Home Aviação Naval China: Visita de Trump ao futuro porta-aviões japonês causa preocupação

China: Visita de Trump ao futuro porta-aviões japonês causa preocupação

10049
130
JS Kaga
O destróier porta-helicópteros Kaga, da Força Marítima de Autodefesa do Japão (JMSDF)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concluiu sua visita de quatro dias ao Japão na terça-feira com uma inspeção a um porta-helicópteros, que deve ser convertido em porta-aviões, e especialistas chineses disseram que sua iniciativa indica sua aquiescência às ambições militares do Japão e pode desencadear nova corrida armamentista.

Acompanhado pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, Trump inspecionou o destróier porta-helicópteros Kaga na base da Força Marítima de Autodefesa do Japão (JMSDF) em Yokosuka, a primeira vez que um presidente dos Estados Unidos subiu a bordo de um navio da JMSDF, informou o Kyodo News.

Ni Feng, vice-diretor do Instituto de Estudos Americanos da Academia de Ciências Sociais da China, disse ao Global Times que a inspeção mostra mais uma vez que Trump quer que seus aliados assumam maior responsabilidade militar e aumentem seus orçamentos de defesa, o que encoraja a busca de poder militar de Abe.

Analistas chineses notaram que o destróier porta-helicópteros inspecionado por Trump é controverso até mesmo no Japão, pois ao país não é permitido possuir armas que poderiam ser usadas para atacar outros países após sua derrota na Segunda Guerra Mundial.

O Kaga, um destróier porta-helicópteros da classe “Izumo”, deverá ser reformado e funcionar como um porta-aviões capaz de transportar caças furtivos F-35B, informou o canal NHK na terça-feira.

A visita de Trump mostra que ele está ignorando o fato de que o Japão não refletiu sobre a história da guerra, ou que a atual busca do Japão para recuperar a força militar levanta preocupações na região, disse Yang Xiyu, pesquisador do Instituto de Estudos Internacionais da China em Pequim.

Apesar de serem aliados, os EUA costumavam limitar o desenvolvimento militar do Japão e não permitiam que ele tivesse qualquer tipo de arma de longo alcance e capacidade de ataque, disse Yang, observando que o navio da classe “Izumo” se enquadra nessa categoria.

Isso significa que o Japão tem o endosso tácito do presidente dos EUA para expandir suas capacidades militares, disse Yang.

A inspeção pode aumentar as tensões na região, incitar confrontos entre os principais países e levar a uma corrida armamentista, disse Ni.

Ecoando Ni, Yang ressaltou que se o Japão voltar a se tornar uma grande potência militar, os países e regiões vizinhos definitivamente se preocuparão.

Durante sua visita de quatro dias, Trump anunciou o plano do Japão de comprar 105 caças F-35 fabricados nos EUA. Ele também discutiu o comércio com Abe, observando que o déficit comercial dos EUA com o Japão é grande, mas ele espera anunciar um acordo comercial em breve, informou a mídia.

FONTE: Global Times

130
Deixe um comentário

avatar
35 Comment threads
95 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
65 Comment authors
LuisWagnerrui mendesmendesMahanabrahamyamato Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vitor Silva
Visitante
Vitor Silva

O Donald Trump quer é mais uns biliões de dolares, do amigo Asiático….. o resto é conversa fiada nada mais…. aquela cromo alguma vez se preocupa com a história sob 2ªguerra mundial….nem por sombras….

teropode
Visitante

Vc tem razão, os EUA deveriam agir como os Russsos que fornecem armas de graça para quem requisitar , Egito , Iraque, Biolorrusia todos eles ganham armas russsas , as fábricas russas são filantrópicas kkkkkkkkkkkkkkkkkk rindo até 2319 kkkkkkk

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

Até pq, se realmente se preocupassem com a história da 2° guerra mundial, os alemães deveriam estar sob vigilância constante !
Vai q eles cismam de dar um passeio em Paris novamente… ou quem sabe matar uns judeus em Varsóvia.

RafaelJ
Visitante
RafaelJ

Como um dos povos mais beligerantes da história se tornou tão passivo em tão pouco tempo? Essa é a pergunta que não consigo encontrar respostas.

Mahan
Visitante
Mahan

20 + 15 KT

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

Talvez… o extermínio que a população alemã sofreu durante a 2GM e o posterior jugo soviético por mais de 50 anos, possa ter o poder de mudar pensamentos…rs

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Porque não são estúpidos, eles querem é qualidade de vida e não, gastar o dinheiro em armamento, e nada em educação, saúde, ambiente, e cultura, só para alimentar egos do século passado.

Kommander
Visitante
Kommander

Então por que você não vai para a Europa lutar contra o Islamismo, machão? Ou melhor, por que não enfrenta os bandidos da sua cidade?!

Thiago
Visitante
Thiago

Lucio, melhor efeminados que ignorantes. Antes de criticar a Europa olhe bem para nossa casa. Com eles só temos que aprender . P.s. por falar em efeminados, a quantidade de travecos do brasil na Europa vc nem imagina.

