Home Acidentes Navais Escotilha aberta deixou submarino indiano INS Arihant fora de operação

Escotilha aberta deixou submarino indiano INS Arihant fora de operação

11685
61
INS Arihant

Submarino nuclear foi danificado depois que a água entrou em seu compartimento de propulsão

O submarino nuclear indiano INS Arihant sofreu grandes danos devido a uma “falha humana” e não navega por mais de 10 meses, segundo fontes da Marinha Indiana

O submarino estratégico de mísseis balísticos INS Arihant é a plataforma mais importante dentro da tríade nuclear da Índia, cobrindo os modos terra-ar-mar.

O compartimento de propulsão do Arihant foi danificado depois que a água entrou nele, de acordo com detalhes disponíveis ao The Hindu. Uma fonte naval disse que a água entrou quando uma escotilha na popa foi deixada aberta por engano enquanto estava no porto.

Desde o acidente, o submarino, construído sob o projeto Advanced Technology Vessel (ATV), vem passando por reparos e limpeza, disseram as fontes.

Além de outros trabalhos de reparo, muitos tubos tiveram que ser abertos e substituídos. “Limpar” é uma tarefa trabalhosa em um submarino nuclear, disse a fonte naval.

O submarino é propulsado por um reator de água leve pressurizada de 83 MW com urânio enriquecido.

Subscribe
Notify of
guest
61 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo Cardoso
Ricardo Cardoso
1 ano atrás

Isso não aconteceu em 2017?

Nostra
Nostra
Reply to  Ricardo Cardoso
1 ano atrás

Actually I find it both interesting and funny that a so called ” alleged ” incident of INS Arihant in 2017 is appearing in twitter and being around in websites in 2019.

This started a couple or so days ago with Pakistan and pro Pakistani western twitter handles and websites lol before spreading around.

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  Ricardo Cardoso
1 ano atrás

Caramba , pensei “de novo?” e conclusão do relatório ok?

ECosta
ECosta
Reply to  Ricardo Cardoso
1 ano atrás

Paquistão deveria dar uma grande medalha e premiação ao responsável. kkkk

Pedro S.
Pedro S.
1 ano atrás

Vacilo tamanho Brasil.

André Macedo
André Macedo
Reply to  Pedro S.
1 ano atrás

Nossos vacilos nunca foram mal uso ou descuido do equipamento…

Danilo
Danilo
Reply to  André Macedo
1 ano atrás

Aconteceu conosco também. Pesquisa sobre Tonelero.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  André Macedo
1 ano atrás

Até porque pra ter descuido precisa antes ter o equipamento. Aqui tem só pensão e salário.

Mazzeo
Mazzeo
Reply to  André Macedo
1 ano atrás

O Tonelero discorda da sua afirmação …

Camargoer
Camargoer
Reply to  Mazzeo
1 ano atrás

Também lembrei dele… acho que foi na noite de natal de 2000.

teropodr
Reply to  Mazzeo
1 ano atrás

A base na Antártica também.

Mayuan
Mayuan
Reply to  Mazzeo
1 ano atrás

O Tonelero afundou por falha hidráulica e não por escotilha aberta por descuido…

Geraldo Lopes
Geraldo Lopes
Reply to  Mayuan
1 ano atrás
Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  André Macedo
1 ano atrás

O submarino riachuelo da classe oberon manda lembranças.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Correção, toneleiro.

groosp
Reply to  Pedro S.
1 ano atrás

Teve algum programa de intercâmbio entre as marinhas da Índia e do Brasil?

Jota Ká
Jota Ká
Reply to  groosp
1 ano atrás

Kkkkk ….

