudo desse pra fazer com ele e ainda melhor…

Souto.

Entre na discussão..Amigos os helicopteros esquilo bi turbina
continuam operacionais na MB??.

Robério

Se os nobres amigos prestaram bem atenção, as aeronaves estam sendo adaptadas e equipadas de acordo com as especificações necessárias as atividades que executaram na MB, o que as tornaram a versão militar adequada a atividades navais. Modernas e de manutenção de baixo custo. Realmente uma excelente aquisição.

Flanker

Continuam operacionais, mas sofrem com a idade e problemas principalmente com a motorização. Os Esquilos biturbinas nunca tiveram o sucesso comercial e a simplicidade operacional e de manutenção dos Esquilo monoturbina. Esses H135 vem para substituir parte da frota de UH-13 (Esquilo bi), que é de 6 células.
Mas os H-13 continuam operando, tanto que tem 2 deles na Operantar que ocorre agora.

Miguel Felicio

De todos, voce é o único que veio com essa conversa……

Mauricio R.

Se a Helibras soubesse o que vem a ser um helicóptero, eles resolviam o problema da MGB da kombí, aka H-225M.

J.Neto

Sai Embraer, entra Helibrás…

Kemen

Pelo que fui informado, existem mais de de 1.280 H-135 voando no mundo. esses H-135 serão da Airbus-Spain e serão adaptados para a Marinha pela Helibras que também provera manutenção e peças de reposição. É um helicóptero muito versatil por isso o sucesso em vendas.

Bardini

MB e demais forças deveriam adquirir mais desses H135 e também H145…

Doug385

O 145 seria ótimo substituto para os Esquilos e Panteras do EB. Leva até 10 homens e pode ser armado. Seria uma boa padronização.

Carlos Alberto Soares

Lynx e JM com a palavra …..

Rafael Oliveira

Esse heli eles devem aprovar. H135 e H145 são os melhores helicópteros do portfólio da Airbus.

João Bosco

Melhor do que nada… sejam bem vindos.

Lucas

Somente lembrando que o CBMDF tem uma aeronave dessas H135 com kits aeromédicos.

Luiz Floriano Alves

Deve ser lote exprimem tal, marinhas compram lotas de 20, no mínimo. Será que vão parar no Atlântico em funções militares? É uma plataforma versátil para carga leve.

RBittencourt

As aeronaves sâo novas, vindo da subsidiaria da Airbus na espanha … Nada a ver com usadas…

Paulotd

São usadas sim, porém com pouquíssimo uso. Ainda vão sofrer upgrade para atender a MB. Provavelmente a idéia são duas para função SAR e multiuso lotadas na BAeNSPA em São Pedro da Aldeia, e uma para apoio a missão na Antarctica. Ótima compra da MB.

_RJ_

Não dá para ver essa aeronave e não lembrar do seriado HELICOPS.

Muito bonita a aeronave. Além de muito versátil e, se bem equipada (que será), muito adequada a função que se pretende.

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

China planeja base militar na costa atlântica da África

A China está procurando criar sua primeira presença militar permanente no Oceano Atlântico, na costa da pequena nação africana...
- Advertisement -