Thiago
Visitante
Thiago

Passivos? Onde vc observa essa passividade? São os países mais ativos em operações bélicas depois dos EUA . Onde estaria essa passividade? No fato de não degolar seus inimigos e fazer ataques terroristas como bárbaros? A sociedade europeia não é efeminada e sim velha/ idosa isso comporta uma opinião públicas menos propensa a gasto belicos e mais preocupada com o Sistema de saúde e previdência. Por falar em feminismo, no Brasil existe até delegacia da mulher, a cultura de massa exalta o funk, a promiscuidade e personagens homossexuais, insive a nossa lei já permite a união homossexual cuja comunidade é… Read more »

Thiago
Visitante
Thiago

é curioso que os EUA, literalmente invadidos por milhões de imigrantes, cuja economia baseia-se sobre esse recurso, além de ser patrocinadores do globalismo, cujas instituições e universidades são os maiores propagadores da QUEER THEORY babá dão abrigo e recursos para os maiores ideólogos dessa corrente ( vulgarmente Ideologia de gênero) nunca são acusados de serem o efeminados ou bambis, no máximo só os democráticos. Já quando é a Europa, o ataque não resume -se apenas a ala progressista, é sempre um ataque genérico etiquetando todos os europeus da mesma maneira.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Não gostam da Europa, por causa do passado, por falarem a lingua das nações Europeias, por isso alguns(felizmente, uma pequena parte) aqui destilam ódio pela Europa.

Luis
Visitante
Luis

se vc realmente não sabe, vou explicar: nos eua existe o contraponto da subversão cultural com o conservadorismo, na europa ocidental não há reação da sociedade, salvini, wilders e afins tem pouco poder, castrados pelo politicamente correto do eleitorado e emaranhados nas teias coletivistas da ue para poder defender seus paises efetivamente. os europeus ocidentais estão cometendo suicídio, não defendem sua terra e sua cultura, a liberdade deles foi ganhada com luta pelos seus ancestrais, não é propriedade deles, eles deveriam ser os guardiões da liberdade para seus filhos, mas não tem Bolas pra expulsar os q não apreciam a… Read more »

Gabriel Ferraz
Visitante
Gabriel Ferraz

Faz me rir kkkkk. A intenção dos EUA é que o Japão se arme até os dentes por causa da China. Esse papo de preocupação é uma piada ,a preocupação dos EUA é que o Japão mesmo tendo tecnologia de sobra pra isso é produzir uma bomba atômica, fora isso tá tudo certo. No mundo atual a regra é simples ,tente ter independência bélica e será inimigo mortal dos EUA e nem venha com esse papo que p tio Sam é a “polícia” do mundo pois vem metendo o dedo até na Europa Ocidental em questões bélicas e antes que… Read more »

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

E lá vamos nós mexer com os mortos…

EB nunca quis o Osorio… quando ele perdeu a competição ele morreu. tão simples quanto 1+1 é 2.

EB estava mais interessado no MB-3 Tamoyo que infelizmente não foi para frente.

Gabriel Ferraz
Visitante
Gabriel Ferraz

Todo mundo sabe que o EB não quis e nem tinha dinheiro para tal ,só falei de interferências externas e que de fato houve ,não digo que foi crucial ou de suma importância, só citei como exemplo de influências externas dos EUA sobre diversos países sobre diversos projetos bélicos.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

A interferência externa dos EUA no caso do Osório foi mínima, mas só aconteceu pelo simples fato de que estava concorrendo com produtos americanos. Caso a ENGESA tivesse sido um pouco menos ingênua, talvez tivesse feito uma pesquisa um pouco maior na região e aconteceu o que aconteceu justamente porque apostaram todas as fichas em uma vitória dúbia.

leonidas
Visitante
leonidas

Tenho minhas dúvidas, a Engesa chegou a emprestar um Osório para o desfile de 7 de Setembro salvo falha minha.
De todo modo é obvio que o exercito tendo verba compraria o Osório, mas isso é para nação comprometida com sua soberania aqui as contas sempre são feitas para encher o bolso da elite do funcionalismo público do Judiciario e dos demais poderes, o resto (Defesa, Segurança, campo social em geral) se paga com o que sobrar descontados obviamente as devidas propinas…

Maurício Veiga
Visitante

Na ‘Mosca” Leônidas!!!👏👏👏

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

100 bilhões de reais por ano, de 25 a ~28 bilhões de dólares, convertendo na moeda americana. Se nossas forças armadas não fazem algo que presta com isso, aí meu amigo, a culpa não é de quem ta liberando a verba.
As forças armadas brasileiras são como nossas universidades públicas: nadam em dinheiro enquanto não produzem nada de realmente relevante em troca.

Wellington
Visitante
Wellington

Desculpe entrar na conversa, mas o Osório não perdeu a competição para os concorrentes, foi muito bem e até superior em muitos casos e até melhor que o americano.
O problema foi a ENGESA investir todo o seu recurso e o Governo Brasileiro como sempre não dá suporte. Além dos calotes pelo Governo Iraquiano.
Nos EUA eles dão prioridades a empresas de alta tecnologia, aqui no Brasil não .
Vê o caso da Novaer, fizeram aviões como genérico do Supertucano e receberam, calote Árabe.
https://www.aereo.jor.br/2018/02/06/dificuldades-da-novaer-com-seus-parceiros-arabes-no-b-250/

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

caso do Osório tem nada a ver, e os EUA interferindo na Europa Ocidental não sei de onde tirou isto, no passado no máximo eles ficaram de mal com a França pq ela decidiu ter armas nucleares, hj os EUA imploram pra Europa de rearmar até os dentes também. no resto seu comentário tá tudo certo, quanto ao Japão, eu não confio que eles não tenham armas nucleares, passaram anos chamando suas armas de tudo que poderiam menos de armas para driblar a constituição, assim como suas forças armadas “não são forças armadas” kkkkk eles devem ter bombas pré fabricadas… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Não acredito que o Japão tenha armas nucleares, mas acredito que saibam como fazê-las.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

eles não devem ter mesmo, mas deve estar só desmontada mesmo.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

Que por sinal, acho o mesmo do Brasil. abraços

teropode
Visitante

Tipo assim , sabem fazer um bolo mas não possuem trigo , ovos, sal , fermento , batedeira e forno , no momento basta ligar pra confeitaria .Deve estar neste nipe.