Régis Athayde
Régis Athayde
1 ano atrás

Assim o Paquistão e a China não tem com o que se preocupar; não bastasse a perda de tantos aviões, os hindus ainda acabam com sua própria Marinha vichhh.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Régis Athayde
1 ano atrás

Será que China e Paquistão divulgam algo? A China por exemplo, protótipos funcionam perfeitamente “de primeira”, nenhum questionamento das forças, da imprensa e de ninguém, a perfeição, ou será a opressão!?

teropode
Reply to  Sagaz
1 ano atrás

Para alguns , chineses e russos são exemplos de perfeição, isso sempre me faz lembrar do Kurski e o torpedo febril 🤔🤔🤔🤔🤔

Chen
Chen
Reply to  Sagaz
1 ano atrás

Divulgar divulga . Os acidentes com o piloto de caça que morreu é a prova disso. Equipamentos caros demais pra esse tipo de erro ser escondido. Mas erros piores devem ocorrer durante a fase de testes e projetos esses provavelmente não são publicados mesmo nos EUA.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
1 ano atrás

Nenhuma tecnologia funciona se não for a prova de idiotas. Essa não era.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Com a palavra o Ivany Júnior……

Bavarian Lion
Reply to  Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Obrigado meu amigo.

Não há muito o que comentar né? Só que compartilhei a notícia no grupo do facebook antes de chegar aqui.

Outro ponto em questão é que o dano foi um pouco demasiado ao que se espera de uma embarcação que possa sobreviver a torpedos, a uma profundidade altíssima, e por conseguinte, altíssima pressão.

Grande abraço.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Mas afinal, como um erro desse aconteceu? Não há sensores indicando que havia uma escotilha ainda aberta? Ou ninguem na sala de controle prestou atenção nisso?

Nostra
Nostra
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

That again is both a irony and a mystery lol. Firstly the Hindu newspaper report is based on ” indian navy unnamed sources ” and that could mean anybody from my neighborhood grandma to the said reporters mistresses. Arihant is a ” DOUBLE HULLED ” submarine. And the hull hatches on Arihant, are of the interlocking type for this very reason , the inner hull hatch cannot be closed physically if outer hull hatch is open or improperly shut. Every Also all hatch’s leading to compartments and critical stations have redundent sensors which feeds into the CIC room with both… Read more »

Bryan
1 ano atrás

Houve alguma baixa?

Mario SEAE
Mario SEAE
Reply to  Bryan
1 ano atrás

Só o coitado do submarino.

Dalton
Dalton
1 ano atrás

Não pude deixar de lembrar do submarino da marinha imperial japonesa, I-169, que depois de naufragar passou a ser chamado de “Shinohara” que era o nome do comandante que não encontrava-se a bordo. . O I-169 estava na superfície na lagoa da ilha de Truk em 1944 quando recebeu ordens de mergulhar para evitar um ataque aéreo americano que não aconteceu só que por algum motivo foi inundado…reportagem da época que passou no “Fantástico” nos anos 1970 quando os destroços foram localizados deu como causa que uma escotilha foi esquecida aberta, mas, não foi o caso, apenas lembrei pela frase… Read more »

Luiz Floriano Alves
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Essas escotilhas devem ter dispositivos que alarmam ou até bloqueiem operações de mergulho, enquanto abertas. Mas, se não tiver manutenção ou tripulantes treinados e com tradição de fainas do mar vai acontecer isso: afundar no cais, por displicência.

willian pereira
willian pereira
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Sou programador, e isso foi a primeira coisa que pensei quando li a reportagem, um simples sistema com um sensor na escotilha para avisar e bloquear operação de mergulho resolveria esse problema.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Noooossa, lembro dessa matéria, eu tinha coisa de 7-8 anos. Já tentei procurar por “Shinohara” no google, mas foi em vão. Agora voce me ajudou muito, vou conseguir ler a história.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Dalton
1 ano atrás

Olá Dalton. Eu também vi essa reportagem no Fantastico… eu era pequenino e fiquei tão impressionado que nunca mais esqueci..

L. Lourenço
L. Lourenço
1 ano atrás

Que falha hein, muito perigoso por sinal. Um vacilo desse podia ter custado até o Submarino. Imagino o susto de uma tripulação com uma falha desse tipo dentro d’água.

