Home Indústria de Defesa Marinha dos EUA compra mais sonoboias para enfrentar ameaça submarina chinesa

Marinha dos EUA compra mais sonoboias para enfrentar ameaça submarina chinesa

1942
6
Helicóptero MH-60R lançando sonoboia

NEWTOWN, Connecticut — A SSQ-53 (V) é uma série popular de sonoboias fabricada pela ERAPSCO (uma joint venture entre a Sparton e a Ultra Electronics) que possui diversas variantes, sendo a mais recente a SSQ-53G e a SSQ-53G ( GPS).

O SSQ-53G DIFAR é uma sonobóia do tamanho A da Marinha dos EUA que combina uma capacidade passiva omni direcional de banda larga e calibrada em uma única sonoboia multifuncional. Esta sonoboia DIFAR possui um recurso de GPS que requer a seleção de funções de comando para operação do GPS. (O GPS é inicialmente desativado por causa da entrada na água) É possível lançá-la de aeronaves de asa fixa ou rotativa ou pode ser lançada do convés de uma embarcação de superfície. A descida da sonoboia é estabilizada e desacelerada por paraquedas.

A SSQ-53G (GPS) DIFAR é uma sonoboia do tamanho A. É uma sonoboia direcional passiva com GPS feita especificamente para clientes internacionais usando o código ASCII NMEA. Além da diferença do GPS, é idêntica a uma 53G. Esta sonobóia é para clientes internacionais (fora dos EUA) que exigem capacidade de GPS.

A Marinha dos EUA comprou mais de meio milhão de sonoboias SSQ-53G em julho de 2019. Prevê-se que essa variante se torne uma das principais no mercado de sonoboias, juntamente com sua gêmea, a versão de exportação SSQ-53G (GPS). A necessidade dessa sonoboia está sendo alimentada pelo aumento da produção submarina chinesa e pela atividade de guerra submarina no Mar do Sul da China.

Sonoboias sendo instaladas em um P-3C Orion

 

Os diversos sensores, despistadores e armamentos presentes na Guerra Antissubmarino (ASW) moderna

FONTE: Forecast International

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
6 meses atrás

Com o crescimento da marinha chinesa eles tem mesmo que correr para não ficar para trás!

Francisco Herês
Francisco Herês
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

A China não dá nem pra saída, talvez daqui 100 anos eles estejam no nível dos EUA hoje.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Francisco Herês
6 meses atrás

Eu não diria 100 anos, os caras estão fabricando navios numa velocidade incrível, acho que só os americanos conseguem fazer igual mas no momento não o estão fazendo!

nonato
nonato
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Trump precisa cortar as asas do dragão.

Jonatan
Jonatan
Reply to  nonato
6 meses atrás

A China de fato se fortalece, mas na prática ainda estão atrás até dos coreanos em tecnologia naval de ponta! Muita coisa é cópia dos EUA, e seu funcionamento seria fácil de decifrar! Outro problema que enfrentarão é a manutenção de uma frota tão grande que deverá passar por reformas ao mesmo tempo praticamente, problema esse também enfrentado pela US Navy! Mas o EUA tem de correr e se manter na vanguarda, ou teremos que bater continência para Xi Jing Ping!

carvalho2008
carvalho2008
6 meses atrás

Quando estava pesquisando o uso de dirigiveis como meio de patrulha costeira e anti submarino, vi a época que as sonoboias custavam entre US$ 500,00 a US$ 5.000,00 a unidade.

Vocês tem uma idéia do preço destas?

Acho que já passou da hora de empregar drones aéreos fundidos em sonobóias como forma de reaproveitar o equipamento mais de uma vez.

Sai muito caro descartar estas sonoboias….