Alison Lene
Visitante
Alison Lene

Só uma observação: Ter conhecimento de tecnologia da bomba atomica é bem diferente de saber miniaturizar pra por num missel…

teropode
Visitante

Vc certamente desconhece as nuances de uma ALIANÇA militar e pelo jeito também não entendeu o texto e muito menos o posicionamento da China , Leia novamente e vai perceber que ter um Japão sem dentes deixa a China tranquila , bem mais tranquila . esferas tem lados ?

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Ahhh sim, certamente a independência bélica inglesa, francesa, alemã, italiana, espanhola e israelense transformaram todos em inimigos… só que não! Claro que existem discordâncias mas inimigos, menos, muito menos, dor de cotovelo de quem precisa achar um inimigo!

Sergio Cozini
Visitante
Sergio Cozini

A unica forma de defender os interesses dos EUA na região é fortificar os aliados…. porem o tiro pode sair pela culatra daqui a alguns anos – vimos isso no Afeganistão e Iran…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Comprar umas das maiores democracias modernas, o Japão com Irã e Afeganistão mostra seu nivel de intelectual

Sergio Cozini
Visitante
Sergio Cozini

Medir meu nível intelectual por uma frase demonstra o seu nível burrice.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Segundo os chineses só eles podem ter armas e uma força de projeção de poder no pacifico. é a mesma logica dos traficantes. só eles podem ter os fuzis. Para a china, manter o equilíbrio militar no pacifico é: todos juntos tem que ser mais fracos do que eu. A China reclama, reclama, reclama e faz a mesma coisa que ta reclamando… é bem chato isso… A questão do japão se rearmar não é uma polemica tão grande quanto afirmam. Já estão em um processo para mudar a constituição exatamente para isso e querendo ou não essa medida Japonesa é… Read more »

Rogério Loureiro
Visitante
Rogério Loureiro

De quem o amigo fala?
China ou EUA?

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

No momento a china que está reclamando. mas o texto vale para “os 3 grandes” EUA, China e Russia. eles sempre “choram” por qualquer coisinha.

Rogério Loureiro
Visitante
Rogério Loureiro

Putz concordo em 10000000%

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

2

Sandro
Visitante
Sandro

A china falar em corrida armamentista e até piada!

Celso
Visitante
Celso

Perfeito. Os chinas reclamando daquilo que ninguém ainda fez….mas eles estão lá fazendo mais armas e mais armas como se faz bicicletas…o resto e mimimi

Sergio Cozini
Visitante
Sergio Cozini

Ah… falei tempos atrás sobre o PHM Atlântico ser convertido para receber Harries e F-35… o Kaga também é um porta Helicoptero e será…. Sei não em, MB está acostumada a ter porta aviões, o Minas gerais e depois o São Paulo… quatro F-35 e um avião de alerta antecipado já tornaria o Atlântico em uma arma aérea.

Alisson Speranza
Visitante
Alisson Speranza

A diferenca meu amigo, que o atlantico foi feito exclusivamente como porta helicopteros, o izumo foi projetado ja pensando em uma modificacao para porta avioes no futuro, o conves e mais reforcado, o tamanho e diferente, esta mais facil de se fazer uma adaptacao para a rampa (msm o f-35 de decolagem vertical precisa de uma pista curta) imagino q futuramente iremos ter um verdadeiro porta avioes, mas temos coisas mais importantes do q meio de projecao de poder, estamos quase sem forcas de superficie, como fragatas e corvetas.

Dalton
Visitante
Dalton

Os dois navios da classe “Izumo” não são meros porta helicópteros como a US Navy uma vez teve a classe “Iwo Jima” construídos na década de 1960. . Os “Izumos” são navios bem maiores, mais capazes e ao contrário de um porta helicópteros clássico, como o “Atlântico” são velozes. . O “Atlântico” quando nas mão da Royal Navy nunca embarcou “Harriers”… havia especificação de que até 20 poderiam ser transportados, decolariam com uma quantidade mínima de combustível para operar a partir de outro lugar, mas, operar de forma orgânica não consiste apenas decolar e pousar algumas poucas vezes com pouca… Read more »

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Não da pra fazer isso no Atlântico. já foi debatido isso varias vezes. Pegando de um comentário que fiz em um post passado: “Não, não seriam algumas obras, teria que ser refeito todo o reforço estrutural do convés que não é adaptado para aeronaves de asa fixa. seria uma reestruturação completa, inclusive a troca de elevadores (se não me engano) para operar o Harrier que É uma aeronave antiga defasada e que esta com a cadeia de suprimentos fechando e sendo aposentada por todas as forças que operam ela. Custo alto e beneficio zero. E não da pra usar as… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Poucas coisas na vida são passíveis da afirmação “não da pra fazer isso” e operar asa fixa no Ocean não é um desses casos. Com cuspe e com jeito não existe buraco estreito!
Os chineses pegaram aquele tétano flutuante e fizeram um porta-aviões!
Agora, quanto a SER VIÁVEL, aí a história é outra. Não é viável DE MODO ALGUM fazer do Ocean um porta-harrier da vida. Não por conta do harrier, esse foi produzido até 2003, o problema mesmo é que os custos seriam maiores do que os benefícios.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Pensam que sabem e nada. A RN não o fez para ser barato, mas para ser, o que é, um porta-helicopteros, pois para os asa fixa, a RN tinha porta aviões ligeiros. A RN quando precisa de algo, constroi.