J-20
J-20
Reply to  L. Lourenço
1 ano atrás

Custou muitos componentes eletrônicos e quase custou a sua propulsão.

Doug385
1 ano atrás

Esses indianos me aprontam cada uma…

TeoB
TeoB
1 ano atrás

Um amigo meu tinha um Tempra 97 que acendia uma luz no painel quando a porta ficava aberta… será que no submarino nuclear que vale seu peso em ouro economizaram no sensor e no led pra piscar quando a escotilha tava aberta? nem to falando do aviso sonoro do Miura la dos anos 80 que falava… peço perdão pela comparação infame, mas é impossível não fazer kkk Quanto ao erro humano nível estagiário, eu acho que é fácil culpar uma pessoa, mas acidentes como esse na minha humilde opinião são uma serie de acontecimentos, falhas no treinamento, procedimentos inadequados, projeto… Read more »

Demoad.
Demoad.
Reply to  TeoB
1 ano atrás

…uma série de acontecimentos…submarinos são máquinas cheias de complexidades desde o projeto até a operação. Minha dúvida é: os caras de Itaguaí estão sujeitos a nova doutrina ou ainda seguem a doutrina tabajara?

Nostra
Nostra
1 ano atrás

Let me try to explain the events and make sense out this First understand indian nuclear submarine program is under PMO which gives it the highest level of security classification. Second US and China have 4 listening stations opposite the Indian western seaboard in Thailand and Myanmar respectively. Plus backed with multiple civilian fishing vessels with equipment loadout not suitable for hunting fishes. Now INS Arihant was the first to be launched , then to be followed by INS Aridhaman the second in class followed by INS Arighat the third in class. What happened is post 2017 INS Arighat was… Read more »

smichtt
smichtt
Reply to  Nostra
1 ano atrás

Very intersting explanatiion. Thanks.

rommelqe
rommelqe
Reply to  Nostra
1 ano atrás

Thanks for your comment. By the way: I understood that opened hole that results water ingress in Arihant has no link with silos hatch, is it right?
And, on the other hand, what are main diferences from the silo with updated one? May be due an upgraded on the missiles geometry or it is a result of an improved design?
Thanks!!!

Nostra
Nostra
Reply to  rommelqe
1 ano atrás

Well my point was that the alleged open hatch story might have been a cover story for the disappearance of Arihant , which in actual was undergoing modifications for installing a example of the newer silo for testing. Subterfuge is necessary component to keep foreign intelligence agencies unsure. I have no information on the capabilities on the newer silos , and what I know is that the older silos were over engineered in terms of safety , since it was the first of its kind in India and the authorities wanted to safe than sorry. It took up more space… Read more »

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
1 ano atrás

Pelo amor de Deus, até minha Yamaha Fazer tem sensor sensor no descanso cavalete lateral que só permite que o motor funcione se essa peça estiver recolhida. Como é que numa máquina caríssima e sofisticada dessas não há um sensor na escotilha ?
Vacilo do cacete.

CVN76
1 ano atrás

Me lembro do caso do USS Guitarro SSN 665 que realmente afundou durante a construção…..ele já estava quase pronto….só conseguiram resgatá-lo do fundo do rio 3 dias depois….

filipe
filipe
1 ano atrás

É bastante similar ao SNBR Alvaro Alberto (100 metros de cumprimento, 9.8 metros de diametro e 6000 Toneladas de peso), o Submarino Indiano tem 110 metros e 6000 toneladas de peso e leva SLBM com 750 Km de alcance.

Nostra
Nostra
Reply to  filipe
1 ano atrás

And 4000+ km K4 SLBM , already test fired multiple times and ready for operational duty.