Merlin
Visitante
Merlin

Pessoal.
Reencontrei este video que mostra a decolagem de um Harrier AV-8B do USS Kearsarge (LHD3): https://www.youtube.com/watch?v=QG_bgVvXtsk
O comprimento e largura do USS Kearsarge é de 257m e 32 m.
Do Atlântico é de 201m e 35m.
Mas primeiro é um navio de assalto anfíbio de classe WASP, aonde todas as embarcações têm capacidade de aterrissagem vertical (VTOL).

Dalton
Visitante
Dalton

Merlin…sem querer ser muito chato, mas, a largura de 32 metros é a da linha da água e não do convés de voo que estando os 2 elevadores na altura
do convés ultrapassa os 42 metros.
.
O maior comprimento permite que à aeronave seja posicionada bem na retaguarda permitindo uma maior corrida e assim uma decolagem com mais carga e uma porção da parte traseira do convés é preparada para pouso e tem sido reforçada, inclusive abaixo do convés, a medida que os navios entram em manutenção para permitir a transição para o F-35B.

Merlin
Visitante
Merlin

Se dúvida Dalton. Especifiquei a medida dos dois apenas para atiçar o comparativo.
Não existe a menor possibilidade do Atlântico receber qualquer tipo de aeronave VTOL, com dá a entender a última frase do meu contário.
Referente ao comprimento, dá para notar que o Harrier está no limite de uso da pista, ou seja, lá no fim da embarcação se compararmos com fotos do USS Kearsarge.
Algo que achei legal é a embarcação ter uma página mostrando algumas rotinas e trabalhos desconhecidos no meio civil. Segue o link para quem se interessar: https://pt-br.facebook.com/Kearsarge/

Sergio Cozini
Visitante
Sergio Cozini

Galera… faltou eu apanhar aqui né… rs..
Apenas sonho… Seria uma arma completa nas mãos da MB. Hoje vejo o Atlântico sem muita dinâmica para uma arma de guerra, consigo ve-lo apenas como navio de patrulha e operações de salvamento e apoio.

Enfim… concordo com tudo que foi dito… não é pronto!!!

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

O Brasil não consegue manter nem um esquadrão (12) de A-4 Skyhawk, como é que vai bancar F-35B?

Dalton
Visitante
Dalton

E o que o Japão fará ? Atacará Pearl Harbor novamente, invadirá as Filipinas, retomará a Coreia ? O Japão não pode ir muito além do que já tem pois os recursos são limitados e ainda tem que lidar com os custos para manter o que já tem. . Em 1941, quando navios eram relativamente baratos, a marinha japonesa era maior que a Frota do Pacífico dos EUA, mas, isso era por conta de tratados que limitavam a construção naval, pois tão logo os tratados foram esquecidos a maior capacidade americana se impôs e enquanto os EUA encomendaram 11 grandes… Read more »

Gabriel Ferraz
Visitante
Gabriel Ferraz

Creio que isso seja pura mídia americana pra tentar mostrar ao mundo que eles são neutros e justos em relação a expansão armamentista do bloco aliado americano ,mais a gente sabe que por trás da cortina os EUA querem é que o Japão se arme até os dentes. Não tentando fazer uma bomba atômica tá tudo certo com o tio sam.

Sagaz
Visitante
Sagaz

EUA projetam poder através de força própria e aliada. A China com seu bilhão e tantos tenta projetar força exclusivamente através de si e economicamente dependente de seus “opositores”. É o país que passou com um tanque de guerra sobre um jovem seu, imagina o que pensam para o mundo.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Não irei dizer que a Marinha Japonesa pode voltar a ser oque a IJN um dia foi, mas acredito que eles tenham capacidade para ficar próximo ao padrão da Royal Navy.

Dalton
Visitante
Dalton

Victor…a Royal Navy tem que investir em submarinos de propulsão nuclear e a futura classe “Dreadnought” irá consumir muitos recursos daí a impossibilidade de se ter mais do que 19 principais combatentes de superfície. . Se o Japão fosse investir em tais plataformas, muito provavelmente teria que abrir mão de muitas outras, mas, agindo assim, a marinha japonesa consegue ser até melhor que a Royal Navy em outras áreas. . Os 2 grandes NAes da classe Queen Elizabeth, por exemplo, ocupam o lugar que já foi de 3 NAes leves da classe Invincible, um LPH, o Ocean e mesmo um… Read more »

Mercenário
Visitante
Mercenário

Dalton,

Nunca esqueça que os britânicos operam também 3 classe “Bay”, pela RFA. A força anfíbia não se limita aos classe “Albion”.

O fato de um dos LPD ficar hibernando enquanto o outro fica ativo decorre mais da falta de pessoal do que de outras questões.

Dalton
Visitante
Dalton

E não esqueça que originalmente eram 4 “Bay” mas um teve que ser dispensado e acabou sendo adquirido pela Austrália e os 2 NAes, que espera-se um ao menos estará disponível, não necessariamente em algum “teatro de operações”, mas, ao menos em casa de prontidão, terão portanto que suprir espaços, não o ideal, mas, é o que se poderá fazer. . E pelo que eu li, o “LPD” inativo não é apenas por falta de´pessoal e sim a necessidade de ficar com eles pelo maior tempo possível, pois não há a curto prazo substitutos e essa doutrina permite uma economia… Read more »

Mercenário
Visitante
Mercenário

Falta de pessoal é o principal motivo. Os NAes (ainda que os dois não operem ao mesmo tempo) demandam mais pessoal do que o planejado, segundo divulgado. A substituição dos Albion está planejada para a década de 30.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Não, não é. Lê revistas militares crediveis e verás que não é.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

A Marinha Japonesa, para seus objetivos, é vastamente superior à britânica, que tem objetivos bastante distintos. O Japão não tem intenções de projetar poder no resto do mundo, claramente a questão deles é evitar que outrem projete poder lá nas suas bandas.

Señor batata
Visitante
Señor batata

Dalton o senhor não acha q a china toma tal medida em especial pelo valor simbólico que tal ato tem? Se somar o caso izumo, mais o renascimento dos fuzileiros navais japoneses e outros atos q me fogem à memória. Temos uma guinada na maneira com q o Japão encara a guerra.
P.S: concordo plenamente que o Japão não têm capacidade expedicionária de atacar outros países da região como em tempos passados, mas acho q a questão para a China é evitar q ele desenvolva.
Tchau e abraços.

Dalton
Visitante
Dalton

Na minha opinião, uma marinha japonesa mais forte acaba fortalecendo os EUA, na visão chinesa, por conta do forte ele entre as duas nações, ao menos
é o que se tem hoje.
abs

Señor batata
Visitante
Señor batata

Dalton o senhor não cree que a própria relação China/Japão tem já peso na crítica da China. Afinal ambos tem um histórico difícil e ainda hoje temos a questão das ilhas senkaku. O Japão hoje pode não ter capacidade de enfrentar a China sozinho mas quem sabe com mais algumas décadas se fortalecendo ele não posso enfrentar a China em situações específicas.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Japão é a 3ª maior economia do mundo, mesmo sendo um país minúsculo, se investirem passam a França, Alemanha, UK e Rússia fácil.

Señor batata
Visitante
Señor batata

Boa noite smokingsnake. Realmente o Japão tem uma economia de respeito, mas ele não precisa ultrapassar essas forças citadas, ele pode apenas investir em meios q deixem seus inimigos em xeque, por exemplo das ilhas senkaku, dificilmente haveria um conflito total entre os envolvidos, com grande probabilidade de haver batalhas restritas a região e dai vale uma análise de q meios realmente seriam viáveis nessa situação. O ponto q eu vejo como mais interessante é q talvez o Japão comece um longo caminho de mudança no pêndulo militar. Afinal a tendência de países pode ser observada por longos períodos. Quem… Read more »

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Pois, mas existe a UE, e a Alemanha pertence á UE e Nato, e é a 4ª Maior economia do Mundo, o UK pertence(ainda) á UE e Nato, e é a 5º maior economia do Mundo, e a França pertence á UE e Nato e é a 6ª maior economia do Mundo, além que França e UK, juntamente com Rússia, USA e China, são os unicos países do Mundo que pertencem ao conselho de segurança da ONU, os únicos países do Mundo com direito de veto na ONU.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Que orgulho tu tens da US Navy, mas tu é Brasileiro ou Norte Americano?
Chegas a ter mais orgulho que os próprios USA.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Só vai servir de alvo para os chineses.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Todo mundo discutindo numa boa e argumentando, mas sempre tem o cara que não tem muita notação vir falar do que não sabe.

Bardini
Visitante
Bardini

Não alimente os trolls…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

É apenas para deixar bem claro o desperdício de tempo e recurso pelos japoneses na inútil tentativa de barrar o poderio chinês.

Dalton
Visitante
Dalton

Sozinho, sim…mas…aliado aos EUA, se tem algo bem mais significativo
e o Japão além da China tem a Rússia e a Coreia do Norte como vizinhos e alvos de atenção.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Caia na realidade.
Bastou o disparo de um pequeno míssil norte-coreano sobre o território japonês que o País quase desabou.
Além do mais, sob todos os aspectos possíveis (político, econômico, militar e etc) não seria nada interessante um conflito do Japão com a China.
Para o Japão, é claro.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

“pequeno míssil norte-coreano”

O Pequeno míssil era um ICBM que ninguém sabia se estava armado ou não e que voou sobre uma região povoada.

Realmente você apela do bom senso das pessoas

Dalton
Visitante
Dalton

Natural que um país como o Japão que foi bombardeado durante uma guerra não tenha boas recordações, mas, dizer que quase “desabou” por conta do míssil coreano é um claro exagero se não um insulto.
.
O Japão não tem a menor intenção de atacar a China e suas forças armadas e também uma aliança com os EUA servem principalmente como dissuasão ou seja, podem evitar um conflito ou um escalonamento do mesmo.
.

TJLopes
Visitante
TJLopes

Vocês deviam de parar de perder tempo argumentando com esse cara.

Flanker
Visitante
Flanker

Dalton e outros colegas, nem percam tempo com esse daí…..discussões e tentativas de explicar o mais básico, são infrutíferas. Para ele, basta ser chinês ou russo para ser o suprassumo, o melhor, o the best, como ele chama….portanto, deixem falando sozinho….é um coitado que precisa de atenção…..

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Certo, as bases dos Amis no Japão ?