Valter Sales
Valter Sales
Reply to  filipe
1 ano atrás

SO atualizando . O SN Álvaro Alberto SN -10 , terá realmente 9,88m de diâmetro do Vasco resistente, Mas 108m de comprimento total.

filipe
filipe
Reply to  Valter Sales
1 ano atrás

108 metros , se essa informação foi verdadeira, ele tem espaço mais do que suficiente para ter silos VLS para misseis de cruzeiros, e é bem maior que o Astute e o Barracuda, quase do tamanho de um Virginia, só faltando mesmo o PUMPJET para ser da categoria desses 3 (Astute, Barracuda e Virginia), e claro a tecnologia do reactor, as plantas dos reactores desses 3 são as mais avançadas do mundo (têm combustivel nuclear para 25 anos, as placas do SNBR devem ser trocadas de 5 em 5 anos).

Camargoer
Camargoer
Reply to  filipe
1 ano atrás

Caro Filipe. A diferença entre os reatores do submarinos nucleares da USN com o do SN10 é o teor de enriquecimento do combustível. A MB decidiu usar combustível com 20% de urãnio 235 para atender aos tratado internacionais. Material com até 20% é classificado para uso civil. Acima disso tem uso restrito que precisaria de homologação internacional. Para uma bomba precisa de enriquecimento acima de 85%. O combustível do SN10 será o mesmo das usinas de Angra. Essa é a razão do reator precisar ser reabastecido a cada 6 anos. O projeto do SN1o já leva isso em consideração. Outro… Read more »

JT8D
JT8D
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

Prezado Camargo, o teor de enriquecimento do combustível de Angra é aproximadamente 4%

Camargoer
Camargoer
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Olá JT&D. Você tem razão. Obrigado pela correção. Eu li uma entrevista de oficial da MB explicando a razão de usar não mais do que 20%, que seria o máximo permitido pelos tratados internacionais. Acho que foi o Nunão (ou talvez você, não lembro) que mencionou que o combustível para o SN10 será produzido em uma unidade separada, mas não lembro se ela estará em Resende ou Iperó. Lembro também que o reator do SN10 será de 48 MW (enquanto o de Angra é de 1,3 GW) mas poderá chegar a 75 MW por meio de uma modificação da configuração… Read more »

filipe
filipe
Reply to  Camargoer
1 ano atrás

O SN-11 terá um reactor de 75MW , 48 MW é o inicio, serão 2 Reactores de 48 MW , incluindo o LABGEN, depois disso serão reactores acima dos 75MW, com reabastecimento de 6 em 6 anos.

Alfredo RCS
Alfredo RCS
1 ano atrás

Isso é o que dizem, pode bem ter sido um acidente nuclear ou erro de projeto. Nunca saberemos pois não teremos acesso aos relatorios oficiais.
O domínio de fato da tecnologia para construção de Submarino nucleares não é para todos.

José Cardoso
José Cardoso
1 ano atrás

E pensar que muitos carros tem alerta de porta aberta…

Lucker
Lucker
1 ano atrás

Uma escotilha! duvido deve ser algo mais, afinal antes de iniciar a descida deve ter um check point de que todas estão fechadas. Na certa foi algo com o reator ou bombas estanques!

Valter Sales
Valter Sales
1 ano atrás

“Casco resistente “

Gerson
Gerson
1 ano atrás

Para um submarino nuclear, que na teoria a operação do reator é feita em circuito fechado e com contra medidas de segurança, acho estranho, mesmo com o embarque de agua abordo contaminar o sistema do reator…

Gerson
Gerson
1 ano atrás

Para um submarino nuclear, que na teoria a operação do reator é feita em circuito fechado e com contra medidas de segurança, acho estranho, mesmo com o embarque de agua abordo contaminar o sistema do reator…

Luiz Floriano Alves
Reply to  Gerson
1 ano atrás

Sendo um barco fabricado na Russia, nada é estranho. Tudo para ter um submarino nuclear com grande raio de ação e potencia de sobra. A tripulação? A Massa? Sempre haverá. Isso é detalhe, para eles.

JT8D
JT8D
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

O Arihant não tem nada a ver com a Rússia. Foi projetado e construído na India