Kkkk

YOO SUNG CHOI
Visitante
YOO SUNG CHOI

Seu retardo é impressionante.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Causa preocupação kkkkkkkk o único preocupado aí é a China, cara de pau, quem começou essa corrida armamentista foi própria China, inclusive a anos começou a invadir os espaço aéreo do Japão, reclamar com voz grossa umas ilhas, aí agora a Marinha Japonesa tá crescendo e mostrando os músculos, até recriaram seus fuzileiros navais, e querem reclamar do Japão, outros países que não gostam de ver um Japão aumentando ainda mais seu poder militar são os Coreanos, junto resto do resto do Sudeste asiático, normal pq os Japoneses foram mais cruéis que os nazistas, mas esses outros países não falaram… Read more »

jucleidiane jucleidetti
Visitante
jucleidiane jucleidetti

O brasil tem colar nesses caras, EUA, Japão, Coréia do Sul, Israel e Inglaterra… Olha pra você ver, em outra matéria que mostra os navios de Israel, as novas corvetas, de 1900T, são tão bem armadas e se não são mais armadas do que as nossas fragatas… as corvetas israelitas terão 16 lançadores de misseis antinavio, aqui se tiver 4 é um milagre… em uma fragata!!! uma fragata cara!!!… ce ta o loko Brasil tem que começar a pensar grande e se impior no atlântico sul, aumentar a área economica oceãnica, se não, outro país fara isso e ira crescer… Read more »

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Acorda, era só um sonho. Mas longe da realidade.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

É mais do que urgente que o Japão transforme seus 2 porta-helicópteros classe Izumo em porta-aviões e va mais alem, construindo o outro LPD Ōsumi que necessita.

E talvez o Japão tenha que construir 02 porta-aviões natos, maiores e com mais aeronaves e fazer frente a ameaça armamentista chinesa.

Alem disso, o Japão salvo engano tem 08 cruzadores, 08 destroyer mas precisa melhorar e aumentar o numero de fragatas e corvetas que alem de poucas sao bem antigas.

YOO SUNG CHOI
Visitante
YOO SUNG CHOI

Realmente é uma questão de business.
Se a China pudesse, ela mesma venderia um porta-aviões para o Japão.
Dinheiro manda senhores.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

kkkkkkkkkk as vezes o individuo está louco nas drogas

2Hard4U
Visitante
2Hard4U

Não venderia NUNCA por dinheiro algum.

Gil U
Visitante
Gil U

“Yang ressaltou que se o Japão voltar a se tornar uma grande potência militar, os países e regiões vizinhos definitivamente se preocuparão”, quer dizer que a China pode se armar ate os dentes que os vizinhos estarão tranquilos ? O Japão tem um histórico ruim dado sua postura na 2º Guerra Mundial, mas isso é passado, ele não pode ficar indiferente enquanto a China se prepara para a guerra.

Merlin
Visitante
Merlin

Gil.
Para a China, o Japão tem um histórico ruim desde meados de 1600 DC, quando este tentou conquistar a China, através do mais famoso regente japonês conhecido como Toyotomi Hideyoshi. Invasão esta que ficou conhecida como Guerra Imjin. De lá para cá existiram outros conflitos diretos e outros indiretos, como pirataria em rotas de comércio, etc.

Merlin
Visitante
Merlin

E concordo. Os chineses plantam a semente do “pânico” ao relativo crescimento japonês, sem levar em consideração seu próprio crescimento.
Chega a ser irônico, mas com certeza proposital.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

A verdade é que a china é traumatizada por invasões japonesas entao se borra de medo de um Japão militarizado.

Pedro
Visitante
Pedro

Que a China vá lamber sabão! Assim como eles, o Japão pode ter as armas que quiser para sua soberania. Ah e diferente da China, o Japão nos últimos 120 anos não tem nenhum fiasco militar na sua historia, diferente da China! Diferente da China Comunista, o Japão tem um forte tradição naval, econômica, tecnológica e militar. O Japão eh para a China o que a Suíça era para a Alemanha no seculo XX.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

O que seria a derrota esmagadora para a URSS em 1939?
O que seria o ‘esmagamento’ para os americanos em 1941-1945?
O que seria a nova surra para URSS em 1945?

teropode
Visitante

Besteira , só eles querem correr , o adversário tem que ficar sentado e quietinho , só falta sugerirem um estatuto de desarmamento para seus vizinhos 🤔, este discurso carregado de hipocrisia tem como finalidade colocar medo nos paísecos vizinhos que sofr3ram agressão do Japão. É interessante observar que alguns são razão a desconfiança contra o Japão e por outro lado não aceitam que pelo mesmo motivo toda Europa oriental odeia ou não confia nos russos , seletividade em alta.

Doug385
Visitante

Os chinas estão construindo navio feito pão e estão agora preocupados com uma possível corrida armamentista na região? Ora, ora, ora, façam me o favor!

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

É o famoso ditado: ‘Manda quem pode. Obedece quem tem juízo’.
Espero que os japoneses tenham juízo.

Celso
Visitante
Celso

A tá ….O Adolpho podia, os aliados é que não tinham juízo…..

carvalho2008
Membro
Famed Member
carvalho2008

A corrida nunca acaba….se Japão começar a correr atras do atraso….a China em vez de fabricar navio feito pão, terá de fabricar navio feito biscoito…

Esteves
Visitante
Esteves

A mesma situação das populações que elegem os governos. Assim como os alemães não querem mais saber de guerra, 2/3 dos japoneses também não.
Sejam quais forem os motivos.

Mas na China…

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Afinal é um porta-aviões ou porta helicópteros ou ambos?

Chevalier
Visitante
Chevalier

O que causa preocupação no mundo é a China comunista, isso sim, com seus campos de refugiados, seus escravos, seus prisioneiros sendo mortos para vender órgãos, sua perseguição religiosa e seu imperador louco.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O Trieste que me perdoe mas esse Izumo é de lascivar!
(Eu sei que os navios não tem propostas exatamente idênticas!)

Diogo
Visitante
Diogo

Se a analise for feita no contexto atual é muito contraditório a China dizer algo sobre a intenção de expansão bélica do Japão… é a velha história do macaco que olha para o rabo do outro e esquece de olhar o seu. Agora, se olharmos pelo contexto histórico a China tem sim com o que se preocupar, o Japão causou muitos danos a esse país no início até a metade do XX.

Dalton
Visitante
Dalton

A situação era completamente diferente…os chineses nacionalistas e comunistas lutavam entre si muitas vezes esquecendo o inimigo que deveria ser comum, o Japão, que também era dono da Coreia além de outros territórios ultramarinos.
.
A China de hoje não é mais a China de 1930 e o Japão nunca mais será o
Japão que foi em 1930.
.

Diogo
Visitante
Diogo

Por isso que há duas linhas de raciocínio, uma atual e outra histórica. No meu ponto de vista e analisando pelo contexto histórico não é nenhum absurdo os chinecas declararem certa preocupação…

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Se a China não quer preocupações com Japão é só deixar de ameaça-lo que ele cumprirá a constituição dele. Agora a China vem toda assanhada e quer achar que o Japão à exemplo de Camboja e Vietnã vai ficar na dele. Ae é pedir demais neh? Que venham os F-35 equipar os porta-helicópteros da classe Izumo.

JOSEMAR SILVA DOS SANTOS
Visitante

Vixiii !! OS JAPAS estavam quietos!!

cesar silva
Visitante

acho que a corrida armamentista já ta ocorrendo graças e culpa da china o medo da china e que o japão mais forte limita e muito as ações deles. e quanto essa historia sobre a segunda guerra parece que ninguém ta preocupado com a alemanha, por que só com o japão?

Dalton
Visitante
Dalton

A situação atual é muito diferente da que havia na década de 1930, quando os chineses lutavam entre si, nacionalistas e comunistas, muitas vezes esquecendo o inimigo que deveria ser comum, o Japão, que também era dono da Coreia e de outros territórios ultramarinos.
.
A China nunca mais será a que foi na década de 1930 e o Japão também nunca mais será o mesmo que foi naquele período.

Bosco
Visitante
Bosco

A China faz um destróier por mês e testa um míssil por quinzena mas é o Japão que preocupa a extrema imprensa.
Essa que “especialistas” chineses acham que tal coisa pode desencadear uma corrida armamentista devem ser uns imbecis incapazes de olhar o próprio umbigo.
Infelizmente os chineses não combinaram com o Japão e o Japão não está obrigado a seguir a cartilha que obriga todos a se curvarem ao monarca Xi Jinping Pong.
*Não dou 3 anos para os Japão anunciar que já tem pelo menos 50 ogivas nucleares operacionais.

Munhoz
Visitante
Munhoz

A China é que vai ter um número igual de ogivas a dos EUA e Rússia!

Eles temem o Japão porque é um povo muito organizado assim como os alemães, e isto no campo militar assusta um pouco!

Já li relatos de comportamento de tropas alemãs em operação de paz comparada à de outros países europeus, e sua organização assusta um pouco!

sub urbano
Visitante
sub urbano

Um movimento atrevido por parte do Japão. A China precisa dar uma resposta enérgica antes que os aborígenes nipônicos causem outro conflito no pacífico.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Fake do xings!

francisco Farias
Visitante
francisco Farias

Os USA , como sempre, estão preparando uma nação para usá-la em seus interesses.
Vão armar o Japão para brigar com a China. Na segunda guerra como estavam em guerra com o Japão, os USA ficaram do lado dos chineses.

Dalton
Visitante
Dalton

O Japão entrou em guerra contra a China antes mesmo de entrar em guerra contra os EUA e os chineses estavam divididos entre nacionalistas e comunistas, ou seja, muitas vezes guerreavam entre si, ao invés de combater o Japão que aproveitou-se disso.

Esteves
Visitante
Esteves

Pode ser diferente. 1/3 dos japoneses apóiam mudar a constituição. Outro terço não. Os que sobram querem tocar a vida. O Japão tem problemas históricos com Rússia, China e a atual Coréia do Norte. Problemas que existiam antes da segunda guerra. A corda está cada vez mais tensa. É um cabo de guerra. Então quem esta atraindo quem para aquela região? O Japão exporta tecnologia. O que será do Japão nos anos 2050 quando Índia e China forem as maiores economias do mundo? Como a ilha de 130 milhões de habitantes irá enfrentar mercados de bilhões de habitantes? Mercados que… Read more »

Wellington Rossi Kramer
Visitante

Postagem idiota. Por questões geográficas o mais interessado em defender-se alí é o Japão, não os E.U.A.

Renan Lima Rodrigues
Visitante
Renan Lima Rodrigues

Sem ser xenófobico, mas dane-se a China, que o Japão volte a ter uma Marinha decente como antigamente. Estou na torcida que o futuro porta aviões seja batizado de Shoukaku, Zuikaku,Taihou ou Shinano. Se não fosse pela Rengo Kantai e Kido Butai eu não teria aprendido nada sobre história naval, uma pena ver o Japão moderno não ter CVs e CAGs (Cruzador pesado Aegis,como o ex-Kirov). A China é uma piada pronta, fica preocupada que os nipônicos se levantem com tudo novamente, os 750 navios chineses são de enfeite? Puro egocentrismo não deixar outras nações ficarem melhores em segurança, isso… Read more »

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Ahahahaha a China falar de corrida armamentista, soa à piada! O Trump entrou nesse porta-helis e perguntou: só isso?

Marcelo R
Visitante
Marcelo R

78 anos apos o ataque dos japoneses a base de Pearl Harbor no Hawaii. O presidente Trump joga uma pá de cal sobre todosos corpos dos combatentes americanos que morreram nesta guerra e visita o KAGA. A Historia parece que esta sendo jogada no lixo e tudo o que foi feito antes é agora ignorado……..O ataque a Pearl Harbor em 1941, foi uma operação aeronaval de ataque SURPRESA às forças navais americans no Hawaii e à base americana de Pearl …. Os porta-aviões japoneses utilizados no ataque foram: Akagi, Hiryu, —>Kaga <—-, Shokaku, Soryu e Zuikaku. ironia da vida e… Read more »

Roger
Visitante

Sinto lhe informar, mas o Kaga da segunda Guerra não é o mesmo Kaga de hoje (assim como os militares japoneses não são os mesmos :p)… E a marinha do Japão tem uma tradição de nomear seus navios com nomes de cidades japonesas e adivinhe, Kaga é uma cidade japonesa!!! OMG Então os japoneses deveriam mudar os nomes das cidades e dos navios? Brilhante!!! Ah, e só pra te lembrar que EUA e Japão são aliados, ok? Se países fossem depender da história na tomada de decisões, inimigos continuariam sendo sempre inimigos e aliados sempre aliados… Não defendo a KAGAda… Read more »

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Marcelo R, teu comentário tá sofrível, eu não sei se rio ou sinto pena, tá fora de contexto, tá fazendo juízo de valor equivoco, EUA e a Alemanha depois da 2GM fizeram uma aliança militar, sendo que a aliança era contra a URSS que tinha sido aliada dos EUA na 2GM, disso vc não fala, aliados mudam, contextos também. os combatentes mortos na 2GM mundial devem estar muito felizes por verem que seu país continua a perceber e combater seus inimigos antes de a guerra começar, país pelo qual eles deram as vidas.

Elton
Visitante
Elton

Apesar de tudo, a possibilidade de os japoneses voltarem a ter a capacidade naval ofensiva dos tempos da IJN ainda assusta os chineses que sabem que individualmente seus pilotos, marinheiros e almirantes não são páreo para os militares japoneses já que a meritocracia no sistema chinês não existe e o que vale e ter um padrinho no partido.

mattos
Visitante
mattos

Os japoneses tem o direito de ter o que quiser. Esses chineses são uns hipócritas folgados que vem aumentando o tamanho da sua armada de modo desproporcional. Portanto os verdadeiros provocadores de conflitos são os chinas.

Esteves
Visitante
Esteves

“No período Kamakura, os japoneses sofreram invasões do Império Mongol, junto com o Reino de Goryeo (Coréia). No entanto, os mongóis e coreanos falharam nas ofensivas contra o arquipélago, resultando na vitória do Japão. Durante o século 16, durante o período Muromachi, samurais e piratas atacaram navios nas costas da China e Coréia. Em 1592 e 1598, Toyotomi Hideyoshi, que unificou a nação, ordenou aos daimyos, a conquista da China por meio da Coréia. Enquanto isso, Rei Seonjo alertou a China sobre a invasão. Posteriormente, o Japão completou a ocupação da península coreana em três meses. Com a guerra estagnada… Read more »

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Japão vai perder o poder que tem sobre aquela região, porém a China sabe que Japão não é Taiwan…. Japão precisa de crianças, e continuar se desenvolvendo tecnologicamente, e usar a mão de obra Chinesa, acredito e espero que uma guerra seja desnecessária, se houver uma guerra a culpa é da China.

abrahamyamato
Visitante
abrahamyamato

Chora china

Wagner
Visitante
Wagner

O Presidente americano visitando o KAGA !!!

Quanta ironia…

Wagner
Visitante
Wagner

Será que o próximo da classe será o AKAGI ????

Dalton
Visitante
Dalton

Não necessariamente porque o “Akagi” foi construído como um cruzador de batalha e terminado como um NAe e o nome foi mantido e cruzadores de batalha eram chamados por nomes de vulcões e montanhas.
.
O “Kaga” foi iniciado como um encouraçado e terminado como um NAe, mas,
o nome original também foi mantido e encouraçados recebiam nomes de províncias.
.
Os atuais “Izumo” e “Kaga” ambos tem nomes de províncias, portanto,
seguiram uma regra de nomenclatura.
.
NAes da marinha imperial eram chamados de criaturas míticas, “Soryu” por exemplo, refere-se a um dragão, mas, atualmente estão sendo usados para submarinos.

Luis
Visitante
Luis

valentões só entendem a força, educação e argumentos lógicos são interpretados por boçais como os tiranos chineses como fraqueza. ao mesmo tempo em q desprezam a fraqueza, eles se vitimizam fingindo-se de ofendidos e sensíveis para tentar manipular a opinião pública ocidental lobotomizada pelo politicamente correto esquerdopata. quem não aprende a lição da guerra é quem é tolerante com ditadores com ambições expansionistas, como fez chamberlain, q não enfrentou o nazismo qdo este ainda não tinha força e poderia ser contido com menos esforço e muitas tragédias evitadas, cabendo depois a churchill tratar o mal como se deve. a japão… Read more »